Skip to main content
Fora da Política Não há Salvação

Fora da Política Não há Salvação

By Cláudio Couto
Este é o podcast do canal do Youtube #ForadaPolíticaNãoháSalvação, produzido pelo cientista político Cláudio Couto. Os programas do YouTube estão disponíveis aqui na versão de áudio.
Um podcast voltado à discussão da conjuntura política, em especial a brasileira, com base no conhecimento acadêmico produzido sobre a política, as políticas públicas e o direito público.
Novos episódios disponíveis aos sábados de manhã.

Conheça nosso blog no site da CartaCapital. www.cartacapital.com.br/blogs/fora-da-politica/

#ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #PolíticasPúblicas
Listen on
Where to listen
Apple Podcasts Logo

Apple Podcasts

Breaker Logo

Breaker

Castbox Logo

Castbox

Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Overcast Logo

Overcast

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

Stitcher Logo

Stitcher

Compaixão: a ética salva, com Renato Janine Ribeiro | #112
A ética salva? A pandemia da Covid-19 colocou para nós, brasileiros, assim como para o mundo todo, desafios muito grandes. E tudo poderia ter sido ainda pior se não tivéssemos condições científicas e tecnológicas antes inexistentes para enfrentar esse problema, bem como a compaixão por aqueles que sofrem. Essas duas questões são discutidas por Renato Janine Ribeiro, professor titular de Ética e Filosofia Política da USP, ex-ministro da Educação e atual presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Ele as trata em seu novo livro: Duas ideias filosóficas e a pandemia, publicado pela Estação Liberdade. Neste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, Renato Janine Ribeiro discute esses temas, partindo de duas noções, de Jean-Jacques Rousseau e Karl Marx, como forma de compreender problemas centrais da política contemporânea. Ele aponta que a democracia não é um mero instrumento prático para a tomada de decisões políticas, mas contempla uma dimensão ética, em que a compaixão tem um papel central, pois não apenas define quem somos, mas faz com que nos vejamos como iguais, pois sentimos com o outro ao sentirmos por ele. A volta da extrema-direita ao poder expressa um enfraquecimento da compaixão, que dá lugar a seu oposto: o ódio. E se a compaixão é um sentimento indispensável à democracia, o ódio é um sentimento que a corrói. O fortalecimento do ódio nas democracias contemporâneas, inclusive no Brasil, decorre do ressentimento daqueles que se veem como perdedores no processo de transformação social. Perdem seu lugar distinguido para o imigrante, as mulheres, os negros, os homossexuais, as classes emergentes... E é desse fortalecimento do ódio que emergem não só a extrema-direita, como suas lideranças políticas, incapazes de empatia e compaixão – como é o caso, no Brasil, de Jair Bolsonaro, que demonstrou isso com clareza em seu comportamento durante a pandemia. Mas não é só a compaixão que tem nos ajudado. Também os avanços científicos e tecnológicos têm sido fundamentais, permitindo o rápido desenvolvimento de vacinas e o trabalho remoto, por exemplo. É nesse contexto que ganha sentido a ideia de Karl Marx segundo a qual “a humanidade somente se propõe as tarefas que pode resolver”. A noção de tarefa é crucial aí, pois supõe a detenção dos meios para enfrentar certos problemas que, noutros contextos, seriam insolúveis e, assim, não seriam tarefas, mas tragédias. Twitter: @JanineRenato Músicas deste episódio "The Loom is to Love" dos Mini Vandals e "Pink Flamenco" de Doug Maxwell. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital #Ética #Compaixão #Ciência #Tecnologia #Filosofia #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #Pandemia #Covid19
01:00:29
December 18, 2021
Lula & Alckmin, com Maria do Socorro Braga e Carlos Ranulfo Melo | #111
Com a corrida para as eleições de 2022 a toda, aumentam as movimentações dos pré-candidatos e as especulações sobre o que vem por aí. Um dos elementos novos é a possibilidade de uma chapa Lula-Alckmin para a disputa presidencial. Com isso, os ex-adversários se tornariam aliados, dando um colorido inesperado às alianças eleitorais. Para Lula e o PT, a aproximação com Alckmin significa uma clara inflexão ao centro e uma demonstração de moderação política – afastando a ideia dos "dois extremos". Para Alckmin é uma oportunidade de retomar papel importante na política nacional após a dolorida derrota de 2018, quando ficou apenas no quarto lugar e obteve menos de 5% dos votos – o pior desempenho de um candidato tucano na história.  Essa movimentação, contudo, é apenas a face mais vistosa de uma agitada movimentação partidária, inclusive rumo à constituição de Federações de Partidos. Para analisar todo esse cenário, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe dois cientistas políticos de longa trajetória de pesquisa acerca de partidos e eleições. São eles: Maria do Socorro Braga, professora do Departamento de Ciência Política e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Twitter: @msbraga1 Carlos Ranulfo Melo, professor titular do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pesquisador do Centro de Estudos Legislativos dessa mesma universidade. http://somos.ufmg.br/professor/carlos-ranulfo-felix-de-melo  As músicas deste episódio são "Wide Awake" do 126ers e "Dulcinea" de Steve Adams.   Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Eleições2022 #CoalizõesEleitorais #Lula #Alckmin #PT #PSDB #PartidosPolíticos #FederaçõesPartidárias 
01:18:58
December 11, 2021
A disputa na direita, com Lúcio Rennó | #110
No intervalo de duas semanas, Sérgio Moro foi lançado pré-candidato à presidência pelo Podemos, o PSDB realizou suas prévias, definindo João Dória como seu postulante, e Jair Bolsonaro se filiou ao PL de Valdemar Costa Neto – além da bem menos ruidosa filiação de Rodrigo Pacheco ao PSD. Desse modo, a direita política sacramentava quatro novos concorrentes à chefia de governo em 2022. Não são candidatos demais? A candidatura de Rodrigo Pacheco não parece ser para valer, ao menos quanto às suas chances reais de embolar a disputa. Assim, as atenções se voltam para os outros postulantes, com destaque para a polarização entre Sérgio Moro e Jair Bolsonaro, ex-aliados. O presidente extremista e o ex-juiz justiceiro disputam entre si não apenas a liderança no campo direitista, mas também o protagonismo da condição de principal postulante anti-Lula – que por ora lidera todas as pesquisas de intenção de voto. João Dória, bem mais atrás nas pesquisas, corre por fora. Como compreender a natureza dessa disputa e as bases de apoio dos três concorrentes direitistas? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Lúcio Rennó, cientista politico e professor da Universidade de Brasília, onde atualmente ocupa o posto de pró-reitor de pós-graduação. Rennó é um estudioso do sistema partidário e da competição eleitoral no Brasil, sendo que há vários anos tem se dedicado a estudar a força política da direita nesse âmbito. Twitter: @LucioRenno As músicas deste episódio são "The Colonel", de Zachariah Hickman, e "Ratatouille's Kitchen", de Carmén María & Edu Espinal. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #Eleições2022 #Direita #JairBolsonaro #SergioMoro #JoãoDória #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #PartidosPolíticos #PL #Podemos #PSDB
59:46
December 04, 2021
O que será do PSDB? Com Soraia Marcelino Vieira | #109
Em meio às suas prévias para definir o pré-candidato presidencial do partido, o PSDB vive uma grave crise. Em vez de unificar a agremiação, a disputa interna produz seu esfacelamento. Duros ataques pessoais, acusações de fraude e, como se não bastasse, dificuldades técnicas que impediram que as prévias ocorressem na data prevista, produzindo um vexame. O PSDB, que já foi um dos dois principais partidos do país, seja no governo, seja liderando a oposição, parece ingressar em seu ocaso. Diante da tentativa do governador de São Paulo, João Dória, de se apropriar da agremiação, as prévias foram organizadas como uma reação daqueles que não desejam se vergar a seu domínio. Contudo, isso funcionará? Ou simplesmente produzirá um insuperável cisma interno, que pode levar à defecção de alas do partido, ou à cristianização de seu candidato presidencial? E o PSDB de hoje, em que medida se afastou do partido original, fundado ainda durante a Constituinte, por lideranças que tiveram papel de protagonistas na luta contra a ditadura militar? Para compreender esses temas, a convidada deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é a cientista política Soraia Marcelino Vieira, professora da Universidade Federal Fluminense e autora o livro O Partido da Social Democracia Brasileira: trajetória e ideologia (1987-2010), resultado de sua tese de doutoramento. As músicas deste episódio são "Birds" do Silent Partner e "Dodo Bird" de Quincas Moreira. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #PartidosPolíticos #PSDB #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #Eleições2022
57:34
November 27, 2021
O orçamento secreto e outros segredos, com Élida Graziane Pinto | #108
Na montagem de sua base de sustentação no Congresso, o governo Bolsonaro inovou retrocedendo no tempo. Passou por cima de mudanças constitucionais recentes, que tornam impositivas e igualitárias as emendas orçamentárias dos congressistas, hipertrofiando as emendas de relator – originalmente pensadas para fazer pequenas correções na lei – e as tornando um instrumento de cooptação de legisladores selecionados. Pior do que isso, esses gastos são opacos e impedem que os órgãos de controle e a sociedade entendam como são feitos os gastos públicos. É mais um tijolinho de opacidade acrescido ao grande muro intransparente construído pelo governo Bolsonaro e seus aliados no Congresso. Como era de se esperar, essa questão foi levada à justiça, e a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, determinou a interrupção dos gastos com as emendas de relator e a publicização daqueles que já foram feitos. O plenário do tribunal lhe deu razão. Contudo, os segredos da política orçamentária brasileira não são só esses. Há muito mais coisa pouco conhecida do público que passa ao largo da atenção da imprensa. Eles envolvem, inclusive, as emendas constitucionais que, nos últimos anos, criaram o chamado "orçamento impositivo". Para compreender o que se passa, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Élida Graziane Pinto, procuradora do Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo e professora da Fundação Getulio Vargas de São Paulo. Ela nos ajuda a entender esses segredos. Twitter: @elida_graziane  As músicas deste episódio são "Lonely Troutman" de William Rosati, "O Tempo não Para" de Arnaldo Brandão & Cazuza, e "The Loner" do DJ Williams. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #OrçamentoPúblico #EmendasOrçamentárias #OrçamentoSecreto #PolíticaOrçamentária #PresidencialismodeCoalizão #ProcessoLegislativo #GastoPúblico #GovernoBolsonaro
01:09:40
November 20, 2021
A Lava Jato vai às urnas, com Fábio de Sá e Silva | #107
Sérgio Moro, depois de prender e tirar da disputa de 2018 o ex-presidente Lula, então favorito, abandonou a magistratura e ingressou no governo do principal beneficiário de suas decisões, Jair Bolsonaro. Sua passagem no governo foi atribulada quanto efêmera: já no início do segundo ano de mandato, rompeu com Bolsonaro e saiu fazendo sérias acusações de tentativa de interferência da Polícia Federal por parte do presidente da República. Saindo da magistratura para a política partidária, Moro tinha dois caminhos diante de si: trabalhar no setor privado, ou entrar de vez na política partidária, disputando eleições. Optou pela segunda alternativa. Em 10 de novembro de 2021, com pompa e circunstância, filiou-se ao Podemos, partido liderado pelo senador paranaense conservador, Álvaro Dias. E, nesse mesmo ato, lançou-se pré-candidato à Presidência, já aparecendo como terceiro colocado em algumas pesquisas. Tão logo foi anunciado o ingresso de Moro no Podemos, seu fiel escudeiro na Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol, anunciou que deixaria o Ministério Público para também se aventurar na política partidária – na mesma agremiação de seu antigo aliado e para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados. Afinal, a Lava Jato apenas chancelou seu caráter político-partidário, com seus membros ingressando na disputa eleitoral, ou há aí algo de novo?  Quais as consequências desse ato, bem como da atuação pregressa dos membros da força tarefa, para a democracia brasileira? Para discutir esses temas o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Fábio de Sá Silva, professor de Estudos Brasileiros na Universidade de Oklahoma e Cientista Social do Direito. Fábio vem há um bom tempo pesquisando a atuação da Lava Jato e analisa o significado do lavatismo para nossa política, bem como seu papel na emergência do bolsonarismo. As músicas deste episódio são "Lazy Boys Blues" e "Sunshine on Sand", ambas do Unicorn Heads. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #LavaJato #PolitizaçãodaJustiça #MinistérioPúblico #Judiciário #Democracia #SistemadeJustiça #EstadodeDireito #SergioMoro #DeltanDallagnol #Podemos
