Skip to main content
Podcasts de Ecologia/Composições musicais/Natureza
Ecology Podcasts/Musical Compositions/Nature

Podcasts de Ecologia/Composições musicais/Natureza Ecology Podcasts/Musical Compositions/Nature

By multimidiavillage

Neste espaço estamos disponibilizando, gratuitamente, podcasts sobre ecologia, meio ambiente e biodiversidade.
Também incluimos composições musicais de minha autoria, como forma de expressão da linguagem universal que é a música.

In this space we are making free podcasts available on ecology, environment and biodiversity.
We also included musical compositions of my own, as a way of expressing the universal language that is music.
Where to listen
Apple Podcasts Logo

Apple Podcasts

Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Overcast Logo

Overcast

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

Biodiversidade nos trópicos
Biodiversidade nos trópicos
Recentemente, foi realizada a maior revisão de dados sobre a biodiversidade nos trópicos. Era sabido que a região era importante. Mas foram encontrados números surpreendentes nas pesquisas. Um dos resultados revelados mostrou que 90% de todos os pássaros do mundo passam ao menos parte de suas vidas nos trópicos. Um outro dado mostrado nas pesquisas foi que o Brasil é responsável por possuir 25% dos peixes de água doce do mundo. Os ecossistemas tropicais – florestas, savanas, rios e lagos e recifes de coral – concentram mais de 75% das espécies do planeta. No estudo, os cientistas alertam para o fato de que a falta de ações de conservação e monitoramento dos ecossistemas tropicais pode causar, em breve, uma perda sem precedentes de espécies – muitas das quais sequer são conhecidas. Em todos esses locais, a flora e a fauna sofrem a “ameaça dupla” das atividades humanas, como o desmatamento e a pesca predatória em excesso, e de ondas cada vez mais frequentes de calor, causadas pela mudança climática. Espécies nos trópicos podem ser perdidas em breve por causa da atividade humana e do aquecimento global, mas são menos ‘lembradas’ do que as de regiões polares, segundo pesquisadores. É preciso considerar que a maior parte dos países tropicais são regiões mais pobres, com menor capacidade de pesquisa. Um dos principais problemas das regiões tropicais é a falta de investimento na coleta e na catalogação de espécies. Ou seja, sequer sabemos tudo o que está em perigo com o aumento das temperaturas globais. Hoje você ficou conhecendo um pouco mais sobre a nossa super biodiversidade. Recently, the largest revision of data on biodiversity in the tropics has been carried out. It was known that the region was important. But surprising numbers were found in the polls. One of the results revealed that 90% of all birds in the world spend at least part of their lives in the tropics. Another data shown in the surveys was that Brazil is responsible for owning 25% of the world's freshwater fish. Tropical ecosystems - forests, savannas, rivers and lakes and coral reefs - concentrate more than 75% of the planet's species. In the study, scientists warn that the lack of actions to conserve and monitor tropical ecosystems could soon cause an unprecedented loss of species - many of which are not even known. In all of these places, flora and fauna suffer the “double threat” of human activities, such as deforestation and overfishing, and increasingly frequent waves of heat, caused by climate change. Species in the tropics may soon be lost because of human activity and global warming, but they are less 'remembered' than those in polar regions, according to researchers. It is necessary to consider that most tropical countries are poorer regions, with less research capacity. One of the main problems in tropical regions is the lack of investment in the collection and cataloging of species. In other words, we do not even know everything that is in danger with the increase in global temperatures. Today you got to know a little more about our super biodiversity. FONTE (com adaptações): https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45203830 Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_302840327
03:37
November 26, 2022
Os segredos da longevidade.
Os segredos da longevidade.
O envelhecimento da população é considerado um dos fatores mais marcantes da dinâmica demográfica mundial, ou seja, é bastante expressivo o aumento do percentual de idosos no mundo, que tem ocorrido desde a década de 1950, acentuando-se especialmente no século XXI. Dados recentes da OMS (Organização Mundial de Saúde) revelam que o número de pessoas com idade superior a 60 anos chegará a dois bilhões até o ano de 2050, ou seja, esse percentual representará um quinto da população mundial. O Brasil tem caminhado para o mesmo cenário. De acordo com o Ministério da Saúde, no ano de 2016 o Brasil estava em quinta colocação na lista dos países com a maior população idosa do mundo. A expectativa é que no ano de 2030, o número de idosos ultrapasse o total de crianças entre zero e 14 anos. Você já deve saber que uma vida longa e próspera depende de fatores genéticos e de um estilo de vida saudável. Com a adoção de hábitos alimentares saudáveis essa funcionalidade é mantida. Por isso, uma dieta rica em vegetais, frutas, peixes, azeite de oliva, carboidratos integrais, com alto teor de fibras (grãos e castanhas) e pouca gordura são ideais para se ter uma vida longeva e com muito bem-estar.   Fontes (créditos):  https://sosexames.com.br/conheca-os-segredos-da-longevidade/ https://veja.abril.com.br/saude/conheca-os-segredos-da-longevidade-segundo-a-ciencia/ Trilha sonora: Pro Tools - Ableton Live - Nord Wave keyboard. Acervo pessoal. Imagem (créditos): AdobeStock_95065629 
04:44
November 19, 2022
Reaproveitando sobras de alimentos.
Reaproveitando sobras de alimentos.
Alimentos que sobram na cozinha e que iriam para o lixo podem tornar-se novos pratos e deliciosos e apetitosos. Proteja o meio ambiente! Adaptado do texto publicado na Folhinha do Sagrado Coração de Jesus (2021) - autora: Seleção de Maria Amélia Sousa Felizola (Campina Grande/PB). Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_225271658 Trilha sonora: acervo pessoal.
02:12
November 12, 2022
Serviços prestados pelas abelhas
Serviços prestados pelas abelhas
Podemos citar aqui alguns animais polinizadores, tais como: abelhas, joaninhas e outros besouros, as moscas, mariposas, borboletas, pássaros (como o beija-flor) e certos morcegos. A humanidade tem explorado colônias de abelhas produtoras de mel desde a pré-história, mas somente nos últimos anos se deu conta de que a importância desses insetos para a sua alimentação vai muito além da fabricação do poderoso adoçante natural. O mel é, na verdade, um subproduto muito pequeno quando comparado ao valor do serviço de polinização prestado pelas abelhas, que corresponde a quase 10% do valor da produção agrícola mundial. Cientistas estimam que no ano de 2007, por exemplo, o valor global do mel exportado tenha sido ao redor de US$ 2 bilhões de dólares. Já o valor dos serviços ambientais prestados pelas abelhas para a polinização em todo o mundo era calculado em mais de US$ 200 bilhões de dólares. As verduras e frutas lideram as categorias de alimentos que necessitam de insetos para a polinização. Seguem as culturas de oleaginosas, dos estimulantes como o café e o chá), as amêndoas e algumas especiarias. Em média, o valor das culturas que não dependem da polinização por insetos é cerca de US$ 100 bilhões por ano, enquanto o das culturas que dependem da polinização é quase 6 vezes mais, chegando a mais de US$ 500 bilhões. Cerca de 75% da alimentação humana depende direta ou indiretamente de plantas polinizadas ou beneficiadas pela polinização animal. Insetos como as abelhas ajudam a aumentar a produtividade e a qualidade dos frutos. Embora a demanda pelos serviços de polinização das abelhas cresça na mesma medida em que cresce a produção agrícola mundial, os habitats favoráveis à manutenção desses insetos diminuem a cada ano. Entre os fatores apontados como causa do desaparecimento das abelhas estão o uso inadequado de herbicidas e pesticidas, o desmatamento seguido pela ocupação do solo por extensas monoculturas e a migração de colônias de abelhas para promover a polinização agrícola.  Fonte (texto - créditos): https://agencia.fapesp.br/servicos-de-polinizacao-representam-10-do-valor-da-producao-agricola-mundial/18807/ Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_293724789 Trilha sonora: acervo pessoal.
03:28
November 05, 2022
Responsabilidade ambiental corporativa
Responsabilidade ambiental corporativa
Uma pesquisa recente realizada em nove países mostrou que cerca de 90% da população brasileira considera importante consumir produtos de empresas que se preocupam em adotar boas práticas de acesso e uso de insumos naturais. Assim, é possível afirmar que empresas que desejam se manter no mercado, com crescimento progressivo e constante, devem considerar a questão ambiental e prezar por práticas sustentáveis que contemplem as atividades diárias internas, a comunidade do seu entorno, o mercado em que atua e o meio ambiente. Para isso, é preciso conscientizar e engajar os funcionários de todos os cargos, Diretores, fornecedores, público-alvo e clientes, investidores, imprensa, marketing e até governo, estimulando-os a adotarem posturas sustentáveis e éticas. Abrir canais de comunicação com fornecedores, colaboradores e clientes a fim de ouvir contribuições que possam servir de base para ações socio ambientais que visem melhorar a relação entre pessoas e meio ambiente e a qualidade de vida da comunidade também é essencial. Para implantar os conceitos da responsabilidade ambiental, a empresa precisa traçar um plano estratégico que contemple uma análise do cenário: depois de conhecer seus concorrentes e seus clientes, é possível pensar em ações diferenciadas e colocar metas para curto, médio e longo prazo. Em seguida, deve-se buscar parceiros que também pautem suas ações nos pilares da sustentabilidade e adotar processos produtivos com menor impacto ambiental (compra de insumos, fabricação, armazenamento, transporte e descarte do produto pelo consumidor). É importante ter uma equipe (ou um funcionário ou um consultor permanente) responsável pela gestão ambiental. Esse setor deve estudar os impactos ambientais da empresa. Para isso, é preciso considerar os danos causados desde sua instalação, passando pela sua operação até a logística reversa, e buscar soluções a fim de reduzir esses impactos. Deve-se conhecer a legislação e somente operar dentro dela, sem nunca descuidar do orçamento; certificar-se da origem de toda matéria-prima utilizada, atestar a qualidade do ar e minimizar os ruídos sonoros e neutralizar a emissão de carbono com compra de créditos de carbono. Somente com ética, consciência e responsabilidade ambiental, é possível construir empresas que geram lucro sustentável e com foco no futuro do planeta. A recent survey conducted in nine countries showed that almost 90% of the Brazilian population considers it important to consume products from companies that are concerned with adopting good practices in accessing and using natural inputs. Thus, it is possible to affirm that companies that wish to remain in the market, with progressive and constant growth, should consider the environmental issue and value sustainable practices that contemplate the daily internal activities, the surrounding community, the market in which it operates and the environment. For this, it is necessary to raise awareness and engage employees of all positions, Directors, suppliers, target audience and customers, investors, press, marketing and even the government. Only with ethics, awareness and environmental responsibility, it is possible to build companies that generate sustainable profit and with a focus on the future of the planet. Fonte (texto - créditos): G1 - https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2019/01/10/149653-entenda-o-que-e-responsabilidade-ambiental-corporativa-e-saiba-o-que-fazer-para-sua-empresa-se-destacar.html Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_339771489
03:42
October 28, 2022
Saúde e meio ambiente.
