Skip to main content
Crypto Storm

Crypto Storm

By Money Times
O que é o Crypto Storm?

O Crypto Storm é um podcast produzido pela equipe de análise do Empiricus Crypto Alert em parceria com o Money Times. O intuito do conteúdo semanal é trazer notícias do mercado com a opinião de quem vive esse mercado todos os dias. Como o nome sugere, é uma tempestade de ideias contínuas e com insights valiosos sobre o mercado. O objetivo desse encontro semanal é falar do que aconteceu de importante e ir além daquilo que vai estar nos canais de notícias.
Listen on
Where to listen
Apple Podcasts Logo

Apple Podcasts

Breaker Logo

Breaker

Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Overcast Logo

Overcast

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

Crypto Storm #115: O que se pode esperar da regulamentação cripto neste ano?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva falam sobre assuntos que continuarão relevantes durante 2022: atuação do Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos), regulação do mercado cripto, além do desempenho deste e suas perspectivas. Os apresentadores começam falando sobre o desempenho do bitcoin (BTC) no início da semana, quando sua cotação ficou próxima de US$ 43 mil. Valter comenta que esse desempenho, provavelmente, poderia ser resultado de novos comunicados das “Big Techs” em relação a cripto. Meta, antigo Facebook, estaria desenvolvendo sua plataforma de tokens não fungíveis (NFTs), enquanto o Google poderá permitir compras com criptomoedas por meio de cartões pré-pagos. Empresas nativas do setor cripto, como a corretora Coinbase, também anunciaram novidades. A corretora cripto firmou uma parceria com a Mastercard para possibilitar a compra de NFTs de sua futura plataforma por meio de cartões da gigante de pagamentos. Em seguida, os apresentadores passam ao tópico ligado ao cenário econômico americano e, portanto, ao Federal Reserve e sua atuação. Valter explica que, com o aumento da inflação e da taxa de juros nos Estados Unidos, a tendência dos investidores é deixar ativos de alto risco de lado, e aderir a ativos de menor risco. Com isso, as criptomoedas são afetadas, ao menos no curto prazo. Ao relembrar a transição do analógico para o digital, que aconteceu ao longo das últimas décadas, Lucca faz a comparação com o mundo cripto, ao comentar que este parece estar em sua fase inicial, semelhante à época em que havia internet discada. Quanto ao atual estágio do mundo cripto, Narriman aponta que algumas pessoas ainda têm receio de adentrar esse mercado, embora já seja possível ver o potencial que este apresenta, por meio de algumas redes, como a Ethereum, que oferece diversos serviços financeiros de maneira transparente. Aperte agora o play para saber mais sobre os possíveis impactos da regulamentação do setor nos criptoativos e sobre os possíveis rumos do preço desses ativos. Envie comentários e sugestões para o Crypto Storm para ideiaspodcast@empiricus.com.br.
35:54
January 21, 2022
Crypto Storm #114: Quais são as perspectivas da indústria cripto para 2022?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva falam sobre perspectivas para o setor cripto e quais áreas têm grandes chances de crescimento em 2022. Os apresentadores começam falando sobre a atualização da Ethereum. A transição para a Ethereum 2.0 foi postergada no final do ano passado, e deverá acontecer em junho deste ano. Segundo Lucca, esta será a atualização mais complexa da rede, pois marcará uma transição entre protocolos de consenso, saindo do proof-of-work (PoW) e indo para proof-of-stake (PoS). Devido à alta complexidade dessa transição, a atualização poderá ser postergada novamente. Os apresentadores explicam algo que é, muitas vezes, entendido erroneamente em relação à Ethereum 2.0, que está ligado às taxas da rede. Lucca ressalta que a fusão para a Ethereum 2.0 não pretende abaixar as taxas de gás da rede, ao menos inicialmente. Em seguida, os apresentadores comentam a segunda perspectiva para 2022, ligada à guerra das soluções de escalabilidade. Afinal, quais serão as soluções que irão atrair mais projetos e usuários neste ano? Aperte agora o play para saber mais sobre essa e outras perspectivas do mundo cripto para 2022. Envie comentários e sugestões para o Crypto Storm para ideiaspodcast@empiricus.com.br.
46:41
January 16, 2022
Crypto Storm #113: Edição especial – Top 10 eventos mais importantes de cripto em 2021
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva fazem uma retrospectiva dos 10 principais eventos do mundo cripto em 2021. Aperte o play para saber mais sobre os eventos mais importantes que mexeram com a indústria cripto no ano passado. Envie comentários e sugestões para o Crypto Storm para ideiaspodcast@empiricus.com.br.
42:01
January 06, 2022
Crypto Storm #112: Os criptoativos poderão voltar a subir neste final de ano?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva iniciam comentando sobre a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) dos Estados Unidos, em que são tomadas decisões quanto à política monetária, ao controle inflacionário, além das perspectivas econômicas do país. Segundo Valter, pelo fato do mercado cripto ser global, este acaba respondendo também à maior economia do mundo, que é a dos Estados Unidos. Em seguida, o apresentador comenta que na reunião do FOMC foi acordado que o Federal Reserve (banco central americano) irá acelerar o tapering, ou seja, o governo irá reduzir mais a compra de ativos e de papéis do Tesouro americano, diminuindo a quantidade de dinheiro injetada na economia. A decisão feita na reunião do FOMC foi bem recebida tanto pelo mercado tradicional quanto pelo cripto, e fez com que as criptomoedas voltassem a subir. Na sequência, Narriman aponta que a decisão serviu como um acalanto para o desequilíbrio entre oferta e demanda devido à pandemia de coronavírus. Em relação à comparação entre moedas fiduciárias e criptomoedas, Lucca aponta que as primeiras deverão perder seu valor de compra ao longo do tempo, mesmo moedas consideradas fortes, como o dólar. Quanto a isso, Valter comenta que a taxa de juros no mercado tradicional estava preocupando o mercado cripto recentemente, pois uma subida muito forte e efetiva dos juros poderia levar a um “risk-off”, em que investidores retiram seu capital de ativos de risco. O fato de isso não ter acontecido cria expectativas para um ralí neste final de ano, visto que, em anos anteriores, a primeira quinzena de dezembro marcava um movimento mais ligado à queda no preço dos ativos, enquanto que a segunda quinzena indicava uma retomada dos investimentos. Será que essa retomada dos investimentos no final de 2021 poderá ser sustentada? Ou será necessário recorrer a outras formas de rendimento dos criptoativos, como o staking? Aperte o play para saber mais. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
31:51
December 19, 2021
Crypto Storm #111: Big Techs irão conduzir a ampla adesão de cripto no mundo?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti e Narriman Silva começam o podcast falando de empresas tradicionais do segmento da web que decidiram integrar serviços com blockchain e criptomoedas. O exemplo trazido por Lucca e Narriman é o Meta, antigo Facebook, que anunciou no final de outubro o desenvolvimento de seu próprio metaverso, que será baseado em blockchain. Apesar de a rede social criada por Mark Zuckerberg ser o maior exemplo dessa integração, esse movimento pode ser percebido em outras companhias, como o Twitter, que deseja integrar os tokens não fungíveis (NFTs) à sua plataforma. Em seguida, Narriman ressalta que o que antes era somente uma observação distante do mundo cripto por essas empresas tornou-se uma constatação do potencial que ele apresenta. Os apresentadores também comentam que, desde 2016, o Facebook tem tentado lançar a sua própria criptomoeda e sua carteira digital, “Novi”. Inicialmente chamada “Libra”, a moeda mudou de nome para “Diem”, mas ainda não chegou ao mercado, pois enfrenta altas barreiras regulatórias nos Estados Unidos. Embora a moeda da rede social tenha sido barrada no país, a carteira digital foi lançada, na metade de outubro, em um teste-piloto com a stablecoin Paxos (USDP). Nessa última semana, Meta aproveitou para lançar Novi também no WhatsApp, inicialmente acessível somente para alguns usuários nos Estados Unidos. Apesar de o lançamento da carteira ainda não ter acontecido no Brasil, Narriman e Lucca ressaltam que, devido ao amplo uso do WhatsApp em território nacional, quando esse momento chegar, será uma porta de entrada significativa ao mundo cripto, trazendo cada vez mais usuários para a  possibilidade de usar criptomoedas em pagamentos cotidianos. Com a crescente adesão de criptomoedas e stablecoins, o mundo cripto sai do pano de fundo, restrito àqueles que têm um extenso conhecimento sobre o assunto, e passa a ocupar um lugar de destaque, inclusive para as pessoas que não estão familiarizadas com o setor. Será que as grandes empresas de tecnologia serão as responsáveis por ampliar a adesão de cripto no mundo? O futuro mundo virtual do Meta será seguro o suficiente para seus usuários? Aperte o play agora para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
27:48
December 11, 2021
Crypto Storm #110: o aumento da inflação levará o mercado cripto a um novo ciclo de baixa?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva começam o episódio comentando sobre a renomeação de Jerome Powell ao Federal Reserve, nos Estados Unidos. Valter indica que a escolha por Powell foi uma decisão recebida com tranquilidade pela maior parte do mercado, por haver menor incerteza quanto ao futuro da economia americana. No entanto, um tópico que preocupa é a postura “hawkish”, esperada no novo mandato de Powell, ao invés da adoção de uma postura “dovish”. Como forma de contextualização, “hawkish” e “dovish” dizem respeito a posturas que autoridades monetárias podem adotar em relação ao mercado. Esses termos são derivados de “hawk” (falcão) e “dove” (pomba), e dizem respeito ao comportamento das aves. A primeira é uma ave de caça, enquanto a segunda é geralmente associada à ideia de paz. Com isso, a postura “hawkish” indica que a autoridade monetária de um país defende o aumento da taxa de juros, para ter um maior controle fiscal e da inflação. Já “dovish” indica a expectativa de redução da taxa de juros e uma política de expansão monetária. Os apresentadores comentam que a tendência de inflação acelerada tende a aumentar a taxa de juros, mas que, por outro lado, existe a perspectiva de investidores cripto, que veem os criptoativos como uma espécie de “porto seguro” contra o cenário de alta inflação. Em seguida, Lucca comenta que o mercado já está acostumado ao modo de operação de Powell e que isso poderá gerar menos incerteza, o que é relevante também para o mercado cripto. Na sequência, trazendo a perspectiva do mercado tradicional, Narriman indica que é esperado que Powell, mesmo em um cenário econômico diferente de seu mandato anterior, deverá manter alguns dos pilares e tentar reestruturar a economia aos poucos, pois uma mudança drástica poderia gerar um amplo efeito cascata, que afetaria cripto e a alavancagem de ativos digitais. Em seguida, os apresentadores falam das principais diferenças estruturais entre o mercado cripto de 2017 e o atual, levando em consideração a mudança do cenário econômico. Quanto a isso, Lucca aponta que, em 2017, havia diversas promessas no mundo cripto, sem necessariamente existir valor nos projetos de blockchains, criptomoedas, ofertas iniciais de moeda (ICOs). Sobre o cenário cripto atual, Lucca comenta que o mercado está mais maduro, com o crescimento da indústria e o surgimento das finanças descentralizadas (DeFi) no último ano. Desde 2020, o mercado cripto cresceu como nunca antes, movimento esse que também foi impulsionado pelos jogos em blockchain, como Axie Infinity (AXS), e pela maior integração com a Web 3.0. Escute agora o episódio desta semana para saber mais sobre o possível impacto da inflação ao mercado cripto. Mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
31:52
November 26, 2021
Crypto Storm #109: DAOs e a revolução proposta pela nova forma de “crowdfunding”
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Narriman Silva comentam eventos históricos da semana, relativos às organizações autônomas descentralizadas (DAOs, na sigla em inglês). Como forma de contextualizar o ouvinte e o leitor, Lucca explica que as DAOs são como empresas descentralizadas, em que tudo é definido e realizado pelo código estabelecido na organização. Além disso, as DAOs são usadas como modelo de coordenar recursos para determinado objetivo, como meio de reunir a colaboração humana de maneira descentralizada. Em seguida, os apresentadores comentam sobre a DAO que obteve destaque nesta semana: a ConstitutionDAO. A proposta dos organizadores dessa comunidade era arrecadar fundos para poder participar do leilão realizado pela Sotheby’s de uma cópia rara da Constituição dos Estados Unidos. Segundo Valter, a DAO estava angariando fundos na rede Ethereum para a participação no leilão. No entanto, após a finalização do leilão, ocorrido no dia 18 de novembro, a ConstitutionDAO não conseguiu adquirir a cópia, que foi vendida por US$ 43,2 milhões. Apesar de a organização ter perdido o leilão, o financiamento colaborativo (“crowdfunding”) de mais de US$ 30 milhões, feito pela comunidade em menos de uma semana, foi o maior já registrado, tanto em criptomoeda como em moeda fiduciária. Os apresentadores comentam que, apesar de não ser considerado uma oportunidade enquanto investimento, o atrativo da DAO era justamente oferecer a chance de participação em um evento histórico, como foi o leilão da cópia da Constituição americana. Na sequência, os apresentadores comentam como a descentralização poderá tornar as ações em plataformas resistentes à censura, a qual pode acontecer em sites e plataformas centralizadas com termos e condições próprias. Quanto a isso, Lucca comenta que plataformas de tokens não fungíveis (NFTs) descentralizadas podem tornar o trabalho de artistas mais livre e possibilita que estes tenham contato mais amplo e direto com seus fãs e com a comunidade. Os apresentadores lembram também de um outro caso recente: a venda do álbum do grupo musical Wu-Tang Clan, produzido pelos próprios membros, como um tipo de resposta ao modelo da indústria da música, em que grandes gravadoras ficavam com a maior parte do valor relativo à venda dos discos. Esse álbum do conjunto musical tinha somente uma cópia, que, ao longo dos anos, foi leiloada, mas acabou sendo adquirida pelo polêmico Martin Shkreli. No entanto, Shkreli foi preso e seus pertences, incluindo o álbum do Wu-Tang Clan, tiveram de ser vendidos para ajudar no pagamento das multas. Com isso, outra organização autônoma descentralizada, a PleasrDAO, arrecadou fundos para adquirir o álbum no leilão, o que de fato conseguiu. Após ter adquirido o álbum, a comunidade por trás da organização decidiu por um meio de distribuir o álbum para que mais pessoas pudessem ter acesso. Os apresentadores ressaltam que essa é a potência trazida pelo mundo cripto, pois estabelece um meio de conectar pessoas por meio de um código, no qual não é preciso confiar no indivíduo do outro lado, mas sim no código da rede. Por fim, Valter ressalta que, quanto mais pessoas usam cripto, mais o setor será consolidado, tanto em protocolos de pagamentos como em protocolos de Web 3.0 e contratos autônomos. Aperte o play para conferir mais sobre as DAOs, o mercado cripto e como a descentralização pode mudar o futuro do mundo tradicional. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
42:48
November 19, 2021
Crypto Storm #108: como o bitcoin pode ser uma proteção contra a crescente inflação?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti e Valter Alencar apresentam Narriman, a nova integrante da equipe de inteligência cripto da Empiricus e do podcast. Em seguida, os apresentadores introduzem o tema do episódio, que são os principais acontecimentos da semana no mundo cripto, que trouxe novas máximas históricas e correções, além do cenário macroeconômico de inflação e como isso influencia o bitcoin (BTC) e os investidores. Na sequência, Valter comenta sobre para onde vão os investimentos quando há uma alta inflacionária. Segundo ele, quando o dinheiro perde o valor, os investimentos podem migrar para os que são corrigidos de acordo com a inflação, como papéis do tesouro indexados ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ou a ativos, como imóveis ou ouro, ou ainda, como tem acontecido na última década, aos criptoativos, em especial o bitcoin. O apresentador lembra de grandes investidores, como Paul Tudor Jones, gestor de fundos de hedge, e Michael Saylor, CEO da MicroStrategy, que apostaram na maior criptomoeda do mundo como reserva de valor e proteção contra a inflação. Em seguida, Lucca complementa ressaltando que a principal diferença entre o ouro e o bitcoin está na forma de transacionar o ativo. Para o primeiro, é preciso ter o ativo físico e o processo para transacioná-lo irá despender muito esforço e dinheiro. Enquanto que, para o segundo, a transação pode ser feita a partir de um celular, de modo muito mais simples, com taxas não tão altas, e o ativo chegará ao destinatário dentro de um período de horas. Os apresentadores, na sequência, mencionam o cenário de inflação em grandes economias mundiais, como Estados Unidos e China, cujos dados mostram um cenário preocupante. De acordo com Valter, o Federal Reserve afirmou que está em “águas desconhecidas” no momento atual, em relação a empregos e demanda de abastecimento nos EUA. Nessa semana, após a divulgação de dados da inflação americana, o preço do bitcoin subiu, devido ao aumento da procura pela criptomoeda como reserva de valor. O BTC chegou a uma nova máxima histórica, atingindo US$ 69 mil por um breve período. Porém, momentos depois, o preço da moeda caiu, devido a liquidações de contratos. Neste momento, o BTC está sendo negociado a US$ 63.570. Lucca ressalta que o objetivo do bitcoin como proteção contra a inflação era uma das intenções do criador anônimo da moeda, Satoshi Nakamoto. Para o criador do BTC, as moedas deveriam ser independentes de um órgão centralizador, como banco central, a fim de serem protegidas contra a inflação. Os apresentadores comentam que as moedas fiduciárias podem ter data de validade. Isso impulsionaria as nações a adotarem criptomoedas, como é o caso de El Salvador, que aderiu ao bitcoin como moeda corrente, em 7 de setembro deste ano. Para Lucca, o modelo econômico baseado em moeda fiduciária é insustentável e seria necessário um novo modelo. Quanto a isso, o apresentador aponta que é exatamente esse ponto que os “bitcoiners” (defensores do bitcoin) defendem: a “hiperbitcoinização” do mundo. Aperte o play para saber mais sobre as hipóteses do futuro econômico e como o bitcoin pode ser uma maneira de proteção contra a inflação. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