01:19:12
November 13, 2021
A COP26 e o Brasil, com Sérgio Leitão | #106
Em Glasgow, na Escócia, líderes mundiais se reunem na COP26 para discutir o futuro do planeta e pensar soluções para o problema do aquecimento global. Uma ausência é notável: a do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que preferiu passear pela Itália e voltar para o conforto do chiqueirinho do Alvorada. Qual a importância dessa conferência das Nações Unidas para o meio-ambiente? Qual a importância dela para o Brasil? E qual a importância do Brasil para a discussão ambiental no mundo? De grande ator internacional na área ambiental desde a redemocratização, o Brasil se tornou um pária nesse tema durante o governo Bolsonaro. Quais as razões dessa situação? Como podemos sair dessa? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação contou com Sérgio Leitão, advogado e diretor do Think-Tank Instituto Escolhas, uma organização voltada aos temas do desenvolvimento sustentável, do meio-ambiente e da economia verde. As músicas deste episódio são "Cello Suite" e "Solo Cello Passion", ambas de Johann Sebastian Bach, a primeira executada por Cooper Cannell e a segunda por Doug Maxwell. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #MeioAmbiente #DesenvolvimentoSustentável #COP26 #GovernoBolsonaro #AquecimentoGlobal #Sustentabilidade #PovosIndígenas #Amazônia
01:02:56
November 06, 2021
A CPI dará em quê? Com Luciana Gross Cunha e Salem Nasser | #105
A CPI da Covid no Senado finalmente terminou e produziu um relatório alentado, com 80 indiciados, dentre os quais o presidente da República, Jair Bolsonaro. Crimes contra a humanidade, crime de pandemia, corrupção, falsidade ideológica, incitação ao crime - a lista de delitos é grande. Que consequências terão os diversos crimes apontados? Como se comenta na linguagem popular, também adotada por boa parte da imprensa, a CPI terminará em pizza? O indiciamento de Jair Bolsonaro e de ocupantes do alto escalão do governo chegará até o Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conta com Luciana Gross Cunha, cientista politica e Salem Nasser, jurista, ambos professores da FGV Direito São Paulo. @claudio_couto @_grosscunha @salemhnasser As músicas deste episódio são "Dark Fog" de Kevin MacLeod e "Smooth and Cool" de Nico Staf. O #ForadaPolíticaNãoháSalvação foi agraciado com uma menção honrosa no Prêmio Anpocs de Divulgação Científica em Ciências Sociais! Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #CPI #TPI #CrimeContraaHumanidade #SenadoFederal #STF #PGR #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #Pandemia #Covid #Genocídio #Investigação #Impeachment #CongressoNacional #MinistérioPúblico #DireitoInternacional #TribunalPenalInternacional #DireitosHumanos #SaúdePública #DireitoCriminal
01:17:12
October 30, 2021
Fascismo e nazismo no Brasil atual, com Michel Gherman | #104
Nas últimas semanas vêm crescendo as manifestações de caráter nazista no Brasil. Em Porto Alegre, um estudante de doutorado em filosofia da UFRGS atacou de forma racista um colega negro e outro judeu; manifestantes antivacina levaram à Câmara Municipal um cartaz com a suástica estampada, além de insultarem vereadoras negras. Antes disso, a reforma do piso do Parque da Redenção, em Porto Alegre, revelou desenhos que parecem ser suásticas, inclusive nas cores do nazismo - preto e vermelho. Em Pelotas, uma estudante de história da UFPEL celebrou seu aniversário com um bolo em que era estampada uma imagem de Adolf Hitler. A revista IstoÉ ilustrou sua capa retratando Jair Bolsonaro como Adolf Hitler, o que gerou a ira de bolsonaristas. A Advocacia Geral da União exigiu retratação da revista, sugerindo até uma nova capa; o ministro da Justiça decidiu instaurar um inquérito contra a revista. Finalmente, uma farta coleção de itens nazistas foi encontrada na residência de um homem acusado de pedofilia. A recorrência desses episódios causa espanto. Há uma onda nazifascista no Brasil? Qual a responsabilidade de Jair Bolsonaro e seus seguidores nisso? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Michel Gherman, historiador e professor do Departamento de Sociologia da UFRJ. Michel é também coordenador do Núcleo de Estudos Judaicos da UFRJ, pesquisador do Centro de Estudos de Israel e Sionismo da Universidade Ben Gurion, e pesquisador do Instituto Brasil-Israel. As músicas deste episódio são “Birch Run - Primal Drive” de Kevin MacLeod e “Zombie Rock” do Audionautix. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Fascismo #Nazismo #Nazifascismo #Bolsonarismo #ExtremaDireita #Extremismo #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #Democracia
01:10:18
October 23, 2021
O Ministério Público sob escrutínio, com Fábio Kerche | #103
A reforma do sistema de justiça promulgada ao final de 2004 criou dois importantes conselhos de controle administrativo e disciplinar do Judiciário e do Ministério Público, o CNJ e o CNMP, respectivamente. Quase 17 anos depois e com a experiência da Lava Jato, que gerou excessos de membros do Ministério Público, o Congresso volta a discutir uma emenda constitucional instituindo controles. Uma proposta de reforma do Conselho Nacional do Ministério Público, bem como do Conselho Superior do MP, coloca em polos antagônicos congressistas e as entidades representativas da corporação. Qual o significado dessas reformas? Por que elas se tornaram prioritárias para os agentes políticos? De que forma tais mudanças impactam a atuação de promotores e procuradores? Para discutir esses pontos, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conta com Fábio Kerche, cientista político da Unirio e pesquisador das instituições do sistema de justiça, especialmente do Ministério Público. As músicas deste episódio são "Stardrive" de Jeremy Blake e "A Trip Around the Moon" do Unicorn Heads. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #SistemadeJustiça #MinistérioPúblico #ControlesInstitucionais
57:30
October 16, 2021
Eleições: de olho em 2022, com Lara Mesquita e Débora Thomé | #102
Mal terminou 2021 e todas as atenções se voltam para 2022 - ou melhor, para as eleições que ocorrerão nesse ano. Um presidente mal avaliado, mas que resistentemente mantém um apoio por volta de um quarto do eleitorado; novas regras eleitorais aprovadas às vésperas do prazo limite; incentivos a candidaturas femininas e de pessoas negras; articulações em torno de uma candidatura de "terceira via" entre Lula e Bolsonaro. Que perspectivas esse cenário nos dá? Para discutir esse tema as convidadas deste episódio são as cientistas políticas Lara Mesquita, pesquisadora do CEPESP FGV e Débora Thomé, pesquisadora do LabGen da UFF. As músicas deste episódio são "Malandragem" de Quincas Moreira e "Ella Vater" dos The Mini Vandals. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Eleições #Eleições2022 #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #PartidosPolíticos #Gênero
01:11:26
October 09, 2021
A Alemanha pós-Merkel, com Bruno Speck | #101
Após 16 anos como chanceler, Angela Merkel decide deixar o cargo de primeira-ministra e não disputar as eleições. Com isto, abre-se a sua sucessão. Nas concorridas eleições de setembro de 2021, o Partido Social Democrata (SPD) conseguiu a primeira colocação, mas por uma diferença muito pequena em relação aos Democratas Cristãos (CDU/CSU). Ambos obtiveram cerca de um quarto das cadeiras no parlamento, insuficiente para a formação de um novo governo. Assim, tornou-se indispensável a construção de uma coalizão, como de costume. Contudo, desta vez, por conta da fragmentação partidária, não seriam possíveis coalizões de apenas dois partidos, sendo necessário compor a aliança com três sócios. Social Democratas ou Democratas Cristãos, dessa forma, terão de se aliar a Verdes e Liberais – ou quem sabe, reeditar as Grandes Coalizões entre SPD e CDU/CSU. Não bastasse tal complexidade, os partidos localizados nos polos mais extremos do espectro ideológico alemão (AfD na extrema-direita, Die Linke na esquerda radical) não são aceitos para coalizões pelos demais, reduzindo a margem de negociação. Para entender este complexo jogo político alemão, o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Bruno Wilhelm Speck. Bruno é professor do Departamento de Ciência Política da USP, pesquisador de instituições políticos, sistemas partidários e eleitorais, profundo conhecedor da política da Alemanha, onde se formou. A música deste episódio é "Outlaw's Farewell" (parte 1 & 2), de Reed Mathis. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Alemanha #PolíticaAlemã #ConjunturaPolítica #Eleições #PartidosPolíticos #SistemaPartidário #ExtremaDireita
01:13:26
October 02, 2021
A extrema-direita e os trabalhadores, com Rosana Pinheiro Machado | #100
O que explica que estratos sociais que prosperaram durante governos de esquerda apoiem políticos de extrema-direita, com Jair Bolsonaro, Rodrigo Duterte ou Narendra Modi? No Brasil, em especial, grande contingente de pessoas emergiu das assim chamadas classes D e E para a C, elevando seu padrão de consumo e de qualidade de vida, mas renegou o PT, apoiando Bolsonaro em 2018. Muitos desses brasileiros, trabalhadores (muitos deles informais) emergentes durante os anos petistas, seguiram fiéis a Bolsonaro durante seu governo, apesar dos diversos problemas enfrentados. Fenômeno similar é notado noutros países do Sul Global, como Filipinas e Índia. Aí, o populismo de ultradireita ganha força não só pelas razões negativas normalmente identificadas no Norte Global (ressentimento, nostalgia, raiva), mas também por uma identificação positiva com a agenda desses lideres. Para tentar compreender esse fenômeno este #ForadaPolíticaNãoháSalvação #100 convidou Rosana Pinheiro Machado, antropóloga e professora de Desenvolvimento Internacional na Universidade de Bath, no Reino Unido. Pinheiro Machado tem pesquisado temas associados às subjetividades populares, a pobreza e o mundo do trabalho informal, bem com seus desdobramentos no âmbito da política. As músicas deste episódio são "Farmhands" do TrackTribe e "Chances" do Silent Partner. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #Ultradireita #ExtremaDireita #Trabalho #Trabalhadores #TrabalhoInformal #Subjetividades #SulGlobal #Populismo
01:06:39
September 25, 2021
Bolsonarismo: populismo ou fascismo? Com Fabio Gentile | #99
Que Jair Bolsonaro é autoritário não há dúvidas, não só pelos seus elogios à ditadura militar e a torturadores, mas pelos seus atos na Presidência da República. Ataca outros poderes, afronta governadores e prefeitos, mobiliza suas hordas para que clamem por ruptura institucional e destituição de seus adversários – ou, para ele, inimigos. Diz que as Forças Armadas são "suas", assim como dá à Constituição a interpretação que lhe convém, questionando o papel do STF como corte constitucional, à qual cabe a interpretação última das normas. Absolutista e avesso a limites, Bolsonaro só considera como povo aqueles que o apoiam e seguem, aqueles que ele mobiliza em atos golpistas e antidemocráticos. No discurso bolsonarista, quem lhe é crítico ou insubmisso é contrário ao "povo" e ao país. Seria ele apenas mais um populista autoritário, ou – tendo em vista seu culto à violência, seu irracionalismo e seu culto à morte – seria ele um fascista? Para discutir esta questão este #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Fabio Gentile, historiador e politólogo, professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFCE) e pesquisador do Observatório da Extrema Direita (OED). Fabio Gentile é um estudioso do pensamento político autoritário, do fascismo e da política brasileira. Ele também tem um canal no YouTube, que leva seu nome, que discute questões de teoria política. As músicas deste episódio são "Measured Success" de Mikos da Gawd e "Mamas" de Josh Lippi & The Overtimers. Não deixe de ler o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Fascismo #Populismo #Autoritarismo #Bolsonarismo #GovernoBolsonaro #ExtremaDireita #Extremismo #Neoliberalismo
01:10:56
September 18, 2021
Caminhamos rumo ao impasse? Com Argelina Figueiredo - #98
