Skip to main content
Viagens à Zona

Viagens à Zona

By Kosmicare
Um podcast da Kosmicare



Where to listen
Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Overcast Logo

Overcast

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

Currently playing episode

Interview with Julie Holland

Viagens à Zona

1x
Viagens à Zona // Género e drogas - contributos históricos
Género e drogas - contributos históricos Este novo episódio do podcast Viagens à Zona da Kosmicare apresenta uma discussão inédita em Portugal. Esta conversa pretende contribuir para a construção de uma perspetiva de género sobre os usos de drogas em Portugal, através contributos resultantes de análises socio-históricas sobre o consumo de cocaína e morfina no anos 20 do Séc. XX ("loucos anos 20") e sobre o consumo de canábis e álcool durante a Guerra Colonial. Esta conversa é moderada por Margarida David Cardoso, jornalista no podcast Fumaça, e conta com a participação de: Cristiana Vale Pires, licenciada em psicologia, mestre e doutorada em antropologia, com formação completar em questões de género. É uma das fundadoras da Kosmicare e é investigadora integrada no Centro de Investigação para o Desenvolvimento Humano (CEDH) da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa. É também consultora externa no Observatório Europeu das Drogas e Toxicodependência e no Grupo Pompidou do Conselho da Europa apoiando a construção de perspetivas de género sobre os usos de drogas. Recentemente fez uma pesquisa histórica independente onde analisou as representações sociais e o discurso público sobre as mulheres que usaram drogas durante o século XX, em particular os “loucos” anos 20. O Vasco Gil Calado é antropólogo, trabalha na área dos comportamentos aditivos desde 2001. É investigador no SICAD, doutorado em Antropologia e pós-graduado em Sociologia da Saúde e em Ciências Sociais. Fez uma tese de doutoramento sobre o consumo de substâncias psicoativas, cannabis e álcool, no contexto da Guerra Colonial, tese que defendeu no ISCTE em 2019, e no ano seguinte foi publicada no livro Drogas em Combate – A Guerra Colonial.
01:19:05
April 29, 2022
Entrevista com David E. Nichols
David E. Nichols é químico e farmacologista. Durante mais de 40 anos ele esteve no centro do que chamamos do renascimento psicadélico. Ele preparou e testou dezenas de novos derivados do LSD e em 1978, em colaboração com Sasha Shulgin, publicou o primeiro artigo sobre a síntese e os efeitos subjetivos do MDMA. Mais recentemente debruçou-se sobre a química e farmacologia dos NBOMes. No mês em que celebramos 78 anos da descoberta do LSD, Nichols conversou com Kosmicare sobre estes assuntos e muito mais. *************************************************(Eng) David E. Nichols is a psychedelic chemist and pharmacologist. During more that 40 years he was in the center of what we called know the psychedelic renaissance. He prepared and tested dozens of new LSD derivatives, and in 1978 published along Sasha Shulgin the first paper on synthesis and subjective effects of MDMA. More recently he has done important work on the chemistry and pharmacology of NBOMes. On the month that we celebrate 78 years of the LSD discover, Nichols talked with Kosmicare about all of these topics, and much more. ********************************************************************** Entrevista disponível no canal de YouTube da Kosmicare: https://youtu.be/bCm4cRzUCNE
01:14:05
April 20, 2021
Entrevista com Nuria Romo Avilés
Este ano celebraremos o Dia da Mulher dando palco às narrativas feministas sobre o uso de drogas. O consumo de substâncias psicoativas para fins hedonistas e sociais é um comportamento ancestral, mas este consumo não esteve nem está acessível a todas as pessoas da mesma forma. A história das drogas tem sido escrita no masculino. Pelo menos desde a construção das culturas ocidentais modernas, nos períodos greco-romanos, que o consumo na esfera pública foi permitido e amplamente incentivado entre homens cisgénero como reforço aos seus atributos de masculinidade. Neste contexto, será que o consumo de álcool e outras drogas por mulheres é algo recente nas culturas ocidentais? Em que medida as construções sociais sobre usos socialmente aceitáveis (para fins medicinais) e ilegítimos (para fins recreativos) influenciaram a utilização de substâncias por mulheres? De que forma é que os consumos entre pessoas com identidades de género e sexuais diversas se relacionam com as dinâmicas subculturais que lhes são específicas? Como é que o proibicionismo agrava as desigualdades de género? Para responder a estas e outras questões a Kosmicare junta-se à Professora Dra. Nuria Romo Avilés, professora catedrática de Antropologia Social no Instituto Universitário de Estudos da Mulher e de Género da Universidade de Granada e com ampla experiência em perspetivas de género sobre os usos de drogas. ****************** **********************************Entrevista disponível no canal de YouTube da Kosmicare: https://youtu.be/gRe0pLPr0Eo
01:04:58
March 11, 2021
Drug Checking // do proibicionismo às políticas baseadas na evidência