Saúde e meio ambiente.
Desde o início da civilização humana a relação da água com a saúde é muito bem conhecida. Na Grécia Antiga, Hipócrates, considerado o pai da Medicina, estabeleceu essa relação em sua obra “Água, ar e lugares” (400 a.C.), orientando seus concidadãos a só utilizarem águas puras e se afastarem das águas sujas. Assim o termo "saúde" engloba uma série condições que devem estar apropriadas para o bem estar completo do ser humano, incluindo o meio ambiente equilibrado. O Brasil ainda não logrou controlar as enfermidades ligadas à falta de saneamento e a poluição é responsável por mortalidade significativa por doenças cardíacas e pulmonares. O desmatamento intensifica os efeitos de desastres naturais e altera os mecanismos de controle de transmissão de doenças tropicais. A expansão urbana e das fronteiras de ocupação têm sido associadas com doenças transmitidas por mosquitos. As mudanças climáticas poderão afetar o estado de saúde de milhões de pessoas, em especial daquelas com baixa capacidade de adaptação, mediante aumento da subnutrição, de desastres naturais e da frequência de doenças cardiorrespiratórias, bem como da alteração da distribuição espacial de vetores de doenças infecciosas. Saúde e meio ambiente têm estreita relação. Em geral, os impactos ao meio ambiente constituem, também, impactos à saúde humana. Existem vários exemplos dessa inter-relação, entre saúde e meio ambiente, tais como: saneamento ambiental, poluição, mudança do clima e doenças associadas a alterações nos ecossistemas. Doenças infecciosas associadas à água poluída provocam quase 4 milhões de mortes a cada ano, aproximadamente 6% de todas as mortes globalmente. Substâncias químicas e poluentes orgânicos persistentes encontrados na água e nos alimentos podem provocar o aparecimento de doenças e levar à morte. Since the beginning of human civilization, the relationship between water and health is very well known. In Ancient Greece, Hippocrates, considered the father of Medicine, established this relationship in his work "Water, air and places" (400 B.C.), directing his fellow citizens to only use pure waters and stay away from dirty waters. Thus, the term "health" encompasses a series of conditions that must be appropriate for the complete well-being of human beings, including a balanced environment. Brazil has not yet managed to control diseases linked to the lack of sanitation and pollution is responsible for significant mortality from heart and lung diseases. Deforestation intensifies the effects of natural disasters and alters mechanisms for controlling the transmission of tropical diseases. Urban sprawl and occupation boundaries have been associated with mosquito-borne diseases. Climate change could affect the health status of millions of people, especially those with low adaptive capacity, through increased malnutrition, natural disasters and the frequency of cardiorespiratory diseases, as well as altering the spatial distribution of infectious disease vectors . Health and the environment are closely related. In general, impacts on the environment are also impacts on human health. There are several examples of this interrelation, between health and the environment, such as: environmental sanitation, pollution, climate change and diseases associated with changes in ecosystems. Infectious diseases associated with polluted water cause nearly 4 million deaths each year, approximately 6% of all deaths globally. Persistent chemicals and organic pollutants found in water and food can cause disease and lead to death. Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_292617275
03:11
October 20, 2022
Tratamento do lixo em casa
Tratamento do lixo em casa
Reduzir a produção de lixo em casa requer passos simples. Devemos começar a adotar pequenas ações com foco na diminuição do desperdício e pode ter início com tarefas simples, dentro de casa. O primeiro ponto pode ser a redução de produtos descartáveis. Um hábito importante é o de carregar as suas próprias coisas: talheres, vasilhas, copo. A compra de alimentos também tem método específico. Existem feiras locais ou na internet que vendem produtos orgânicos e também estabelecimentos que vendem a granel. Deve-se adotar os próprios recipientes e sacolas reutilizáveis para fazer o transporte dos itens sem precisar de mais plástico. Uma outra dica é o uso de produtos biodegradáveis e a separação de todo o resíduo produzido em seco e orgânico. Nem sempre pessoas estão dispostas a colaborar. Recentemente, a internet abriu portas para negócios com viés ecológico ganharem destaque. Com poucos cliques, é possível contratar serviços e comprar produtos que gerem menos impactos para a natureza. As opções incluem planos de coleta semanal de resíduos orgânicos para transformação em compostagem e comercialização de itens sem plástico na composição, como copos retráteis, entre outros e inclusive escovas de dente feitas de bambu. Na parte da gestão de resíduos orgânicos, algumas empresas ajudam no reaproveitamento do material. Desde cascas e sobras de alimentos até pelos de animais e rolhas de vinho feitas de cortiça, muito pode ser transformado em adubo de alta qualidade. O serviço de coleta ocorre periodicamente, em casas ou empresas, e os clientes às vezes recebem recompensas como plantas, sementes e alimentos resultantes desse processo de reciclagem. Em residências de apartamentos é possível fazer pequenas assembleias virtuais sobre as vantagens da compostagem, do trabalho com resíduos orgânicos, da vantagem para diminuição de cheiros desagradáveis nas lixeiras e que as pessoas podem ajudar de todas as formas a reduzir a produção de lixo. Reducing waste production at home requires simple steps; know where to start. But where do we start when it comes to adopting a sustainable lifestyle? We must start taking small actions with a focus on reducing waste and can start with simple tasks, indoors. The first point may be the reduction of disposable products. An important habit is to carry your own things: cutlery, bowls, glass. The purchase of food also has a specific method. Reusable containers and bags should be adopted to transport the items without needing more plastic. Another tip is the use of biodegradable products and the separation of all waste produced in dry and organic. In apartment houses it is possible to make small virtual assemblies about the advantages of composting, working with organic waste, the advantage of reducing unpleasant smells in the dumps and that people can help in any way to reduce the production of waste. Fonte (créditos): https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2020/10/4881447-descarte-de-lixo-exige-cuidados-especiais-na-pandemia-saiba-como-agir.html Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_316739623
03:30
October 10, 2022
Oceanos e biodiversidade
Oceanos e biodiversidade
O mar é grande, as ameaças são muitas e os recursos financeiros para a proteção ambiental são poucos. Assim, há necessidade de priorizar investimentos. Recentemente, pesquisadores acabam de divulgar um novo mapa de áreas prioritárias para conservação da biodiversidade marinha no Brasil. O trabalho se apresenta como o mapeamento mais detalhado já feito sobre a distribuição de ameaças à biodiversidade marinha no Brasil. Levando em conta a distribuição de 143 espécies ameaçadas, 161 habitats marinhos e 24 fatores de impacto relacionados a atividades humanas (como pesca e poluição), os pesquisadores identificam 286 mil quilômetros quadrados (km2) de áreas prioritárias para conservação dentro da Zona Econômica Exclusiva (ZEE) do mar brasileiro. Isso corresponde a uma área do tamanho do Rio Grande do Sul; o que parece muito, mas representa menos de 8% da extensão total da ZEE. A avaliação contemplou também uma grande diversidade de habitats marinhos, tanto bentônicos (relacionados ao leito oceânico) quanto pelágicos (relacionados à coluna d’água), em diferentes profundidades e distâncias da costa. Também levou em conta a conectividade ecológica entre esses ambientes e a maneira como cada habitat e cada espécie ameaçada é impactada (ou não) por cada uma dessas atividades humanas avaliadas — o que não é de praxe nesse tipo de análise. O Brasil recentemente aumentou sua cobertura de áreas protegidas marinhas na ZEE de 1,5% para 25%, graças à criação de duas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) gigantescas em alto-mar, no entorno dos arquipélagos de São Pedro e São Paulo, e Trindade e Martin Vaz. Muitos ecossistemas da plataforma continental e de águas mais rasas, no entanto, permanecem desprotegidos. Considerando-se apenas as áreas de proteção integral (“no take”, em inglês), fechadas à pesca e outras atividades impactantes, a cobertura ainda é de apenas 2,5%. A criação de áreas protegidas deve ter grande fundamentação científica, levando em conta também as realidades socioeconômicas das regiões em questão. É importante que o estado brasileiro reconheça essas contribuições e volte a ser um protagonista na área de conservação ambiental, inclusive a marinha. The sea is large, the threats are many and the financial resources for environmental protection are few. Thus, there is a need to priorize investments. Recently, researchers have just released a new map of priority areas for the conservation of marine biodiversity in Brazil. The work presents itself as the most detailed mapping ever made on the distribution of threats to marine biodiversity in Brazil. Taking into account the distribution of 143 threatened species, 161 marine habitats and 24 impact factors related to human activities (such as fishing and pollution), the researchers identify 286 thousand square kilometers of priority areas for conservation within the Exclusive Economic Zone ( ZEE) of the Brazilian sea. Brazil recently increased its coverage of marine protected areas in the EEZ from 1.5% to 25%, thanks to the creation of two gigantic Environmental Protection Areas (APAs) on the high seas, around the archipelagos of São Pedro and São Paulo, and Trindade and Martin Vaz. Many ecosystems on the continental shelf and in shallower waters, however, remain unprotected. The creation of protected areas must have a strong scientific basis, also taking into account the socioeconomic realities of the regions in question. It is important that the Brazilian state recognizes these contributions and returns to be a protagonist in the area of environmental conservation, including the marine regions. Fonte (créditos): https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-ambientais/um-novo-mapa-para-a-conservacao-marinha-no-brasil/" https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-ambientais/um-novo-mapa-para-a-conservacao-marinha-no-brasil/ Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_260876628 Trilha sonora: acervo pessoal.