O presidente Jair Bolsonaro transformou o 7 de setembro, dia da Independência do Brasil, num 7 de setembro fascista. Convocou seus apoiadores para se mobilizarem nessa data contra o Supremo Tribunal Federal, questionando sua atuação como tribunal de última instância, corte constitucional e instrutora de investigações que lhe atingem. Uma grande e custosa máquina política financiou a ida de caravanas de bolsonaristas de diversos pontos do Brasil para que se reunissem sobretudo em Brasília e São Paulo, onde Bolsonaro discursou. Nesses discursos, ameaçou o STF de alguma ação drástica, caso nada fosse feito para enquadrar o ministro Alexandre de Moraes, obrigando-o a atuar de forma aceitável para ele, Bolsonaro. Em São Paulo avisou que não cumpriria decisões judiciais de Alexandre de Moraes, que deveria se enquadrar ou pedir demissão. Seus apoiadores foram ao delírio com seus discursos. A reação das lideranças institucionais não tardaram. Num duro discurso, o presidente do STF, Luiz Fux, alertou que o descumprimento de decisões judiciais pelo presidente implicaria em crime de responsabilidade a ser julgado pelo Congresso - ou seja, poderia levar ao impeachment. O presidente do Senado cancelou as sessões da Casa na semana do 7 de setembro, alegando não haver ambiente para que ocorressem. O presidente da Câmara contemporizou, num discurso anódino que poderia se dirigir a qualquer um. Contudo, Bolsonaro não tardou a acusar o golpe. No final da tarde de quinta-feira, dia 9, divulgou uma carta de retratação, em que tecia elogios a Alexandre de Moraes e dizia ter-se exaltado num momento de empolgação. Como Bolsonaro nunca se modera, apenas recua momentaneamente para, depois, atacar com ainda mais radicalidade, esse recuo parece muito pouco crível. Caminhamos rumo a um impasse? Para discutir esse tema, foi convidada para este episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação a cientista política Argelina Cheibub Figueiredo, docente do IESP-UERJ e professora aposentada da Unicamp. Argelina é autora de um livro que analisa como seguidas escolhas de atores políticos cruciais levaram ao impasse que produziu o Golpe de 1964. O esquema analítico utilizado para entender aquele momento pode ser útil para compreender a situação atual. Foi essa a conversa que tivemos. As músicas deste episódio são "Blue Scorpion - Electronic Hard", de Kevin MacLeod, e "A Trip around the Moon", do Unicorn Heads. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. #Democracia #Autoritarismo #GolpedeEstado #GolpeMilitar #DitaduraMilitar #Bolsonarismo #Extremismo #Golpismo #Militarismo #Fascismo
01:29:19
September 11, 2021
A democracia ameaçada, com Maria Hermínia Tavares de Almeida - #97
Em guerra contra os outros Poderes – em especial o Judiciário –, governos subnacionais e imprensa, Jair Bolsonaro convoca inflamadamente seus apoiadores para um 7 de Setembro Fascista. O propósito dos atos, para os quais uma imensa e intensa mobilização se produziu nas hostes bolsonaristas, é atacar os limites democráticos ao exercício do poder autocrático pelo presidente da República. Bolsonaro não aceita quaisquer limites ou contrariedades que possam, legitimamente, ser-lhe impostos pelo Judiciário, pelo Legislativo, pelos governos subnacionais ou pela imprensa independente. Não à toa, anunciou a seus apoiadores que o 7 de Setembro Fascista será um "ultimato" aos ministros do STF que ousam lhe contrariar – Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Não bastasse, Bolsonaro também tem insistido na participação de membros das forças de segurança, em especial as polícias, nas manifestações antidemocráticas marcadas para o dia da Independência. Que riscos efetivamente isso representa para a democracia? Para discutir esse tema, a convidada deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é a cientista politica Maria Hermínia Tavares de Almeida, professora aposentada da USP, onde também criou o Instituto de Relações Internacionais (IRI). Maria Hermínia foi presidente da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e da Latin American Studies Association (LASA) e é pesquisadora do CEBRAP. As músicas deste episódio são "Dragon and Toast" de Kevin MacLeod e "Horses to Water" de Topher Mohr & Alex Elena. Leia o blog do #FPNS na CartaCapital. #Democracia #Autoritarismo #Bolsonarismo #GovernoBolsonaro #Golpismo #ExtremaDireita
01:13:32
September 04, 2021
A politização das polícias, com Jacqueline Muniz - #96 (segunda parte)
Em 2021 o mês de agosto fez jus à fama funesta que lhe acompanha – ao menos em parte. Enquanto Jair Bolsonaro radicalizava cada vez mais no enfrentamento com os outros Poderes, especialmente com o Judiciário, seus seguidores elevavam cada vez mais o tom do discurso. Enquanto o cantor sertanejo Sérgio Reis bradava pela intimação do Congresso para que acatasse na íntegra a pauta bolsonarista, sob pena do uso da violência contra os juízes do STF, membros das forças policiais arreganhavam os dentes e conclamavam seus colegas para a ação. Uma manifestação foi convocada por Jair Bolsonaro e seus seguidores para o dia 7 de setembro, ocupando uma data que nos últimos anos tem sido marcada pela "Marcha dos Excluídos", liderada por organizações sociais à esquerda. Essa manifestação tem o propósito de acossar não só opositores do governo, mas também lideranças do Legislativo e do Judiciário que resistem em simplesmente se curvar aos caprichos do "mito". A maior preocupação em diversos setores sociais diz respeito às polícias, percebidas como um potencial instrumento de violência política bolsonarista. Esses medos fazem sentido? O que se pode esperar das polícias neste momento de tensão e enfrentamento político? Essas são as perguntas deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que convidou a professora Jacqueline Muniz, do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF), uma referência na discussão sobre políticas de segurança no Brasil. Este episódio foi dividido em dois programas, indo o primeiro ao ar no sábado e o segundo na terça-feira. Esta é a segunda parte. As músicas são "Moving Over" do Silent Partner, "Mal Acostumado" do Araketu e "In the Shadows" de Eithan Meixsell.. Leiam o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Violência #Polícias #SegurançaPública #Autoritarismo #ViolênciaPolítica #Pretorianismo #Bolsonarismo
01:05:58
August 31, 2021
A politização das polícias, com Jacqueline Muniz - #96 (primeira parte)
Em 2021 o mês de agosto fez jus à fama funesta que lhe acompanha – ao menos em parte. Enquanto Jair Bolsonaro radicalizava cada vez mais no enfrentamento com os outros Poderes, especialmente com o Judiciário, seus seguidores elevavam cada vez mais o tom do discurso. Enquanto o cantor sertanejo Sérgio Reis bradava pela intimação do Congresso para que acatasse na íntegra a pauta bolsonarista, sob pena do uso da violência contra os juízes do STF, membros das forças policiais arreganhavam os dentes e conclamavam seus colegas para a ação. Uma manifestação foi convocada por Jair Bolsonaro e seus seguidores para o dia 7 de setembro, ocupando uma data que nos últimos anos tem sido marcada pela "Marcha dos Excluídos", liderada por organizações sociais à esquerda. Essa manifestação tem o propósito de acossar não só opositores do governo, mas também lideranças do Legislativo e do Judiciário que resistem em simplesmente se curvar aos caprichos do "mito". A maior preocupação em diversos setores sociais diz respeito às polícias, percebidas como um potencial instrumento de violência política bolsonarista. Esses medos fazem sentido? O que se pode esperar das polícias neste momento de tensão e enfrentamento político? Essas são as perguntas deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que convidou a professora Jacqueline Muniz, do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF), uma referência na discussão sobre políticas de segurança no Brasil. Este episódio foi dividido em dois programas, indo o primeiro ao ar no sábado e o segundo na terça-feira. As músicas são "Angel of Mercy" de Ethan Meixsell e "Moving Over" do Silent Partner. Leiam o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital. #Violência #Polícias #SegurançaPública #Autoritarismo #ViolênciaPolítica #Pretorianismo #Bolsonarismo
01:07:06
August 28, 2021
A volta do Talibã, com Francirosy Barbosa & Reginaldo Nasser - #95
A saída das tropas norte-americanas do Afeganistão, após 20 anos de presença militar, foi seguida da rápida tomada do poder pelo grupo extremista islâmico Talibã. O que explica essa tomada tão rápida do poder? Qual o contexto dela? E a situação das mulheres afegãs, como fica? Que tipo de islã é professado pelo Talibã e de que forma ele produz o extremismo desse grupo, que agora controla o país? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conta com dois convidados. Uma é Francirosy Campos Barbosa, professora de antropologia no Departamento de Psicologia Social da USP de Ribeirão Preto e estudiosa do Islã. O outro é Reginaldo Mattar Nasser, professor de Relações Internacionais da PUC SP, estudioso da política externa americana e do Oriente Médio. As músicas deste episódio são Dhaka, de Kevin MacLeod e Arabian Nightfall, de Doug Maxwell. Leia o blog do #FPNS na CartaCapital. #Afeganistão #Islã #OrienteMédio #Islamismo #Talibã
01:49:06
August 21, 2021
Afinal, como votaremos? Com Luciana Veiga & Vitor Marchetti - #94
Em pouco tempo, muitas incertezas foram produzidas sobre as eleições de 2022. Numa mesma semana discutiu-se e decidiu-se na Câmara sobre voto impresso ou não, sistema eleitoral para a Câmara de Deputados, coligações em eleições proporcionais e federação de partidos. Agora, cabe ao Senado a palavra final sobre algumas dessas questões, notadamente as coligações proporcionais e outros aspectos das regras eleitorais e partidárias. Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute esse assunto. Para isso foram convidados os cientistas políticos Luciana Veiga, presidente da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e professora da Unirio; e Vitor Marchetti, professor da UFABC.  A música deste episódio é Oh, Fire! De Carmen María & Edu Spinal.   Leia nosso blog na CartaCapital! #Eleições #Sistema Eleitoral #Distritão #Coligações
01:19:57
August 14, 2021
Choque de Poderes, com Oscar Vilhena Vieira - #93
O conflito entre os Poderes de Estado, em particular entre o Executivo e o Judiciário, atingiu seu ápice desde o início do mandato de Jair Bolsonaro. Após seguidos ataques do presidente ao processo de votação, ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro do STF, Luís Roberto Barroso, ao seu colega de Suprema Corte, Alexandre de Moraes, além seguidas mentiras e ameaças à realização das eleições, os tribunais reagiram. O TSE abriu um inquérito no âmbito eleitoral contra o presidente e encaminhou uma notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal, para que o presidente seja investigado no inquérito das Fake News. O inquérito foi aceito pelo relator, ministro Alexandre de Moraes, colocando o presidente na condição de investigado. O presidente do STF, Luiz Fux, encerrou a sessão do Tribunal lendo uma duríssima nota contra Jair Bolsonaro e cancelando a reunião antes marcada para o diálogo entre os chefes dos Três Poderes. O que se pode esperar desse jogo? A democracia está mesmo sob ameaça? Como chegamos a este ponto? As instituições dão conta do problema? Para discutir esses assunto, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu o jurista e cientista político Oscar Vilhena Vieira, professor e diretor da FGV Direito São Paulo, membro da Comissão Arns e um ativo participante do debate público sobre constitucionalismo e direitos humanos. As músicas deste episódio são: "Intuit256", de Kevin MacLeod (licença Creative Commons) e "Modern Situations", do Unicorn Heads. Conheça nosso blog no site da CartaCapital. #STF #CrisePolítica #Bolsonarismo #Autoritarismo #GolpedeEstado #InstituiçõesPolíticas #Judiciário #MinistérioPúblico #PGR #SistemadeJustiça #Presidência #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica
01:04:09
August 07, 2021
As eleições ameaçadas - FPNS #Expresso exclusivo do podcast
As ameaças de Jair Bolsonaro às eleições de 2022, caso não seja aprovado seu capricho do "voto impresso e auditável" (sic) subiram muito de patamar. Subiram ao ponto de tornar inevitável que o Tribunal Superior Eleitoral reagisse, abrindo um inquérito administrativo no âmbito eleitoral e enviando uma notícia crime por fake news ao Supremo Tribunal Federal. Qual o significado desta disputa? Ademais, o Congresso, sem liderança governamental que lhe dê rumo, avança em propostas de reforma eleitoral que pioram - e muito - o processo de disputa e prestação de contas. Tudo isso ocorre em meio às revelações da CPI da Pandemia, que cada vez mais desgasta o presidente e seu governo, tornando-o ainda mais reativo e agressivo. Este episódio #Expresso do #ForadaPolíticaNãoháSalvação é exclusivo do podcast.
07:22
August 04, 2021
Os braços e abraços da extrema-direita, com Aline Burni & Vinícius Bivar - #92
Jair Bolsonaro, seu filho Eduardo, a deputada Bia Kicis e o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, dentre outros bolsonaristas, receberam calorosamente uma deputada da extrema-direita alemã, Beatrix Von Storch. Essa parlamentar é vice-líder do partido de ultradireita "Alternativa para a Alemanha" (AfD), que além de posicionamento xenófobo contra imigrantes, refugiados e, especialmente, muçulmanos, minimiza o Holocausto judeu e o acerto de contas com o passado nazista. A recepção à deputada extremista acendeu o debate sobre os laços do bolsonarismo com o nazismo e com o fascismo, dentro e fora do país. O que exatamente é a AfD? De que forma ela se relaciona com o bolsonarismo, no Brasil, e com a extrema-direita européia? Qual o peso do neonazismo na Alemanha atual? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu dois pesquisadores radicados na Alemanha que estudam o assunto: a cientista política Aline Burni, doutora pela UFMG e pesquisadora do Instituto Alemão de Desenvolvimento (DIE); e o historiador Vinícius Bivar, doutorando em História Contemporânea pela Universidade Livre de Berlim (FU-Berlim ) como bolsista do DAD.  As músicas deste episódio são: Big Rock - Take the Lead, de Kevin MacLeod (licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/) March On, de Ethan Meixsell. Conheça o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital! #Nazismo #Neonazismo #ExtremaDireita #Ultradireita #Populismo #Bolsonarismo #Fascismo #Xenofobia #RadicalismoPolítico #Extremismo