Nas últimas décadas os mercados de drogas têm-se alterado de forma rápida e consistente. Aumentou a circulação de novas substâncias das quais se desconhece a natureza de efeitos, toxicidade, doses e não se tem capacidade analítica. Este fenómeno traz novos desafios para as autoridades de saúde, assim como os potenciais riscos para as consumidoras. Nos últimos anos detetaram-se também alterações no mercado de MDMA (ecstasy), tendo sido reportado em vários pontos do globo a existência de pastilhas contendo duas vezes ou mais a dose ativa recomendada de MDMA. O papel dos serviços de análise de substâncias (drug checking) como ferramenta de estudo e monitorização destes fenómenos têm-se revelado essencial, principalmente na Europa, América do Norte e Austrália. A informação da composição química das substâncias em circulação permite detetar e emitir alertas de substâncias potencialmente tóxicas, assim como reunir informação pertinente sobre formas e contextos de consumo. Por outro lado, um serviço integrado de drug checking permite que as utilizadoras de substâncias acedam a aconselhamento especializado sobre as substâncias que tencionam consumir, nomeadamente estratégias para diminuir os riscos associados ao consumo atendendo às doses, efeitos, vias de consumo, estado de espírito (set) e contexto (setting). O serviço de drug checking da Kosmicare já existe desde 2016, no entanto a sua operação estava limitada a festivais de verão. Desde outubro de 2019 que, através de um co-financiamento do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) e Câmara Municipal de Lisboa, a Kosmicare disponibiliza um serviço permanente de análise de substâncias e aconselhamento. Neste webinar vamos apresentar alguns dos resultados do serviço de drug checking da Kosmicare assim como a importância do drug checking e seu papel nas políticas de intervenção na área das drogas em Portugal. ****************************************Assistir no YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=jhU6rBJebN4 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- RELATÓRIO DO SERVIÇO CHECKING DA KOSMICARE https://www.kosmicare.org/files/kc_report_2020.pdf
01:27:56
December 14, 2020
Interview with Julie Holland
Estamos a viver um período extremamente desafiador, procuramos desesperadamente uma maneira de aliviar a nossa dor e ansiedade durante estes tempos pandémicos. Sentimo-nos desconectados de nós e dos outros/as e não há soluções milagrosas para problemas tão complexos. Este estado de isolamento coloca-nos em modo de "luta ou fuga", perturba o nosso sono, o metabolismo e libido . Vivemos com medo do mundo e das outras pessoas. No entanto, estes sentimentos não são irreversíveis e a Kosmicare teve a sorte de conversar com a Dra. Julie Holland sobre estes e muitos outros assuntos. A entrevista dá-nos ideias sobre como quebrar este ciclo e encontrar um caminho mais verdadeiro, saudável e significativo, o que a Dra. Holland chama “saúde mental sustentável”. Julie Holland é psiquiatra, psicofarmacologista e autora dos bestsellers "Weekends at Bellevue" and "Moody Bitches". É editora de dois livros sem fins lucrativos: "Ecstasy: The Complete Guide" e "The Pot Book: A Complete Guide to Cannabis", e monitora médica em dois ensaios clínicos que examinam a eficácia do uso de psicoterapia assistida por MDMA ou canábis no tratamento do Transtorno de stress pós-traumático. O seu mais recente livro chama-se "Good Chemistry: The Science of Connection, From ul to Psychedelics." ******************************************** Infelizmente, por motivos técnicos, a gravação de áudio sofreu algumas interrupções. Pedimos sinceras desculpas.  ******************************************Para assistir no YouTube: https://youtu.be/UUv6K0bIu_w *************************************************************************************(ENG) We are living in an extremely challenging period, desperately looking for a way to ease our pain and anxiety during these pandemic times. We feel disconnected with ourselves and others and there is no easy fix for such complex problems. This state of isolation puts us in fight-or-flight-mode, disturbing our sleep, metabolism and libido… we live in fear: of the world and what’s worst of other people. However these feelings aren't irreversible and today we are fortunate to have with us Dr. Julie Holland to shed some light on these issues and share with us great insights on how to break this circle, an find a truer, healthier and more meaningful path, what Dr. Holland refers to as “sustainable mental health”. Dr. Julie Holland is a psychiatrist and psychopharmacologist, and author of the bestsellers Weekends at Bellevue and Moody Bitches. She is the editor of two non-profit books: Ecstasy: The Complete Guide and The Pot Book: A Complete Guide to Cannabis, and a medical monitor for two clinical studies examining the efficacy of using MDMA-assisted psychotherapy or cannabis in the treatment of Post Traumatic Stress Disorder. Her newest book is Good Chemistry: The Science of Connection, From Soul to Psychedelics. *********************************************Live on YouTube: https://youtu.be/UUv6K0bIu_w **************************************************************** Unfortunately, for technical reasons, the audio recording suffered some interruptions. We sincerely apologize. 
01:16:38
November 25, 2020
A guerra às drogas // É uma guerra contra as pessoas