03:28
September 29, 2022
Bioma Pantanal: incêndios
Bioma Pantanal: incêndios
Na América do Sul, o ciclo das águas depende, em grande parte, do que acontece no Pantanal, uma área úmida maior que a Grécia que engloba Brasil, Paraguai e Bolívia. Muito recentemente, cerca de 25% da vasta área úmida do Pantanal no Brasil, um dos lugares de maior biodiversidade do planeta, foi queimada em incêndios florestais agravados pelas mudanças climáticas. No Pantanal, seus inúmeros pântanos, lagoas e afluentes purificam a água e ajudam a prevenir inundações e secas. Eles também armazenam quantidades incalculáveis de carbono, o que ajuda a estabilizar o clima. Durante muito tempo, os fazendeiros usaram o fogo para limpar campos e novas terras. Mas recentemente, a seca agravada pela mudança climática transformou os pântanos em um barril de pólvora e os incêndios se espalharam fora de controle. Pelo menos 22% do Pantanal no Brasil queimou por quase seis meses. Como os ecossistemas estão interconectados, o bem-estar das terras úmidas está à mercê da agricultura próspera nas terras altas circundantes. Os enormes campos de soja, gado e outros grãos - matérias-primas que são trocadas globalmente - corroem o solo que chega ao Pantanal e entopem tanto seus rios que alguns deles viraram barragens acidentais e roubam água do fluxo que vai para a área a jusante. O desmatamento desenfreado e os incêndios relacionados na vizinha Amazônia também criam um efeito cascata ao interromper os “rios voadores” da floresta tropical que contribuem para a precipitação no Pantanal. Existem soluções para salvar o Pantanal. Os cientistas oferecem algumas sugestões: reduzir as mudanças climáticas imediatamente. Praticar a agricultura sustentável dentro e ao redor da área úmida. Pagar aos agricultores para preservarem as florestas e outras áreas naturais em suas terras. Não desviar as águas do pântano porque sua vida depende do pulso da enchente. In South America, the water cycle depends largely on what happens in the Pantanal, a wetland larger than Greece that encompasses Brazil, Paraguay and Bolivia. Very recently, about 25% of the vast wetland of the Pantanal in Brazil, one of the most biodiverse places on the planet, was burned in forest fires aggravated by climate change. In the Pantanal, its numerous marshes, lagoons and tributaries purify the water and help prevent floods and droughts. They also store untold amounts of carbon, which helps to stabilize the climate. For a long time, farmers used fire to clear fields and new land. But recently, the drought exacerbated by climate change has turned swamps into a powder keg and fires have spread out of control. At least 22% of the Pantanal in Brazil burned for almost six months. As ecosystems are interconnected, the well-being of wetlands is at the mercy of prosperous agriculture in the surrounding highlands. The huge fields of soy, cattle and other grains - raw materials that are exchanged globally - erode the soil that reaches the Pantanal and clog their rivers so much that some of them have turned into accidental dams and steal water from the flow that goes to the downstream area. Rampant deforestation and related fires in neighboring Amazonia also create a ripple effect by disrupting the “flying rivers” of the rainforest that contribute to precipitation in the Pantanal. There are solutions to save the Pantanal. Scientists offer some suggestions: reduce climate change immediately. Practice sustainable agriculture in and around the wetland. Pay farmers to preserve forests and other natural areas on their land. Do not divert the waters of the swamp because your life depends on the pulse of the flood. Fontes (créditos) com adaptações:  https://www.bbc.com/portuguese/internacional-54848995 https://pt.wikipedia.org/wiki/Inc%C3%AAndios_no_Pantanal_em_2020 Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_306404355
03:24
August 30, 2022
Mineração
Mineração
Mineração é um termo que abrange os processos, atividades e indústrias cujo objetivo é a extração de substâncias minerais a partir de depósitos ou massas minerais. Podem incluir-se aqui a exploração de petróleo e gás natural e até de água.[1][2] Como atividade industrial, a mineração é indispensável para a manutenção do nível de vida e avanço das sociedades modernas em que vivemos. Desde os metais às cerâmicas e ao, betão, dos combustíveis aos plásticos, equipamentos eléctricos e eletrônicos, cabos, computadores, cosméticos, passando pelas estradas e outras vias de comunicação e muitos outros produtos e materiais que utilizamos ou de que desfrutamos todos os dias, todos eles têm origem na atividade da mineração. Pode-se sem qualquer tipo de dúvida dizer que sem a mineração a civilização atual, tal como a conhecemos, pura e simplesmente não existiria, fato do qual a maioria de nós nem sequer percebe. A mineração é uma atividade para extrair substâncias das rochas e do solo. O Brasil é um país com  muitos tipos de minérios. Extrair e processar minérios é muito lucrativo. Porém, a maior parte do lucro para para empresas estrangeiras. Grandes volumes de terra de de materiais são retirados para extrair um pouco de minério, que será exportado "in natura" ou beneficiado fora do país. Para o meio ambiente e a sociedade do entorno da mina, geralmente (com raras exceções) ficam, respectivamente, a destruição/contaminação e problemas de saúde e conflitos sociais. A diversidade mineral é um bem da humanidade e da natureza, não podem ficar nas mãos de grupos econômicos. O planeta Terra é um bem comum e não uma mercadoria nas mãos de poucas pessoas.  Mining is a term that encompasses processes, activities and industries whose objective is the extraction of mineral substances from deposits or mineral masses. Exploration of oil and natural gas and even water can be included here. As an industrial activity, mining is indispensable for maintaining the standard of living and advancing modern societies in which we live. From metals to ceramics and concrete, from fuels to plastics, electrical and electronic equipment, cables, computers, cosmetics, through roads and other means of communication and many other products and materials that we use or enjoy every day, all of them have their origins in mining activity. It can be said without any doubt that without mining the current civilization, as we know it, would simply not exist, a fact that most of us do not even realize. Mining is an activity to extract substances from rocks and soil. Brazil is a country with many types of ores. Extracting and processing ores is very profitable. However, most of the profit for foreign companies. Large volumes of earth and materials are removed to extract a little ore, which will be exported "in natura" or processed outside the country. For the environment and the society surrounding the mine, destruction (contamination and health problems and social conflicts) are usually (with rare exceptions), respectively. Mineral diversity is a good of humanity and nature, it cannot be in the hands of economic groups. Planet Earth is a common good and not a commodity in the hands of a few people. Fontes - créditos (adaptação):  (1) https://pt.wikipedia.org/wiki/Minera%C3%A7%C3%A3o (2) Frei Rodrigo de Castro Amédée Péret - OFM Imagem (créditos): AdobeStock_159389979
01:21
August 30, 2022
Produção de plásticos no mundo
Produção de plásticos no mundo
O consumo de plástico está cada vez mais presente em nossas vidas. Embalagens, garrafas PET e máscaras descartáveis são parte do cotidiano, mas seu consumo excessivo, o descarte errado a baixa reciclagem ameaçam o meio ambiente. O Brasil é hoje o quarto maior produtor de lixo plástico: são quase 12 toneladas por ano, das quais somente um pouco mais do que 1% são recicladas. Apesar da consciência de que o plástico é reciclável, grande parte da população não faz a separação correta de resíduos. Essa falta de consciência e de programas educacionais aliada a uma fraca legislação dificulta a reciclagem no país. As embalagens de uso único — como sacolinhas plásticas — são as principais vilãs nesse cenário, Do total de 400 milhões de toneladas de plásticos produzidos no mundo a cada ano, cerca de 160 milhões de toneladas são de sacolas de plástico. Há uma propaganda muito forte das corporações em responsabilizar o indivíduo pela reciclagem, enquanto continuam a investir no aumento da produção de plásticos. O cumprimento efetivo da política, a redução da produção e a reciclagem dos produtos são fundamentais para mudarmos esse cenário. The consumption of plastic is increasingly present in our lives. Packaging, PET bottles and disposable masks are part of everyday life, but their excessive consumption, wrong disposal and low recycling threaten the environment. Brazil is now the fourth largest producer of plastic waste: almost 12 tons per year, of which only slightly more than 1% are recycled. Despite the awareness that plastic is recyclable, a large part of the population does not correctly separate waste. This lack of awareness and educational programs coupled with weak legislation makes recycling difficult in the country. Single-use packaging - such as plastic bags - are the main villains in this scenario. Of the total 400 million tons of plastic produced worldwide each year, about 160 million tons are made of plastic bags. There is very strong propaganda by corporations to hold the individual responsible for recycling, while they continue to invest in increasing the production of plastics. Effective compliance with the policy, reduced production and product recycling are fundamental to changing this scenario. Fonte (créditos): https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/12/04/165675-producao-de-plastico-no-mundo-pode-crescer-50-ate-2025-se-nada-for-feito.html" https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/12/04/165675-producao-de-plastico-no-mundo-pode-crescer-50-ate-2025-se-nada-for-feito.html Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_182446069
02:01
August 04, 2022
Poluição por plásticos e aquecimento global
Poluição por plásticos e aquecimento global
Plásticos feitos de polietileno, a matéria-prima das sacolas de supermercado, liberam metano e etileno durante o seu processo de decomposição no mar e no meio ambiente – mostrou um estudo recente. Uma vez expostos ao ar, boiando na superfície do oceano ou entulhando praias, a taxa de liberação desses gases é quase 80 vezes maior que quando submersos. A liberação de gases ganha ainda mais força quando o produto é quebrado em micropartículas. E o mais preocupante: uma vez expostas aos raios solares, o processo de emissão continua mesmo no escuro. Estudos preliminares estimam que há cerca de 150 milhões de toneladas de plástico no oceano. E a expectativa é que, até 2050, exista mais plástico nos mares do que peixes. Recolher todo esse material do oceano também impõe ainda mais desafios. Pesquisas recentes mostram que ainda não é possível reciclar o plástico coletado do mar, uma vez que sua exposição à radiação solar altera suas propriedades térmicas e mecânicas, tornando o processo inviável. É preciso mais investimentos em conscientização e educação ambiental, de uma mudança de pensamento. Um dos maiores problemas são as sacolas de supermercado, elas voam e vão muito longe. Isso é fácil de reduzir, pode trocar por papel, e não fica no meio ambiente. É uma questão de mostrar esse perigo para as pessoas, para sensibilizar. Não é mais uma questão da vida marinha, que é importante, mas também da nossa vida.  Plastics made from polyethylene, the raw material for supermarket bags, release methane and ethylene during their decomposition process at sea and in the environment - a recent study showed. Once exposed to the air, floating on the surface of the ocean or clogging beaches, the rate of release of these gases is almost 80 times higher than when submerged. The release of gases gains even more strength when the product is broken down into microparticles. And the most worrying: once exposed to sunlight, the emission process continues even in the dark. Preliminary studies estimate that there are about 150 million tonnes of plastic in the ocean. And the expectation is that, by 2050, there will be more plastic in the seas than fish. Collecting all this material from the ocean also poses even more challenges. Recent research shows that it is still not possible to recycle the plastic collected from the sea, since its exposure to solar radiation alters its thermal and mechanical properties, making the process unfeasible. More investment in environmental awareness and education is needed, a change in thinking. One of the biggest problems is supermarket bags, they fly and go very far. This is easy to reduce, you can exchange it for paper, and it is not in the environment. It is a matter of showing this danger to people, to raise awareness. It is no longer a question of marine life, which is important, but also of our life. Texto (créditos): https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/08/plasticos-em-decomposicao-contribuem-com-o-aquecimento-global.html Imagem (créditos): Emissão de gases por plásticos que estão no oceano ocorre conforme eles se decompõem (Foto: Pixabay/MonicaVolpin/CreativeCommons)