01:01:55
July 31, 2021
O namoro do Centrão com o golpismo bolsonarista, com Fernando Abrucio - #91
Numa semana agitada até mesmo para os padrões bolsonaristas, o governo teve novidades tonitruantes em duas frentes. Numa aprofundou seu relacionamento com o Centrão, indicando o prócer do PP, Ciro Nogueira, para a Casa Civil, em substituição ao general Luiz Eduardo Ramos. Noutra, teve revelada a ameaça do ministro da Defesa, General Braga Netto, de impedir as eleições de 2022 caso não seja aprovado o voto impresso, capricho bolsonaresco. Em que lugar está o governo Bolsonaro hoje? Mais próximo do golpismo militarista ou do fisiologismo de seu contubérnio com o Centrão? Essa é a temática deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que tem como convidado Fernando Abrucio, cientista político, professor do Departamento de Gestão Pública da FGV EAESP e colunista do Valor Econômico. As músicas deste episódio são "Bicycle - Reunited", de Kevin MacLeod e "A Trip Around the Moon", do Unicorn Heads. #Golpismo #Fisiologismo #Centrão #Militarismo #Autoritarismo #Bolsonarismo #Fascismo #Populismo #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica Conheça o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação na CartaCapital.
01:01:54
July 24, 2021
Internet e Política de Cuba ao Brasil, com David Nemer - #90
A atuação por meio das redes sociais tem sido um facilitador da mobilização, da contestação e da produção de novos movimentos políticos. Em Cuba, foi o instrumento que viabilizou uma onda de protestos contra o regime e o governo país afora, questionando a falta de alimentos, o autoritarismo e a falta de liberdade. No Brasil, foi instrumentalizada pelo bolsonarismo para eleger seu líder à presidência, atacar adversários e instituições da democracia. Em Cuba esse movimento de questionamento do governo surgiu de baixo para cima, estabelecendo uma comunicação ágil que propiciou a mobilização; no Brasil ele se deu por meio de um sofisticado esquema de disseminação de desinformação. Para discutir esse tema, o convidado deste episódio é o antropólogo David Nemer, professor da Universidade da Virgínia e pesquisador da importância da tecnologia nas interações humanas. As músicas deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação são "Sabana Havana", de Jimmy Fontana, "Cuban Sandwich", de Doug Maxwell e "Easy Lemon 30 Second", de Kevin MacLeod. #Cuba #RedesSociais #Protestos #MobilizaçãoPolítica #Autoritarismo #Democracia #Bolsonarismo #Desinformação #FakeNews #Bolsonarismo #ExtremaDireita
01:03:16
July 17, 2021
A velha nova direita, com Angela Alonso - #89
Com as jornadas de junho de 2013, um novo ator entrou em cena nas ruas. Ou seria, na verdade, um velho ator? A direita brasileira, muito ativa nas ruas antes de 1964, mas adormecida nessa forma de manifestação durante décadas, pareceu recobrar o seu vigor. Emergiu uma grande reação aos governos petistas, suas políticas, seu discurso e seus valores. De lá para cá, essa direita rediviva protestou contra escândalos de corrupção, ajudou a derrubar Dilma Rousseff, engajou-se no apoio à Lava Jato – entronizando Sergio Moro como herói –, apoiou a eleição de Jair Bolsonaro e, depois, seu governo e seus ataques às instituições democráticas. O que explica a reemergência dessa velha nova direita? Esse é o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que tem como convidada a socióloga Angela Alonso, professora do Departamento de Sociologia da USP, pesquisadora e ex-presidente do CEBRAP e coordenadora adjunta da área de Humanidades na FAPESP. As músicas deste episódio são "Cool Rock - take the lead", de Kevin MacLeod, e "Stalling", de Topher Mohr & Alex Elena. #Direita #Participação #MobilizaçãoPolítica #ExtremaDireita #Bolsonarismo #Lavajatismo #Conservadorismo #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica
01:00:45
July 10, 2021
O Escândalo da Vacina, com Daniela Campello & Deisy Ventura - #88
As investigações sobre a atuação do governo Bolsonaro frente à pandemia avançam na CPI. Em acréscimo às evidências de aposta na "imunização de rebanho" e, por isso mesmo, em medicamentos ineficazes e perigosos, descobre-se agora que houve também corrupção na retardada compra de imunizantes. De que forma o escândalo da vacina pode impactar o governo, tanto do ponto de vista jurídico como político? O mandato de Bolsonaro está, finalmente, ameaçado? Sua popularidade será afetada como por essas novas revelações? Esse é o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que conta com duas convidadas: Daniela Campello, professora de ciência política na FGV EBAPE, e Deisy Ventura, professora de ética na Faculdade de Saúde Pública da USP. As músicas deste episódio são "Amazement", do Freedom Trail Studio, e "Dollar Dub", do Midnight North. #Vacinação #Corrupção #GovernoBolsonaro #Vacinas #CPI #SaúdePública #Covid #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica
01:19:26
July 03, 2021
Como remover um presidente, com Rafael Mafei - #87
Abundam motivos para o impeachment de Jair Bolsonaro. Ainda assim, passados dois anos e meio de governo, ele teima em não ocorrer. O que explica isso? Rafael Mafei, professor do Departamento de Filosofia do Direito da Faculdade de Direito da USP acaba de publicar um livro sobre o tema. Neste #ForadaPolíticaNãoháSalvação ele aborda o assunto tendo como perspectiva os processos de impeachment anteriores no Brasil (tentados ou concretizados) e a história desse instituto. #Impeachment #GovernoBolsonaro #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #CrimedeResponsabilidade #DireitoPúblico
48:43
June 26, 2021
Bolsonaro: retrocesso e degradação, com Leonardo Avritzer, Marjorie Marona e Fábio Kerche - #86
O que o governo de Jair Bolsonaro representa para o Brasil? Retrocesso democrático e degradação política, apontam os muitos autores dos 35 capítulos que compõem o livro organizado por Leonardo Avritzer, Marjorie Marona e Fábio Kerche. Os trabalhos analisam a natureza do Bolsonarismo, as relações do presidente com os três poderes e os governos subnacionais, o funcionamento das instituições do sistema de justiça, as políticas públicas, a cultura política, os valores, a representação politica e a participação, além da imprensa e da opinião pública em tempos bolsonarescos. Neste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, os três organizadores discutem os diversos aspectos tratados na obra, com especial ênfase a alguns dentre eles, como os ataques de Bolsonaro à democracia e suas instituições, o solapamento da administração pública e a destruição de políticas longamente construídas. #democracia #bolsonarismo #autoritarismo #populismo #políticabrasileira #conjunturapolítica
01:23:03
June 19, 2021
O Partido Militar, com Marcelo Pimentel - #85
É Bolsonaro que manda nos generais, ou são os generais que comandam Bolsonaro? Essa não é uma pergunta trivial, já que decisões do presidente da República, envolvendo altos oficiais, são normalmente percebidas como demonstrações de submissão deles ao capitão reformado. Contudo, para Marcelo Pimentel, coronel da reserva do Exército e mestre em Ciências Militares pela ECEME (Escola de Comando e Estado-Maior do Exército), Bolsonaro segue o projeto do "Partido Militar". Este é uma forma de organização política, dotada de projeto próprio e liderada pelos altos oficiais das Forças Armadas. Portanto, são os generais, formados na AMAN nos anos 1970, que dão as cartas; foram eles que deram guarida ao projeto político que elegeu Bolsonaro e hoje comandam seu governo. Esse é o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. #Militares #Militarismo #GovernoBolsonaro #PartidoMilitar #Autoritarismo
01:05:53
June 12, 2021
A disputa das ruas, com Esther Solano - #84
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação aborda da retomada das manifestações de rua massivas pela oposição a Jair Bolsonaro e, assim, a disputa por essa presença nas ruas que ela produz. Nos últimos anos, a direita, sobretudo a direita mais radical ou mesmo extremista, ganhou protagonismo nas manifestações de rua, tomando um espaço que desde a redemocratização havia sido predominantemente ocupado pelas forças progressistas e de esquerda. O que permitiu essa retomada? E porque houve, antes, essa mudança de protagonismo? Para discutir esses temas, foi convidada a professora Esther Solano, da Unifesp, socióloga e estudiosa dessa nova direita bolsonarista.   #Participação #MobilizaçãoPolítica #ExtremaDireita #Democracia #Bolsonarismo
53:06
June 05, 2021
Que governo é esse? Com Fernando Limongi - #83
O governo Jair Bolsonaro nunca foi algo comum ou mesmo normal. Mas que governo é esse? E como foi possível que tal governo fosse eleito? Mais do que um problema de funcionamento das instituições – uma discussão tola – o que temos é um presidente golpista, que investe contra a democracia e, por isso mesmo, contra suas instituições. Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação tenta decifrar essa anormalidade. Para isso, convidou um dos principais cientistas politicos brasileiros, Fernando Limongi, professor aposentado do Departamento de Ciência Política da USP, professor da Escola de Economia de São Paulo da FGV e pesquisador do CEBRAP.  #GovernoBolsonaro #Presidencialismo #PresidencialismoDeCoalizão #Democracia #Autoritarismo #Golpismo #Caquistocracia
01:42:19
May 29, 2021
O que a CPI gerou até aqui? Com Luciana Santana & Bruno Rubiatti - #82
A CPI da Covid chegou à sua terceira semana com o mais esperado dos depoimentos, o do General Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde. Mesmo obtendo do STF autorização para permanecer calado quando sob risco de se autoincriminar, Pazuello falou muito na CPI, tendo sido claramente treinado durante as duas semanas que obteve de adiamento para seu depoimento, alegando ter tido contato com pessoas que contraíram a Covid. O depoimento de Pazuello talvez não tenha sido tão bombástico quanto se esperava, mas deixou pontas soltas que podem comprometer o presidente Jair Bolsonaro e o próprio ex-ministro.  Que avaliação se pode fazer da CPI até aqui? Este é o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que conta com as participações de Luciana Santana, cientista política e professora da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), e Bruno Rubiatti, cientista político e professor da Universidade Federal do Pará (UFPA). #CPIdaCovid #Covid #GovernoBolsonaro #SaúdePública #SenadoFederal Música: Only Farwell, de Dan Lebowitz
01:07:13
May 22, 2021
Fora da Política Não Há Salvação Expresso - Pazuello na CPI
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação Expresso analisa brevemente o que foi a participação de Eduardo Pazuello na CPI da Covid nesta semana. Esse tema será tratado aprofundadamente no programa deste sábado. #CPI #Covid #GovernoBolsonaro
02:39
May 20, 2021
Por que nossa polícia mata tanto? Com Jacqueline Sinhoretto & Alexandre Magalhães - #81
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute o porquê de nossas polícias, tanto a militar como a civil, matarem tanto. Embora este seja um problema crônico de nossa violência cotidiana, a chacina perpetrada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, na Favela do Jacarezinho, reacendeu a discussão.  Para tratar do tema foram convidados Jacqueline Sinhoretto, professora de Sociologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) e Alexandre Machado, professor de Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).   #Violência #Polícia #ViolênciaPolicial #Chacina #Jacarezinho #SegurançaPública
01:26:22
May 15, 2021
Quem (ainda) são os bolsonaristas, com Isabela Kalil - #80
Mesmo com uma gestão desastrosa da pandemia, uma economia em frangalhos, o isolamento internacional, a família comprometida com malfeitos e uma condução errática, Bolsonaro segue forte junto a uma parcela significativa da população. Quem são esses bolsonaristas fiéis, que seguem com o "mito", apesar de tudo? Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute esse tema e, para isso, convidou Isabela Kalil, antropóloga, professora da Fundação Escola de Sociologia e Política (FESP) e co-coordenadora do Observatório da Extrema Direita (OED). #Bolsonarismo #Extremismo #Fascismo #ExtremaDireita
01:09:26
May 08, 2021
Governo Bolsonaro na Berlinda, com Carolina Botelho & Brasílio Sallum Jr - #79
