Notícias

Notícias

By Digital Rádio e Tv.
Série de Podcasts.
Where to listen
Breaker Logo
Google Podcasts Logo
RadioPublic Logo
Spotify Logo
A Organização Pan-Americana da Saúde pede que países das Américas, analisem tendências da pandemia, antes de flexibilizar distanciamento social.
A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa Etienne, pediu aos países das Américas que identifiquem tendências específicas da pandemia de COVID-19 de acordo com seus contextos específicos e alertou que a flexibilização precoce nas medidas de distanciamento social “poderia acelerar a propagação do vírus e abrir a porta para um aumento dramático de casos ou sua propagação a áreas próximas”... Paar saber mais ouça o podcast na íntegra. https://digitalradiotv.com
06:14
May 12, 2020
Pesquisadores da Unicamp desenvolvem fibra óptica feita de derivado de algas marinhas.
Uma fibra óptica feita de ágar foi produzida na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O dispositivo é comestível, biocompatível e biodegradável, e poderá ser usado in vivo para imageamento de estruturas corporais, entrega localizada de luz para fototerapia ou optogenética [por exemplo, a estimulação de neurônios pela luz para estudo de circuitos neuronais] e entrega localizada de medicamentos... Para saber mais, ouça o Podcast na íntegra! https://digitalradiotv.com
03:23
May 12, 2020
Perda maciça de renda afeta 90% dos trabalhadores informais na América Latina e no Caribe.
As estimativas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre o impacto da pandemia de COVID-19 revelam que na América Latina e no Caribe há uma perda maciça de renda do trabalho entre as pessoas com emprego informal, o que poderá causar um aumento acentuado nas taxas de pobreza relativa, afetando quase metade da força de trabalho. https://digitalradiotv.com
04:29
May 11, 2020
Como os trabalhadores informais sofrem com a crise do CORONAVIRUS
A OIT (Organização Internacional do Trabalho) alerta sobre as consequências da crise.
04:09
May 7, 2020
SP tem recorde de mortes por Covid-19, e UTIs da região metropolitana têm 81% de ocupação.
As mortes por coronavírus em São Paulo bateram um novo recorde. 224 pessoas morreram entre segunda e terça-feira. Com isso, chegou a 2.049 as vítimas fatais em todo o estado. O número vem acompanhado de outra informação que está preocupando os gestores de saúde. Nessa terça-feira, subiu para 70% o índice de ocupação de leitos de enfermarias nos hospitais da região metropolitana de São Paulo, e chegou a 81% a ocupação dos leitos de UTI. Para Geraldo Reple, Secretário de Saúde de São Bernardo, cidade vizinha à capital paulista, é alto o risco de esgotamento da rede de saúde na região. Nessa terça-feira, mais de 8 mil pessoas estavam internadas nos hospitais do estado. Desse total, mais de 3 mil em UTI. A média de ocupação das enfermarias é de 45%, e de UTIs, 62%. Enquanto os hospitais vão ficando cada vez mais lotados, diminui o número de pessoas fazendo a quarentena. Nessa segunda-feira o índice de isolamento social voltou a ficar abaixo do mínimo exigido de 50%. O secretário de Saúde do estado, José Henrique Germann, diz que o governador pode ser orientado a adotar medidas mais rígidas. Apesar do sinal amarelo, em Campinas – cidade polo da segunda maior região metropolitana do estado – já anunciou que vai flexibilizar a quarentena a partir da semana que vem, com a abertura de shoppings e comércio de rua. O período antecede o Dia das Mães, a data que costuma ser responsável pelo segundo melhor período de vendas do comércio em todo o país. Mas a flexibilização proposta pelo município precisa ainda ser autorizada pelo governo do estado. De São Paulo para a Digitalradiotv, Edson Moraes.
02:11
April 29, 2020
Os gastos do governo federal com a compra simplificada de material de combate ao novo coronavírus superaram a marca de R$ 1 bilhão.
A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo Ministério da Economia. Desde o dia 4 de fevereiro, foram feitas 2.140 compras com dispensa de licitação, num total de R$ 1,1 bilhão.   Entre os itens comprados, estão álcool em gel, sabonete líquido, termômetros digitais, máscaras e equipamentos mais complexos, como respiradores. A compra com dispensa de licitação está autorizada por uma lei sancionada no início de fevereiro.   Os órgãos que mais fizeram compras com dispensa de licitação foram a Fundação Oswaldo Cruz, com 436 milhões de reais, o Ministério da Saúde, com 231 milhões, e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, com 169 milhões de reais.   Alguns estados compraram materiais com dispensa de licitação por meio do Comprasnet - Sistema de Compras do Governo Federal. O Pará gastou 27 milhões, seguido por São Paulo, 220 mil e pelo Paraná, 30 mil reais. O Amapá desembolsou 18 mil, e o Rio de Janeiro, cerca de 10 mil reais. Rondônia, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal também fizeram compras por esse modelo, mas gastaram menos de MIL reais cada um.   Para acelerar ainda mais as compras públicas durante a pandemia, o governo editou duas medidas provisórias. A primeira estende a dispensa de licitação para qualquer insumo e serviço ligado ao enfrentamento da pandemia, inclusive serviços de engenharia para a construção e a reforma de unidades de saúde.   A segunda permite a compra conjunta de itens com dispensa de licitação. Assim, um órgão pode gerenciar compras com outros órgãos e governos locais podem atuar como participantes.   Segundo o Ministério da Economia, uma aquisição normal, por meio de pregão eletrônico, pode levar até 60 dias. Com as mudanças realizadas pelo governo, uma compra feita com dispensa de licitação pode ser concluída em dez dias. De São Paulo para a Digitalradiotv, Edson Moraes.