40:59
November 12, 2021
Crypto Storm #107: metaversos, jogos em blockchain e a relação com a Web 3.0
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti e Valter Alencar comentam sobre os principais assuntos da semana: metaverso e jogos em blockchain. Os apresentadores começam falando sobre a grande recente mudança que rapidamente impulsionou o mercado cripto e de investimentos: o comunicado do Facebook sobre sua alteração de nome para Meta e o desenvolvimento de seu futuro metaverso. A inovação comunicada pela rede social e por seu fundador e CEO, Mark Zuckerberg, movimentou, de maneira veloz, demais empresas, que correram para anunciar seus novos fundos de investimento para o desenvolvimento de metaversos, jogos em blockchain e tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês). No período de uma semana, Solana Ventures, FTX, Lightspeed, Enjin e Sfermion comunicaram seus fundos de investimento milionários para impulsionar o desenvolvimento de seu próprio metaverso ou de startups ligadas a games em blockchain. Os apresentadores comentam o fato de a maior rede social do mundo ter questões polêmicas, no que diz respeito à privacidade e à liberação de dados de usuários para terceiros. Na sequência, Valter comenta que, antes de tratar propriamente do metaverso, é preciso olhar para a história da internet. Durante a fase conhecida como “Web 1.0”, que aconteceu por volta de 1995 até o início dos anos 2000, os usuários da internet não conseguiam interagir com os sites, somente realizar a leitura dos conteúdos disponibilizados neles. Já a “Web 2.0”, a atual fase, permite que serviços funcionem em cima de sites da internet, assim como acontece com o Facebook e o Twitter, fornecendo serviços para os usuários, que dão informações e demonstram seus interesses dentro da plataforma. As empresas, então, analisam esses dados para redirecionar conteúdos condizentes com os interesses dos usuários, a fim de que estes permaneçam por mais tempo na plataforma, dando continuidade a esse ciclo. Quanto a isso, Lucca relembra que essa proposta consolidada na Web 2.0 foi revolucionária para a publicidade, que pôde redirecionar seu foco para o interesse do usuário. Com isso, outras ferramentas puderam ser desenvolvidas para atrair o consumidor. No entanto, Valter ressalta uma preocupação trazida por esse modelo: quando há um serviço, como o Facebook, que centraliza esses dados, as informações ali presentes podem ser vendidas para terceiros sem a devida permissão dos usuários. Sobre esse tópico, Lucca aponta que, na Web 2.0, os usuários são a fonte do valor das plataformas. Aperte o play para conferir a edição desta semana, para saber mais como funciona o conceito de propriedade digital e sua aplicação na realidade, além das mudanças previstas com a ampliação da Web 3.0. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
35:56
November 05, 2021
Crypto Storm #106: o que aconteceu com os investimentos em protocolos cripto?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar falam sobre investimentos em protocolos cripto. Diferentemente do mundo das finanças tradicionais, em que existem diversas rodadas de arrecadação de investimentos, o mundo cripto apresenta uma mistura de opções, que podem ter origem no mercado de investimentos privado, mas também podem contar com o apoio da comunidade do protocolo. André Franco comenta dados da Dove Metrics que apontam comparações entre investimentos realizados no segundo e terceiro trimestres deste ano. De acordo com os dados apresentados, o principal setor que passou por um desaquecimento foi o de finanças descentralizadas (DeFi, na sigla em inglês). No segundo trimestre de 2021, DeFi tinha 35% dos investimentos do setor cripto, mas, no trimestre seguinte, essa porcentagem caiu para 25%. O apresentador ressalta que a diferença de investimentos foi destinada aos tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) e à área de infraestrutura cripto. Porém, Lucca indica que, apesar de a porcentagem de investimentos em DeFi ter diminuído, o volume presente no setor se manteve o mesmo. Ele relembra ainda o ciclo de 2017, no qual a disputa estava ligada ao menor preço e à maior velocidade. No entanto, atualmente, os usuários demonstram maior interesse pelas propostas que estão construindo maior valor, como DeFi, jogos em blockchain (como Axie Infinity ou Star Atlas), colecionáveis digitais, entre outros. Já Valter complementa o debate apontando para a interseccionalidade do setor cripto, visto que NFTs, por exemplo, podem ser usados como garantia, além de estarem integrados em jogos, e estes, por sua vez, fazem parte de plataformas de blockchain. O apresentador indica que isso está acontecendo, em boa parte, devido à entrada de capital novo, vindo de grandes empresas, como a Fantom, por exemplo. Em seguida, os apresentadores comentam sobre o papel polêmico da Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio (SEC) dos Estados Unidos, apontando que a postura da reguladora impede que investidores não institucionais participem de ganhos cripto, afirmando estar protegendo-os. Além disso, eles apontam como a postura de reguladoras americanas fazem parecer não que estão protegendo os investidores de varejo, mas, sim, que não gostam da indústria cripto. Aperte o play para conferir a edição desta semana, para saber como permanecem os investimentos em protocolos cripto e em outros setores da indústria, além de como a regulamentação americana pode interferir em cripto nos Estados Unidos e, consequentemente, no mundo. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
33:00
October 29, 2021
Crypto Storm #105: quais os fatores que levaram à nova máxima histórica do bitcoin?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar recebem Danilo Perotti, diretor comercial e sócio-fundador da Mercurius Crypto, e Orlando Telles, diretor de pesquisa da mesma empresa. Os apresentadores e os convidados comentam sobre alguns fatores que levaram à última queda do mercado cripto, e outros que foram responsáveis por comandar o mais recente ciclo de alta das moedas e de máxima histórica do bitcoin (BTC), que chegou a ultrapassar a marca dos US$ 66 mil nessa semana. Quanto à última queda das criptomoedas, Orlando Telles aponta que, para compreender esse evento, é preciso voltar ao ciclo de alta observado em 2020. Esse ciclo do ano passado foi marcado por diversas condições favoráveis ao mercado, mas bastaram alguns tuítes do Elon Musk – CEO da Tesla (TSLA; TSLA34) e as proibições na China, neste ano, para que a maior e mais antiga criptomoeda do mundo tivesse uma queda de quase 50%. No entanto, o diretor de pesquisa da Mercurius Crypto vê as proibições do país asiático como algo positivo no médio prazo, devido ao deslocamento da taxa de hashes, o que já está sendo observado, visto que os Estados Unidos agora representam 35% da taxa de hashes do BTC. Como fatores que impulsionaram a mais recente alta do bitcoin e de outras criptomoedas, Orlando comenta que a crescente infraestrutura do mercado cripto e a maior participação e interesse institucional nas moedas, juntamente com a aprovação da atualização Taproot, criaram um cenário favorável para o mercado. Porém, o convidado alerta para a próxima correção do bitcoin, que não deverá ser agradável, com chances de a criptomoeda ter uma alta porcentagem de correção. Na sequência, os apresentadores comentam o grande evento dessa semana: a listagem do primeiro fundo negociado em bolsa (ETF) de futuros de bitcoin dos Estados Unidos. O ETF que inaugurou o mercado americano é da ProShares e foi listado na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), na última terça-feira (19). Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
47:19
October 23, 2021
Crypto Storm #104: Satoshi Nakamoto poderá um dia ganhar o Prêmio Nobel?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar levantam hipóteses se Satoshi Nakamoto, o anônimo criador do bitcoin (BTC), poderia um dia ganhar algum prêmio de economia ou, ainda, um Prêmio Nobel. Em janeiro de 2009, Satoshi Nakamoto lançou a rede Bitcoin ao minerar o primeiro bloco do registro. Assim foi disponibilizada a primeira moeda digital e descentralizada do mundo. Quanto às chances de Nakamoto ganhar um prêmio por sua criação, os apresentadores debatem que a academia ainda precisa se mostrar mais aberta para ideias não tão tradicionais, como são as que geralmente recebem esses prêmios. Além disso, seria necessário uma mudança do que o bitcoin representa para a maioria da população, que não está tão familiarizada com a criptomoeda e com setor, de modo geral. Porém, o Prêmio Nobel seria um reconhecimento e uma forma de consolidar uma inovação já presente na sociedade ou estaria ligado a uma maneira de incentivar aquela novidade? Os apresentadores debatem ainda se seria necessário um evento economicamente ruim, mas que ressaltasse a importância de um ativo descentralizado, para que o criador do bitcoin fosse considerado para o Prêmio Nobel. Mas, estariam as nações adentrando o setor cripto cada vez mais? Nesta semana, um relatório da Bloomberg indicou que a SEC americana deverá aprovar seu primeiro ETF de futuro de bitcoin, enquanto o presidente russo Vladimir Putin sinalizou uma possível abertura a cripto, para reduzir a dependência da nação ao dólar. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande as suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br
35:04
October 15, 2021
Crypto Storm #103: mercado cripto se recupera, mas o que o futuro reserva para o setor?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, Lucca Benedetti e Valter Alencar comentam sobre ciclo de alta no mercado, a consequente recuperação do bitcoin (BTC), desvalorização das criptomoedas alternativas (“altcoins”) e o que o futuro reserva para o mercado cripto. Se por um lado, o preço do bitcoin mostrou sinais de recuperação nessa última semana, por outro, quase todas as altcoins apresentaram queda, e poucas mostraram leve estabilidade. Com relação a isso, Lucca e Valter alertam que é preciso estar atento para uma possível “migração” que detentores de altcoins podem fazer para a maior criptomoeda do mundo. Os apresentadores destacam, também, a relevância do blockchain e o potencial que ele apresenta, tanto para o futuro do mercado cripto quanto para o mercado tradicional. Um dos exemplos trazidos pelos apresentadores está relacionado com o mundo da música e a aproximação que plataformas de streaming em blockchain podem proporcionar para artistas e fãs, como é o caso da Audius (AUDIO). No entanto, as inovações não estão restritas aos blockchains. Uma outra área destacada por Lucca e Valter é a de finanças descentralizadas (DeFi), que promete revolucionar o modo como a sociedade interage com empresas intermediárias. Sendo assim, a recente recuperação do mercado cripto e da maior criptomoeda do mundo indicam aspectos aos quais os investidores precisam dedicar atenção, mas também apontam para uma maior disseminação das inovações tecnológicas e para um crescimento do interesse no setor cripto. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
28:08
October 09, 2021
Crypto Storm #102: staking do Axie Infinity e a importância das DeFi no mercado tradicional
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar comentam sobre staking do token nativo do Axie Infinity (AXS), tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) e a importância do setor de finanças descentralizadas (DeFi) no mercado tradicional. Axie Infinity é uma aplicação descentralizada (dapp, na sigla em inglês) de jogos com tokens não fungíveis (NFTs) no blockchain Ethereum. O token nativo do jogo é um token de governança, que permite a seus detentores modelar o futuro do videogame. Já os NFTs, com sua impressionante valorização, mostram que não estão restritos a plataformas de negociação. Esse tipo de token, que se tornou muito popular neste ano, também apresenta potencial para ser fracionado ou até mesmo chegar às organizações autônomas descentralizadas (DAOs, na sigla em inglês). Os especialistas também comentam sobre como a união do setor de gaming com os NFTs, no Axie Infinity, teve influência no mundo real, principalmente em países emergentes, como as Filipinas, em que cidadãos puderam obter fonte de renda a partir do jogo que despontou em pouco tempo. Além disso, André, Valter e Lucca também debatem sobre como as aplicações descentralizadas estão revolucionando o mundo financeiro tradicional e facilitando o acesso ao mundo cripto. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
33:10
October 01, 2021
Crypto Storm #101: Quais foram os fatores que impulsionaram a recente queda do mercado cripto?
No Crypto Storm de hoje, os especialistas André Franco, Valter Rebelo e Lucca Benedetti conversaram um pouco sobre as recentes quedas do Bitcoin, além do cenário mais amplo do mercado cripto. Eles explicaram um pouco sobre os motivos pelos quais estas oscilações estão ocorrendo, além de elucidar a situação da Evergrande, gigante chinesa do setor imobiliário que está em crise e vem tendo um impacto direto nas economias mundiais.
38:31
September 24, 2021
Crypto Storm #100: a importância das DAOs no crescimento de comunidades cripto
Nesta edição “100 frescura” e que “vai DAO que falar” do podcast Crypto Storm (também disponível em vídeo 👇), André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar falam sobre a importância das organizações autônomas descentralizadas (DAOs, na sigla em inglês). DAOs são um grupo de pessoas responsáveis pelo desenvolvimento e decisões de um projeto cripto, sem que haja um único comitê de desenvolvedores, e sim milhares — como Uniswap, Balancer, Aave e Metacartel. A colaboração descentralizada é bem democrática, pois usuários precisam apresentar o token daquele protocolo para validar seu voto, evidenciando a segurança e o comprometimento com o futuro da comunidade. Nossos especialistas debatem a ideia de hierarquia social das DAOs, em que usuários escolhem (delegam) outros usuários que serão responsáveis pelos serviços, fazendo com que cada projeto funcione como um universo próprio. RabbitHole é um projeto que recompensa usuários que aprendem e utilizam diversos projetos do setor de finanças descentralizadas (DeFi). Messari, a Bloomberg de cripto, também implementou um esquema de DAO. Quais são os desafios a serem enfrentados por DAOs? A colaboração descentralizada vai mudar a forma como projetos de tecnologia são desenvolvidos? Aperte o play abaixo para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
29:43
September 17, 2021
Crypto Storm #99: a regulamentação poderá atrapalhar a inovação do mercado cripto?
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar debatem sobre o atual ambiente regulatório das criptomoedas a nível internacional. No último 7 de setembro, o bitcoin (BTC) caiu bem no dia em que El Salvador implementou a criptomoeda à sua economia local. Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia, Venezuela e Panamá são países emergentes que também estão de olho na inovação que as moedas digitais podem trazer. Porém, sob a administração do presidente Joe Biden, a nova equipe da Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio (SEC) pretende apresentar normas rigorosas ao mercado cripto, que podem se espalhar para o restante do mundo, já que os EUA são a grande economia e têm bastante influência no mercado internacional. É importante mencionar que El Salvador decidiu criar essa “lei bitcoin” para não depender tanto do dólar americano em sua economia e sofrer tanto com a inflação, mas essa integração forçada no comércio gerou preocupações sobre a volatilidade do ativo. Cidadãos salvadorenhos deviam usar o bitcoin obrigatoriamente ou como uma ferramenta financeira? Qual será o próximo país a implementar o bitcoin como moeda corrente ou apresentar sua própria moeda? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
31:17
September 10, 2021
Crypto Storm #98: a Ethereum vai perder sua majestade para outras redes blockchain?