Os problemas do governo Bolsonaro se somam: CPI da Covid no Senado, iminente CPI dos Crimes Ambientais na Câmara, queda de popularidade, perda de credibilidade do Ministro Paulo Guedes, isolamento internacional...  Para discutir esse cenário, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Brasílio Sallum Jr., professor titular aposentado do Departamento de Sociologia da USP e professor visitante na Unifesp, e Carolina Botelho, pesquisadora do Laboratório de Neurociência Cognitiva do Mackenzie e do Doxa - Laboratório de Opinião e Comunição do IESP UERJ.   #CPI #CrisePolítica #Bolsonarismo #GovernoBolsonaro
01:19:36
May 01, 2021
O que esperar da CPI? Com Simone Diniz & Eduardo Martins de Lima - #78
Começará a Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia no Senado, focada na gestão sanitária do Governo Federal durante a pandemia da Covid-19.  Será investigada a incúria do presidente Jair Bolsonaro e de seus ministros da Saúde, principalmente de Eduardo Pazuello, general da ativa do Exército e responsável pelo descalabro administrativo da pasta sob sua direção durante a fase mais mortífera da pandemia. Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute o que se pode esperar da CPI. Qual seu potencial investigativo? Que problemas ela pode ocasionar ao presidente? Faz diferença essa CPI ocorrer no Senado em vez da Câmara? Para discutir este assunto, foram convidados dois cientistas políticos. Uma é Simone Diniz, professora de Ciência Política da Universidade Federal de São Carlos e estudiosa do funcionamento do Legislativo e de sua relação com o Executivo. O outro é Eduardo Martins de Lima, cientista político e advogado, estudioso do funcionamento de CPIs e assessor legislativo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. #CPI #Covid #ConjunturaPolítica #SenadoFederal #CongressoNacional #SaúdePública
01:03:27
April 24, 2021
Lava Jato – suspeição e incompetência, com Fabiana Alves Rodrigues - #77
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute o que levou a Lava Jato, no que concerne ao ex-presidente Lula, ser anulada no Supremo Tribunal Federal. Que características da operação e do julgamento do ex-presidente levaram a esse desfecho no STF? Para discutir esse tema, a convidada é Fabiana Alves Rodrigues, autora do livro "Lava Jato - aprendizado institucional e ação estratégica na Justiça". Ela é cientista política e juíza federal. #LavaJato #STF #Lula
01:17:30
April 17, 2021
Bolsonaro e as Igrejas, com Ronaldo Almeida - #76
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute a relação entre religiões e o governo – em especial entre as igrejas evangélicas e o governo de Jair Bolsonaro. A decisão do STF, sobre a possibilidade de prefeitos e governadores proibirem cultos presenciais nos territórios sob sua jurisdição, ensejou também uma discussão sobre as fronteiras entre religião e Estado no Brasil. Em que medida pode o governo impor as medidas restritivas da pandemia também para as igrejas? Isso afeta a liberdade de culto? Isso viola a liberdade de crença? Ou, ao contrário, é uma tentativa das igrejas de invadirem a esfera sob jurisdição estatal? Para discutir esses temas o convidado deste episódio é Ronaldo Almeida, antropólogo, estudioso da religião, professor do Departamento de Antropologia da Unicamp e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP).  #Religião #EstadoLaico #IgrejasEvangélicas #LiberdadeReligiosa #LiberdadedeCulto #Covid-19 #Pentecostalismo #Neopentecostalismo #Cristianismo #ReligiãoePolítica
01:02:40
April 10, 2021
Bolsonaro e os Militares, com Octavio Amorim Neto - #75
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação trata da crise militar produzida por Jair Bolsonaro, ao tentar aparelhar as Forças Armadas como instrumento de apoio partidário de seu governo, substituindo abruptamente o Ministro da Defesa e os três comandantes militares. Para discutir esse tema, o convidado deste episódio é Octavio Amorim Neto, professor de ciência política na FGV EBAPE e estudioso da atuação dos militares na política brasileira.  #Militares #ForçasArmadas #Democracia #Militarismo #Bolsonarismo #Autoritarismo #Pretorianismo #Golpismo #InstituiçõesPolíticas
01:06:45
April 03, 2021
Estado de Intimidação, com Conrado Hübner Mendes – #74
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação celebra um ano de vida do canal e do podcast. Neste episódio a discussão é sobre o Estado de Intimidação que o bolsonarismo tenta implantar no país, utilizando a estrutura institucional do governo (Ministério da Justiça, Polícia Federal, Advocacia Geral da União) para intimidar críticos do governo. O convidado para esta conversa é Conrado Hübner Mendes, professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da USP, pesquisador do LAUT (Centro de Análise da Liberdade e do Autoritarismo) - https://laut.org.br. #Democracia #Autoritarismo #LiberdadedeExpressão #LeideSegurançaNacional #Bolsonarismo
01:17:23
March 27, 2021
A Firme Popularidade dos Populistas, com Ednaldo Ribeiro - #73
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação tenta compreender o porquê de líderes populistas, como Bolsonaro, manterem um patamar elevado de apoiadores, mesmo quando seus governos produzem desastres. Ao mesmo tempo que muitos detestam tais governantes, outros os veneram – ou, pelo menos, apoiam-nos. Para discutir esse assunto, convidamos o cientista politico Ednaldo Ribeiro, professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Paraná (UFPR).  #Populismo #Bolsonarismo #Polarização #Plebiscitarismo #Popularidade #LiderançaPolítica
51:19
March 20, 2021
Lula Livre. Lula Lá? Com Fabiano Santos & Rafael Valim - #72
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute os aspectos judiciais e políticos que cercam a anulação dos processos contra o ex-presidente Lula na Lava Jato. Lula agora está livre. Mas está para valer na disputa eleitoral? Por que só agora o STF decidiu pela nulidade dos processos? Que consequências essa decisão traz para o funcionamento do Sistema de Justiça brasileiro e para o jogo político até 2022? Para discutir esse tema foram convidados o advogado Rafael Valim, fundador do Lawfare Institute, e o cientista politico Fabiano Santos, professor do IESP UERJ e coordenador do Observatório do Legislativo Brasileiro.   #LavaJato #Lula #Eleições2022 #PT
01:00:29
March 13, 2021
A guerra bolsonarista contra os governadores, com Marta Arretche - #71
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute a guerra bolsonarista contra os governadores. Iniciado já antes da pandemia, esse enfrentamento recrudesceu com ela. O que explica esse comportamento de Bolsonaro? É algo relacionado à sua concepção de federalismo ou deriva de sua ideia mais geral da política? Para discutir esse tema a convidada deste episódio é Marta Arretche, professora do Departamento de Ciência Política da USP e pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole (CEM).  #Federalismo #RelaçõesIntergovernamentais #Democracia #Autoritarismo #Populismo #Bolsonarismo
50:12
March 06, 2021
O armamentismo bolsonaresco, com Ilona Szabó & Renato Sérgio de Lima - #70
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute a escalada armamentista promovida pelos decretos e portarias do governo Bolsonaro. O que Bolsonaro pretende, armando as pessoas? Que ameaça isso representa para a democracia, já que Bolsonaro inclusive já verbalizou a possibilidade do uso de armas contra governadores e prefeitos? Para discutir esse tema, foram convidados Ilona Szabó de Carvalho, fundadora do Instituto Igarapé, e Renato Sérgio de Lima, presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e professor da FGV EAESP.  #SegurançaPública #Armas #Violência #Armamentismo #Autoritarismo
53:24
February 27, 2021
Banco Central autônomo. É bom? Com Elena Landau & Nelson Marconi - #69
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação trata da autonomia do Banco Central, transformada em lei pelo Congresso Nacional, com mandatos fixos e intercalados do presidente e demais diretores do Banco Central. Isso é bom para a economia brasileira? Como compatibilizar mandatos da autoridade monetária não-eleita com o do governo eleito? Elena Landau, economista e advogada, e Nelson Marconi, economista da FGV EAESP, são os convidados deste episódio.  #BancoCentral #Macroeconomia #Moeda #Regulação #PolíticaMonetária #AgênciasRegulatórias #PolíticaEconômica
01:02:22
February 20, 2021
A Lava Jato acabou mesmo? Com Christian Lynch & Rogério Arantes - #68
Foi extinta a Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba, cerne da operação. O que ficou dela? O lavajatismo sobreviverá ao fim da Lava Jato? Para discutir esse assunto, participam deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação os professores Christian Lynch, do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP UERJ) e Rogério Arantes, do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo (DCP USP). #LavaJato #Corrupção #Judiciário #MinistérioPúblico #PolíciaFederal
01:02:59
February 13, 2021
E as instituições? Seguem funcionando..., com Bruno Wanderley Reis - #67
Bolsonaro finalmente tem uma coalizão no Congresso. Ao mesmo tempo, tenta bancar a indicação de uma extremista para a Comissão de Constituição e Justiça e, agora, nega que a cloroquina, por ele preconizada, cause qualquer mal. As instituições seguem funcionando? Para discutir essa questão, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conta com Bruno Pinheiro Wanderley Reis, diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, professor do Departamento de Ciência Política.  #InstituiçõesPolíticas #Democracia #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica #Centrão
01:05:40
February 06, 2021
A disputa no Congresso e o Governo, com Magna Inácio - #66
A disputa pelas mesas da Câmara e do Senado é um momento crucial da luta política no Legislativo, mas também da relação entre o Congresso e o Governo. Será que a aliança em torno das eleições de Arthur Lira na Câmara e Rodrigo Pacheco no Senado indicam que, finalmente, o governo Bolsonaro terá uma coalizão para governar? Para discutir esse tema a convidada deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Magna Inácio, professora do Departamento de Ciência Política da UFMG, estudiosa das relações entre os poderes. #PresidencialismodeCoalizão #CongressoNacional #GovernoBolsonaro #Presidencialismo
46:59
January 30, 2021
Começou a vacinação. E agora? Com Gilberto Hochman & Daniel Dourado - #65
Finalmente começou a vacinação no Brasil, embora depois de muitos outros países e de forma precária, com poucas doses disponíveis, falta de coordenação federativa e sabotagem aberta por parte do presidente da República. Por que um país com histórico de sucesso em programas de imunização de sua população agora falha tão miseravelmente em promover a vacinação, justamente em um momento tão crítico, como a pandemia da Covid-19? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conta com dois convidados. Gilberto Hochman, Pesquisador em Saúde Publica da Fundação Oswaldo Cruz, Editor Científico da Editora Fiocruz. E Daniel A. Dourado, médico e advogado sanitarista, pesquisador do Centro de Pesquisa em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo - Cepedisa/USP e do Institut Droit et Santé da Universidade de Paris. #Vacinação #SaúdePública #Covid-19
01:19:57
January 23, 2021
Batalha dos aflitos - pandemia, Bolsonaro e STF, com Rubens Glezer - #64
A tragédia sanitária no Amazonas explicita um dos principais problemas no enfrentamento da pandemia da Covid-19: a ausência de coordenação federativa por parte do Executivo federal. Aliás, em vez de contribuir para tal coordenação, o governo federal sabota as políticas dos estados e municípios, bem como a política de vacinação. O Supremo Tribunal Federal teria um papel primordial na resolução deste problema – e, de fato, desempenhou um papel importante, preservando competências de Estados e Municípios para lidar com o problema. Contudo,  a atuação do Supremo está aquém do que dele se poderia esperar, em boa medida por um déficit de legitimidade da Corte, cujo comportamento "catimbeiro" contribui para seu mau funcionamento e sua fragilização institucional. O convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, o primeiro de 2021, é Rubens Glezer, constitucionalista da FGV Direito SP e autor do livro recém-lançado, "Catimba Constitucional: o STF do antijogo à crise constitucional". #STF #Federalismo #Covid-19
50:18
January 16, 2021
Do milagre da cloroquina à guerra da vacina, com Adriano Massuda & Guilherme Casarões - #63