02:47
April 29, 2020
Calendário escolar deste ano pode ir até 2021, define Conselho Nacional de Educação.
O calendário escolar de 2020 pode se estender até o próximo ano, e a definição da data do Enem deve aguardar retorno das aulas pós pandemia do novo coronavírus. As orientações foram aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação nessa terça-feira, e servem para escolas públicas e privadas. O parecer sobre a reorganização dos calendários escolares e realização de atividades pedagógicas não presenciais durante a suspensão das aulas por causa da Covid-19 ainda precisa ser homologado pelo Ministério da Educação. Durante a pandemia, o CNE, Conselho Nacional de Educação, recomenda que as instituições de ensino ofereçam educação remota. As alternativas vão de aulas na internet ao envio dos materiais pedagógicos pelos correios. No Maranhão, as aulas foram suspensas no dia 16 de março. O subsecretário estadual de Educação, Danilo Moreira, afirma que, desde então, a secretaria desenvolve as estratégias por meio remoto. As escolas devem cumprir a carga horária de 800 horas no ano letivo. Após o retorno das aulas presenciais, a reposição da carga horária escolar poderá ser feita no contraturno - quem estuda pela manhã repõe aulas à tarde, por exemplo. Ou em dias não letivos, como sábados, domingos e feriados. Essa compensação pode se estender até o próximo ano. Sobre as avaliações escolares e exames nacionais, como vestibulares e o Enem, deve ser considerada essa reorganização dos calendários para estabelecer os cronogramas. Os conteúdos repassados à distância serão contabilizados como "matéria dada" a partir do ensino fundamental. Já na educação infantil a reposição tem de ser presencial. Contudo, o documento flexibiliza a carga horária obrigatória de 100% para 60%. Para minimizar as perdas por causa do afastamento das atividades escolares, o CNE sugere que as escolas desenvolvam materiais de orientações com atividades educativas de caráter lúdico, recreativo e interativo para que os pais realizem com as crianças em casa. No caso do ensino superior e tecnológico, a orientação é a ampliação da oferta de disciplinas na modalidade de educação à distância. Por causa das singularidades e condições de acessibilidade das populações indígena, quilombola, do campo e dos povos tradicionais, as escolas poderão ofertar parte das atividades em horário de aulas normais e parte em forma de estudos dirigidos e atividades nas comunidades. O Conselho de Educação destaca que as determinações do parecer também se aplicam às escolas brasileiras que funcionam no exterior. De São Paulo para a Digitalradiotv, Edson Moraes.
03:27
April 29, 2020
Brasil ultrapassa a China em número de mortos por coronavírus.
Transcrição: O Brasil já atingiu 5.017 mortos pelo novo coronavírus, um aumento recorde de 474 casos em 24 horas, de acordo com dados do Ministério da Saúde divulgados nesta terça-feira. O número de contaminados nesse período aumentou para 71.886, um crescimento de 5.385 casos. A mortalidade é de 7% dos casos confirmados. O Brasil é o 9º país do mundo em número de mortes, e ultrapassou a China, aonde o vírus foi detectado. São Paulo continua com o maior registro de mortes, com 2.049, seguido do Rio de Janeiro, com 738; Pernambuco, 508; Ceará, 403; e o Amazonas, com 351 óbitos. O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou que a situação vem se agravando com o crescimento do número de casos. Para o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, a situação mais preocupante está nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Amazonas.                                                                                      O Ministério da Saúde lançou novo edital para locação de mais 2 mil leitos de UTI de instalação rápida para auxiliar os estados no tratamento de pacientes graves da Covid-19. O governo já havia realizado contratos emergenciais para locação de mil leitos em fevereiro, mas os fornecedores não apresentaram propostas para o total previsto. Já foram locados 540 leitos de UTI volantes. 350 leitos já foram entregues em 11 estados. Outros 190 leitos ainda serão distribuídos. De São Paulo para a Digitalradiotv, Edson Moraes.
02:11
April 29, 2020
Impeachment de Jair Bolsonaro.
O Presidente da república está passível de sofrer impeachment.
07:15
April 29, 2020