Nesta edição do podcast Crypto Storm (também disponível em vídeo 👇), André Franco, Lucca Benedetti e Valter Alencar debatem sobre como a recente febre de tokens não fungíveis (NFTs) está gerando uma alta demanda de uso do blockchain Ethereum. O custo de uso da rede Ethereum é chamado de taxa de “gás”, que sempre aumenta quando milhares de pessoas estão usando a rede e diminui em épocas mais “tranquilas”. Uma tentativa de solução à gestão da demanda foi apresentada pela EIP-1559 (também chamada de atualização London). Nossos especialistas já falaram sobre essa atualização na edição #94. Por sua grande importância no mundo das finanças descentralizadas (DeFi), que possibilita a criação de inúmeros serviços financeiros, como a Uniswap, existem outros projetos que estão ameaçando essa majestade da Ethereum, como Solana, Avalanche, Polygon e Polkadot. Sempre precisamos nos lembrar de que, na teoria, tudo parece perfeito, mas sempre devemos pensar no trilema da escalabilidade, segurança e descentralização, é bem difícil tentar equilibrar esses três recursos fundamentais. Ouça mais na edição #76. DeFi vão conseguir “abraçar o mundo”? As taxas de gás vão continuar subindo? Haverá um blockchain para cada tipo de serviço DeFi? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
32:05
September 03, 2021
Crypto Storm #97: as infinitas oportunidades de investimento no setor de criptoativos
Nesta edição do podcast Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Vitor Perim discutem como a incrível valorização das criptomoedas pode gerar riquezas se a alocação for certeira. Nossos especialistas debatem como a disparada no preço atrai pessoas que acreditam na rápida alta de preço, mas ainda pode assustar aquelas que têm medo da volatilidade. É sempre importante acompanhar as inovações das finanças descentralizadas (DeFi), os novos produtos financeiros sendo lançados — como fundos de índice (ETFs) de gestoras e tokens não fungíveis (NFTs) por desenvolvedores em blockchain — para entender quais são as novas oportunidades de ganho nesses mercados. Os projetos cripto citados nesta edição são Axie Infinity (AXS), CryptoKitties, MIR4, Decentraland, EtherRock, Solana e Dogecoin — todos possíveis graças à inovação dos contratos autônomos em blockchain. Ganhar milhares de reais com criptomoedas é questão de sorte ou da escolha certa de ativos? Você acredita no valor milionário dos CryptoPunks? Quais são os casos de uso dos NFTs? Aperte o play abaixo para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
34:58
August 27, 2021
Crypto Storm #96: 2021 continuará sendo o ano das figurinhas digitais (ou NFTs)?
Nesta edição do Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti, Valter Alencar e Vitor Perim batem um “papo-cabeça” sobre a recente movimentação no mercado de tokens não fungíveis (NFTs).  NFTs são ativos desenvolvidos em blockchain, em que o algoritmo é capaz de criar centenas ou milhares de ativos escassos que possuem características diferentes.  Esses tokens chamam a atenção porque são imagens pixeladas ou GIFs “simples” — e, por isso, muitos os consideram como ativos sem valor — que valem milhões de dólares — como os CryptoPunks, que são uma das grandes sensações deste ano, bem como CryptoKitties e PudgyPenguins.  Nossos especialistas já debateram sobre os diferentes casos de uso dos NFTs nas edições #53, #66, #74 e #89. Taco Bell, Coca-Cola e Sotheby's são alguns grandes nomes do mercado tradicional que aproveitaram a inovação da tokenização para gerar receita. OpenSea é a plataforma de referência.  O valor da arte (física ou digital) é relativo? Por que muitos investidores gostam tanto dessas “figurinhas digitais”? Qual é o papel da atualização London da rede Ethereum nessa alta? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
30:59
August 20, 2021
Crypto Storm #95: Poly Network e os hacks ao setor de Finanças Descentralizadas (DeFi)
Esta semana, André Franco, Lucca Benedetti e Vitor Perim dão as boas-vindas a Valter Alencar ao seu time de análise cripto. Nesta edição do Crypto Storm (também disponível em vídeo), nossos especialistas falam sobre a infame invasão à Poly Network, considerada como o maior hack ao setor de finanças descentralizada (DeFi) da História. O hacker se aproveitou de uma falha no contrato autônomo da Poly para roubar mais de US$ 600 milhões em fundos. Após acrescentar mensagens em blocos de transações, seu endereço cripto foi acrescentado a uma lista de má reputação (“blacklisted”) e a comunidade começou a persegui-lo. Não é porque o blockchain não mostra nome e endereço de usuários que não é possível rastrear os fundos. Há quem, até hoje, acompanhe a movimentação de criptomoedas em endereços ligados aos hacks da Mt. Gox e PlusToken. Empréstimos-relâmpago e oráculos de preço são serviços muito explorados por invasores. Quais lições o setor DeFi pôde aprender com o grande hack? 2021 será tão devastador como 2018? Há como se proteger desses eventos? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
28:13
August 13, 2021
Crypto Storm #94: você sabe o que é London, a atualização da rede Ethereum?
Nesta edição (também disponível em vídeo) do Crypto Storm, André Franco, Lucca Benedetti e Vitor Perim falam sobre o grande assunto da semana: a atualização London da rede Ethereum. Também chamada de EIP-1559, London foi ativada nessa quinta-feira (5) e visa estabilizar as taxas de transações pagas por usuários da rede, que já chegaram a centenas de dólares em uma única transação. Os efeitos da atualização pegaram analistas e investidores de surpresa, pois a “queima” — a remoção do fornecimento de ethers (ETH) em circulação — dessas taxas já chegou a 5 mil ETH. A atualização é um passo na direção da Ethereum 2.0, a nova rede que depende da participação dos usuários — que depositam fundos a um contrato do blockchain — em vez do processo de mineração — algo muito aguardado pelo ecossistema cripto. Por que atualizações são fundamentais no mundo cripto? A dominância da atual rede Ethereum vai continuar até a implementação da ETH 2.0? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
35:02
August 06, 2021
Crypto Storm #93: ganhando dinheiro com “sushi” e perdendo com “panqueca”
Nesta edição (também disponível em vídeo 👇) do Crypto Storm, André Franco e Vitor Perim dão as boas-vindas a Lucca Benedetti, o novo integrante da equipe de criptomoedas da Empiricus. Lucca fala sobre o seu primeiro contato com o mercado cripto: o jogo DogeMiner. Em seguida, ele focou em aprender sobre o mercado, passou a investir, ganhou “airdrop” da Uniswap (UNI), mergulhou no setor de finanças descentralizadas (DeFi) — menção honrosa ao grupo DegensDeFi. Seguindo o mantra (não recomendado!) de “compre primeiro, pesquise depois”, Lucca fala sobre alguns “esquemas” (“rug pull”) vivenciados por ele e o grupo de investidores em cripto, além das lições aprendidas. SushiSwap, PancakeSwap, CryptoBlades, Matic Network (agora chamada de Polygon), QuickSwap, PAX Gold, Yearn são alguns dos projetos mencionados. Nossos especialistas comentam as métricas de preço do bitcoin (BTC) que, neste momento, está sendo negociado a US$ 39 mil. O que podemos esperar? O ciclo de alta voltou? Os bancos estão chegando no mercado? 2021 será o ano das DeFi? Aperte o play abaixo para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
37:26
July 30, 2021
Crypto Storm #92: a união entre bancos e criptomoedas (part. Future of Money)
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim batem um papo com Nicholas Sacchi e Lucas Yamamoto, heads de research e de tecnologia, respectivamente, do BTG Digital Assets, além de comandarem o Future of Money, da Exame. Os especialistas debatem a mudança de paradigma, conforme grandes nomes do mercado financeiro tradicional estão cada vez mais imersos no mundo cripto — e o papel do BTG como uma ponte desse avanço da tecnologia financeira. É importante que a equipe de uma instituição financeira estude todos os aspectos da tecnologia blockchain — contratos autônomos, as vantagens e os risco de integração —, mas se atentem à regulamentação e demais normas para fornecer segurança e transparência a seus investidores. Em 2020, a institucionalização do bitcoin e o “halving” da rede foram fortes fatores para o aumento no preço da criptomoedas, mas o que 2021 nos aguarda? Qual é a linha tênue entre cripto e finanças tradicionais? Os comportamentos de investimento variam de geração para geração? Por quais mudanças podemos esperar? Aperte o play para conferir. Ouça também as edições do podcast Future of Money. Mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
46:54
July 23, 2021
Crypto Storm #91: tokens DeFi, Grayscale e taxa de hashes – o mercado cripto está voltando ao normal?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim comentam sobre como tokens do amplo setor de finanças descentralizadas (DeFi) estão subindo, mesmo que as maiores criptomoedas do mercado ainda estejam oscilando. ASX, token nativo do jogo Axie Infinity, é um dos ativos de melhor rentabilidade pois, diferente das “moedas de memes” — como dogecoin (DOGE) e Shiba Inu (SHIB), que prometem rendimentos astronômicos —, realmente têm um uso e incentivo a longo prazo. Outros ativos interessantes de jogos em blockchain são My DeFi Pet (DPET) e The Sandbox (SAND). O que significa o destravamento de 40 mil BTC pela gestora Grayscale, conhecida por oferecer fundos de criptomoedas? O preço do bitcoin (BTC) vai cair? Outro grande assunto propagado no mercado é a taxa de hashes — velocidade de poder computacional aplicada à rede —, que sofreu queda após o desligamento de máquinas na China, após preocupações com o impacto ambiental do processo de mineração cripto. Também mencionam os novos ETFs brasileiros: BITH11, QETH11 e ETHE11. O mercado cripto está voltando ao normal? Por que é importante entender os fundamentos do mercado cripto antes de sair investindo? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
28:53
July 16, 2021
Crypto Storm #90: por que criptomoedas são tão associadas a crimes?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim comentam sobre os principais esquemas de pirâmide financeira que envolvem criptomoedas que, na maioria das vezes, mancham a reputação desse mercado. Esta semana, a Polícia Federal prendeu o autointitulado “Rei do Bitcoin”, que roubou US$ 1,5 bilhão em criptomoedas por meio da famosa fraude de maximizar retornos de forma rápida — uma ideia boa demais para ser verdade. Nossos especialistas também comentam sobre o caso brasileiro do Bitcoin Banco, o fechamento do mercado dark web Silk Road e PlusToken Atlas Quantum é outro grande caso brasileiro — amplamente divulgado na mídia como algo extremamente confiável, que só colocou mais lenha na fogueira da associação de criptomoedas com crimes e enganação. É importante lembrar que a lavagem de dinheiro não escolhe ativos e que o dólar é a moeda mais usada nessa prática em todo o mundo. Por último, Vitor e André comentam que, apesar de estarem bem atentos a esse mercado, já caíram em golpes cripto no passado. Atenção aos projetos inúteis espalhados por aí. O que fazer para não cair em papo de golpista? Por que você deve sempre estudar um ativo antes de sair investindo em qualquer criptomoeda da moda? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
37:45
July 09, 2021
Crypto Storm #89: o metaverso dos NFTs – como incentivar jogadores a usarem sua plataforma?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim voltam a falar sobre o inovador mercado de tokens não fungíveis (NFTs), assunto presente nas edições #53, #66 e #74. André relembra que o termo “fungível” significa que existe uma possibilidade de troca (cédulas), pois são ativos que têm o mesmo valor. Já o termo “não fungível” se refere a ativos que têm um valor diferente, são considerados escassos e, assim, se tornam exclusivos (e caros) para quem o adquirir. Assim, nossos especialistas debatem como o mundo dos NFTs está trazendo mais benefícios às comunidades de jogos on-line (principalmente os desenvolvidos em blockchain) do que ao mercado de arte digital, que ainda é visto com certo desdém. Isso porque a possibilidade de crescimento em um ecossistema que preza pela descentralização — já que empresas centralizadas ficam com o dinheiro pago por jogadores que adquirem itens, por exemplo —, faz com que haja mais incentivos e liberdade econômica para usuários daquele universo virtual. Axie Infinity (AXS) é um grande exemplo dessa mudança, pois utiliza todos os recursos disponíveis graças à tecnologia blockchain para fornecer uma experiência única a seus jogadores. Axie Infinity é o maior jogo blockchain do mercado? E o metaverso do Decentraland? O que aconteceria se jogos, como Fornite e GTA, integrassem o modelo de “tokeconomia”? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
31:50
July 02, 2021
Crypto Storm #88: o ciclo de alta do mercado cripto acabou?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim debatem a atual queda do mercado. Na reta final de 2020, o bitcoin (BTC), o ether (ETH) e as demais criptomoedas tiveram seu momento de glória, conforme instituições e o varejo aproveitou para comprar esses ativos. A cada acontecimento ruim, como a intimação a uma corretora cripto, pode fazer com que novatos do mercado achem que algo deu errado e retiram suas posições. Essa não é a melhor maneira de agir pois, dessa forma, o ativo continuará volátil. Nossos especialistas debatem as previsões feitas em 2020 sobre o halving — a redução pela metade, a cada quatro anos, na quantidade de bitcoins concedidos a mineradores por garantirem o funcionamento da rede —, em que muitos não sabiam se o preço ia subir ou cair. O erro do mercado tradicional é tentar comparar o bitcoin com outro ativo, mesmo ele sendo algo revolucionário e distintos por todos os problemas que deseja solucionar. As correções do mercado sempre vão causar taquicardia nos investidores desavisados? Qual o impacto dos agentes externos no mercado cripto? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
40:47
June 25, 2021
Crypto Storm #87: confira um panorama semanal sobre os principais eventos do mercado cripto
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim fornecem um panorama sobre os principais acontecimentos no mercado cripto desta semana. A primeira notícia é a demora da SEC em aprovar fundos negociados em bolsa (ETFs) de bitcoin (BTC) de diversas gestoras, como o produto da VanEck. Os EUA estão bem atrasados, pois esses produtos já existem no Brasil, assim como no Canadá. A nova força-tarefa de reguladores trará alguma clareza? O que significa o Partido Republicano passar a aceitar doações em cripto? MSCI quer apresentar índices de criptomoedas, assim como a Hashdex fez com seu NCI, parceria com a Nasdaq. Nossos especialistas explicam a diferença entre os ETFs HASH11 e QBTC11. Também debatem sobre El Salvador na implementação do bitcoin como moeda corrente, o crescimento da Lightning Network, a grande aposta de mineração da Genesis, a queda nas taxas de gás na Ethereum (e a ameaça da Matic/Polygon) e mais. Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
37:55
June 18, 2021
Crypto Storm #86: o futuro das criptomoedas
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim debatem sobre mais fundamentos sobre as criptomoedas. Há quem afirme que criptoativos são uma reserva de valor, mas a alta volatilidade assusta os possíveis investidores. Satoshi Nakamoto, o pseudônimo criador do bitcoin, queria que o ativo se tornasse um meio de pagamento. Isso irá se concretizar? Lembre-se que a utilização de uma moeda, seja ela fiduciária ou digital, depende da “crença” de quem a utiliza pois, se não houver utilidade, a moeda não terá valor. Nossos especialistas também falam sobre o trilema “segurança”, “escalabilidade” e “descentralização” — é quase impossível possui todos os três fatores — que a Ethereum tenta solucionar. Eles também comentam sobre os recentes ataques de malwares a grandes empresas, como foi o caso da Colonial Pipeline e JBS, em que o FBI foi capaz de recuperar os ativos obtidos pelos criminosos. Como isso aconteceu? A Lightning Network vai dar certo? El Salvador terá sucesso com sua “lei bitcoin”? CBDCs vão substituir o bitcoin? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
34:47
June 11, 2021
Crypto Storm #85: o que você precisa saber para começar no mercado cripto
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim esclarecem alguns termos do mercado cripto — que podem parecer básicos para quem já está inserido no mercado, mas podem gerar muitas dúvidas em quem está entrando nesse setor. Os especialistas relembram a tese criptopunk (ou “cypherpunk”), que queria apresentar um dinheiro digital que fosse seguro, anônimo e solucionasse o problema do “gasto duplo”. Além disso, explicam o que é blockchain, fazendo uma analogia a uma planilha compartilhada de registros, bem como o conceito de mineração de criptomoedas (ouça mais na edição #54), cujo processo garante a manutenção da rede. Outro aspecto importante é a afirmação de que o bitcoin seria o “ouro digital” por conta de sua escassez, já que só haverá 21 milhões de moedas em circulação, sem que haja reimpressão — assim como acontece com o papel-moeda dos bancos centrais. André e Vitor também explicam como você pode comprar criptos (via Mercado Bitcoin, BitcoinTrade ou Binance), cujo processo é parecido com a compra de uma ação, e armazená-las em uma carteira digital (Jaxx Liberty ou TrustWallet) — ouça mais na edição #58. Eles também mencionam outros tipos de investimento, como fundos negociados em bolsa (ETF) de cripto e outras opções de alocação indireta (edição #64), como os fundos da Vitreo. Todas as criptomoedas são usadas para pagamentos? O que o futuro aguarda para esse setor? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