02:26
July 12, 2022
Plantas invasoras no Brasil
Plantas invasoras no Brasil
Espécie invasora é definida como uma espécie exótica, ou seja, que veio de fora do lugar, e que prolifera sem controle e passa a representar ameaça para espécies nativas e para o equilíbrio dos ecossistemas e ainda que passa a ocupar e transformar a seu favor. Pode representar risco até às pessoas. Uma planta que se desenvolve em um local diferente do lugar original é chamada de espécie introduzida ou exótica. As plantas exóticas encontram algumas barreiras para seu desenvolvimento, como a falta de polinizadores naturais e a ausência de dispersores de sementes. Além disso, algumas espécies são levados para ambientes muito distintos, com tipos de solo e regime de chuvas diferentes. Entretanto, algumas espécies conseguem vencer as dificuldades e desenvolvem-se em um ambiente novo. Com isso, essas plantas passam a se reproduzir e a se dispersar exageradamente pelo ambiente, tornando-se, assim, uma espécie invasora. A princípio, podemos imaginar que as plantas invasoras não causam grandes impactos ao ambiente, entretanto, qualquer espécie que é introduzida em um local novo pode afetar  consideravelmente todo o ecossistema. As plantas invasoras multiplicam-se em grande quantidade e acabam competindo com as espécies de planta nativas que ali vivem. Existem várias espécies de plantas exóticas invasoras em nosso país, como a mamona, braquiária (ou picuio), capim-gordura, limoeiro, café, eucalipto, pinheiros, lírio-do-brejo, bamboo entre outras tantas mais.  Invasive species is defined as an exotic species, that is to say, that came from out of place, and that proliferates without control and starts to pose a threat to native species and to the balance of ecosystems and even that it starts to occupy and transform in its favor. It can pose a risk even to people. A plant that grows in a different place from the original place is called an introduced or exotic species. Exotic plants encounter some barriers to their development, such as the lack of natural pollinators and the absence of seed dispersers. In addition, some species are taken to very different environments, with different types of soil and rain regime. However, some species manage to overcome difficulties and develop in a new environment. With that, these plants start to reproduce and to exaggerate exaggeratedly for the environment, becoming, thus, an invasive species. At first, we can imagine that the invasive plants do not cause great impacts to the environment, however, any species that is introduced in a new location can considerably affect the entire ecosystem. Invasive plants multiply in large numbers and end up competing with the native plant species that live there. There are several species of exotic invasive plants in our country, such as castor bean, brachiaria (or picuio), grass-fat, lemon, coffee, eucalyptus, pine, lily-of-swamp, bamboo among many more. FONTE (texto-créditos): SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Plantas invasoras"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/plantas-invasoras.htm
02:57
June 07, 2022
Perda da biodiversidade
Perda da biodiversidade
Os habitantes das Américas têm acesso a três vezes mais benefícios oferecidos pela natureza do que a média global dos cidadãos, porém, a maioria dos países da grande região que vai do polo Norte ao Sul está fazendo uso desses recursos de forma insustentável – excedendo a capacidade dos ecossistemas de se renovar e promover qualidade de vida. As Américas abrigam 13% da população mundial e 7 dos 17 países com maior biodiversidade do planeta. Além disso, detêm 40% da capacidade dos ecossistemas mundiais de produzir materiais que podem ser consumidos pela humanidade. Por outro lado, produzem quase 25% da pegada ecológica global e os recursos naturais estão distribuídos de forma muito desigual entre os habitantes do grande continente. Tal desequilíbrio tem um impacto mensurável. A comparar a biodiversidade atual da região com a existente no início da colonização europeia, estima-se que em média as populações de 31% das espécies americanas em uma dada área sofreram declínio – número já considerado alto e que pode chegar a 40% até 2050. O Brasil é “sem dúvida” um dos países americanos que fazem uso dos recursos naturais de forma mais intensiva que o desejável. Desde o ano de 1500 nossa economia é extrativista, e a expansão do agronegócio segue nesta linha. O foco hoje é o Cerrado da região que engloba os Estados do: Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia. Embora produzam alimentos, gênero de primeira necessidade, e contribuam enormemente para a balança comercial do país, o fazem de forma predatória. Muitos outros fatores como a poluição, as espécies invasoras e a super exploração dos recursos naturais estão contribuindo para a redução da biodiversidade. Em resumo, estamos tomando emprestado os recursos naturais – mas sem perspectivas de devolução para o futuro das próximas gerações. The inhabitants of the Americas have access to three times more benefits offered by nature than the global average of citizens, however, most countries in the large region that runs from the North to the South Pole are making unsustainable use of these resources - exceeding capacity ecosystems to renew themselves and promote quality of life. The Americas are home to 13% of the world's population and 7 of the 17 countries with the greatest biodiversity on the planet. In addition, they hold 40% of the capacity of the world's ecosystems to produce materials that can be consumed by mankind. On the other hand, they produce almost 25% of the global ecological footprint and natural resources are distributed very unevenly among the inhabitants of the great continent. Such an imbalance has a measurable impact. Comparing the region's current biodiversity with that existing at the beginning of European colonization, it is estimated that, on average, the populations of 31% of American species in a given area have declined - a number already considered high and which may reach 40% by 2050 Brazil is "undoubtedly" one of the American countries that make more intensive use of natural resources than is desirable. Since the year 1500 our economy has been extractivist, and the expansion of agribusiness has followed this line. The focus today is the Cerrado of the region that encompasses the states of: Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia. Although they produce food, a staple food, and contribute enormously to the country's trade balance, they do so in a predatory way. Many other factors such as pollution, invasive species and overexploitation of natural resources are contributing to the reduction of biodiversity. In short, we are borrowing natural resources - but with no prospect of returning them to the future of the next generations. Texto (créditos) - adaptado:  https://agencia.fapesp.br/perda-de-biodiversidade-ameaca-bem-estar-das-geracoes-atuais-e-futuras/27421/ Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_304855452
02:59
May 05, 2022
Calor e comportamento humano.
Calor e comportamento humano.
Será que há uma relação entre o clima e a tendência generalizada à violência? Há séculos suspeitamos que o calor pode alterar nosso comportamento. Essa ideia está embutida em nossa própria linguagem – falamos, por exemplo, que estamos com a “cabeça quente” ou que “o sangue ferve” quando estamos com raiva. Os primeiros estudos sobre o fenômeno surgiram no fim do século 19, coincidindo com as primeiras estatísticas confiáveis sobre crimes. Os protestos nas cidades são mais comuns quando o tempo está bom. Todos os anos, à medida que a temperatura sobe, vivemos uma transformação coletiva. Alguns sintomas são relativamente leves – somos mais propensos a buzinar quando ficamos presos no trânsito; a polícia costuma observar um aumento na desordem pública; e ficamos menos inclinados a ajudar estranhos. Há evidências de que nosso comportamento pode sofrer uma transformação coletiva quando está calor. Há ainda as revoltas. Em um estudo, cientistas mapearam levantes que aconteceram em todo o mundo de 1791 a 1880 – e descobriram que a grande maioria se deu nos meses de verão. Independentemente da parte do planeta, a relação se repetia. Não sabemos ainda as causas do clima ter tanto poder sobre nosso comportamento, mas conforme o aquecimento global avança, os cientistas estão correndo contra o tempo para encontrar algumas respostas. Uma das hipóteses mais óbvias é de que o calor sufocante é desconfortável, nos deixando coletivamente em um estado de espírito pior e levando a um comportamento prejudicial. Is there a relationship between the weather and the widespread tendency to violence? We have suspected for centuries that heat can alter our behaviour. This idea is embedded in our own language - we say, for example, that we are “hot headed” or that “blood boils” when we are angry. The first studies on the phenomenon appeared at the end of the 19th century, coinciding with the first reliable statistics on crimes. Protests in cities are more common when the weather is good. Every year, as the temperature rises, we experience a collective transformation. Some symptoms are relatively mild - we are more likely to honk when we are stuck in traffic; the police often see an increase in public disorder; and we are less inclined to help strangers. There is evidence that our behaviour can undergo a collective transformation when it is hot. There are still revolts. In one study, scientists mapped uprisings that took place around the world from 1791 to 1880 - and found that the vast majority took place in the summer months. Regardless of the part of the planet, the relationship was repeated. We don't yet know the causes of climate having so much power over our behaviour, but as global warming progresses, scientists are running out of time to find some answers. One of the most obvious hypotheses is that the suffocating heat is uncomfortable, leaving us collectively in a worse state of mind and leading to harmful behaviour. Fonte (créditos): https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/12/10/165818-os-preocupantes-efeitos-do-calor-sobre-o-nosso-cerebro.html Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_274326407
02:31
April 08, 2022
Bioma Cerrado - Desmatamento.
Bioma Cerrado - Desmatamento.