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação encerra a temporada de 2020. Desde o início da pandemia, Bolsonaro assumiu uma postura negacionista, de se abraçar a ideias sem embasamento na ciência e nos fatos, como o endosso à cloroquina, o boicote às medidas sanitárias de isolamento social e a sabotagem da vacinação. Neste final de ano, com uma série de vacinas chegando à sua fase final de desenvolvimento, o governo optou por desaconselhar que as pessoas se vacinem e por criar desconfianças em relação aos imunizantes – em particular o desenvolvido pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã.  O que explica essa conduta de Bolsonaro? Como a adesão à cloroquina e o boicote às vacinas se conectam? Para discutir esses temas, foram convidados Adriano Massuda, médico sanitarista, ex-secretário da Saúde de Curitiba e professor da FGV EAESP, e Guilherme Casarões, cientista político internacionalista, coordenador do Observatório da Extrema Direita e também professor da FGV EAESP. Músicas deste episódio "Pico", de Chico César, disponível em seu canal no YouTube: https://www.youtube.com/c/ChicoCesarOficial/featured "Easy Jam", de Kevin MacLeod é licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ Fonte: http://incompetech.com/music/royalty-free/index.html?isrc=USUAN1100245 Artista: http://incompetech.com/ #Vacina #Hidroxicloroquina #Negacionismo #Pandemia #Covid-19 #Bolsonarismo
01:15:52
December 19, 2020
A dança dos três poderes, com Eloísa Machado e Lúcio Rennó - #62
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute o imbróglio em torno da eleição para a presidência das duas casas do Congresso. Como entender a atuação do STF nesse caso? O que se pode esperar das relações entre Legislativo e Executivo depois disso? Para discutir esses temas foram convidados Eloísa Machado, jurista e professora da FGV Direito SP, e Lúcio Rennó, cientista político e professor da UnB.  #STF #CongressoNacional #Constituiçãode1988 Música: Dance of the Sugar Plum Fairies, de Pyotr Ilyich Tchaikovsky, por Kevin MacLeod. Licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
01:01:09
December 12, 2020
Política e religião após as eleições, com Ana Carolina Evangelista & Vitor Marchetti - #61
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação faz um balanço do poder após as eleições de 2020. Quem saiu fortalecido, quem perdeu e qual o peso da religião nas disputas municipais e na luta política que se inicia agora? Para discutir esses temas, os convidados deste episódio são Ana Carolina Evangelista, pesquisadora do ISER e do FGV CPDOC, e Vitor Marchetti, cientista político e professor da Universidade Federal do ABC.  #Eleições2020 #Religião&Política #PartidosPolíticos #Centrão #Direita
01:00:42
December 05, 2020
Como o Brasil de Bolsonaro chega ao segundo turno? - Com Fernando Abrucio - #60
De que maneira o Brasil chega ao segundo turno das eleições municipais? Que efeito as disputas de primeiro turno, bem como a corrida para os segundos turnos, afeta o cenário politico mais geral? Bolsonaro não se mostrou um bom cabo eleitoral; de que forma isto o afeta? O convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Fernando Abrucio, cientista político, professor da FGV EAESP e colunista do Valor Econômico. #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #EleiçõesMunicipais #Eleições2020
01:07:39
November 28, 2020
O que 2020 diz sobre 2022 - #59
O que os resultados das eleições municipais de 2020 nos permitem vislumbrar para as eleições presidencial de 2022? O sucesso dos partidos do chamado Centrão e da direita nessa disputa pressagiam bons resultados dessas mesmas agremiações na disputa pela Câmara dos Deputados daqui a dois anos. Também indicam o que pode ocorrer na construção das alianças presidenciais. #ForadaPolíticaNãoháSalvação #Eleições2020 #Eleições2022
41:52
November 21, 2020
Eleições Municipais – Terceiro Programa – Com Monalisa Torres & Oswaldo Amaral - #58
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação é o terceiro programa sobre as eleições municipais de 2020. Nele, Monalisa Torres, professora da UECE, e Oswaldo Amaral, professor da Unicamp, ambos cientistas políticos, discutem o que podemos esperar das eleições deste domingo, dia 15 de novembro.  #Eleições Municipais #Eleições 2020 #PolíticaBrasileira #ConjunturaPolítica
45:43
November 14, 2020
Trump perde. E o trumpismo? Com Mathias Alencastro - #57
Com quase a totalidade dos votos contados, numa apuração longa e aflitiva, fica evidente que Donald Trump é derrotado por Joe Biden.  Mas se Trump é derrotado, e o Trumpismo? Ele permanecerá na sociedade e na política americanas? Sobreviverá à derrota do presidente que o encarnou? Essa e outros temas relacionados à tensa e radicalizada eleição americana são o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação, que tem como convidado Mathias Alencastro, cientista político, doutor pela Universidade de Oxford e pesquisador do CEBRAP. #Trump #Biden #EleiçõesAmericanas #Populismo #Democracia
52:02
November 07, 2020
O plebiscito e a política no Chile, com Jorge Gordín - #56
Depois dos grandes protestos de 2019, o Chile realizou, em meio à pandemia, um plebiscito sobre a elaboração de uma nova constituição, que assegure direitos sociais e supere a herança autoritária da Carta elaborada ainda sob a ditadura de Augusto Pinochet. O que explica este processo? O que, de forma realista, é possível esperar desse novo processo constituinte? Será ele a solução para os problemas chilenos? Para discutir este tema, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Jorge Gordín, editor do Journal of Politics in Latin America e ex-professor da Universidad Diego Portales, em Santiago. Música: Volver a los 17, de Violeta Parra, por Raíces de América. #Chile #Plebiscito #Constituinte #Constituição #Pinochet #DireitosSociais
55:23
November 02, 2020
O Brasil dobrou à direita, com Jairo Nicolau - #55
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute as bases da eleição de Jair Bolsonaro e da onda de direita em 2018, temas do novo livro do cientista político Jairo Nicolau, professor da FGV CPDOC. De quebra, aproveitamos para discutir o atual contexto político e as eleições municipais de 2020.  #Direita #Bolsonarismo #Eleições #PolíticaBrasileira #Eleições2020 #Eleições 2018
01:03:57
October 30, 2020
Eleições Municipais - Segundo Programa - Com Lara Mesquita & George Avelino - #54
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação volta a tratar das eleições municipais de 2020. São eleições atípicas, devido à pandemia e à entrada em vigência de novas regras. Além disso, será a primeira vez que o presidente da República não tem um partido a participar das disputas eleitorais desde o início da redemocratização. O que esperar? Os convidados são Lara Mesquita e George Avelino, pesquisadores do CEPESP, o Centro de Política e Economia do Setor Público da FGV.  #Eleições #Eleições Municipais #Conjuntura Política #PolíticaBrasileira #CEPESP
01:10:56
October 24, 2020
Suprema e Supremo - política nas cortes no Brasil e nos EUA, com Thiago Amparo - #53
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação trata da política que envolve os mais altos tribunais no Brasil e nos Estados Unidos – o STF por aqui, a Suprema Corte por lá. Para tratar desse tema, o convidado é Thiago Amparo, jurista e professor da FGV Direito São Paulo, estudioso do assunto. No Brasil, Jair Bolsonaro indicou um novo juiz para o Supremo Tribunal Federal, Kássio Nunes Marques, um juiz até então pouco conhecido e mais cotado para uma cadeira no Superior Tribunal de Justiça, o STJ. Surpreendentemente, um nome de perfil moderado e, talvez menos surpreendente na atual conjuntura, um garantista. Nos Estados Unidos, Donald Trump indicou Amy Conney Barrett, uma juíza ultraconservadora, que poderá formar na Corte uma maioria capaz de reverter decisões históricas de caráter progressista, como o direito ao aborto. Mas a politica nas cortes vai além desse tema. Essa é a conversa deste episódio.
48:13
October 17, 2020
Política nos EUA - as eleições e além, com Matthew Taylor - #52
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação trata da conjuntura política nos Estados Unidos: as eleições, a nomeação para a Suprema Corte, os conflitos entre Democratas e Republicanos, o abalo institucional provocado por Trump. O convidado é o cientista político Matthew Taylor, professor da American University, em Washington DC.
47:18
October 10, 2020
Eleições Municipais, com Carolina Botelho & Marco Antônio Teixeira - #51
Iniciada a campanha eleitoral, o que se pode esperar das eleições municipais deste ano?  Serão eleições nacionalizadas ou os temas locais predominarão? Qual o cenário nas principais cidades do país, dentre elas Rio e São Paulo? Para discutir esses temas, os convidados deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação são os cientistas políticos Carolina Botelho, pesquisadora do Doxa do IESP UERJ, e Marco Antônio Teixeira, professor da FGV EAESP.
55:47
October 03, 2020
Identitarismo e cancelamento - #50, com Wilson Gomes
Tornou-se frequente no mundo virtual o "cancelamento" de pessoas simpáticas a certas identidades, porém percebidas como tendo cometido algum deslize ou desvio. Grupos identitários e seus apoiadores jogam não só a primeira, mas várias pedras contra aliados, sem lhes permitir qualquer explicação ou perdão que não seja a expiação da penitência. O que explica este comportamento? Qual a lógica dos grupos identitários? Qual o efeito disso para a democracia e a liberdade individual? Este é o tema discutido neste #ForadaPolíticaNãoháSalvação com Wilson Gomes, filósofo e professor da Universidade Federal da Bahia.
48:45
September 26, 2020
Expresso - Cresce a popularidade de Jair Bolsonaro - #49
Este #ForadaPolíticaNãoháSalvação Expresso discute brevemente a nova pesquisa CNI-Ibope, que confirma outros levantamentos recentes, como o do Datafolha, indicando o crescimento consistente da popularidade de Jair Bolsonaro, principalmente entre os mais pobres.
03:52
September 25, 2020
O que acontece com o Rio de Janeiro? - #48, com Christian Lynch
No município do Rio de Janeiro os dois principais candidatos à Prefeitura, um deles o atual prefeito, foram alvo de ações policiais. O governador do Estado foi afastado e o presidente de seu partido, preso. Seus antecessores foram, quase todos eles, também alvo de ações judiciais e encarcerados em algum momento – com uma única exceção, Benedita da Silva. O que acontece no Rio? Certamente não é a água que os cariocas e fluminenses bebem – embora ela também não tenha estado muito boa ultimamente. Para tentar entender o problema, o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Christian Lynch, professor do IESP UERJ. Ele discute os efeitos profundos da perda da condição de capital do país, bem como, da fusão da Cidade do Rio de Janeiro (antigo estado da Guanabara) com o estado.   Música: Rio Nights, de Quincas Moreira.
56:55
September 19, 2020
A Reforma da Administração Pública - #47, com Alketa Peci
Alketa Peci, professora da FGV EBAPE e editora da Revista de Administração Pública é a convidada deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. O tema é a proposta de Reforma Administrativa proposta pelo governo Bolsonaro, aproveitando para tratar de forma mais geral dos problemas que cercam a administração pública brasileira.
50:39
September 12, 2020
Bolsonaro e o Nordeste - #46, com Luciana Santana
Luciana Santana, professora da Universidade Federal de Alagoas é a convidada deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. O tema é o crescimento político de Bolsonaro no Nordeste, tanto em popularidade como na articulação política. A aproximação com o Centrão e o auxílio emergencial convergem no impulsionamento da popularidade presidencial.
40:00
September 08, 2020
Trailer do Canal do YouTube - Fora da Política Não há Salvação (versão podcast)
Assista ao trailer no YouTube Música: Whiskey, de Huma-Huma
03:10
September 04, 2020
STJ - um Tribunal no centro da política - #45, com Rafael Mafei
Rafael Mafei, professor da Faculdade de Direito da USP e pesquisador do LAUT (Centro de Estudos da Liberdade e do Autoritarismo) é o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. O tema é o papel do Superior Tribunal de Justiça na política nacional. O STJ é cada vez mais notado por sua atuação em casos de grande repercussão, como o afastamento do governador fluminense  Wilson Witzel e a prisão domiciliar concedida a Fabrício Queiroz e sua esposa pelo presidente da Corte, João Otávio de Noronha. Porém, não só esses casos que dão ao Tribunal centralidade na política nacional. A Corte, criada pela Constituição de 1988, conta com muitas atribuições, julga questões importantes e deveria, inclusive, atuar em áreas nas quais o Supremo Tribunal Federal tem operado. 
44:19
September 03, 2020
Expresso - O afastamento de Wilson Witzel - #44
O afastamento do governador Wilson Witzel pela decisão monocrática de um magistrado do STJ é muito preocupante. Ainda mais sabendo-se do leilão que Bolsonaro promove entre atores do sistema de justiça interessados numa indicação para o STF, e da subserviência do PGR, Augusto Aras, às vontades do presidente da República. Correm risco outros governadores desafetos do presidente da República? Se correrem, corre risco a nossa democracia federativa.
07:45
August 28, 2020
Democracia sob risco? - com Celso Rocha de Barros - #43
Celso Rocha de Barros é o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. A democracia brasileira está ameaçada pelo bolsonarismo? Qual risco ela efetivamente corre? Esse é um governo de índole efetivamente autoritária? E, mesmo sendo, atingirá seus objetivos? Estas são as questões discutidas neste episódio.