36:26
June 04, 2021
Crypto Storm #84: a teoria do “copo meio cheio” no mercado cripto
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam do sentimento de “copo meio cheio” deste momento de mercado, agora focando no setor das finanças descentralizadas (DeFi). A congestão na rede Ethereum, a via de acesso às corretoras descentralizadas (DEXs), resultou em altas taxas para usuários que desejavam realizar suas operações enquanto corretoras centralizadas (CEXs) não conseguiram lidar com a alta demanda. A Ethereum já tem planos de melhorar sua gestão de demanda (escalabilidade), então ajuda a solidificar sua tese para o longo prazo de continuar sendo o “supercomputador” do mercado cripto. Empréstimos cripto também sofreram com as grandes liquidações, assim como a Maker em março de 2020, mas os protocolos não “faliram” e continuaram resilientes. O tempo é um fator importante no sucesso desses serviços descentralizados? A migração para a Ethereum 2.0 vai solucionar esses problemas nas altas taxas? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
32:16
May 28, 2021
Crypto Storm #83: a queda do mercado cripto é uma consequência da irracionalidade dos investidores?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre a grande queda do mercado cripto desta semana. Tudo começou quando Elon Musk criticou o bitcoin (BTC), afirmando que é ruim para o meio ambiente. Quem entende os valores do bitcoin (a grande minoria) sabe que isso não é completamente verdade. Porém, os participantes de mercado agiram irracionalmente e a notícia de que a China proibiu operações com criptomoedas só parece ter colocado mais lenha à fogueira. André explica que os “traders de internet” preferem investir nos ativos da moda, e não em ativos que realmente têm fundamento, gerando desequilíbrio nos preços. Apesar de a atual queda ser bem expressiva, é apenas a sexta maior queda da História do bitcoin. Vitor menciona outras grandes quedas, como a de 87% em 2013, quando a China passou a proibir cripto no país, e a 83,6% em 2018, pondo fim ao antigo ciclo de alta. A dica é sempre a mesma: estude, saiba por que você está investindo e não se desespere com as correções de mercado. Devemos nos desesperar? É racional vender todas as suas criptomoedas ou é hora de comprar na queda? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
32:52
May 21, 2021
Crypto Storm #82: Elon Musk manipulou o mercado cripto esta semana?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre a recente decisão da Tesla (TSLA; TSLA34) em parar de aceitar bitcoin (BTC) como meio de pagamento — considerada, por muitos, como manipulação de mercado. Nossos especialistas debatem sobre o “poder” que o bilionário Elon Musk tem nos mercados cripto, mesmo que ele não seja um analista desse setor. Sem dúvidas, a volatilidade desse mercado assusta novos entrantes, mas ainda falta amadurecimento dos investidores para evitar esse “efeito manada”. A Tesla citou o impacto ambiental da mineração de bitcoin, por gastar muita energia. Porém, Vitor relembra alguns dados: 74% do consumo energético aplicado a esse processo vem de fontes renováveis ou de locais com energia excedente (“sobrando”). Nossos especialistas também comentam sobre as memecoins de cachorrinho, como DOGE e SHIB, que estão tendo rendimentos surpreendentes, mas podem resultar em dor de cabeça a longo prazo. Nem o criador da Ethereum quer manter mais desses tokens. Você leva a sério o que Elon Musk tuita? A comunidade Bitcoin irá alterar seu mecanismo de consenso para uma alternativa mais sustentável? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
33:29
May 14, 2021
Crypto Storm #81: o que podemos esperar da rede Ethereum este ano?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre alguns aspectos importantes do ether (ETH), que atingiu altas recordes esta semana. Não é novidade que a rede Ethereum está passando por um lento período de transição (chamado de Ethereum 2.0) para descongestionar a rede e continuar ajudando na inovação do setor cripto. PancakeSwap, da Binance, é um protocolo adversário das corretoras desenvolvidas na rede Ethereum, que está tentando “roubar” os usuários ao fornecer uma maior velocidade e mais recursos. André explica do que se trata a atualização “London” (ou EIP-1559), que visa reestruturar as custosas taxas da rede. Synthetix (SNX), Uniswap (UNI) e Polygon (MATIC) são outros exemplos de protocolos que realizaram atualizações recentes. Soluções de segunda camada são fundamentais para ajudar na escalabilidade (no gerenciamento da crescente demanda) de um blockchain a longo prazo. As finanças descentralizadas (DeFi), impulsionadas pela Ethereum, estão bloqueados US$ 78 bilhões, fora os US$ 50 bilhões na BSC. A Ethereum perderá sua majestade para outro protocolo? Quem será o próximo grande nome no setor DeFi? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
40:37
May 07, 2021
Crypto Storm #80: outras formas de entender o que é bitcoin
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim contam sua experiência ao explicar o que é bitcoin (BTC). Muitos não têm acesso a informações completas ou confiáveis ou acreditam que criptomoedas são algum tipo de esquema de pirâmide, então quem está envolvido nesse mercado pode ser considerado como “louco” por acreditar na valorização de um ativo puramente digital. André menciona o texto “O número zero e o bitcoin”, por Robert Breedlove, que explica o que é bitcoin de uma forma matemática, levando em consideração a grande segurança da criptografia. Sem dúvidas, a invenção do protocolo Bitcoin resultou em um grande e novo setor financeiro, impulsionado pela rede Ethereum e, agora, os tokens não fungíveis (NFTs). Outro artigo interessante é “A reforma do bitcoin”, por Tuur Demeester, que faz uma analogia com a Reforma Protestante e de quando as pessoas passaram a lutar por sua autonomia. Outra analogia faz referência ao filme Matrix, em que um novo mundo é apresentado quando você escolhe uma pílula. As mais famosas críticas ao bitcoin são em referência ao seu lastro, à utilização em atividades ilegais, à grande pegada energética pela mineração, ao fracasso em servir como um meio de pagamento e sua volatilidade. Conhece outras formas de explicar o que é bitcoin? Você vai tomar a pílula vermelha ou azul? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
43:44
April 30, 2021
Crypto Storm #79: quais foram os fatores na queda do mercado cripto esta semana?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim discutem qual foi o principal fator para a queda do mercado esta semana. Notícias como a proibição de criptomoedas na Turquia, a queda na taxa de processamento da rede Bitcoin devido ao apagão na China e a manipulação de mercado, analisada por Willy Woo, são possíveis direcionadores para a queda. Não é possível bater o martelo sobre o principal motivo, mas não há como negar: o direcionador da queda é sempre o FUD — ou “medo, incerteza e dúvida” —, enquanto o direcionar da alta é o FOMO — “medo de perder a oportunidade”. Nossos especialistas debatem os efeitos da proibição na Turquia, que podem ser pequenos ao considerarmos o tamanho do país com outras grandes economias mundiais. Gary Gensler, o novo presidente da Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), juntamente com a representante Hester Peirce, podem trazer notícias positivas para o mercado cripto no âmbito regulatório. Jornalistas fomentam o medo dos investidores em relação aos ativos? Tether terá sucesso agora? Você está pronto para o ETF da Hashdex na B3? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
32:58
April 23, 2021
Crypto Storm #78: quais das principais criptomoedas realmente valem a pena?
Na edição desta semana, André Franco e Vitor Perim falam sobre os dez principais ativos por capitalização de mercado neste momento, a pedido dos assinantes do Crypto Legacy e Exponential Coins. O bitcoin (BTC) atingiu uma nova alta esta semana e quase chegou a US$ 65 mil. Binance coin (BNB) também atingiu sua alta histórica. Nos últimos dias, a estreia corretora Coinbase na Nasdaq foi o grande destaque, além da atualização Berlin da Ethereum, o fundo DeFida Vitreo e o iminente ETF da Hashdex na B3. Nossos especialistas debatem sobre XRP, DOT, SOL, UNI, LINK, 1INCH, LTC, DOGE, VET, HNT, FIL, ENJ, BAND, NANO, AUDIO, MIOTA e WiBX. Em qual dessas moedas você já investiu? Concorda com as indicações dos especialistas? Qual ativo você indicaria? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
42:15
April 16, 2021
Crypto Storm #77: os serviços inovadores das Finanças Descentralizadas (DeFi)
Na edição de hoje, André Franco e Vitor Perim mencionam alguns dos serviços mais interessantes no setor de finanças descentralizadas (DeFi). De início, André relembra o que são DeFi e como esse ecossistema se solidificou com seus milhares de projetos que desejam fornecer acesso e autonomia a milhões de investidores em todo o mundo. Um dos serviços mais populares são os empréstimos, em que MakerDAO foi a pioneira com sua stablecoin DAI. Sem dúvidas, estão cada vez mais tentando destronar os serviços bancários tradicionais. Nossos especialistas também explicam como Nexus Mutual (NXM) e Cover Protocol (COVER) atuam como seguradoras para esses protocolos. PoolTogether é outro serviço importante, fornecendo um sistema de loteria inovador, bem diferente do esquema tradicional. Nossos especialistas também mencionam como alguns projetos, como Bitcoin Cash, Tron e SushiSwap tiveram seu auge. Para novatos do mercado cripto, que não têm tanto tempo para pesquisar sobre cada protocolo, mas não querem ficar de fora da inovação, é possível investir no fundo DeFi da Vitreo, voltado para o mercado brasileiro. Binance Smart Chain (BSC), Solana e Helium vão sobrepor a Ethereum? Quais inovações virão no futuro? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
40:18
April 09, 2021
Crypto Storm #76: a batalha dos protocolos de criptomoedas
Na edição mais recente, André Franco e Vitor Perim falam sobre o alicerce da indústria cripto: protocolos. Esses sistemas são responsáveis pela execução de contratos autônomos, fundamentais na negociação de criptoativos. A maior rede nesse quesito é a Ethereum, que se torna cada vez mais congestionada com tantas solicitações. Soluções de segunda camada tentam abordar essa alta demanda enquanto outros projetos, como Binance Smart Chain (BSC) e Cardano, tentam dominar a indústria em meio dessa grande utilização da rede. Solana, Polkadot e Cosmos também são grandes nomes do setor de finanças descentralizadas (DeFi) que podem fornecer inovações ao setor cripto. A Ethereum irá completar o trilema da descentralização, segurança e escalabilidade? BSC irá destroná-la? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
40:41
April 05, 2021
Crypto Storm #75: os principais desafios das corretoras descentralizadas (DEXs)
Na edição de hoje, André Franco e Vitor Perim falam sobre corretoras descentralizadas (ou DEXs), que servem como porta de entrada para entrantes do mercado cripto. André relembra a diferença entre corretoras centralizadas (CEXs) — controladas por uma empresa — e DEXs — governadas por regras pré-estabelecidas em um blockchain. Um exemplo de CEX é a Coinbase, que está prestes a realizar sua IPO no mercado americano. Ouça mais na edição #72. DEXs têm um histórico curto — tendo surgido em 2018 —, mas tentam solucionar diversos problemas, como as altas taxas da rede Ethereum e a perda impermanente — de extrema oscilação no preço de ativos. Fornecedores de liquidez (LPs) são os principais clientes dessas DEXs, pois mantêm os incentivos de uso de determinadas plataformas, enquanto agregadores são um grande complemento. Quais promessas a terceira versão da Uniswap poderá trazer para o mercado cripto? G7 vai realmente regular as criptomoedas? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
31:04
March 26, 2021
Crypto Storm #74: o valor da arte no mercado dos tokens não fungíveis (NFTs)
Na edição de hoje (também disponível em vídeo), André Franco e Vitor Perim falam sobre a explosão do mercado artístico dos tokens não fungíveis (NFTs) — ativos exclusivos. Na última semana, a coleção “Everydays: The First 5000 Days” do artista digital Beeple foi vendida por US$ 69 milhões, tornando-se a terceira obra mais cara da História vendida por um artista vivo. Outra grande febre desse mercado são os CryptoPunks, imagens artísticas de 24×24 pixels geradas por um algoritmo. Nifty Gateway, Rarible e OpenSea são algumas das plataformas mais famosas desse mercado. Tudo o que envolve criatividade — arte, música, jogos, esportes etc. — pode se beneficiar desse grande mercado, garantindo exclusividade para os “verdadeiros fãs” de um artista. Axie Infinity (AXS) e NBA Top Shot são dois dos projetos mais populares no mercado de NFTs. Entenda mais o que são NFTs na edição #53, o que são jogos blockchains na edição #66 e entenda quais são os casos de usos desses tokens exclusivos. Quanto você pagaria por uma obra de arte exclusiva? NFTs são uma bolha? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
35:56
March 19, 2021
Crypto Storm #73: “crypto picking” — como escolher as melhores criptomoedas?
Nesta edição (também disponível em vídeo), André Franco e Vitor Perim falam sobre o termo “crypto picking”, que consiste na estratégia de escolher os melhores criptoativos para sua carteira. Nossos especialistas debatem a diferença entre Cardano (ADA) e Ethereum (ETH) que, apesar de adversárias, têm características diferentes, e só o tempo dirá como a comunidade de cada rede irá impulsionar sua usabilidade. Alguns projetos têm boas plataformas e serviços, mas seus ativos não estão à altura dessa inovação, como a Ripple e seu XRP. Entenda mais na edição #52. Nossos especialistas mencionam o termo “token economics”, que se refere à revolução de entregar valor de um ativo para o usuário para que ele receba incentivos, utilize e acredite em um projeto. Basic attention token (BAT) é um exemplo, pois é o ativo nativo do navegador Brave que, apesar de ser algo inovador, não parece refletir a popularidade do projeto. 2020 foi o ano das finanças descentralizadas (DeFi) e o mercado de tokens não fungíveis (NFTs) continua a todo o vapor. Nessa quinta-feira (11), um artista digital vendeu sua coleção por quase US$ 70 milhões. Qual é o nível de risco desses tokens sobrevalorizados? É seguro investir só em bitcoin (BTC)? Como escolher bons projetos e fugir dos que prometem muito, mas não apresentam nada? As “vendas privadas” são as novas ICOs? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
38:19
March 12, 2021
Crypto Storm #72: quais mudanças o IPO da Coinbase trará para o mercado cripto?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre a maior corretora de criptomoedas dos EUA: Coinbase. Apesar de a Binance ser a mais conhecida, por estar presente em grande parte do mundo, a Coinbase, de Brian Armstrong, está mais preocupada em ser uma empresa que segue as regras de reguladores. Em dezembro de 2020, a corretora havia enviado um pedido de oferta pública inicial (IPO, em inglês) à Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), para ser listada na bolsa americana e, em fevereiro, recebeu a aprovação. Assim, nossos especialistas debatem quais serão as principais influências e mudanças no mercado cripto, além do futuro das corretoras descentralizadas (DEXs). O mercado tradicional irá mudar de opinião sobre cripto após a listagem da Coinbase? A avaliação da corretora será de US$ 100 bilhões? É o fim das DEXs? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
34:32
March 05, 2021
Crypto Storm #71: a queda positiva do bitcoin
Na edição desta semana, André Franco e Vitor Perim falam sobre a “grande queda” no preço do bitcoin desta semana, que não foi algo tão ruim assim. Essa correção foi algo saudável pois, apesar das grandes liquidações, o preço ficou mais leve para quem deseja comprar na baixa. Um possível vetor para a queda podem ter sidos o comentários de Janet Yellen, secretária do Tesouro Americano, de que o bitcoin é ineficiente e utilizado para fins ilegais; já sabemos como a mídia tradicional gosta de pintar o mercado cripto como o vilão. André explica os riscos da alavancagem, em que você pode achar que vai ganhar muito dinheiro se o preço subir, mas pode perder tudo se o ativo passar por uma grande correção. É o fim do ciclo de alta? Qual o papel da alavancagem? A temporada de alta dos ativos alternativos (“alt season”) e dos NFTs vem aí? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões para o e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
37:28
February 26, 2021
Crypto Storm #70: o que é Binance Smart Chain, adversária da rede Ethereum?