A vegetação do Cerrado diminuiu ao redor de 8 mil km2 de julho de 2019 a agosto de 2020. As perdas foram maiores nos Estados do Maranhão, Tocantins e Bahia. O desmatamento equivale a quase 5 vezes a área da cidade de São Paulo. As principais ameaças ao Cerrado ocorrem pela expansão da fronteira agrícola principalmente nos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Conhecido como a Caixa D’água do Brasil, por seu enorme potencial de coletar e armazenar água, o Cerrado já tem seus primeiros refugiados pela água. Populações que começaram a migrar, porque os riachos que serviam suas comunidades de origem simplesmente secaram. Mas antes da chegada da soja, antes que começássemos, como País, a olhar para as vegetações nativas do Cerrado como um “espaço vazio” a ser ocupado, milhares de pessoas já viviam neste bioma, existindo em meio à fartura do bioma, como por exemplo as quebradeiras de coco de babaçu. O Cerrado e seus frutos fazem parte da vida de muitos brasileiros e essa biodiversidade, os serviços maravilhosos que este bioma nos presta, é essencial para todos, de norte a sul. Em contrapartida, é um dos mais ameaçados: Já desmatamos 51% do cerrado brasileiro. O avanço da destruição no bioma vem sendo, inclusive, mais rápido que o avanço sobre a Amazônia. Isso é muito preocupante e é preciso entender suas causas e as alternativas a tanta devastação. Precisamos olhar com mais atenção para este bioma – o Cerrado. Cerrado vegetation decreased around 8 thousand km2 from July 2019 to August 2020. Losses were greater in the states of Maranhão, Tocantins and Bahia. Deforestation is equivalent to almost 5 times the area of the city of São Paulo. The main threats to the Cerrado occur due to the expansion of the agricultural frontier, mainly in the States of Maranhão, Tocantins, Piauí and Bahia). Known as the Caixa D’água do Brasil, for its enormous potential to collect and store water, the Cerrado already has its first refugees for water. Populations that started to migrate, because the streams that served their communities of origin simply dried up. But before the arrival of soybeans, before we started, as a country, to look at the native vegetation of the Cerrado as an “empty space” to be occupied, thousands of people already lived in this biome, existing amid the abundance of the biome, as for example the babassu coconut breakers. The Cerrado and its fruits are part of the life of many Brazilians and this biodiversity, the wonderful services that this biome provides us, is essential for everyone, from north to south. On the other hand, it is one of the most threatened: We have already deforested 51% of the Brazilian cerrado. The advance of destruction in the biome has even been faster than the advance over the Amazon. This is very worrying and it is necessary to understand its causes and the alternatives to such devastation. We need to look more closely at this biome - the Cerrado. Texto adaptado (créditos): https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2020/12/4897470-desmatamento-no-bioma-cerrado-sobe-13--em-relacao-ao-ano-passado.html Imagem (créditos):  Divulgação / CBMDF Trilha sonora (créditos): Vivaldi Four Seasons: Winter (L'Inverno), complete. Cynthia Freivogel & Voices of Music RV 297 4K. VOICES OF MUSIC. Vivaldi Winter! The complete concerto performed on original instruments. YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=ZPdk5GaIDjo
02:19
March 01, 2022
Crimes ambientais
Crimes ambientais
A lei 9.605/1998 é responsável por dispor sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. O meio ambiente é um bem fundamental à existência humana e deve ser assegurado e protegido para uso de todos. O artigo 225 da CF estabelece que “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”, tal previsão impõe ao Pode Público e à coletividade a responsabilidade pela proteção ambiental. A violação a um direito configura-se na prática de um crime. Dessa forma, “será um crime ambiental todo e qualquer dano ou prejuízo causado aos elementos que compõem o ambiente: flora, fauna, recursos naturais e o patrimônio cultural.  Law 9.605 / 1998 is responsible for providing for criminal and administrative sanctions derived from conduct and activities that are harmful to the environment. The environment is a fundamental asset to human existence and must be ensured and protected for everyone's use. Article 225 of the Constitution establishes that “everyone has the right to an ecologically balanced environment, a good for the common use of the people and essential to a healthy quality of life, imposing on the Public Power and the community the duty to defend and preserve it for present and future generations ”, this prediction imposes on the Public Power and the community the responsibility for environmental protection. The violation of a right is configured in the practice of a crime. Thus, “any damage or damage caused to the elements that make up the environment will be an environmental crime: flora, fauna, natural resources and cultural heritage. Texto (adaptação): https://www.institutoformula.com.br/legislacao-especial-lei-no-9-605-98-lei-de-crimes-ambientais/ Trilha sonora: Ludwing van Beethoven/ Piano Sonata #2 In A, Op. 2/2 - 4. Rondo/ Grazioso
03:20
February 01, 2022
A importância da água
A importância da água
A importância da água engloba a disponibilidade e maneiras de preservação desse recurso tão importante para a vida dos seres vivos. A água está presente na estrutura corporal dos seres humanos e ocupa mais da metade de todo o Planeta Terra. A água é o principal meio de vida de animais, vegetais e humanos, pois sem ela seria impossível a vida na Terra. Contudo, a maior parte da população ainda não se preocupa com a preservação desse recurso, talvez por estarem acostumadas com a abundância em determinados locais. A água está presente no uso doméstico e é a principal base para a produção de bens de consumo, uma vez que está presente tanto no setor industrial quanto na produção de alimentos (agricultura). Portanto, reconhecer a importância da água e usá-la de forma racional é um dever de todos. a água é o elemento base para a fabricação de diversos produtos. Em alguns casos, na área industrial, o volume de água utilizado chega a ser maior que o volume de bens produzidos. Na agricultura, por exemplo, a água representa cerca de 90% da composição física das plantas e, durante o período de crescimento dos vegetais, a perda desse recursos pode causar grandes prejuízos, como a destruição da lavoura.  The importance of water encompasses the availability and ways of preserving this resource so important for the life of living beings. Water is present in the body structure of human beings and occupies more than half of the entire Planet Earth. Water is the main livelihood of animals, plants and humans, because without it life on Earth would be impossible. However, most of the population is still not concerned with the preservation of this resource, perhaps because they are used to the abundance in certain places. Water is present in domestic use and is the main basis for the production of consumer goods, since it is present both in the industrial sector and in the production of food (agriculture). Therefore, recognizing the importance of water and using it rationally is everyone's duty. water is the basic element for the manufacture of various products. In some cases, in the industrial area, the volume of water used is even greater than the volume of goods produced. In agriculture, for example, water represents about 90% of the physical composition of plants and, during the period of growth of plants, the loss of these resources can cause great losses, such as the destruction of crops. Texto (adaptação): https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/biologia/a-importancia-da-agua?gclid=eaiaiqobchmi3jxs07mw7wivmzozch2tyqgieaayasaaegici_d_bwe Imagem (créditos): Grande parte da água existente no planeta é salgada. (Foto: Pexels)
03:37
January 11, 2022
Consumo sustentável.
Consumo sustentável.
A imensidão do Brasil fez, e ainda faz, muita gente pensar que todos os recursos naturais do nosso País são inesgotáveis. Engano. Um grande engano. Se não abrirmos os olhos e ficarmos bem atentos as nossas atitudes, poderemos sofrer graves prejuízos e ainda comprometer a sobrevivência das gerações futuras. Talvez você já tenha ouvido falar de Consumo Sustentável. Mas, se você não sabe o que isso significa, vamos lá: Consumo Sustentável quer dizer saber usar os recursos naturais para satisfazer as nossas necessidades, sem comprometer as necessidades e aspirações das gerações futuras. Ou seja, vale aquele velho jargão popular: saber usar para nunca faltar. E isso não exige um grande esforço, somente mais atenção com o que está ao nosso redor, no nosso ambiente. Basta fazermos uma pequena reflexão sobre como agimos. Não é à toa que muita gente – técnicos, especialistas, estudiosos e governos de todas as partes do mundo – está preocupada com o futuro do nosso Planeta. Texto (adaptação):  https://ambientes.ambientebrasil.com.br/educacao/artigos/guia_de_boas_praticas_para_o_consumo_sustentavel.html Como você pode ajudar a preservar os recursos naturais e economizar dinheiro. Essas dicas de boas práticas para o consumo sustentável foram preparadas com o intuito de alterar os nossos velhos hábitos. Faça uso delas no seu cotidiano. Divulgue-as. Você estará dando a sua contribuição para uma melhor qualidade de vida e sobrevivência da nossa espécie no planeta. Este Guia é resultado de uma parceria entre as instituições: Ministério do Meio Ambiente; Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável; e.mail: sds@mma.gov.br; site: www.mma.gov.br; Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) - e.mail: idec@uol
02:49
December 19, 2021
Boto da Amazonia.
Boto da Amazonia.