Desde a sua génese que a proibição das drogas foi uma estratégia de controlo social, principalmente de pessoas racializadas. Este é o tema do nosso próximo debate. “A campanha de Nixon em 1968 e depois a sua administração tiveram dois inimigos: a esquerda antiguerra e os negros. Percebe o que estou a dizer? Sabíamos que não seria possível tornar ilegal ser contra a guerra ou ser negro, mas podíamos descredibilizar essas comunidades ao fazer com que o público associasse os hippies à marijuana e os negros à heroína, criminalizando ambas depois com mão pesada. podíamos prender os líderes, fazer rusgas às suas casas, interromper reuniões e difamá-los diariamente nas notícias da noite. Se sabíamos que estávamos a mentir sobre as drogas? Claro que sim.” - John Ehrlichman (em 1994), assistente do Presidente norte-americano Richard nixon para assuntos internos (1969-1973) #### Para assistir no YouTube: https://youtu.be/9pipipavrMI
02:11:10
July 23, 2020
Drugs After Prohibition // Paving the way to regulation
The war on drugs has failed. Around the world, the criminalization of drugs has fostered drug-related crime and violence, and aggravated a series of health related issues. The distinction between legal and illegal substances is not based in scientific evidence but in historical and cultural precedents, moral prejudice, economic and political interests. In 2001, Portugal was one of the first countries to decriminalize the consumption of all drugs. The drug policy change in our country has been internationally acclaimed as a “resounding success”. However, 20 years later it’s time to move forward. The decriminalization regulated the market of demand, but supply is still unregulated. Drugs are object of adulteration and misrepresentation, dozens of new substances potentially more toxic than the classic drugs appear in the market to circumvent the law; Thousands of people, specially the ones from disadvantage backgrounds, are still incarcerated for non-violent drug-related crimes including drug use. In this session Kosmicare wishes to promote debate around how to regulate the production, distribution and consumption of all drugs based in scientific and social knowledge, grounded in a humans rights and social justice approach. #### Speakers Khalid Tinasti (Global Commission on Drug Policy) Marta Pinto (University of Porto) Zara Snapp (Instituto RIA) Steve Rolles (Transform) João Taborda da Gama (Gama Glória) #### Live on YouTube: https://youtu.be/oNm3aDrPRnU
02:17:06
July 22, 2020
Pelo direito à festa // Noite, festivais, precariedade e crise
Qual o futuro da noite em Portugal? A noite e os festivais são fundamentais para a cultura e economia das cidades e territórios onde operam. Apesar disto, o mercado de trabalho nesta área é marcado pela precariedade estrutural de muitas pessoas que nele colaboram. A atual pandemia e as medidas de contenção que se seguiram determinaram a suspensão do setor do lazer noturno e o adiamento e cancelamento de múltiplos festivais. Neste Web Meeting vamos discutir as implicações do COVID-19 neste setor e pensar em estratégias para o futuro. #### PARTICIPANTES: - Gonçalo Riscado (Cultural Trend Lisbon - CTL; MIL - Lisbon International Music Network) - Artur Mendes (Boom Festival Official, Being Gathering e Good Mood) - Ágatha Barbosa (aka Cigarra) - Marta Dias (freelancer) - José Soeiro (Deputado da Assembleia da República, Esquerda Net) #### Para assistir no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCQV1vRuploI76SU9X_2Xiaw
02:00:21
July 22, 2020
As flores de Baudelaire // A canábis além da medicina
Há registo que a relação dos seres humanos com a planta da canábis tem mais de 2500 anos, no entanto o seu consumo continua a ser proibido. Desde os anos 60 que diversos movimentos sociais lutam pelo fim da proibição da produção e consumo desta planta, mas só recentemente, com a entrada em jogo do capital de grandes empresas, esse passo foi dado em alguns países. O que podemos esperar da legalização da canábis recreativo em Portugal? ##### Convidados Manel Cruz (artista) Ana Barbosa (Ativista) Dinis Dias (Cannativa - Associação de Estudos sobre Canábis) João Taborda da Gama (Advogado) Purificação Anjos (Comissão para a dissuasão da toxicodependência #### Para assistir no YouTube https://www.youtube.com/channel/UCQV1vRuploI76SU9X_2Xiaw
02:09:40
July 22, 2020
Psicadélicos // Ciência - Arte - Cultura (2°parte, ing)
No dia 19 de Abril de 1943 Albert Hofmann tomou uma dose de 250 microgramas de LSD no seu laboratório e foi de bicicleta para casa. Passados 77 anos ainda estamos a tentar perceber o que é a experiência psicadélica. Chiara Baldini, Investigadora – "Mysteries of Eulisis" / Albino Maia/ Zach Mainen, Investigadores – "Past and future for psilocybin use in depression" #### To watch on Youtube: https://youtu.be/AoY-SszeQnw
01:05:37
July 15, 2020
Psicadélicos // Ciência - Arte - Cultura (1°parte, pt)
No dia 19 de Abril de 1943 Albert Hofmann tomou uma dose de 250 microgramas de LSD no seu laboratório e foi de bicicleta para casa. Passados 77 anos ainda estamos a tentar perceber o que é a experiência psicadélica. Hugo van der Ding, autor – História do Bicycle Day / Edgar Pêra, realizador – Arte e cultura depois dos psicadélicos / Susana Lima, Investigadora – A experiência psicadélica #### To watch on Youtube: https://youtu.be/AoY-SszeQnw
56:28
July 15, 2020