Na edição desta semana, André Franco e Vitor Perim falam sobre como o Binance Smart Chain visa inovar as finanças descentralizadas (DeFi). A rede Ethereum é a mais utilizada para a negociação de inúmeros ativos, mas já ultrapassou seu limite, apresentando taxas caríssimas para quem quer negociar tokens, apesar de seu planejamento de melhorias. Assim, outros blockchains estão tentando solucionar esse congestionamento, como Cardano, Polkadot e Binance Smart Chain (BSC). BSC, por ter sido criado pela Binance, possui certo controle (centralização), mas possui alguns recursos já existentes no setor DeFi. Dois exemplos são o sistema descentralizado Venus e a stablecoin VAI, uma “cópia” da MakerDAO (cuja stablecoin é DAI), e a Pancake Swap, plataforma de empréstimos parecida com a Uniswap. Além disso, o blockchain da Binance fornece um caso de uso para o token BNB que, nesta sexta-feira, se tornou o terceiro maior criptoativo por capitalização de mercado. BSC irá destronar a Ethereum? As finanças descentralizadas se tornarão centralizadas? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times e mande suas sugestões pelo e-mail ideiaspodcast@empiricus.com.br.
35:01
February 19, 2021
Crypto Storm #69: a institucionalização do bitcoin
Na edição desta semana (também disponível em vídeo 👇), André Franco e Vitor Perim falam sobre a institucionalização do bitcoin. Esta semana, a Tesla anunciou ter alocado US$ 1,5 bilhão em bitcoin, fazendo o preço da criptomoeda subir. Apple, Twitter e Oracle também farão o mesmo? Lembrando que a pioneira na alocação em bitcoin foi a MicroStrategy que, neste momento, possui US$ 3,4 bilhões investidos na criptomoeda. Esta semana, também aconteceu o lançamento oficial do Nasdaq Crypto Index (NCI), fundo negociado em bolsa (ETF) de cripto e desenvolvido pela Nasdaq e Hashdex, na Bolsa de Valores de Bermudas (BSX). Entenda mais na edição #50. Nossos especialistas também falam sobre os fundos cripto da Grayscale, com prêmios altíssimos para quem quiser se expor, de forma indireta, a criptomoedas. Conheça mais fundos cripto nas edições #47 e #64. Elon Musk está apenas se aproveitando do ciclo de alta do bitcoin para fazer marketing? Qual grande empresa será a próxima a alocar em bitcoin? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
38:43
February 12, 2021
Crypto Storm #68: GameStop, DOGE, XRP e as febres de investimento nas redes sociais
Na edição de hoje, também disponível em vídeo, André Franco e Vitor Perim debatem sobre o recente “motim” de usuários do Reddit em relação às ações da GameStop nos EUA. Nossos especialistas também mencionam o aumento no preço da dogecoin (DOGE), uma bifurcação da litecoin (LTC) e criada apenas como uma “zoeira”, além de ser sempre mencionada por Elon Musk no Twitter. O criptoativo XRP, emitido pela Ripple, já debatido na edição #52, também está sofrendo as consequências da falta de utilidade, sendo considerado como um valor mobiliário não registrado pela SEC. Ouça também as edições #46, #49, e #60 para evitar criptoativos sem utilidade, não se desesperar com a turbulência de mercado e investir em cripto de forma inteligente. Qual o limite dos usuários de internet? A piada DOGE vai sair cara? É certo investir em um determinado ativo só porque outras pessoas estão investindo? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
39:45
February 05, 2021
Crypto Storm #67: o futuro das corretoras descentralizadas (DEXs)
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre corretoras descentralizadas (DEXs), plataformas alternativas para quem deseja comprar criptomoedas. A diferença entre corretoras centralizadas (CEXs, como a Binance) e DEXs é que as centralizadas são controladas por uma empresa enquanto as descentralizadas funcionam “sozinhas”, com base no código de programação, dando mais autonomia ao usuário. Os protocolos mencionados nesta edição foram Uniswap, SushiSwap, Compound e nossos especialistas explicam os prós e contras de utilizar essas DEXs, além de debaterem o surgimento dos agregadores de liquidez. O que é o “yield farming”? Como solucionar o problema de liquidez dessas plataformas? A regulação de corretoras centralizadas irão ajudar na adesão de serviços DeFi? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
35:05
January 29, 2021
Crypto Storm #66: jogos blockchain e seus ativos exclusivos
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre tokens não fungíveis (NFTs) — ativos digitais exclusivos — com foco em jogabilidade. Nossos especialistas debatem os modelos de negócio de jogos muito famosos, como Fortnite, que fornecem itens exclusivos a seus jogadores, a fim de aumentar seu capital. No mundo cripto, a febre desse ativos exclusivos se deu em 2017, com os CryptoKitties, gatinhos digitais e únicos, vendidos a milhares de dólares. Atualmente, plataformas cripto — como Decentraland, Binance, Somnium Space, CryptoVoxels, The Sandbox e Axie Infinity — estão dando mais autonomia para jogadores em blockchain por meio de tokens de governança, que ajudam na votação sobre propostas e melhorias nesses projetos. Se quiser aprender mais sobre o que são NFTs, ouça a edição #53, com a participação de João Hazim da EscolaCripto. O que é o metaverso? Vale a pena investir nesses projetos de jogos blockchain? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
27:59
January 22, 2021
Crypto Storm #65: Binance — correção do bitcoin e o mercado (inter)nacional
Nesta edição, também disponível em vídeo, André Franco e Vitor Perim convidam Mayra Siqueira, gerente da Binance no Brasil, para falar sobre o mercado de criptomoedas nacional e internacional. Mayra menciona a correção de preço do bitcoin (BTC) desta semana, que deu um susto nos desavisados, mas foi uma consequência esperada do mercado. Lembrando que binance coin (BNB) é o token da Binance, utilizado por usuários para transacionar na plataforma — é o décimo maior criptoativo por capitalização. Para fomentar a inovação do setor de finanças descentralizadas (DeFi), a corretora lançou seu próprio blockchain, Binance Smart Chain (BSC), que pode ajudar a aliviar o congestionamento da rede Ethereum. Os três especialistas debatem sobre o atual momento de mercado, o interesse institucional no setor e o que podemos esperar da corretora no futuro. Se quiser aprender mais sobre a história da Binance, ouça a edição #57. Qual o papel das corretoras centralizadas? BNB se tornará um dos cinco principais ativos do mercado? Aperte o play (na versão em áudio ou em vídeo) para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
43:47
January 15, 2021
Crypto Storm #64: como investir em criptomoedas de forma indireta e segura
Enquanto o bitcoin ultrapassa sua máxima histórica (neste momento, está em US$ 41 mil), André Franco e Vitor Perim falam sobre outras possibilidades de investir em criptomoedas, de forma indireta. Já que o mercado cripto funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, é preciso encontrar a forma mais adequada de investir (e manter seus ativos seguros) para que você não perca seu dinheiro. Nossos especialistas falam sobre fundos de cripto — Hashdex, BLP e Vitreo —, onde você aplica o dinheiro, mas não compra nem gerencia diretamente a criptomoeda, além dos diferentes tipos de gestão que existem. Gestoras, corretoras, carteiras, fundos... Como funcionam as regras para esses meios de investimento cripto no Brasil? Qual a melhor opção para você? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
44:18
January 08, 2021
Crypto Storm #63: o progresso do bitcoin nos últimos 12 anos
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim dão um panorama sobre o que é bitcoin e como foi o auge da criptomoeda em 2020. Há doze anos, em 3 de janeiro de 2009, o “bloco gênese” foi minerado, dando início a algo que iria revolucionar a forma como lidamos com o nosso próprio dinheiro, sem a necessidade de confiar em bancos ou outros intermediários. Nossos especialistas debatem por que o bitcoin foi criado, como se deu a revolução do blockchain e quais os desafios percorridos pela rede desde 2008. Entenda o que são gastos duplos, a relação do bitcoin com o mercado ilegal (Silk Road), o hack à corretora Mt. Gox em 2014, o surgimento da rede Ethereum, a bifurcação do Bitcoin Cash, o halving de 2020 e mais. 2021 será o ano do bitcoin? Por que você deveria prestar atenção nesse ativo? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
51:22
January 04, 2021
Crypto Storm #62: a ascensão dos protocolos DeFi em 2020
Nesta edição, em meio ao “início do fim” da Ripple, André Franco e Vitor Perim falam sobre os protocolos de finanças descentralizadas (DeFi), possíveis graças à rede Ethereum. Protocolos são responsáveis por executar transações via contratos autônomos de forma segura e rápida, apresentando estratégias de investimentos para usuários. Nossos especialistas explicam como funcionam os empréstimos com DAI, stablecoin da plataforma MakerDAO, os empréstimos-relâmpago do protocolo Aave, os formadores automatizados de mercado da Uniswap, dentre outras propostas do mercado DeFi. Por que serviços DeFi foram a grande inovação cripto do ano? Regulações americanas podem afetar esse mercado em 2021? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
40:03
December 24, 2020
Crypto Storm #61: qual será o futuro da Ethereum?
Em edição comemorativa, após o bitcoin ultrapassar sua alta histórica, atualmente a US$ 22,6 mil, nossos especialistas André Franco e Vitor Perim falam sobre a Fase Zero da Ethereum 2.0, iniciada em 1º de dezembro. A rede Ethereum foi criada para ser um tipo de supercomputador, lar para milhares inovações do mercado cripto. Porém, ao longo do tempo, a rede foi ficando cada vez mais congestionada e a equipe de desenvolvimento precisou encontrar uma forma de lidar com toda essa demanda. Assim, surgiu o conceito da Ethereum 2.0, uma rede que não depende da mineração da criptomoeda ether (ETH), e sim de depósitos por usuários validadores que desejam assegurar a rede. Contratos autônomos, soluções de segunda camada e escalabilidade são termos bem utilizados, então nossos especialistas explicam quais são as fases de desenvolvimento para a nova rede. Se quiser saber mais sobre o que é a Ethereum, ouça também as edições #34, #39, #43 e #45. Quer entender por que a atualização da Ethereum 2.0 é importante? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
40:16
December 18, 2020
Crypto Storm #60: qual é a forma mais inteligente de investir em cripto?
Nesta edição, André Franco entrevista Vitor Perim sobre sua experiência com investimento em criptomoedas. Vitor foi de investidor curioso para investidor frenético e "holder" antes de realmente se como o mercado de criptoativos funciona. André menciona outras experiências de investimento, como a de Daniel Duarte no "bull market" de 2017, um trader com "abordagem agressiva" em seus investimentos, e a febre das ICOs. Lembre-se que é preciso entender seu perfil de investimento antes de sair investindo nos Bitconnects espalhados por aí! O que podemos aprender com experiências passadas? Quão importante é estudar o mercado cripto antes de investir? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
40:04
December 11, 2020
Crypto Storm #59: a regulamentação de criptomoedas
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim falam sobre um assunto essencial na indústria cripto: a regulação de criptomoedas. Nos EUA, Steven Mnuchin, secretário do tesouro americano pela administração de Donald Trump, sempre foi contra cripto e, recentemente, fechou o cerco sobre a Coinbase, a maior corretora cripto americana. No mercado tradicional, suas informações pessoais são incluídas em uma transação bancária. No mercado cripto, não é tão fácil identificar quem enviou e para quem certa quantia foi enviada, pois alguns recursos asseguram e anonimizam as transações. Pedir que usuários forneçam informações que a tecnologia cripto prometeu retirar é bem contraditório, pois impede o acesso a esses ativos. Esse receio ficou evidente quando, em 2019, a China anunciou que iria lançar seu próprio sistema blockchain e criptomoeda. Nossos especialistas também debatem a forma como órgãos governamentais definem criptoativos e por que declarar cripto no Brasil é fundamental. Janet Yellen, a nova secretária do tesouro, terá uma postura diferente em relação a criptoativos? Seria o fim das corretoras?  Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
33:27
December 04, 2020
Crypto Storm #58: como manter suas criptomoedas seguras?
Na edição de hoje, o assunto é essencial: como manter seus criptoativos seguros? Vitor Perim apresenta dados anuais de hacks a corretoras e nossos especialistas mencionam as grandes invasões à Mt. Gox (2014), Binance (2019) e KuCoin (2020). Carteiras de bitcoin conectadas à internet, via aplicativo de celular ou desktop ("hot wallets"), também são suscetíveis a hacks, apesar de serem muito práticas. Já as carteiras off-line ("cold wallets"), como carteiras de papel e pen-drives que, apesar de aparentarem ser mais seguras, também dependem de um certo cuidado do investidor. Outra opção são fundos de investimento que facilitam negociações para que o investidor negocie cripto de forma segura e regulamentada. Ouça a edição #47. Entenda as vantagens e desvantagens de armazenar seus criptoativos em diferentes plataformas e como se proteger. Clique aqui para conferir os diferentes tipos de armazenamento. As corretoras estão ficando cada vez menos seguras? Invasões continuarão acontecendo? Computadores quânticos são uma ameaça ao sistema Bitcoin? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
44:44
November 20, 2020
Crypto Storm #57: o sucesso da corretora de criptomoedas Binance
Aproveitando a recente alta do bitcoin, André Franco e Vitor Perim falam sobre a maior corretora de criptoativos do mundo: Binance. Fundada na China, mas atualmente sediada em Malta por conta das regulamentações impostas que restringem a negociação local de cripto, nossos especialistas debatem como essa empresa centralizada é capaz de fornecer serviços cripto a muitos países. Além disso, explicam as vantagens e desvantagens entre corretoras centralizadas e corretoras descentralizadas, além da possibilidade em economizar usando binance coin (BNB), o token nativo da Binance. Ouça também a edição #8 sobre a intenção da Binance em operar no Brasil. Como escolher uma corretora de confiança? É seguro negociar na Binance? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
31:33
November 13, 2020
Crypto Storm #56: a bolha das finanças descentralizadas (DeFi) estourou?
Nesta edição, André Franco e Vitor Perim debatem sobre algo tão importante quanto a recente alta do bitcoin: a "bolha" dos protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) estourou? Nossos especialistas explicam o que são esses protocolos DeFi, úteis na replicação de serviços financeiros tradicionais, mas de forma rápida, barata, segura e, principalmente, descentralizada (sem a intermediação de uma empresa). Empréstimos são o principal serviço fornecido por essas plataformas, pois usuários podem "investir" na valorização de um ativo colocando outro como garantia, mas sem abrir mão de sua posição. A febre das ofertas iniciais de moeda (ICOs) em 2017 impulsionou diversas vertentes de protocolos, apesar de tokens emitidos não serem controlados ou mantidos pela equipe de desenvolvimento ("fair launch"). Embora "DeFi" seja um termo muito utilizado, esse mercado representa apenas 4% do mercado cripto como um todo. A recente queda do setor DeFi indica uma "bolha"? DeFi são o novo e-mail? Investir em ETH é o mesmo que investir nesses protocolos? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
34:14
November 06, 2020
Crypto Storm #55: bitcoin — euforia ou "bull market"?
Nesta edição, André Franco e Vitor Borges falam sobre a recente euforia no mercado cripto conforme o bitcoin atingiu a alta em reais, atualmente em quase R$ 77,5 mil.  Vitor menciona Carlota Perez, escritora conhecida por estudar momentos de "bolhas" e "eras" de tecnologias inovadoras (ouça a edição #35).  Teses de investimento nos ajudam a ter cautela e inteligência financeira ao navegar pelo mercado e, apesar de a história não se repetir da mesma forma, podemos estimar alguns acontecimentos. André relembra o primeiro ETF de bitcoin do mundo, desenvolvido pela brasileira Hashdex em parceria com a Nasdaq, que pode abrir as portas para o investimento institucional em cripto (edição #50).  Grandes empresas já demonstram muito interesse no bitcoin, como a MicroStrategy e Square.  Entre termos como "escassez digital", "CBDCs", produtos de investimento em bitcoin, "ETFs", "altcoins", como ter prudência antes se render à euforia de mercado?  Como entender as múltiplas facetas do atual ciclo? O "bull market" acabou? Altcoins também irão subir? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
33:26
October 30, 2020
Crypto Storm #54: minerar bitcoin dá dinheiro?