O boto da Amazonia (tucuxi) - recentemente foi incluído na lista de espécies em perigo de extinção. Isso significa que todas as quatro espécies de golfinhos de água doce conhecidas no mundo estão agora ameaçadas. A chamada Lista Vermelha é elaborada e atualizada periodicamente pela União Internacional para a Conservação da Natureza, sendo um guia amplamente utilizado na preservação do meio ambiente em todo o mundo. Diante da situação de perigo que agora enfrentam todos os botos de água doce, a União Internacional para a Conservação da Natureza recomenda que se eliminem as chamadas redes de emalhar utilizadas na pesca, bem como seja cumprida a legislação para o abate dos botos. Ao todo, mais de 25% das 130 mil espécies de animais, plantas e fungos avaliadas pela organização estão agora ameaçadas de extinção. Isso representa um total de quase 36 mil espécies em perigo. A lista de espécies extintas está crescendo, e isso é um claro lembrete de que os esforços de conservação precisam ser ampliados com urgência. The Amazon boto (tucuxi) - was recently included in the list of species in danger of extinction. This means that all four species of freshwater dolphins known in the world are now threatened. The so-called Red List is elaborated and updated periodically by the International Union for the Conservation of Nature, being a guide widely used in the preservation of the environment worldwide. In view of the dangerous situation that all freshwater dolphins now face, the International Union for the Conservation of Nature recommends that the so-called gillnets used in fishing are eliminated, as well as the legislation for the slaughter of dolphins is complied with. In all, more than 25% of the 130,000 species of animals, plants and fungi assessed by the organization are now threatened with extinction. This represents a total of almost 36,000 endangered species. The list of extinct species is growing, and this is a clear reminder that conservation efforts urgently need to be expanded. Texto (créditos): https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/12/11/165836-boto-da-amazonia-entra-na-lista-de-especies-ameacadas.html Imagem (créditos): Fernando Trujillo /Omacha/REUTERS https://www.reuters.com/article/us-south-america-dolphins-idUSKBN29W1NN
02:55
December 03, 2021
Consumir de forma sustentável
Consumir de forma sustentável
Além de fazer a diferença no seu orçamento, consumir de maneira consciente pode trazer muitos benefícios para o meio ambiente e as futuras gerações. Mas será que você sabe o suficiente para ser um consumidor consciente? Faça o nosso teste e descubra! 1 – O que é consumo consciente? a) É pensar antes de consumir; b) É consumir sempre que você vê um produto em oferta ou promoção; c) É consumir levando em conta os impactos ecológicos, sociais e econômicos daquela compra, procurando priorizar serviços e produtos que beneficiam o meio ambiente, os animas e as futuras gerações. Se tem algo que precisamos abolir do nosso dia a dia é o consumo exagerado. Seja ele de água, energia, alimentos, vestuário, etc. Hoje o mundo já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra, então o tempo já se esgotou, é preciso fazer algo já. A melhor maneira de cada um de nós contribuirmos para essa mudança é a partir das nossas escolhas de consumo. Vejamos algumas dicas: 1) Planeje as compras e os estabelecimentos que você irá comprar antes de sair de casa. 2) Utilize sacolas retornáveis. 3) Use produtos que tenham refil. 4) Recicle seu lixo. 5) Adote o envio de documentos por e-mail. 6) Não compre produtos desviados, com procedência duvidosa ou piratas. 7) Tome banhos de no máximo 10 minutos.  O consumidor consciente, sob a perspectiva ecológica, é aquele que se preocupa como seu bem estar, com a sociedade atual e com a qualidade de vida das gerações futuras e com a expectativa de estar contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de todos. O consumidor consciente sabe que pode ser um agente transformador da sociedade por meio do seu ato de consumo e, desta forma, tenta buscar o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade, maximizando os impactos positivos e minimizando os negativos de suas escolhas de consumo. In addition to making a difference in your budget, consuming consciously can bring many benefits to the environment and future generations. But do you know enough to be a conscious consumer? Take our test and find out! 1 - What is conscious consumption? a) Think before consuming; b) Consume whenever you see a product on offer or promotion; c) Consuming taking into account the ecological, social and economic impacts of that purchase, seeking to prioritize services and products that benefit the environment, animals and future generations. If there is something that we need to abolish from our daily lives, it is excessive consumption. Be it water, energy, food, clothing, etc. Today the world already consumes 30% more natural resources than the Earth's capacity for renewal, so time has run out, something needs to be done now. The best way for each of us to contribute to this change is based on our consumption choices. Here are some tips: 1) Plan the purchases and establishments you will buy before you leave the house. 2) Use returnable bags. 3) Use products that have refills. 4) Recycle your trash. 5) Adopt the sending of documents by e-mail. 6) Do not buy deviated products, with doubtful origin or pirates. 7) Take baths for a maximum of 10 minutes. Texto (adaptação): https://www.infoescola.com/desenvolvimento-sustentavel/consumo-consciente/ Créditos imagem – objetivo 12 ODS. https://pt.wikipedia.org/wiki/Objetivo_de_Desenvolvimento_Sustent%C3%A1vel_12#/media/Ficheiro:Ods12_BR.png
03:18
October 29, 2021
Consumo sustentável da água
Consumo sustentável da água
Você já parou para pensar como a água é importante? Você já se imaginou vivendo sem água? Isto seria realmente impossível! A água é fundamental para o funcionamento da vida. Ela participa das reações químicas do nosso corpo, dos ciclos biológicos da natureza e é essencial na manutenção dos ecossistemas. Todas as atividades da sociedade demandam o uso de água, bem como as nossas atividades diárias. Muitas pessoas não dão muita importância para o consumo consciente de água, porque acham que ela é um recurso inesgotável, podendo ser utilizada à vontade. Essa impressão se dá porque vemos água por todos os lados, seja na chuva, nos rios, lagos, mares, represas, piscinas etc. Realmente, a maior parte da superfície do nosso planeta, cerca de 70%, é ocupada por água.  Porém, desses 70%, apenas 2,5% é constituído por água doce (esse é o tipo que é tratado e destinado ao nosso consumo), o restante é água salgada. Have you ever stopped to think how important water is? Have you ever imagined living without water? This would be really impossible! Water is essential for the functioning of life. It participates in the chemical reactions of our body, in the biological cycles of nature and is essential in the maintenance of ecosystems. All society activities require the use of water, as well as our daily activities. Many people do not give much importance to the conscious consumption of water, because they think it is an inexhaustible resource and can be used at will. This impression occurs because we see water everywhere, whether in the rain, in rivers, lakes, seas, dams, pools, etc. In fact, most of the surface of our planet, about 70%, is occupied by water. However, of this 70%, only 2.5% is made up of fresh water (this is the type that is treated and destined for our consumption), the rest is salt water. Texto (adaptações): https://escolakids.uol.com.br/ciencias/consumo-consciente-de-agua.htm Imagem: Adobe Stock - AdobeStock_169979262
02:35
October 04, 2021
Bioética
Bioética
A bioética (ética da vida) é hoje um extraordinário lance de esperança para toda a humanidade. Para além de um movimento cultural, de proteção da vida cósmica e ecológica, e de todos os seres vivos, ele é um forte grito para proteger e salvaguardar a vida do planeta. Em tempos de sedução em relação a tudo que se refere ao bios (bioengenharia, biotecnologia, bio nanotecnologia, biocombustíveis, entre outros) em que tudo está virando pós (pós-modernidade, pós-industrial, pós-humanismo, pós-verdade...), a bioética é o necessário GPS de valores a guiar o barco da humanidade nas águas revoltas do mar da atualidade tecnocientífica. Um dos conceitos que definem Bioética (“ética da vida”) é que esta é a ciência “que tem como objetivo indicar os limites e as finalidades da intervenção do homem sobre a vida, identificar os valores de referência racionalmente harmoniosos, e denunciar os riscos das possíveis aplicações” (LEONE; PRIVITERA; CUNHA, 2001). Bioethics (ethics of life) is today an extraordinary bid of hope for all mankind. In addition to a cultural movement, protection of cosmic and ecological life, and of all living beings, it is a strong cry to protect and safeguard the life of the planet. In times of seduction in relation to everything related to bios (bioengineering, biotechnology, bio nanotechnology, biofuels, among others) when everything is turning post (post-modernity, post-industrial, post-humanism, post-truth ... ), bioethics is the necessary GPS of values to guide the boat of humanity in the turbulent waters of the sea of current techno-science. Texto (créditos):  Leo Pessini, Camiliano. https://mundoeducacao.uol.com.br/filosofia/bioetica.htm
01:41
September 11, 2021
Agrotóxicos
Agrotóxicos
Agrotóxicos são produtos químicos, venenos, utilizados para matar insetos, plantas e pragas que podem afetar a produtividade agrícola. O Brasil é líder mundial no consumo de agrotóxicos e mais de 20 tipos proibidos na Europa e nos EUA continuam sendo vendidos aqui. Em média, cada brasileiro consome 7,5 litros de venenos por ano. Os efeitos são cumulativos e demoram dias, meses, anos ou até gerações para se manifestar. Enquanto o agronegócio é o que mais utiliza agrotóxicos, milhares de agricultores familiares buscam produzir de forma ecológica. A saúde tem tudo a ver com a alimentação saudável. Uma alimentação de qualidade faz com que tenhamos menos problemas de saúde. Agrotóxico mata! Vamos lutar pela terra produzindo alimento saudável para todos e em respeito ao meio ambiente.   Pesticides are chemicals, poisons, used to kill insects, plants and pests that can affect agricultural productivity. Brazil is a world leader in the consumption of pesticides and more than 20 types prohibited in Europe and in the USA are sold here. On average, each Brazilian consumes 7.5 liters of poisons per year. The effects are cumulative and take days, months, years or even generations for manifest. While agribusiness is the one that most uses pesticides, thousands of family farmers seek to produce in an ecological way. Health is all about healthy eating. Quality food means that we have less health problems. Pesticide kills! We will fight for the land by producing healthy food for everyone and respecting the environment. Texto (créditos): Folhinha do Sagrado Coração de Jesus - Frei Rodrigo de Castro Amédée Péret - OFM - rodrigo.frei@hotmail.com Imagem (créditos): AdobeStock_101650117
01:37
August 28, 2021
Abelhas.
Abelhas.
Cientistas conseguiram, pela primeira vez, mapear a distribuição das 20 mil espécies de abelhas que existem no mundo. O novo mapa global ajudará na conservação dos insetos dos quais a humanidade depende para a polinização das plantações. As abelhas enfrentam uma enorme pressão no tamaño de suas populações devido à perda de habitat e uso de pesticidas. As abelhas fornecem serviços essenciais para nossos ecossistemas e são os principais polinizadores de muitos de nossos alimentos básicos. O atual mapeamento da a ocorrência de abelhas no mundo pode formar a base para trabalhos futuros, permitindo aos cientistas compreender melhor os padrões de riqueza das abelhas e garantir que sejam conservadas de maneira efetiva no futuro. Embora ainda haja muito a ser aprendido sobre o que impulsiona a diversidade das abelhas, a equipe de pesquisa espera que seu trabalho ajude a conservar as abelhas como polinizadores globais. Este mapeamento poderá informar com mais precisão sobre o declínio das abelhas e distinguir melhor as áreas menos adequadas para as abelhas de áreas onde elas deveriam prosperar, mas foram reduzidas por ameaças como pesticidas, perda de habitat natural e pastoreio excessivo. Muitas culturas dependem de espécies de abelhas nativas para a polinização. Existem mais no hemisfério norte do que no sul, bem como em regiões quentes. Há muito menos espécies de abelhas nas florestas e selvas do que em ambientes desérticos, porque as árvores tendem a fornecer menos fontes de alimento para as abelhas do que plantas e flores. Existem cerca de 20 mil espécies conhecidas de abelhas, em sete famílias distintas. Algumas espécies, como as abelhas, zangões e abelhas sem ferrão, vivem em colônias, enquanto outras são insetos solitários. Embora alguns grupos como os zangões sejam bem estudados, mais de 96% das espécies de abelhas são mal documentadas. Muitas safras, especialmente em países em desenvolvimento, dependem de espécies de abelhas nativas, não de abelhas produtoras de mel.  Scientists were able, for the first time, to map the distribution of the 20,000 species of bees that exist in the world. The new global map will help to conserve the insects on which humanity depends for the pollination of plantations. The current mapping of the occurrence of bees in the world may form the basis for future work, allowing scientists to better understand the patterns of bee wealth and ensure that they are effectively conserved in the future. This mapping can inform more accurately about the declining bees and better distinguishing areas less suitable for bees from areas where they should thrive, but have been reduced by threats such as pesticides, loss of natural habitat and overgrazing. Many crops depend on native bee species for pollination. There are more in the northern hemisphere than in the south, as well as in warm regions. There are far fewer species of bees in forests and jungles than in desert environments, because trees tend to provide fewer sources of food for bees than plants and flowers. Some species, such as bees, drones and stingless bees, live in colonies, while others are solitary insects. Although some groups such as drones are well studied, more than 96% of bee species are poorly documented. Many crops, especially in developing countries, depend on native bee species, not honey-producing bees. Fonte/Source: https://www.bbc.com/portuguese/geral-55026019 Trilha sonora:  Ludwig van Beethoven - The Complete Piano Sonatas & Concertos. Claudio Arrau. Piano Sonata no 1 in F minor Op. 2 No 1.
02:59
August 22, 2021
Formigas cortadeiras.
Formigas cortadeiras.