41:14
August 25, 2020
Eleições americanas - o que esperar? - #42, com David Samuels
David Samuels, professor da Universidade de Minnesota é o convidado deste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação. O que significa a indicação de Kamala Harris para vice de Joe Biden? Isso aumenta as chances de eleição do candidato Democrata? Quais a suas reais chances?
43:54
August 22, 2020
Direitos na pandemia: que faz o governo? - #41, com Deisy Ventura
Deisy Ventura, coordenadora do Doutorado em Saúde Global e Sustentabilidade da Faculdade de Saúde Pública da USP, é a convidada do #ForadaPolíticaNãoháSalvação #41. De que forma estão sendo tratados os direitos humanos dos brasileiros pelo governo Bolsonaro? Qual o papel dos governos subnacionais? Pode-se falar em genocídio contra a população indígena? E em crimes contra a humanidade? Estes são os temas deste episódio.
43:25
August 12, 2020
Violência ou profissionalismo - dilema policial - #40, com Rafael Alcadipani
O convidado deste episódio é Rafael Alcadipani, pesquisador das organizações policiais e professor da FGV EAESP. A discussão é sobre a subcultura da violência que caracteriza nossas polícias, em especial as militares. O que a explica? Qual sua origem? Como lidar com ela? Essas são as questões abordadas neste episódio.
55:19
August 07, 2020
A Lava Jato na Berlinda - #39, com Luciana Gross Cunha
A convidada deste episódio é Luciana Gross Cunha, professora da FGV Direito SP. O tema é o conflito entre o Procurador Geral da República, Augusto Aras, e a Força-Tarefa da Lava Jato. Qual o significado e quais as implicações desta disputa? Essa é a questão que guia a conversa deste episódio.
48:04
August 01, 2020
Genocídio - termo correto? - #38, com Sylvia Steiner
A convidada deste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação é Sylvia Steiner, ex-juíza do Tribunal Penal Internacional, em Haia, ex-desembargadora federal e pesquisadora sênior da FGV Direito SP. Sylvia Steiner é uma das principais autoridades brasileiras no tema dos crimes contra a humanidade e o genocídio. O termo "genocídio"  tem comparecido à pauta política conjuntural pela ação de diversos movimentos e lideranças de oposição ao governo Bolsonaro, mas ganhou ímpeto maior após o termo ter sido usado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, ao se referir à política de saúde do governo bem como – em especial – à cumplicidade dos militares com o caos que reina nesse setor. O ministro do STF afirmou que os militares podem ser envolvidos num genocídio.  O termo faz mesmo sentido, usado dessa forma? Seria apenas uma hipérbole, uma figura de linguagem, um termo da retórica politica? São essas as questões que orientam esta conversa.
35:41
July 29, 2020
Renda Básica na crise e para além dela - # 37, com Lauro Gonzalez
O convidado deste episódio é Lauro Gonzalez, economista, professor da FGV EAESP e pesquisador do Centro de Microfinanças. A criação de uma renda básica de cidadania vem sendo discutida já há bastante tempo. Com a crise da Covid-19 e a recessão dela decorrente, o tema ganhou nova força, mobilizando economistas e políticos das mais diversas correntes. Quais as chances de uma política desse tipo efetivamente prosperar entre nós, ainda mais em tempos de Guedes e Bolsonaro? Essa é a discussão deste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação.
51:27
July 23, 2020
Lei de Segurança Nacional - 1001 utilidades? - #36, com Floriano de Azevedo Marques
O convidado deste episódio é o professor titular do Departamento de Direito do Estado e Diretor da Faculdade de Direito da USP, Floriano de Azevedo Marques. O tema é o uso cada vez mais frequente da Lei de Segurança Nacional (LSN) pelos Poderes Executivo e Judiciário - no caso, pelo governo Bolsonaro e pelo STF. O que explica esse recurso tão frequente a essa lei, aprovada nos extertores da ditadura militar, nos últimos tempos? Essa lei ainda é válida hoje? Ela foi recepcionada pela Constituição de 1988? Que significado tem o seu uso nos conflitos políticos? Essas são as perguntas tratadas neste episódio.
44:31
July 21, 2020
Guerra à democracia - ponto-final - #35, com Marcos Nobre
O convidado do #ForadaPolíticaNãoháSalvação deste episódio é Marcos Nobre, filósofo, professor da Unicamp e presidente do CEBRAP. Ele é autor de um livro, publicado recentemente pela editora Todavia: "Ponto-final: a guerra de Bolsonaro contra a democracia", disponível no formato de e-Book. Nesta conversa, Nobre aponta o erro de se considerar Bolsonaro simplesmente um tosco, desdenhando o real perigo que ele representa para o regime democrático. Aponta que nossas instituições têm funcionado sob stress e são mobilizadas de formas arbitrárias e intransparentes. Bolsonaro segue o figurino típico dos populistas autoritários.
56:43
July 16, 2020
Extrema-direita na Internet - fake news, desinformação, negacionismo - #34, com Sérgio Amadeu
O Facebook removeu diversas páginas e contas ligadas ao bolsonarismo. Foram 73 contas, 11 páginas e 1 grupo ligados a Bolsonaro, seus filhos e correligionários. Essa operação de combate a perfis falsos e disseminadores de conteúdo falso não ocorreu apenas no Brasil, mas nos EUA, no Canadá e noutros países. O pesquisador de redes digitais e professor da UFABC, Sérgio Amadeu da Silveira, foi o convidado do #ForadaPolíticaNãoháSalvação para explicar o significado dessa ação do Facebook e o que mais há por traz dessa história.
01:01:03
July 14, 2020
O meio ambiente no estouro da boiada - #33, com André Pereira de Carvalho
Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, é o responsável por implementar a agenda bolsonarista para o setor, caracterizada pela devastação ambiental, pelo desmonte institucional, pela perseguição a servidores públicos e pela permissividade regulatória. Depois de anunciar que pretendia se aproveitar da distração pública causada pela pandemia para "passar a boiada" da desregulamentação, Salles teve o apoio de certos segmentos empresariais, mas contou com o rechaço de outros (dentro e fora do Brasil), assim como teve seu afastamento pedido pelo Ministério Público por prevaricação. Neste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação é discutida a política ambiental do governo Bolsonaro. O convidado é André Carvalho, professor da FGV EAESP e pesquisador do Centro de Estudos de Sustentabilidade da mesma instituição. 
01:07:23
July 09, 2020
Política e antipolítica - crise do bolsonarismo - #32, com Leonardo Avritzer
Jair Bolsonaro se construiu em boa medida com um discurso antipolítico, de negação das instituições, dos atores e das práticas da política. Além de seu viés autoritário, essa orientação dificulta o funcionamento do governo, piorando sua qualidade. Para discutir esse tema, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Leonardo Avritzer, cientista político, professor da UFMG, que acaba de lançar o eBook "Política e antipolítica: a crise do governo Bolsonaro", pela editora Todavia.
49:40
July 01, 2020
Bolsonaro: acuado, não moderado - #31
A prisão de Fabrício Queiroz numa casa do advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, teve a capacidade de silenciar durante uma semana o presidente e seu entorno militar. Até quando? Não se trata de moderação, mas de um recuo tático de quem se vê acuado.
07:56
June 28, 2020
Guerra Cultural e Retórica do Ódio: o Bolsonarismo - #30, com João Cezar de Castro Rocha
O elemento central do bolsonarismo não é qualquer proposta de política pública, mas a guerra cultural, a promoção do ódio, a eliminação dos adversários (convertidos em inimigos) e a destruição das instituções - em particular daquelas da cultura, da educação, da ciência, das artes, das humanidades e da proteção ambiental. Para tratar desse tema o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou o professor titular de Literatura Comparada da UERJ, João Cezar de Castro Rocha, que prepara o lançamento de um livro sobre o tema, intitulado Guerra Cultural e Retórica do Ódio: crônicas do Brasil
01:45:36
June 19, 2020
EUA & Brasil - história de uma relação complicada - #29, com Antônio Pedro Tota
A diplomacia de devoção de subserviência de Bolsonaro a Trump parece um caso de amor não correspondido. Ou, quem sabe, um caso de relação abusiva; ou, na melhor das hipóteses, um relacionamento sadomasoquista. Como entender esse relacionamento à luz da história das relações entre Estados Unidos e Brasil, inclusive no que diz respeito a seus respectivos presidentes? Para discutir este tema, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou o historiador, estudioso das relações entre Brasil e Estados Unidos, Antonio Pedro Tota. Tota é autor de diversos trabalhos sobre o tema, dentre eles os livros O Imperialismo sedutor: a americanização do Brasil na época da Segunda Guerra; O Amigo Americano: Nelson Rockefeller e o Brasil (ambos pela Companhia das Letras); Os Americanos (editora Contexto) e, ainda mais um novo livro no prelo, a sair também pela Companhia das Letras, sobre a relações entre Brasil e Estados Unidos ao final da Segunda Guerra e do Estado Novo.
01:17:06
June 17, 2020
O Governo-Movimento - #28
O governo Bolsonaro e peculiar por uma série de razões. Uma delas o fato de que o incitamento e a mobilização de seus seguidores mais empedernidos importa mais do que a efetividade das políticas públicas. Trata-se de um Governo-Movimento.
10:55
June 14, 2020
Informação camuflada - saúde no Brasil atual - #27, com Elize Massard da Fonseca e Rudi Rocha
Em meio à maior pandemia em um século, o Brasil tem o seu terceiro ministro da Saúde em menos de um ano e meio de governo: um general, especialista em logística, neófito em saude, que assume interinamente, porém sem qualquer perspectiva de dar lugar a um ministro titular. Sua primeira medida foi liberar o protocolo de uso da cloroquina para o tratamento da Covid-19, como exigia o presidente da República, mas foi recusado pelos dois ministros que lhe antecederam, ambos médicos. Sua segunda medida importante foi manipular os dados relativos à pandemia, camuflando o número de casos e, sobretudo, de óbitos. O General acatou sem pestanejar os caprichos do Capitão. Para discutir esses temas, dois especialistas em políticas de saúde: Elize Massard da Fonseca e Rudi Rocha, ambos professores da FGV EAESP.
37:50
June 10, 2020
Racismo e violência policial - EUA e Brasil - #26, com Silvio Almeida e David Samuels
O assassinato de George Floyd, um cidadão negro, por um policial branco em Minneapolis deflagrou uma onda de protestos antirracistas nos EUA e, depois, noutros lugares do mundo. Como interpretar esse evento, o contexto que o cerca e suas possíveis consequências? Como pensar essa mesma questão para o Brasil? Para discutir esse tema, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou dois pesquisadores que estão nos EUA, conhecem a realidade brasileira e vivenciam diretamente esse processo. Sílvio Almeida, jurista e filósofo, professor visitante na Duke University e autor, dentre outros trabalhos, do livro Racismo Estrutural, publicado pela editora Pólen Livros. David Samuels, cientista político, professor da Universidade de Minnesota e autor, dentre outros trabalhos, de Partisans, Antipartisans, and Nonpartisans: voting behavior in Brazil, em coautoria com César Zucco, publicado pela Cambridge University Press. No Youtube: https://youtu.be/-5-3EazElLk 
54:19
June 05, 2020
Generalíssimo Mourão, o Bolsonaro letrado - #25
Num novo artigo de opinião, publicado em O Estado de S. Paulo, o vice-presidente da República, o general da reserva, Hamilton Mourão, faz uma crítica severa de opositores do governo, que foram às ruas no final de semana precedente, chamando-lhes de "deliquentes". Também critica o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, assim como rechaça quaisquer apontamentos negativos acerca do governo que integra, atribuindo aos outros falhas cometidas pelo governo e seus apoiadores. Com um vice-presidente assim, que parece se diferenciar de Bolsonaro apenas no maior domínio do idioma e de certos rudimentos do pensamento político, que perspectivas há de alguma melhora? Disponível também em vídeo: https://youtu.be/tPCYO6zrB_U
17:27
June 03, 2020
O STF no olho do furacão - #24, com Eloisa Machado
O Supremo Tribunal Federal se tornou o principal alvo do bolsonarismo, com militantes de apoio ao presidente da República exigindo o fechamento da Corte e ameaçando diretamente seus ministros.  Essa reação virulenta contra nossa Suprema Corte se deve ao fato dela vir operando como um dique de contenção aos excessos autoritários do governo. Isto ocorre na preservação das competências de governos subnacionais, limitando a interferência pessoal do presidente na atuação da Polícia Federal, na investigação do "Gabinete do Ódio", que mobiliza milícias bolsonaristas e difunde notícias falsas e ataques a opositores e membros do Judiciário. Para tratar desse tema, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou Eloísa Machado, professora da FGV Direito SP e estudiosa do Supremo Tribunal Federal.