Na edição de hoje, André Franco e Vitor Borges falam sobre um dos principais conceitos desse setor: a mineração de criptomoedas. Mineração é o processo de confirmação de transações no blockchain que mantém a rede segura e operante. É uma indústria que envolve bilhões de dólares, muita tecnologia e competitividade. Será que dá para enriquecer sendo um minerador em grandes blockchains como Bitcoin e Ethereum? É impossível falar sobre essa indústria sem mencionar o termo "halving" (ou "meiadinha"), evento que aconteceu em maio deste ano e influencia a rentabilidade dos mineradores, pois reduz, a cada quatro anos, a recompensa por bloco dada aos mineradores (atualmente em 6,25 BTC). O fornecimento fixo de 21 milhões de unidades do bitcoin garante sua escassez e proposta de valor, pois seu sistema já foi pré-programado para funcionar "sozinho", sem alterações. Mas o que acontecerá quando todos os bitcoins forem emitidos em 2140? A rede chegará ao seu fim? Nossos especialistas explicam. Então, mesmo com a alta de preço do bitcoin, vale a pena para nós, brasileiros, minerarmos bitcoin? Os gastos com o consumo de energia elétrica e a aquisição de hardware (confira o site NiceHash) são um investimento vantajoso? O modelo de mineração do bitcoin é sustentável? Vale a pena entrar para esse mercado? Aperte o play para conferir.
38:14
October 23, 2020
Crypto Storm #53: quanto você pagaria por um ativo exclusivo e digital? (com João Hazim, da EscolaCripto)
André Franco e Vitor Borges convidam João Hazim, da EscolaCripto — a via de acesso e educação para quem deseja investir em criptoativos —, para falar sobre tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês). NFTs, ou “nifties”, são tokens que garantem exclusividade para quem os adquire. Variam entre cards digitais, com figuras da cultura pop para colecionadores, personagens a serem usados em jogos blockchain e, até mesmo, obras de arte. Hazim explica como e onde comprar ou vender NFTs (cita as plataformas MetaMask, OpenSea, EtherScan, Decentraland, Rarible, Enjin, SuperRare e Async Art) e por que esses ativos são inovadores tanto para quem os desenvolve e monetiza como para quem deseja colecioná-los. Os três especialistas também comentam sobre a tokenização de ativos imobiliários e artísticos. Por que figurinhas digitais fazem tanto sucesso? Qual a diferença entre fungibilidade e não fungibilidade? Quanto você pagaria em uma obra de arte ou um gatinho digital? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
55:50
October 16, 2020
Crypto Storm #52: não invista em XRP
Nesta edição, em complemento à edição #46, André Franco e Vitor Borges falam sobre um assunto polêmico: XRP, da Ripple, não é um bom ativo de investimento. Nossos especialistas contextualizam: Ripple é a empresa que desenvolve sistemas pagamentos onde o token XRP é transacionado. Em seguida, discutem por que a empresa Ripple tenta inovar, mas XRP não tem utilidade alguma. André menciona as recentes alocações da MicroStrategy e da Square especificamente em bitcoin, sem menção a outros criptoativos. No que a Ripple pecou? Faltou descentralização? Por que as inovações da empresa não condizem com a capitalização de mercado do token? Por que a tese do quarto maior criptoativo da indústria não é sustentável? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
36:14
October 09, 2020
Crypto Storm #51: dá para ficar rico com criptomoedas?
Nesta edição, André Franco apresenta Vitor Borges, o mais novo integrante do time de cripto da Empiricus e novo participante do Crypto Storm. Vitor explica por que decidiu entrar para o mundo cripto e os dois debatem alguns mitos sobre os investimento nessa classe de ativos. Entenda por que é necessário estudar e acompanhar o mercado diariamente para entender como ele funciona (caso você seja um novato nesse mercado, ouça as edições introdutórias do podcast). Aprenda também a como não se desesperar com quedas no preço nem desperdiçar seu dinheiro em tokens sem futuro e fraudes disfarçadas de promessas de altos rendimentos. É só aplicar capital em qualquer moeda e esperar o primeiro milhão? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
37:08
October 02, 2020
Crypto Storm #50: o primeiro ETF de bitcoin do mundo foi apresentado por uma gestora brasileira
Nesta quinquagésima edição, André Franco fala sobre o primeiro fundo negociado em bolsa (ETF, na sigla em inglês) de bitcoin do mundo, possível graças à parceria entre a gestora cripto brasileira Hashdex e o mercado de ações Nasdaq. É o assunto da semana pois, há tempos, o mercado cripto esperava por esse produto de investimento, mas sem sucesso de aprovação pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). Assim, o “Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF” é um ETF tradicional que replica o índice “Nasdaq Crypto Index”, com dados do cenário institucional de investimentos em criptoativos, listado na Bolsa de Valores de Bermudas (BSX). O que um ETF de bitcoin significa para o mercado cripto? Agora o preço do bitcoin irá “chegar à lua”? 🚀🌙 Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
21:16
September 25, 2020
Crypto Storm #49: cuidado para não se desesperar com a turbulência do mercado
Nesta edição, André Franco dá algumas dicas de como não se desesperar e vender suas posições em criptoativos antes da hora, apenas por medo da turbulência de mercado. Ele explica que essa classe de ativos é volátil, mas é preciso tomar cuidado para não se arrepender de ter tomado uma decisão equivocada apenas por ter se surpreendido com a queda. Aprenda como não comprar caro e vender barato. Qual é a alocação recomendada para investimentos em cripto? Criptoativos são só para investidores qualificados? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
29:01
September 18, 2020
Crypto Storm #48: a recente queda do mercado acabou com o "bull market"?
Hoje, André Franco explica por que você não deve se assustar com as frequentes quedas do mercado cripto. Na semana passada, o bitcoin (BTC) caiu de quase US$ 12,3 mil para US$ 10,2 mil. Isso não significa que tudo foi por água abaixo; o mercado cripto é volátil e não há motivo para entrar em pânico. André fala sobre algumas métricas, como a dominância do bitcoin (mercado do bitcoin em relação ao mercado cripto como um todo), onde a criptomoeda está sendo armazenada, ativos inativos no blockchain e novatos desse mercado. A tese do mercado de alta acabou? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
22:45
September 11, 2020
Crypto Storm #47: que tal investir em um fundo brasileiro de criptomoedas?
Nesta sexta-feira, André Franco, responsável pelo setor de cripto na Empiricus e editor do Exponential Coins, fala sobre a evolução do fundo de investimentos Vitreo CriptoMoedas nos últimos seis meses, cuja rentabilidade foi de 94%. Ele relembra a edição de número 20, sobre o desafio dos fundos pioneiros do mercado cripto no Brasil, quando o fundo foi lançado, em março deste ano. André também menciona os fundos da BLP Asset, Hashdex (com seu índice HDAI) e QR Capital, que fazem parte da competição saudável do mercado brasileiro de criptoativos. Os fundos brasileiros de criptoativos vão ajudar na adesão desses ativos no nosso país? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
23:39
September 04, 2020
Crypto Storm #46: como evitar criptoativos que não têm valor no mercado
Na edição de hoje, André Franco fala sobre alguns famosos projetos da indústria cripto que não entregaram o que prometeram, ou seja, que não têm verdadeiro valor no mercado. Apesar de parecer ser um tema polêmico, nosso especialista explica por que projetos como XRP, litecoin (LTC), bitcoin satoshi vision (BSV) e bitcoin cash (BCH) não acrescentam nada ao seu portfólio. André dá dicas de como analisar os prós e contras de determinados projetos cripto e como é importante pensar aonde você está investindo e não perder dinheiro. Como lidar com a insanidade de mercado em querer obter altos rendimentos? Como não se deixar levar por promessas de projetos que não vão se valorizar? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
23:13
August 28, 2020
Crypto Storm #45: qual o caminho a ser percorrido até a Ethereum 2.0 vir à tona?
Na edição de hoje, André Franco debate sobre o que poderá ser feito, em termos de escalabilidade, até a nova versão da rede Ethereum (ETH 2.0) ser implementada? Escalabilidade é a capacidade de um sistema ou rede se ampliar e fazer a gestão da crescente demanda. Assim, ETH 2.0 visa ser mais veloz, resultando no maior número de transações possível. Ouça também a edição #39 para entender melhor o que é Ethereum 2.0. A implementação da nova versão tem diversas fases e a "Fase Zero" poderá ser lançada ainda este ano. Porém, as demais fases poderão demorar mais alguns anos até o protocolo estar realmente escalável. André também menciona a recente decisão da Tether em migrar para a OMG Network para reduzir o congestionamento da Ethereum e a recente parceria entre a dYdX e Starkware em busca de escalabilidade. Como expandir a ideia de um supercomputador que já está em sua capacidade máxima, cujos custos de transação estão aumentando cada vez mais? Como "trocar o pneu com o carro andando"? Ethereum 2.0 cumprirá com suas promessas de desenvolvimento? Alguém destronará a maior rede de desenvolvimentos da indústria cripto? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
23:54
August 21, 2020
Crypto Storm #44: bitcoin acima dos R$ 60 mil e por que você deveria estar atento a isso
Nesta edição, André Franco fala sobre esse momento de "meio de ciclo" que estamos vivendo: o preço do bitcoin está próximo de sua máxima em reais. Por que você precisa estar atento a esse fato? Nosso especialista faz um panorama do desempenho do preço da criptomoeda para analisar o comportamento do mercado. É importante levar em consideração os fluxos monetários em corretoras cripto. André também menciona a valorização de alguns tokens das plataformas Chainlink (LINK), Aave (LEND) e Kyber Network (KNC). Você pode entender mais sobre a importância do Chainlink na edição de número #41. Paul Tudor Jones e MicroStrategy também são dois direcionadores fundamentais para a narrativa do mercado cripto. O "bull market" já começou? Os ciclos do bitcoin se repetem? Quais outras métricas nos ajudam a entender o amadurecimento do mercado cripto? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
22:31
August 14, 2020
Crypto Storm #43: o quinto aniversário da rede Ethereum
Nesta edição, André Franco fala sobre como a rede Ethereum, que completou cinco anos de existência na última quinta-feira (30), mudou os rumos da indústria cripto. Nosso especialista dá um panorama desse "santo Graal", criado pelo russo-canadense Vitalik Buterin, indispensável na história da criptografia, assim The DAO foi criada e a bifurcação (divisão) entre Ethereum e Ethereum Classic após um grande hack. A febre das ofertas iniciais de moeda (ICOs) em 2017 e o "yield farming" do setor de finanças descentralizadas (DeFi) em 2020 também são fatores essenciais para a ascensão desse supercomputador. Se você quer aprender mais sobre o que é Ethereum, ouça às edições #2, #17, #34 e #39. Ethereum merece todo esse sucesso? A segunda versão do blockchain será ainda mais poderosa? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
26:22
August 07, 2020
Crypto Storm #42: a estabilidade do bitcoin em US$ 10 mil
Esta semana, André Franco fala sobre como o aumento no preço do bitcoin pode impactar seus investimentos, já que o ativo chegou a US$ 11 mil nos últimos dias. A euforia do mercado cripto mais conhecida foi em 2017, quando o bitcoin atingiu US$ 20 mil, na época da febre pelas ofertas iniciais de moeda (ICOs) impulsionou o mercado cripto. André também comenta sobre a emissão de tether (USDT), a maior stablecoin (moeda com paridade estável) do mercado cripto, atualmente em terceiro lugar entre os maiores criptoativos. Se em março, após a quinta-feira sombria, o preço do bitcoin estava bem abaixo do esperado, as finanças descentralizadas (DeFi) ajudaram a impulsionar o preço atual? O preço finalmente se estabilizou? Estamos em um "bull market"? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
22:49
July 31, 2020
Crypto Storm #41: vale a pena investir em Chainlink (LINK)?
Na edição desta semana, André fala sobre um dos mais promissores projetos na indústria cripto: Chainlink. Neste momento, LINK é oitavo maior criptoativo da indústria, com uma capitalização de mercado de quase US$ 3 bilhões. Basicamente, Chainlink é um projeto de oráculo (sistema que fornece informações extras sobre um sistema externo), essencial para quem quer obter o melhor preço, que sempre difere de plataforma para plataforma. André explica, em detalhes, por que esse tipo de serviço é imprescindível para quem quer obter rendimentos em empréstimos no crescente setor de finanças descentralizadas (DeFi). Além disso, Chainlink possui dois outros adversários: Band Protocol (BAND) e Tellor (TRB). Qual fornece a melhor estratégia de investimento? Existe um oráculo perfeito de preço? Qual dos projetos é o mais promissor? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
27:22
July 24, 2020
Crypto Storm #40: o hack ao Twitter e seu impacto na indústria cripto
Na edição de hoje, André fala sobre o grande evento da semana: a invasão à plataforma do Twitter. Nessa quarta-feira (15), cerca de 30 perfis de grandes celebridades e corretoras cripto começaram a publicar mensagens pedindo por bitcoins para uma tal "CryptoforHealth". Obviamente, foi resultado de um grande esquema de fraude. Ninguém esperava por uma invasão de tamanha magnitude, pois o Twitter é uma das principais plataformas mundiais, usadas por cidadãos comuns, políticos, influenciadores, empresas e projetos. Assim, questiona-se quão segura é a plataforma e quão comprometidos foram os dados das contas invadidas. Por conta disso, um senador dos EUA exigiu respostas à invasão e o FBI começou a investigar o assunto. O Twitter perdeu sua majestade? Dados dos perfis de celebridades serão vazados? As pessoas vão continuar achando que o bitcoin só pode ser usado em esquemas de fraude? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
18:37
July 17, 2020
Crypto Storm #39: o que é Ethereum 2.0?
Nesta edição, nossos especialistas debatem sobre uma das principais promessas do segundo semestre: a Ethereum 2.0, a segunda versão de um dos maiores blockchains da indústria cripto. Nicholas e André falam sobre como se darão as melhorias na rede Ethereum, como a rapidez de processamento de transações, menores custos por cada transação, em paralelo às infinitas possibilidades advindas da criação da internet como a conhecemos. Essa discussão é bem importante, pois, em apenas cinco anos, a Ethereum se tornou a principal infraestrutura para o desenvolvimento de inúmeros projetos, tokens e plataformas do crescente setor de finanças descentralizadas (DeFi). Quem ganhará mais com essa novidade, as redes ou as aplicações no novo blockchain da Ethereum? O preço do ether (ETH) vai subir? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
35:58
July 10, 2020
Crypto Storm #38: a reação do mercado cripto durante o primeiro semestre de 2020
Na primeira edição do segundo semestre, nossos especialistas debatem como 2020 tem sido um ano crítico, mas que ninguém esperava por todas essas reviravoltas. Nicholas e André fornecem um panorama sobre a reação do mercado econômico em meio à pandemia, que acabou refletindo no desempenho do bitcoin e do mercado cripto como um todo. As principais narrativas do semestre foram a emissão desenfreada de dólar pelo Federal Reserve, a alocação em bitcoin do bilionário Paul Tudor Jones, exposição a futuros de bitcoin do Renaissance Fund. A movimentação em lotes dos US$ 2 bilhões roubados pela PlusToken, o atraso no desenvolvimento da rede Ethereum 2.0 e o halving do bitcoin também geraram muitos debates. Eles sugerem prestar atenção no desenvolvimento da rede Ethereum 2.0, no setor de finanças descentralizadas (DeFi) e em protocolos como Cardano, cuja rede principal Shelley está prestes a ser lançada. O que podemos esperar do mercado cripto no segundo semestre de 2020? O bitcoin vai mostrar ao que veio? O setor DeFi irá se consolidar como um todo? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
37:51
July 03, 2020
Crypto Storm #37: a entrada do PayPal no mercado cripto
André começa esta edição contando sobre um acidente doméstico desta semana e Nicholas compartilha um outro susto vivido por um antigo colega. O assunto desta edição — prometemos que é bem menos mórbido — é em relação ao interesse do PayPal em entrar para a indústria cripto. Será mesmo? Tudo começou com a publicação de vagas de emprego relacionadas a cripto. A Libra do Facebook, a infraestrutura própria de blockchain do JPMorgan e sua criptomoeda (JPMCoin) são alguns exemplos que evidenciam a adesão dessa nova tecnologia por grandes nomes do mercado tradicional. A indústria cripto evoluiu bastante nos últimos dez anos. Inúmeros serviços, antes de difícil acesso a populações emergentes, agora estão disponíveis para qualquer pessoa no mundo todo. Já passou da hora de grandes empresas entrarem para esse mercado e aderirem à tecnologia futuro. PayPal será uma delas? A gigante empresa de pagamentos internacionais dará o braço a torcer? Transformará seus sistemas ou irá aderir a protocolos já existentes? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
29:56
June 26, 2020
Crypto Storm #36: o que são finanças descentralizadas (DeFi)?