Formigas-cortadeiras possuem armadura mineral de cristais, algo nunca observado em insetos. A formiga da espécie Acromyrmex echinatior, que cultiva fungos, conta com um tipo de revestimento bio-mineral recém-descoberto que serve como armadura. AS FORMIGAS-CORTADEIRAS SÃO conhecidas por sua força extraordinária: mastigam as folhas e carregam pedaços imensos delas, como se fossem bandeiras verdes diversas vezes maiores do que seu próprio tamanho, por longas distâncias até suas colônias. Nelas, mastigam as folhas para alimentar cultivos subterrâneos de fungos. Durante o trajeto, os insetos enfrentam todo tipo de predadores — e regularmente travam batalhas com outras formigas. Mas esses insetos são ainda mais resistentes do que se imaginava. Um novo estudo mostra que uma espécie de formiga-cortadeira da América Central dispõe de uma armadura natural que recobre seu exoesqueleto. Esse revestimento semelhante a uma blindagem é feito de calcita e possui altos teores de magnésio, um tipo encontrado apenas em outra estrutura biológica: nos dentes de ouriços-do-mar, que são capazes de triturar calcário. Os ossos e dentes de muitos animais contêm minerais calcíferos, e crustáceos como caranguejos e lagostas possuem conchas e outras partes do corpo mineralizadas. Mas antes dessa descoberta, não havia nenhum registro de calcita em insetos adultos. Nas formigas-cortadeiras, esse revestimento é composto por milhares de cristais pequenos em formato de placas que enrijecem seu exoesqueleto. Essa “armadura” evita que os insetos percam membros do corpo durante batalhas com outras formigas e previne infecções fúngicas. Muito antes da evolução dos humanos ou de seus últimos ancestrais, há cerca de 60 milhões de anos, as formigas-cortadeiras inventaram sua própria forma de agricultura. Esses cultivos subterrâneos de fungos são resultado de uma relação simbiótica que fornece alimento às larvas de formigas e proteção ao fungo, e cada espécie de formiga possui sua própria espécie de fungo. Parte das quase 50 espécies de formigas-cortadeiras, incluindo a formiga estudada, também abriga uma bactéria simbiótica para impedir que seus jardins sejam contaminados por outros fungos nocivos. Esse micróbio recobre as jovens operárias. Ao vagar por seus jardins de fungos, as bactérias secretam substâncias químicas que matam fungos invasores. Leaf-cutting ants have mineral crystal armour, something never seen in insects. The ant of the species Acromyrmex echinatior, which cultivates fungi, has a newly discovered bio-mineral coating that serves as armour. Cutting ants are known for their extraordinary strength: they chew the leaves and carry huge pieces of them, as if they were green flags several times larger than their own size, for long distances to their colonies. A new study shows that a species of leaf-cutting ant from Central America has a natural armour that covers its exoskeleton. This armour-like coating is made of calcite and has high levels of magnesium, a type found only in another biological structure: in the teeth of sea urchins, which are capable of crushing limestone. In leaf-cutting ants, this coating consists of thousands of small plate-shaped crystals that stiffen their exoskeleton. This "armour" prevents insects from losing body members during battles with other ants and prevents fungal infections. Long before the evolution of humans or their last ancestors, some 60 million years ago, leaf-cutting ants invented their own form of agriculture.  Fontes/Sources:  https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/11/30/165553-formigas-cortadeiras-possuem-armadura-mineral-de-cristais-algo-nunca-observado-em-insetos.html https://istoeinteressante.com/a-armadura-mineral-ajuda-algumas-formigas-cortadeiras-a-vencerem-lutas-com-parentes-maiores/ Trilha sonora: Ludwig van Beethoven - The Complete Piano Sonatas & Concertos. Claudio Arrau. Piano Sonata no 1 in F minor Op. 2 No 1.
03:13
August 13, 2021
Rejeito, resíduo e lixo.
Rejeito, resíduo e lixo.
Lixo, resíduo e rejeito são palavras normalmente usadas como sinônimos. Porém existem diferenças entre elas. Saber diferenciar três simples palavras pode mudar a visão que do seu dia a dia  sobre sustentabilidade ambiental. Você pode estar jogando dinheiro fora se não souber a diferença entre lixo, resíduo e rejeito. No mercado, há fornecedores e compradores dos mais diversos tipos de materiais nos dias de hoje, e aquele seu co-produto, pode ser muito valioso para outra organização. A palavra lixo vem do latim lix que significa “cinza”. De acordo com o dicionário, lixo significa tudo aquilo que não se quer mais e se joga fora, sendo consideradas coisas inúteis, velhas e sem valor. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) define o lixo como os restos das atividades humanas, considerados pelos geradores como inúteis, indesejáveis ou descartáveis, podendo se apresentar no estado sólido e líquido, desde que não seja passível de tratamento. O termo lixo no âmbito técnico não é utilizado e com todo conhecimento e tecnologia disponíveis hoje, grande parte do que é gerada em processos produtivos e afins pode ser de alguma forma reaproveitada ou reciclada, sendo considerado como resíduo e, quando isso não é possível, considera-se como rejeito. A definição de lixo tem haver com tudo aquilo que não apresenta nenhuma serventia para quem o descarta. Por outro lado, o que não serve para você pode se tornar para o outro, matéria-prima de um novo produto ou processo, ou seja, resíduo sólido. Resíduo então é tudo aquilo que pode ser reutilizado e reciclado e, para isto, este material precisa ser separado por tipo, o que permite a sua destinação para outros fins. Podem ser encontrados nas formas sólida (resíduos sólidos), líquida (efluentes) e gasosa (gases e vapores). O rejeito é um tipo específico de resíduo, onde quando todas as possibilidades de reaproveitamento ou reciclagem já tiverem sido esgotadas e não houver solução final para o item ou parte dele e, portanto, as únicas destinações plausíveis são encaminhá-lo para um aterro sanitário licenciado ambientalmente ou incineração, que devem ser feitas de modo que não prejudique o meio ambiente. Um sistema de gestão ambiental nas empresas, com a adoção da norma internacional ISO 14001, foi projetada para ajudar na adequação de responsabilidades ambientais aos seus processos internos e dar continuidade ao crescimento das empresas, mantendo-as bem-sucedidas comercialmente. Garbage, residuum and waste are words commonly used interchangeably. However, there are differences between them. Knowing how to differentiate between three simple words can change your day-to-day view on environmental sustainability. You may be throwing money away if you don't know the difference between garbage, waste and waste. The Brazilian Association of Technical Standards (ABNT) defines garbage as the remains of human activities, considered by the generators as useless, undesirable or disposable, and can be presented in solid and liquid state, as long as it is not subject to treatment. The definition of garbage has to do with everything that does not serve any purpose for those who discard it. Waste is a specific type of waste, where when all possibilities for reuse or recycling have already been exhausted and there is no final solution for the item or part of it, and therefore, the only plausible destinations are to send it to a licensed landfill. An environmental management system in companies, with the adoption of the international standard ISO 14001, was designed to help in adapting environmental responsibilities to their internal processes and to continue the growth of companies, keeping them commercially successful. Fontes (textos) - créditos:  https://www.vgresiduos.com.br/blog/blogdiferenca-entre-lixo-residuo-rejeito/ https://www.ecycle.com.br/residuo-e-rejeito/
03:40
August 07, 2021
Educação ambiental
Educação ambiental
A Educação Ambiental representa um conjunto de ações sustentáveis voltadas para a conservação do meio ambiente. Dada sua importância, no dia 3 de junho é comemorado o Dia Nacional da Educação Ambiental. A educação ambiental tem como principal objetivo a compreensão dos conceitos relacionados com o meio ambiente, sustentabilidade, preservação e conservação. Dessa forma, ela busca a formação de cidadãos conscientes e críticos, fortalecendo práticas cidadãs. A educação ambiental para a sustentabilidade deve permitir que a educação se converta em uma experiência vital, alegre, lúdica, atrativa, criadora de sentidos e significados, que estimule a criatividade e permita redirecionar a energia e a rebeldia da juventude para execução de projetos de atividades com a construção de uma sociedade mais justa, mais tolerante, mais equitativa, mais solidária democrática e mais participativa e na qual seja possível a vida com qualidade e dignidade. Em abril de 1999 foi criada a Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA). A Lei nº 9795 estabelece diretrizes e tem, como principal objetivo, estimular a conscientização pública sobre o dever de proteger o meio ambiente por meio da educação. Ainda na legislação, a educação é vista como uma das principais formas de atingir tal consciência pois é por meio dela que “o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Vejamos algumas formas de implementar à educação ambiental tanto na escola como em casa: a) incentivar o consumo consciente de recursos como água e energia (colocando placas nos banheiros, bebedouros e salas de aula); b) ensinar a importância da coleta seletiva e disponibilizar lixeiras recicláveis; c) promover a redução do uso de plástico, dando preferência por produtos que agridam menos o meio ambiente; d) fazer o reaproveitamento de materiais e evitar o desperdício. Environmental Education represents a set of sustainable actions aimed at the conservation of the environment. Given its importance, on June 3, the National Day of Environmental Education is celebrated. Environmental education has as its main objective the understanding of concepts related to the environment, sustainability, preservation and conservation. In this way, it seeks the formation of conscious and critical citizens, strengthening citizen practices. In April 1999, the National Environmental Education Policy (PNEA) was created. Law 9795 establishes guidelines and its main objective is to stimulate public awareness of the duty to protect the environment through education. Let us look at some ways to implement environmental education both at school and at home: a) encourage the conscious consumption of resources such as water and energy (placing signs in bathrooms, drinking fountains and classrooms); b) teach the importance of selective collection and make recyclable waste bins available; c) promote the reduction of the use of plastic, giving preference to products that harm the environment less; d) reuse materials and avoid waste. Texto - créditos (fontes - adaptação):   https://www.todamateria.com.br/educacao-ambiental/ https://querobolsa.com.br/revista/educacao-ambiental-nas-escolas-por-que-ela-deve-ser-implementada Imagem (créditos): Adobe Stock -  AdobeStock_128880030
03:18
July 29, 2021
Ecologia saudável, economia saudável.
Ecologia saudável, economia saudável.