30:11
June 01, 2020
Impeachment de Bolsonaro - #23, com João Villaverde e Lucas Paulino
Bolsonaro já cumpre todos os requisitos para sofrer um processo de impeachment. Por que, então, o impeachment não avança na Câmara dos Deputados? Há chances de que avance em breve? Há condições jurídicas e políticas para isso. Para discutir o assunto, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação convidou dois estudiosos do assunto: João Villaverde, jornalista e doutorando em administração pública na FGV EAESP, e Lucas Paulino, advogado e doutorando em Direito Constitucional na UFMG. Ambos desenvolvem suas pesquisas tratando desse tema. No Youtube: https://youtu.be/RUt8iotFiM0 
56:54
May 29, 2020
A reunião do governo miliciano - #22
A reunião de Bolsonaro com seus ministros, no dia 22 de abril, revelada em vídeo, mostra as facetas de um governo miliciano. Tenta-se transferir para o arbítrio privado do uso da força a solução de problemas coletivos que só o Estado, democraticamente, poderia resolver. Ironicamente, tal transferência se dá com o apoio, na retaguarda, de militares, cúmplices do projeto autoritário de Bolsonaro. No Youtube, no link: https://youtu.be/3i6J2aNPAjQ
22:14
May 25, 2020
Como vai a educação neste governo? - #21, com Priscila Cruz e Alexandre Schneider
Que avaliação se pode fazer da educação no governo de Jair Bolsonaro? Para responder a esta pergunta, o #ForadaPolíticaNãoháSalvação conversou com dois experts em política educacional: Priscila Cruz, cofundadora e presidente do "Todos pela Educação", e Alexandre Schneider, ex-secretário de Educação do Município de São Paulo e professor adjunto na Columbia University.
56:19
May 22, 2020
Como se escolhe um ministro? - #20
Que critérios devem ser seguidos na escolha de um ministro de Estado? Competência técnica? Competência política? Ambas? Lealdade ao chefe de governo? Obediência cega a ele? Este episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação discute esses temas, tendo como problema imediato a confusão em torno da escolha do novo ministro da Saúde.
13:45
May 19, 2020
Racismo, bolsonarismo e negacionismo – a tríade maldita - #19, com Márcio Macedo
No dia do aniversário da abolição da escravatura, o presidente da Fundação Palmares, voltada a preservar e promover a memória do movimento negro e da cultura afrobrasileira, Sérgio Camargo, decidiu enaltecer a Princesa Isabel e atacar a figura de Zumbi dos Palmares – o líder negro que serve de inspiração para o nome da fundação por ele presidida. Como entender o discurso e as posturas de Camargo como uma expressão das posições do bolsonarismo em relação às questões raciais no Brasil? E como entender também o papel de outro negro emblemático do bolsonarismo, Hélio Lopes, conhecido como "Hélio Negão", que sempre aparece ao lado do presidente da República? Para discutir esses temas, o convidado deste episódio do #ForadaPolíticaNãoháSalvação é o sociólogo Márcio Macedo, professor da FGV EAESP e pesquisador da questão racial no Brasil.
01:21:57
May 16, 2020
Mourão quer o mesmo que Bolsonaro? - #18
No mesmo dia em que Hamilton Mourão publicou um artigo distorcendo a teoria federalista para defender a centralização do poder no Executivo Federal, Jair Bolsonaro falou a empresários, dizendo que eles devem ir para o embate com os governadores, pois estes estariam em "desobediência civil", por não acatar os seus caprichos. 
17:49
May 15, 2020
O vídeo e a família do presidente - #17
O noticiário do dia 12 de maio à tarde dava conta de que o vídeo da reunião ministerial do governo Bolsonaro trazia revelações bombásticas. Exibido na Polícia Federal a um grupo seleto, dentre os quais um representante do STF, o PGR, o ex-ministro Sergio Moro e o AGU, o vídeo mostraria, entre outras coisas, o presidente Bolsonaro defendendo com palavrões a interferência na Polícia Federal para proteger seus familiares. Se isso se confirmar, a permanência dele no cargo se torna insustentável.
07:17
May 12, 2020
A política externa populista de Bolsonaro - #16, com Guilherme Casarões
Como se pode avaliar a política externa do governo Jair Bolsonaro? Qual o impacto do subsofista Olavo de Carvalho no desenho dessa política externa? Esta é a discussão deste episódio do "Fora da Política Não há Salvação", com o internacionalista Guilherme Casarões, professor da FGV EAESP.
48:16
May 09, 2020
Podcast do Canal do Youtube, "Fora da Política Não há Salvação"
O canal do Youtube "Fora da Política Não há Salvação", produzido pelo cientista político Cláudio Couto, professor da FGV EAESP, tem agora esta versão em podcast. Para o canal em vídeo, acesse www.youtube.com/c/Foradapolíticanãohásalvação
02:03
May 07, 2020
Bolsonaro, do Centrão à radicalização - #15
Ao mesmo tempo em que busca construir uma aliança com os partidos de adesão, ou seja, o Centrão, Jair Bolsonaro radicaliza o processo político, afrontando de forma ainda mais incisiva os outros Poderes e os governos subnacionais, enquanto recrudesce o discurso populista e tenta comprometer as Forças Armadas com seu projeto autoritário. Na verdade, a aliança com o Centrão é o esteio institucional para a ruptura institucional.
24:49
May 06, 2020
Violência doméstica em tempos de pandemia - #14, com Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima
Violência doméstica em tempos de pandemia, com Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Esta é a segunda parte da conversa sobre violência e segurança pública no Brasil, abordando um de seus aspectos mais dramáticos na conjuntura: o aumento dos casos de violência doméstica durante o isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19.
32:22
May 04, 2020
Segurança e Violência em tempos de Moro e Bolsonaro - #13, com Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima
Que avaliação se pode fazer da política de segurança pública de Sergio Moro e Jair Bolsonaro? Quais os resultados que ela produziu? Quais as concepções que lhe deram base?  Para fazer essa discussão, convidamos dois especialistas no tema para este programa: Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima, ambos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. A conversa foi tão produtiva que rendeu dois episódios.  Neste primeiro fazemos uma discussão geral sobre a política de segurança do atual governo ainda sob a batuta de Sergio Moro.  No próximo, tratamos do aumento da violência doméstica em tempos de pandemia e isolamento social.
53:28
May 02, 2020
Fora da política não há salvação - #0
Decidi criar um canal no Youtube para tratar de política, aproveitando o confinamento sanitário e o uso cada vez mais intenso dos instrumentos digitais por ele proporcionado. Este é o episódio #0, que anuncia o canal e suas intenções. Depois dele, outros virão.
03:52
April 29, 2020
O isolamento de Bolsonaro - #01
Jair Bolsonaro não se articulou politicamente com o Congresso, os partidos ou a sociedade civil organizada. Neste momento, começa também a perder o apoio num dos poucos setores em que teve sustentação desde o início de seu mandato: o empresariado.
10:11
April 29, 2020
A Crise Política da Covid-19 - #02
Bolsonaro transforma a crise sanitária do Covid-19 numa crise política, que pode acabar custando caro a brasileiros e a ele mesmo.
12:47
April 29, 2020
Temos algo a aprender com Bolsonaro - #03
Temos algo a aprender com Bolsonaro, sobre a importância de limitá-lo. Outras lideranças na história, de propensões tirânicas e promotoras do irracionalismo, fizeram muito mal por não terem sido devidamente contidas. Conter os pretendentes a tirano assim que possível é o melhor remédio para salvar as democracias.
08:00
April 29, 2020
O Resiliente apoio a Bolsonaro nas Pesquisas - #04, com Carlos Melo
Mesmo com atitudes e declarações que provocam polêmica e acendem críticas, o presidente Jair Bolsonaro mantém um apoio significativo nas pesquisas de opinião, com algo por volta dos 30% - faça chuva ou faça sol. O que explicaria esse resiliente apoio a Bolsonaro nas pesquisas? Para discutir esse tema, foi convidado o cientista político e professor do Insper, Carlos Melo.
45:23
April 29, 2020
Quem manda de fato no governo Bolsonaro -#05
A dificuldade de Jair Bolsonaro para demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao que se soube, por influência dos militares aboletados no governo, é uma demonstração de fraqueza do presidente da República. Se, de fato, os militares têm tal capacidade de veto, colocam-se acima do próprio presidente. Claro que todo governo tem negociações internas, mas um presidente é muito frágil, se chega ao ponto de ter alguns auxiliares limitando suas decisões sobre outros auxiliares.
05:18
April 29, 2020
Cloroquina sem partido - #06
A partidarização da discussão sobre a adoção de um medicamento, no caso, a Cloroquina (ou sua versão menos tóxica, a hidroxicloroquina) é um indicador da irracionalidade que vem sendo promovida no debate público brasileiro pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores. O uso ou não de um medicamento é algo que deve ser decidido com base em análise científica, evidências. Ser contra ou a favor de um remédio por conta de alinhamentos partidários é algo que não faz sentido algum.
08:57
April 29, 2020
Efeitos da Covid-19 sobre as relações federativas - #07
O conflito entre o presidente Jair Bolsonaro e os governos estaduais e municipais produz uma nova dinâmica na Federação brasileira. Com o governo federal se omitindo ou mesmo sabotando as iniciativas relacionadas ao combate à pandemia da Covid-19, estados e municípios precisam ser mais proativos nessa seara, ocupando o espaço deixado vazio pelo governo federal, ou mesmo atuando de forma contrária a ele. Como seria de se esperar, esse conflito chegou aos tribunais, sendo que decisões do STF têm reforçado o papel e as competências dos governos subnacionais. Será esta uma tendência a se consolidar daqui por diante?
13:00
April 29, 2020
O Medo da Morte Aproxima os Polos - #08, com Carlos Pereira
Carlos Pereira, Amanda Medeiros e Frederico Bertholini, com apoio do jornal "O Estado de S. Paulo", realizaram uma pesquisa que visa observar em que medida as percepções políticas dos cidadãos mudam frente à forma como a Covid-19 lhes afeta mais ou menos diretamente. Nesta conversa com Carlos Pereira, discute-se os resultados da pesquisa e se faz uma análise sobre seus significados. O artigo foi publicado neste link: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,artigo-o-medo-da-morte-aproxima-os-polos,70003267861
01:06:54
April 29, 2020
Bolsonaro reage apoiando golpismo - #09, com Fernando Abrucio
Em 19 de abril, ocorreram diversas manifestações pelo fim da quarentena provocada pela Covid-19, em apoio a Jair Bolsonaro, clamando pelo fechamento do Congresso e do STF, contra governadores, a favor da reinstauração do AI-5 e demandando uma intervenção militar. Jair Bolsonaro apoiou essas manifestações, inclusive comparecendo pessoalmente a uma delas, em frente a um Quartel General do Exército, em Brasília. Lá discursou para os manifestantes, dizendo acreditar neles. Desta vez não pôs em risco apenas a saúde pública, mas também a democracia. Neste episódio, Cláudio Couto e Fernando Abrucio discutiram a situação.
35:43
April 29, 2020
Bolsonaro negocia com o Centrão - ou, a volta de Roberto Jefferson - #10
Sempre crítico à chamada "velha política", às negociações com o Congresso e à formação de uma coalizão, Bolsonaro decidiu começar uma negociação com partidos do chamado "Centrão" justamente quando as mortes da Covid-19 escalam. O enterro dos mortos trouxe de volta ao mundo dos vivos da política Roberto Jefferson, prócer do Centrão, líder da tropa de choque de Collor, delator do Mensalão.
07:24
April 29, 2020
Atores e instituições judiciais na conjuntura - #11, com Marjorie Marona e Fábio Kerche
Supremo Tribunal Federal e Procuradoria Geral da República tem-se tornado atores centrais do cenário político. Na atual conjuntura, em que o presidente da República entra em conflito com diversos atores institucionais, a atuação do STF e do PGR merecem especial atenção. Neste programa, Marjorie Marona e Fábio Kerche, pesquisadores da temática, conversam com Cláudio Couto sobre o funcionamento das instituições de justiça e o comportamento dos atores judiciais na conjuntura política.
01:02:29
April 29, 2020
A demissão de Sergio Moro - #12, com Rogério Arantes
Sergio Moro pediu demissão do governo de Jair Bolsonaro e saiu atirando. Acusou o presidente da República de tentar interferir em investigações e politizar a Polícia Federal. Disse ainda que o governo divulgou um documento com sua assinatura falsificada. Bolsonaro reagiu e acusou Moro de só pensar em si, em meio a um discurso muito confuso. O que explica essa situação? O que se pode esperar daqui por diante? Essa discussão é feita pelo meu convidado no #ForaDaPolíticaNãoHáSalvação, o estudioso da Polícia Federal, Ministério Público e Poder Judiciário, Rogério Arantes, professor do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo.
01:02:38
April 26, 2020