De início, nossos especialistas André e Nicholas falam sobre os imprevistos da quarentena. Você se identifica com algum deles? Nesta edição, eles debatem sobre o conceito de finanças descentralizadas (DeFi) e sobre as principais e corretoras descentralizadas (ou "DEX") e plataformas. DeFi são serviços financeiros realizados em um blockchain sem a necessidade de um intermediário, como um banco. Assim, contratos autônomos (ou "smart contracts") pré-programados autoexecutam um acordo quando cláusulas específicas forem atendidas. É possível realizar e tomar empréstimos com esses tipos de contrato, além de negociar criptoativos em plataformas descentralizadas, como MakerDAO, cujo valor total está em quase meio bilhão de dólares. Além disso, essa plataforma negocia DAI, seu token estável, também chamado de "stablecoin", como garantia de empréstimos, além de outros, como tether (USDT) e True USD (TUSD). Eles debatem como esse setor, repleto de diferentes serviços e aplicações (Uniswap, 0x, Kyber, dXdY), dá mais autonomia a pessoas em todo o mundo, além da necessidade de maturação para fornecer mais segurança aos usuários. Serviços DeFi são seguros? Como esse setor mudará a forma como negociamos e investimos em ativos? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
40:18
June 19, 2020
Crypto Storm #35: o bitcoin veio pra ficar
Nesta edição, os especialistas André e Nicholas falam sobre cinco fases (ou eras) do Bitcoin, a partir de um artigo escrito pelo anônimo analista do mercado PlanB: 1. a prova de conceito do protocolo ("proof-of-concept" ou PoC), criada por Satoshi Nakamoto; 2. a utilização do bitcoin como pagamento ("Pizza Day"); 3. o conceito de "ouro digital" após o primeiro halving da rede; 4. o conceito de ativo financeiro, após a febre das ICOs em 2017, após o segundo halving da rede; 5. a financialização do ativo, resultado da entrada de instituições tradicionais no setor cripto. Assim, nossos especialistas focam na atual quinta fase do bitcoin, pois é possível que o mercado se estabeleça ainda mais conforme grandes fundos institucionais investem cada vez mais no ativo. Quais são os grandes nomes que estão investindo em bitcoin? Qual será a próxima fase do bitcoin? A institucionalização do ativo irá se concretizar? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
33:09
June 12, 2020
Crypto Storm #34: você sabe o que é Ethereum?
Nesta edição, nossos especialistas André e Nicholas fornecem uma panorama sobre um dos principais projetos do ecossistema cripto. Criada em 2013 por Vitalik Buterin, Ethereum é uma rede descentralizada que fornece inúmeras possibilidades de desenvolvimento para toda a indústria cripto, como a emissão de contratos inteligentes, tokens, além de ser responsável pela explosão de ofertas iniciais de moeda (ICOs) em 2017. Em seguida, houve a intervenção da SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, que alegou que essas ICOs eram valores mobiliários não registrados e, até hoje, ainda aplica multas aos projetos que descumpriram com as leis restritas e já impostas. Eles comentam como a criptomoeda nativa ether (ETH) impulsionou inúmeros serviços no setor de finanças descentralizadas (DeFi), como garantia, empréstimos e alavancagem. Além disso, antigas narrativas, como ICOs, STOs (ofertas de security tokens), utility tokens, tokens não fungíveis, dentre outras, não "sumiram" de vez, e estão sendo desenvolvidas e reformuladas, para apresentar serviços bem mais robustos e seguros às pessoas. Você sabe quais são os benefícios que esse supercomputador é capaz de trazer? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
47:35
June 05, 2020
Crypto Storm #33: criptomoedas não podem ser usadas como investimento
Você não leu errado: o bitcoin, o ether e as demais criptomoedas não são uma classe de ativos viável para investidores, de acordo com o Goldman Sachs. Nesta semana, em uma conferência on-line, o grande banco americano de investimentos deixou bem claro que não compra a ideia de inovação das criptomoedas, uma postura bem comum e ultrapassada do mercado tradicional em relação ao mercado cripto. Essa falácia não influenciou o preço do bitcoin, mas preocupou a comunidade cripto porque já estamos em 2020 e ainda há muitos que não entendem como essa nova tecnologia pode revolucionar o mercado financeiro. Essa postura do Goldman Sachs vai contra as iniciativas do JPMorgan, outro grande player do mercado tradicional que está aderindo à tecnologia cripto, fornecendo serviços a corretoras desse setor, como Coinbase e Gemini. Nossos especialistas André e Nicholas debatem os argumentos apresentado pelo Goldman Sachs, como criptomoedas "não servirem de fluxo de caixa como títulos de dívida", "não gerarem rendimento por meio de exposição ao crescimento global" e "terem correlação instável". Será mesmo? Goldman Sachs matou o bitcoin? É o fim do mercado cripto? É o fim do podcast Crypto Storm? Aperte o play para conferir. Veja quais foram as recomendações do Mineração da Semana no Crypto Times.
53:10
May 29, 2020
Crypto Storm #32: quem movimentou R$ 2 milhões em bitcoins esta semana?
Aproveitou os feriados adiantados? Não? Nem nossos especialistas. (Feriado?!) Apesar de parecer ter sido uma semana comum de quarentena, com a adesão (ou não) aos feriados, um novo acontecimento abalou a indústria cripto: cerca de 50 BTC, minerados no início de 2009, 37 dias após a concepção do Bitcoin, foram transferidos só agora, mais de 11 anos depois. Nossos especialistas dão um panorama sobre esse acontecimento, debatendo sobre quem havia feito essa movimentação. Teria sido Satoshi Nakamoto, o anônimo criador do protocolo Bitcoin? André comenta que essa informação é algo específico da tecnologia, pois todas as transações já feitas na História estão publicamente disponíveis no blockchain, para qualquer um ver. Assim, algumas pessoas especulam que os bitcoins antigos são, sim, do criador da rede, pois foram uma das primeiras moedas emitidas na história do protocolo. Em seguida, André explica o que é fungibilidade e por que esse fato gerou tanto alarde na comunidade cripto. Nicholas explica como a rede Bitcoin foi "testada" por criptógrafos e entusiastas logo após a sua concepção e como essa tecnologia é genuína, assim como os bitcoins transacionados, mesmo sendo digitais. Mineração da Semana 💰  Recomendação do Nicholas: - Relatório "Possíveis usos de blockchains pelo Departamento de Defesa dos EUA", publicado pela Value Technology Foundation em parceria com Amazon, IBM e Deloitte. 💰 Recomendação do André: - Parte 2 (p. 6-9): “O Terceiro Halving do Bitcoin: Teses de Investimento e Consequências” (em inglês); Foi Satoshi? Craig Wright? Foi uma "baleia" de bitcoin? Afinal, quem decidiu movimentar toda essa quantia antiga de bitcoins? Aperte o play para conferir! E feliz “Bitcoin Pizza Day“!
33:01
May 22, 2020
Crypto Storm #31: qual criptomoeda comprar após o halving?
O assunto desta trigésima primeira edição não poderia ser outro: em qual criptomoeda investir após o halving? Nesta segunda-feira, 11 de maio, aconteceu o halving da rede Bitcoin, a redução pela metade na recompensa por bloco paga aos mineradores da rede, responsáveis por transmitir os blocos de transação ao blockchain. Caso você não saiba o que é halving, confira dez notícias para entender o halving do Bitcoin De início, Nicholas fala sobre um relatório recente publicado pela corretora Coinbase em que, durante "bull runs", investidores recorrem a criptomoedas alternativas (altcoins) em vez do bitcoin. Essa decisão foi consequência do halving? Ele faz uma menção à live recente do Exponential Coins, justamente sobre os comportamentos pós-halving. André explica como se dá o comportamento do investidor de cripto nesses momentos de incerteza. Investir ou não? Se basear em índices, como o brasileiro HDAI? Devemos considerar a opinião de grandes investidores do mercado, como Matt Hougan e Kyle Samani. Confira, também, a coluna de André sobre duas teses de investimento que vão além do halving deste ano. Assim, nossos dois especialistas debatem quais aspectos são importantes antes de tomar decisões de investimento. Mineração da Semana 💰  Recomendações do Nicholas: - Carta "A Grande Inflação Monetária", do bilionário Paul Tudor Jones. 💰 Recomendação do André: - Crypto Startup School do fundo Andreessen-Horowitz (a16z), com conteúdos essenciais para investidores que desejam saber mais sobre a indústria cripto. Existe uma estratégia de investimento perfeita? Existe a criptomoeda perfeita? Aperte o play para conferir!
24:25
May 15, 2020
Crypto Storm #30: comprar bitcoin antes ou depois do halving?
Nesta trigésima edição comemorativa devido ao halving da semana que vem, Nicholas indica o filme "1917", fazendo uma alusão a como os soldados se sentem perdidos em meio à guerra, assim como os que estão trabalhando em home office se sentem em meio aos dias parecidos. Devido ao iminente halving, previsto para a próxima segunda-feira, nossos especialistas dão uma recapitulada sobre o que é esse grande acontecimento da rede Bitcoin, explicado em mais detalhes na edição passada deste podcast. Nicholas explica o que são os dois modelos de valoração do bitcoin: o "stock-to-flow", criado pelo pseudônimo "PlanB", e a queda na pressão de venda dos mineradores. Em seguida, André analisa como esses dois modelos impactam a indústria de mineração e como os mineradores estão se preparando para o ajuste na recompensa por bloco. Assim, eles falam sobre a robustez do sistema Bitcoin e os demais fatores que influenciam o preço do bitcoin. Por fim, os dois especialistas respondem à provocação: "comprar bitcoin antes ou depois do halving?". Mineração da Semana 💰  Recomendações do Nicholas: - Messari + Bitstamp: "O Terceiro Halving do Bitcoin: Teses de Investimento e Consequências" (em inglês); 💰 Recomendação do André: - Bitstamp: "Argumentos a favor do bitcoin em um portfólio de Investimentos" (em inglês). Qual será o rumo da indústria cripto após o halving da semana que vem? Aperte o play para conferir!
35:15
May 08, 2020
Crypto Storm #29: o que é o halving do bitcoin e por que é um evento importante?
De início, nossos especialistas falam sobre como até os cachorrinhos não estão mais aguentando a quarentena. O assunto central desta edição é o iminente halving do bitcoin (BTC), a redução pela metade na recompensa por bloco, que poderá acontecer na próxima quinzena. Nicholas explica brevemente o que é esse termo e por que esse acontecimento é tão importante, como aconteceu com o litecoin (LTC) em agosto de 2019 e o bitcoin cash (BCH) neste mês de abril. Em seguida, André fala quais são as implicações do halving para mineradores e como essa atividade progrediu ao longo do tempo, passando de um hobby de investidores para uma grande indústria rentável. Os dois especialistas explicam como o sistema realiza esse ajuste de quatro em quatro anos e como esse evento impacta o preço do bitcoin e o processamento da rede Bitcoin. O halving do bitcoin é algo bom ou ruim? O que maio nos aguarda? Aperte o play para conferir! Mineração da Semana 💰 Recomendação do André: - Messari: “O que é o projeto Libra 2.0?” em apenas cinco minutos.  💰  Recomendações do Nicholas: - The Block: Funcionários do governo chinês receberão a criptomoeda DCEP em maio.
35:54
April 30, 2020
Crypto Storm #28: a economia irá se recuperar após o fim da quarentena?
Nesta edição, nossos especialistas continuam falando sobre a turbulência de mercado, completando a quarta semana consecutiva de pedidos por auxílio-desemprego nos EUA. Nicholas apresenta um panorama sobre o que vem acontecendo nos mercados, de como o banco central Federal Reserve (Fed) ainda continua agindo em meio à crise de mercado. Além disso, discute sobre o que os demais governos estão fazendo para tentar mitigar os efeitos da pandemia. Em seguida, André comenta sobre como essa crise é bem pior do que as anteriores, devido às altas taxas de desemprego e poucas alterações nos índices de mercado. Além disso, fala sobre como o mercado cripto está agindo em meio à correlação entre o bitcoin e o S&P. Eles comentam sobre os acontecimentos da semana, como a mudança de foco do projeto Libra, os desenvolvimentos do yuan digital e a antecipação do terceiro halving do Bitcoin. Por fim, apresentam um novo quadro do podcast: 💰 Mineração da Semana. Acesse https://www.moneytimes.com.br/cryptotimes/crypto-storm para conferir quais são as indicações desta semana. O que irá acontecer com a economia após o fim do autoisolamento? Conseguimos prever os efeitos a longo prazo? Aperte o play para conferir.
32:16
April 24, 2020
Crypto Storm #27: o mercado enlouqueceu de vez?
Nossos especialistas começam esta edição compartilhando sobre como a quarentena os está afetando (ou atrapalhando), desde cachorrinhas roncando durante as gravações do podcast a crianças desocupadas no fim de tarde. Já na parte mais séria da edição, discutem sobre como os preços reagiram à impressão desenfreada de dinheiro nesta semana. Nicholas comenta sobre a irracionalidade no aumento do preço do bitcoin e do S&P, apesar da altíssima taxa de desemprego nos EUA. André fala sobre sua indignação a respeito do comportamento do mercado já que, para ele, o otimismo ainda não é justificável. A roda da economia vai continuar girando e poderemos prever os efeitos da irracionalidade do mercado ao longo do ano de 2020? Aperte o play para conferir!
33:49
April 17, 2020
Crypto Storm #26: é possível negociar em meio a uma crise generalizada?
Hoje, nossos especialistas discutem sobre a correlação com o índice S&P e a anormalidade dos ativos em meio à pandemia. De início, André explica como o mercado cripto tem que agir rápido e analisar o macro a curto prazo para entender qual o momento de mercado. Nicholas explica como se dá a "anomalia" por conta dos estímulos monetários e como o macro afeta todo o restante. Assim, eles discutem sobre até que nível é recomendado negociar e se é possível se manter otimista ("bullish") e cauteloso nesse momento de turbulência de mercado. Aperte o play para conferir!
27:40
April 13, 2020
Crypto Storm Bônus: entrevista com Safiri Felix, da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto)
Hoje, na segunda edição bônus do podcast Crypto Storm, o especialista André Franco convida Safiri Felix, diretor executivo da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) para uma entrevista exclusiva. Formado em Economia e Administração, Safiri Felix fala sobre como se interessou pelo mercado de criptoativos em 2013. Como adepto inicial, sempre achou interessante as infinitas possibilidades trazidas pela tecnologia de bitcoin e blockchain. Em seguida, ele fala sobre o contexto cripto em 2014, quando fundou a Coinverse para ser um "bitcoin banking" no Brasil, mas a ideia era muito "à frente de seu tempo". Também conta sobre como aprofundou seu conhecimento técnico sobre a tecnologia cripto ao trabalhar para a ConsenSys, um grande projeto quando se fala de desenvolvimento de projetos cripto. Atualmente, é diretor executivo da ABCripto, cujo objetivo é dialogar com legisladores e reguladores do Brasil e apresentar o setor como um nicho de mercado relevante ao nosso país. Grandes nomes do mercado cripto brasileiro, como FoxBit, MercadoBitcoin, Rípio, BitBlue, NovaDAX e BitPreço, são associados da ABCripto. Em seguida, Safiri fornece a sua visão sobre o atual cenário do mercado cripto, quais são suas perspectivas para o futuro, de uma perspectiva tecnológica e financeira, e como se dá a evolução legislativa dessa indústria no nosso país. Ficou curioso? Então confira a entrevista com Safiri Felix na íntegra!
33:45
April 05, 2020
Crypto Storm #25: os estímulos monetários vão funcionar?
Na edição de hoje, nossos especialistas discutem sobre o assunto mais votado pelos participantes do Telegram do Crypto Times esta semana: gastos governamentais para mitigar a crise econômica do COVID-19. Nicholas explica detalhadamente quais são as políticas econômicas — fiscal, monetária e cambial — e como cada uma delas (ou todas) é aplicada, dependendo do objetivo do governo, para a redução dos efeitos da crise. Em seguida, André explica o que está sendo feito pelos governos e quais cartas eles têm na manga, tentando prever quais as consequências a longo prazo. Assim, os dois especialistas discutem sobre qual é o impacto no preço do dólar, do ouro e dois demais ativos em relação a essas abordagens monetárias. É possível coordenar esses estímulos monetários, manter a dinâmica econômica e não piorar ainda mais a situação? Aperte o play para conferir!
27:52
April 03, 2020
Crypto Storm #24: a correlação do bitcoin e os demais ativos de risco
Nesta edição, nossos especialistas discutem sobre a correlação (comportamento de um ativo que afeta o outro) do bitcoin com os demais ativos, mesmo sendo inevitável comentar sobre o impacto do coronavírus. Nicholas Sacchi menciona um material disponibilizado pela Bitwise, uma das maiores gestoras de ativos do mundo, sobre a correlação entre o bitcoin com os demais ativos de risco em relação ao índices do mercado. André Franco explica como a correlação do bitcoin continua e faz um paralelo com o ouro e demais ativos de risco nas crises anteriores. Em seguida, os dois especialistas explicam, em detalhes, como o mercado tradicional está respondendo às injeções de liquidez e o que isso significa para o mercado de criptoativos e a população mundial. Quer saber o que o futuro nos aguarda? Aperte o play para conferir.
27:13
March 30, 2020
Crypto Storm #23: Não desista do mercado cripto!
Estamos no segundo episódio especial desta semana, nossos especialistas, desta vez, gravam o episódio em quarentena e continuam sua análise sobre as consequências da pandemia na economia e no mundo. Primeiro, Nicholas Sacchi fala o mercado tradicional, que está derretendo, e como isso reflete no mercado cripto, de forma que “as coisas podem, ainda, piorar antes de melhorar”, mas que isso não significa que você deva abrir mão dos criptoativos. Em seguida, falam sobre a crise de saúde como um choque temporário, mas, sendo ainda cedo para acreditar que o mercado já precificou toda essa queda, indo a uma possível recessão global. André Franco analisa como uma moeda forte como o Dólar, pode ser um vetor na economia em crise e como o Bitcoin irá responder. Assim, os dois especialistas dissecam sobre como serão os cenários econômicos e sociais neste contexto que ainda chegará em seu pico no Brasil. Estamos vivendo a história e caminhando para uma mudança de paradigma? Aperte o play para conferir.
26:30
March 21, 2020
Crypto Storm #22: ainda dá tempo de salvar a economia?
Excepcionalmente nesta segunda-feira, nossos especialistas retornam para comentar sobre como foi o último final de semana nos mercados globais por conta do impacto da pandemia. Primeiro, Nicholas Sacchi fala sobre a decisão histórica do Federal Reserve em zerar a taxa de juros, e sobre a continuidade das quedas dos mercados, apesar da redução no número de novos casos na China e na Coreia do Sul. Em seguida, fala sobre o risco sistêmico, acionado por um gatilho e que se espalha por todo um sistema, e sobre o risco sistemático, que abala todo um sistema. André Franco analisa como o mercado respondeu ao recente corte na taxa de juros em apenas três dias, em comparação aos efeitos devastadores da crise financeira de 2008. Assim, os três especialistas dissecam sobre as medidas anteriormente feitas para tentar salvar a economia. Será que "as coisas tendem a piorar muito antes de melhorar"? Ficou curioso para saber o que eles têm a dizer? Aperte o play para conferir.
26:24
March 16, 2020
Crypto Storm #21: a desolação econômica do coronavírus
Hoje não tem historinha inicial, pois o assunto é sério: o colapso recente no mercado mundial.  De início, Nicholas Sacchi apresenta um panorama econômico sobre os impactos do coronavírus. Em seguida, André Franco comenta sobre a pesquisa superaprofundada do especialista cripto Ryan Selkis da Messari, o pânico exagerado, o alastramento da pandemia na Europa e a queda das Bolsas.  Os especialistas explicam todo o sequenciamento do choque na economia que resultou também na queda dos criptoativos pois, já que o bitcoin é um ativo de refúgio, que geralmente não é muito afetado pelas questões político-comerciais do mercado tradicional, não deveria ter uma resposta tão negativa.  O contexto é de pessimismo ou de otimismo? Aperte o play para conferir.
24:22
March 13, 2020
Crypto Storm #20: o desafio dos fundos pioneiros do mercado cripto no Brasil
Já na parte séria da pauta, nossos especialistas recapitulam o recente histórico de evolução dos fundos de criptoativos no Brasil.  A pioneira foi a BLP Asset que, com muita coragem, decidiu lançar um fundo no país antes mesmo da CVM se pronunciar sobre o assunto.  Em seguida, a Hashdex foi o primeiro fundo local a propor um índice para o mercado cripto além de um fundo passivo para o investidor de varejo, para o qualificado e também para o profissional. Por fim, falam da Vitreo, que trouxe mais uma inovação para esse mercado, tanto em questão de custo como para a possibilidade de o investidor qualificado se expor 100% a essa classe de ativos por meio de um fundo.  Ficou curioso para saber como esses fundos surgiram? Então já sabe: é só apertar o play.
36:42
March 06, 2020
Crypto Storm #19: JP Morgan vs o mercado cripto - mestre ou aprendiz?
Na edição desta semana do Crypto Storm, os três especialistas discutem a mudança de postura da JP Morgan em relação ao mercado cripto a partir de seu novo relatório. Nicholas contextualiza sobre como um dos maiores bancos de investimento do mercado tradicional parou de considerar o bitcoin como uma fraude para considerá-lo um potencial ativo. Por fim, Luiz e André comentaram os destaques do relatório da JP Morgan e discutiram o amadurecimento do mercado cripto como potencial de varejo e as possíveis influências que a postura do banco terá no mercado cripto como um todo. Ficou curioso para saber o que o banco tem a dizer sobre blockchain? Aperta o play.
28:01
March 02, 2020
Crypto Storm #18: existe um valor justo para o bitcoin?
Na edição desta semana do Crypto Storm, os três especialistas discutem o amadurecimento do mercado cripto ao apresentar dois fatos recentes.  O primeiro é sobre um texto da Glassnode, empresa de análise de dados de blockchain, que afirmou que apenas 25% dos bitcoin são movimentados na rede e as demais contas são holders do ativo.  Outra discussão também foi feita a respeito do aumento do volume dos futuros de bitcoins na CME, que atingiu a incrível marca de US$ 1 bilhão.  A desventura do episódio é: "Luiz e sua Análise Cripto para a Previsão do Tempo".  Existe mesmo uma forma de precificar o bitcoin de forma justa? Quer entender como os dois fatos se relacionam? Aperte o play!  Se quiser ficar ainda mais por dentro, clique e confira matérias sobre alguns dos termos mencionados nesta edição: bitcoin, "halving", blockchain, "UTXO", "valuation", "stock-to-flow" e "network value to transactions". Na edição desta semana do Crypto Storm, os três especialistas discutem o amadurecimento do mercado cripto ao apresentar dois fatos recentes.
26:06
February 21, 2020
Crypto Storm #17: bê-a-bá cripto – Ethereum e as finanças descentralizadas
Nesta edição do Crypto Storm, nossos três especialistas falam sobre o segundo principal ativo desse mercado, o ether. André começa com a seguinte frase: "quando uma inovação pode ser percebida de diferentes formas, o que ela é, de verdade, é uma revolução". É exatamente isso que a Ethereum representa no mundo cripto. A discussão girou em torno de como Ethereum está passando por uma mudança de narrativa de valor. Anteriormente, serviu como uma ferramenta de captação e agora serve de base para criação e evolução de várias estruturas de finanças descentralizadas. Caso não tenha entendido alguma dessas palavras, já aperte o play, pois fizemos questão de explicar os vários capítulos da história do ether.
28:04
February 14, 2020
Crypto Storm #16: cripto - cuidado para não perder o bonde
Na décima sexta edição do Crypto Storm, os três especialistas fazem um apelo a todos que estão fora do mercado cripto: "ainda não é muito tarde para chegar cedo". Segundo Nicholas e André, uma enorme campanha de marketing está sendo feita, de forma orgânica, para essa classe de ativos. Quem aproveitar a "primavera cripto" agora poderá colher resultados ainda este ano.  Além disso, a história desta semana envolve um desaparecimento internacional antes de uma entrevista exclusiva com representantes da Nasdaq Market Technology. Ficou curioso para saber que campanha de marketing é essa e também quem é o gringo sumido? Então dá o play para conferir esta edição.
27:12
February 07, 2020
Crypto Storm #15: coronavírus é o cisne negro do bitcoin?
Na décima quinta edição do Crypto Storm, Luiz está volta para compor a tríade que mais especula sobre o futuro do mercado cripto. Luiz conta como foi ficar afastado por quase um mês e, ao comentarem sobre o coronavírus, brincam sobre ele ter virado um "especialista" de doenças. Em questão de mercado, eles explicam como o coronavírus afeta a economia local, paralisando a produção chinesa e, assim, afligindo a economia global. Crises geopolíticas também afetam o preço do bitcoin  que serve como um porto seguro para a população se proteger da volatilidade do mercado tradicional. Então aperte o play pra se abastecer de conhecimento sobre o bitcoin, a invenção de Satoshi Nakamoto.
30:17
January 31, 2020
Crypto Storm #14: Davos 2020 – criptomoedas e cannabis: é proibido comprar?
Na edição desta semana, nossos especialistas discutem quais foram os principais destaques relacionados ao mundo cripto dentro do Fórum Econômico Mundial, que aconteceu em Davos, na Suíça. O principal tópico do evento foram as moedas digitais de Banco Centrais, mas ainda tivemos a proposição pela Hyperledger, de um sistema utilizando blockchain para a comercialização de créditos de carbono, e também o anúncio da segunda fase da Bakkt, que visa criar um aplicativo para usuários pagarem em criptomoedas.
24:48
January 24, 2020
Crypto Storm #13: 4 previsões para o ano de 2020
O último ano da década reserva muita coisa para o mercado cripto. Nesta edição, nossos especialistas fazem quatro previsões mais prováveis de acontecerem em 2020, além de uma bônus sobre a saúde do terceiro integrante do time que não estava presente, o Luiz. Apesar da discussão sobre as previsões serem muito boas, eles pedem desculpa pela história "marromenos" contada no início do episódio (começo de ano... sabe como é).
34:18
January 17, 2020
Crypto Storm #12: 2019 mudou os rumos do mercado cripto?
Na última edição de 2019, a anedota do André foi sobre mais um caso do tarado da gastrite, que ronda o espaço comum do Edifício Malzoni.  Além disso, Luiz, com seus 96 anos de idade, quebra a bacia e fica impedido de gravar. Na pauta, a retrospectiva do ano que pode ser considerado o mais importante para o mercado cripto.  Nicholas e André discutem o mercado em termos de preços, evoluções da Binance, a atuação da SEC no mercado, o projeto Libra e mais dois projetos que caíram ao longo do ano, deixando o mercado brasileiro mais saudável.
31:09
December 20, 2019
Crypto Storm #11: bitcoin a US$ 50 mil em 2020?
Nesta edição, a história inicial fica por conta do André Franco, que fala sobre como um amigo conseguiu participar de um trabalho de faculdade de uma maneira peculiar. Já sobre a pauta da edição, os três especialistas trazem à tona a discussão do principal evento do bitcoin no ano que vem, o halving. Esse nome implica que o bitcoin irá sofrer com um decréscimo de oferta de 900 bitcoins diários a partir de maio do ano que vem. Por isso, existe uma grande expectativa de que isso ajude a elevar os preços, mas não é bem isso o que André, Nicholas e Luiz acreditam. Curioso para saber o opinião do trio? Então dá o play!
22:44
December 13, 2019
Crypto Storm #10: o segundo principal ativo do mercado está em risco
Nesta décima edição, a história do podcast envolve uma declaração polêmica em uma aula de um amigo do André Franco. No front de conteúdo, os três especialistas discutem o Ethereum e os últimos fatos envolvendo hacks e membros da comunidade. Um dos desenvolvedores da principal plataforma de contratos inteligentes do mercado cripto foi preso pelo FBI porque violou as sanções impostas pelo governo americano à Coreia do Norte. Antes de entrar nesse ponto, André, Nicholas e Luiz focaram em contextualizar quem é Virgil Griffith e como ele é excêntrico até mesmo para a comunidade do Ethereum. A segunda pauta do podcast focou no hack de uma grande corretora internacional, a Upbit, e também do fim do esquema Ponzi chinês bilionário. Não perca tempo e aperte o play para se atualizar sobre esse mercado.
35:12
December 06, 2019
Crypto Storm #9: sua próxima aposta será em um unicórnio cripto?
Nesta edição, trouxemos uma discussão que adoramos: por que os grandes fundos de risco estão apostando no mercado de criptoativos? Inicialmente, focamos em apresentar o fundo de um dos criadores do browser, o seu navegador na internet, como Internet Explorer, Google Chrome, Safari etc. O fundo de risco a16z de Ben Horowitz acredita que o bitcoin iniciou um novo ciclo de mudança de infraestrutura no mercado. Baseado na sua experiência com o começo da internet, ele acredita que os investimentos de hoje podem se tornar os novos unicórnios do universo cripto. A discussão deste episódio ainda se estendeu a outros fundos que também compartilham a mesma visão de Horowitz. Caso queira entender como os investidores de bolso fundo veem o futuro desse mercado, não deixe de dar play.
27:14
November 29, 2019
Crypto Storm #8: quem é a Binance e qual exchange brasileira ela irá comprar?
Nesta oitava edição, continuamos a história do maníaco que assediou o Luiz, mas agora pelo olhar de outro funcionário da Empiricus que também foi assediado. ;) Depois entramos no detalhe de como surgiu a maior exchange cripto, a Binance, e como ela conseguiu alcançar esse posto e se manter nele por tanto tempo. Também contamos um pouco sobre a história e obra do CEO da empresa, o Changpeng Zhao, e como a Binance consegue entregar tudo o que promete. Ao final, discutimos a última declaração da empresa, que pretende incluir 180 pares de moedas fiduciárias, como o real, em sua plataforma nos próximos seis ou nove meses. Chegamos também a especular quem seria comprado pela empresa aqui no Brasil para realizar essa integração do real com a Binance.
28:35
November 22, 2019
Crypto Storm #7: Pornhub sofrendo sanção do PayPal e o que isso tem a ver com cripto
Nesta edição, André Franco e Luiz Andrade, da Empiricus Research, falam sobre o que fez o canal de entretenimento adulto, Pornhub, ser assunto em cripto. Arbitrariamente o PAYPAL cortou as possibilidades de transações utilizando sua plataforma no site adulto abrindo a discussão sobre os sistemas centralizados e descentralizados de pagamento e como isso impacta diretamente os criadores de conteúdo. Falam ainda de sistemas de monetização em como consumimos conteúdo de forma descentralizada e a importância da privacidade nestes sistemas.
31:15
November 14, 2019
Episódio bônus: entrevista com João Canhada
Em uma edição especial do podcast Crypto Storm, André Franco, especialista da Empiricus Research, recebe o convidado João Canhada, CEO da Foxbit. João Canhada fala sobre sua experiência com bitcoin e como profissionalizou sua própria corretora de criptoativos em 2014. André Franco puxa o assunto sobre a Libra, criptomoeda do Facebook e a intenção da China em lançar seu próprio yuan digital centralizado e João Canhada dá seu parecer sobre esses acontecimentos recentes. Os dois discutem sobre como se dá a corrida de emissão de criptoativos em todo o mundo e como os países estão se preparando para a adesão das moedas digitais, mesmo com a possível centralização e controle dos governos sobre essa adesão. A regulamentação também é um fator importante devido à desconfiança em apostar nas criptomoedas e às restrições importas pelos governos. Ambos reiteram a importância de diversificar a carteira e a importância de analisar os acontecimentos recorrentes para saber como está o sentimento de mercado e saber a melhor hora de investir ou de esperar.
48:03
November 08, 2019
Crypto Storm #6: Ray Dalio e a mudança de paradigma
Nesta edição, André Franco, Nicholas Sacchi e Luiz Andrade, da Empiricus Research, falam sobre Ray Dalio e sua tese de mudança de paradigma em relação ao mercado atual. O fundador da Bridgewater postou, em seu LinkedIn, que "todo mundo enlouqueceu e o sistema quebrou". Ele fala sobre o paradigma atual, do perfil dos investidores, que conseguem operar as empresas sem obter lucro, dos empresários e dos governos. Esse paradigma de muita dívida e dinheiro mal administrado implica na desigualdade social. Além disso, os especialistas falam sobre o valor dado ao ouro, às moedas fiduciárias e aos criptoativos, além da rapidez que as novas tecnologias nos proporcionam. "Puxar essa mudança drástica ou esperar que ela aconteça?"
27:13
November 08, 2019