Uma ecologia saudável e uma economia saudável andam de mãos dadas. Os ecossistemas naturais oferecem serviços de importante valor para a humanidade, como a polinização feita pelos insetos e animais, associada a mais 75% dos cultivos alimentares do mundo. Florestas, como a Amazônia, também desempenham um papel crítico na preservação do equilíbrio climático e na absorção de gás carbônico, afirma a dirigente. Se não frearmos e revertermos em breve a nossa atual trajetória descontrolada de mudanças climáticas, degradação ambiental e perda generalizada da biodiversidade, a economia global vai sofrer consequências negativas por conta própria. O consenso científico sobre esse fato é quase universal — e suas implicações econômicas negativas também estão ficando cada vez mais claras. Embora as mudanças climáticas possam parecer que estão ocorrendo num período de tempo mais longo, em escala geológica elas estão acontecendo num piscar de olhos. A questão fundamental, portanto, é como salvar o planeta e, com ele, a economia, dessa crise de gerações, dados os incentivos extremamente de curto prazo das nossas principais instituições — as corporações e os governos em especial. Ecossistemas saudáveis oferecem serviços que, em muitos casos, têm valor econômico significativo.  A healthy ecology and a healthy economy go hand in hand. Natural ecosystems offer services of important value to humanity, such as pollination by insects and animals, associated with over 75% of the world's food crops. Forests, like the Amazon, also play a critical role in preserving the climate balance and in absorbing carbon dioxide, says the leader. If we do not stop and reverse our current uncontrolled trajectory of climate change, environmental degradation and widespread loss of biodiversity soon, the global economy will suffer negative consequences on its own. The scientific consensus on this fact is almost universal - and its negative economic implications are also becoming increasingly clear. While climate change may appear to be occurring over a longer period of time, on a geological scale they are happening in the blink of an eye. The fundamental question, therefore, is how to save the planet and, with it, the economy, from this crisis of generations, given the extremely short-term incentives of our main institutions - corporations and governments in particular. Healthy ecosystems offer services that, in many cases, have significant economic value. Fonte (texto - créditos): https://www.ecodebate.com.br/2019/01/23/por-que-um-planeta-saudavel-e-uma-economia-saudavel-andam-de-maos-dadas-artigo-de-cristiana-pasca-palmer/ *Publicado originalmente no site do Fórum Econômico Mundial, em 16 de janeiro de 2019. Da ONU Brasil, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 22/01/2019 Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_322044566
02:57
July 23, 2021
Aquecimento global.
Aquecimento global.
A Terra já enfrenta fenômenos climáticos extremos, como derretimento das geleiras e aumento no nível do mar. O planeta caminha para um aquecimento de mais 3ºC até o fim deste século, apesar de uma leve queda nas emissões de gases causadores do efeito estufa em razão da pandemia de covid-19 e promessas de conter as emissões. Com apenas 1ºC de aquecimento em relação aos níveis anteriores à Revolução Industrial, a Terra já enfrenta fenômenos climáticos extremos. “O ano de 2020 caminha para ser o mais quente já registrado. Incêndios florestais, tempestades e secas continuam a gerar destruição enquanto as geleiras derretem em níveis se precedentes”. Especialistas consideram que será inevitável uma retomada das emissões de carbono nos próximos anos. O aquecimento de 3ºC até 2100 previsto - deverá forçar o deslocamento de centenas de milhões de pessoas em razão do aumento do nível do mar, danos graves à produção agrícola e consequências da ocorrência cada vez maior de fenômenos climáticos extremos. The Earth is already facing extreme weather phenomena, such as melting glaciers and rising sea levels. The planet is heading towards a warming of another 3ºC until the end of this century, despite a slight drop in greenhouse gas emissions due to the covid-19 pandemic and promises to contain emissions. With only 1ºC of warming in relation to the levels before the Industrial Revolution, the Earth already faces extreme climatic phenomena. “2020 is going to be the hottest year on record. Forest fires, storms and droughts continue to generate destruction while glaciers melt at previous levels ”. Experts believe that a resumption of carbon emissions will be inevitable in the coming years. The warming of 3ºC until 2100 predicted - should force the displacement of hundreds of millions of people due to the increase of the sea level, serious damages to the agricultural production and consequences of the increasing occurrence of extreme climatic phenomena. Texto adaptado (créditos): https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/12/10/165814-mundo-caminha-para-aquecimento-de-mais-de-3-oc-ate-2100-alerta-onu.html Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_310612857 
01:49
July 16, 2021
Brasil: maior diversidade biológica do mundo!
Brasil: maior diversidade biológica do mundo!
Dentre as nações que abrigam 70% da biodiversidade do planeta, o Brasil é a que tem maior biodiversidade e possui a maior parcela contínua de floresta tropical (a Amazônia, que ocupa quase metade do território brasileiro), sendo considerado um dos maiores estoques de carbono em ambientes terrestres. O Cerrado e a Mata Atlântica são hotspots da biodiversidade, pois possuem alta diversidade de espécies endêmicas e já tiveram mais de 70% de sua área natural alterada. A Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro, abrange uma área de mais que 730 mil km2 com mais de 1960 espécies vegetais. Somente as áreas campestres do bioma Pampa possuem, em menos de 2% do território nacional, cerca de 2200 espécies de plantas e constituem uma das regiões do mundo mais rica em gramíneas. Os ecossistemas costeiro e marinho possuem áreas de alta biodiversidade, incluindo os manguezais, as regiões insulares e os únicos recifes de coral do Atlântico Sul (Abrolhos). O país abriga ainda 12% dos recursos hídricos globais e é um dos principais produtores mundiais de alimentos. A agricultura depende de polinizadores, de solos férteis e do manejo adequado da água e dos nutrientes. Os problemas relacionados à seca em anos recentes, a escassez de polinizadores para determinadas culturas agrícolas e os apagões de energia são alguns exemplos que demonstram a necessidade da conservação e do uso sustentável dos serviços ecossistêmicos. No ecossistema costeiro e marinho, além dos serviços prestados como a absorção de carbono e a resiliência das regiões costeiras, a atividade da pesca, ainda que não tão expressiva economicamente quanto a agricultura, garante a sobrevivência de aproximadamente 1 milhão de pescadores artesanais. [...]  Bolsões de pobreza são encontrados na periferia de centros urbanos e regiões rurais localizadas nos limites desse bioma. Apesar da legislação ambiental consolidada e dos benefícios da expansão da agropecuária, ainda persistem perdas em ecossistemas naturais, biodiversidade e serviços ecossistêmicos devido a mudanças no uso da terra, poluição e urbanização e cerca de 1200 espécies da fauna e 2100 da flora estão ameaçadas de extinção. Among the nations that hold 70% of the planet's biodiversity, Brazil is the one with the greatest biodiversity and has the largest continuous portion of tropical forest (the Amazon, which occupies almost half of the Brazilian territory), being considered one of the largest carbon stocks in terrestrial environments. The Cerrado and the Atlantic Forest are hotspots of biodiversity, as they have a high diversity of endemic species and have already had more than 70% of their natural area altered. The Caatinga, an exclusively Brazilian biome, covers an area of more than 730 thousand km2 with more than 1960 plant species. Only the rural areas of the Pampa biome have, in less than 2% of the national territory, about 2200 species of plants and constitute one of the regions of the world richest in grasses. Coastal and marine ecosystems have areas of high biodiversity, including mangroves, island regions and the only coral reefs in the South Atlantic (Abrolhos). The country is also home to 12% of global water resources and is one of the world's leading food producers. there are still losses in natural ecosystems, biodiversity and ecosystem services due to changes in land use, pollution and urbanization, and about 1200 species of fauna and 2100 of flora are threatened with extinction. Texto (créditos) - com adaptações: (a) https://www.abagrp.org.br/biomas-brasileiros; (b) https://marsemfim.com.br/biodiversidade-saiba-quais-sao-os-paises-campeoes/; (c) https://www.camara.leg.br/internet/comissao/index/perm/capr/livro.pdf Trilha sonora: Ludwig van Beethoven - The Complete Piano Sonatas & Concertos. Claudio Arrau. Piano Sonata no 1 in F minor Op. 2 No 1.
03:43
July 09, 2021
Cerrado: espécies em extinção.
Cerrado: espécies em extinção.
O Cerrado tem mais de mil espécies ameaçadas de extinção. Esse é o segundo maior número entre os biomas, só atrás da Mata Atlântica. Das 3.300 espécies ameaçadas de extinção no Brasil, quase 20% estão no Cerrado, que é o segundo maior bioma do país. A Mata Atlântica abriga 25% das espécies em risco. Das espécies em risco no Cerrado, 308 são da fauna (animais) e 753 são da flora (plantas) – 88% são terrestres. “O Cerrado é um bioma muito importante. Está no centro do país, tem três grandes bacias hidrográficas que ligam outras regiões e possui uma fauna e uma flora própria”. O Cerrado perdeu 50% da cobertura nas últimas décadas em um processo intensificado, principalmente, após a construção da capital federal. A cobertura vegetal também reduziu nos últimos anos. Os biomas brasileiros perderam cerca de 500 mil km² de sua cobertura natural recentemente.  O Cerrado perdeu cerca de 153 mil km² de cobertura natural, a segunda maior perda no país. Em primeiro aparece a Amazônia – o maior bioma do Brasil, que encolheu quase 270 mil km². Somadas, as duas áreas representam  86% do total perdido em todo o país, nos últimos oito anos. Entre as espécies mais ameaçadas está o lobo-guará. Além disso, as pesquisas recentes apontam ainda que a Caatinga, teve quase 400 espécies ameaçadas. Já a região dos Pampas, tem quase 200 espécies em risco. The Cerrado has more than a thousand species threatened with extinction. This is the second largest number among biomes, just behind the Atlantic Forest. Of the 3,300 species threatened with extinction in Brazil, almost 20% are in the Cerrado, which is the second largest biome in the country. The Atlantic Forest is home to 25% of the species at risk. Of the species at risk in the Cerrado, 308 are fauna (animals) and 753 are flora (plants) - 88% are terrestrial. “The Cerrado is a very important biome. It is in the center of the country, has three large hydrographic basins that connect other regions and has its own fauna and flora ”. The Cerrado has lost 50% of coverage in recent decades in an intensified process, mainly after the construction of the federal capital. Vegetation cover has also reduced in recent years. Brazilian biomes have recently lost around 500,000 km² of their natural cover. The Cerrado lost about 153 thousand km² of natural coverage, the second largest loss in the country. The Amazon is the first - the largest biome in Brazil, which has shrunk almost 270,000 km². Taken together, the two areas represent 86% of the total lost across the country in the past eight years. Among the most endangered species is the maned wolf. In addition, recent research also points out that the Caatinga had almost 400 endangered species. The Pampas region, on the other hand, has almost 200 species at risk. Fonte/Source (créditos): https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/11/06/164955-cerrado-tem-mais-de-mil-especies-ameacadas-de-extincao-2o-maior-numero-entre-biomas-do-pais.html Créditos da imagem/foto: Capa do Livro intitulado: Aves comuns do Planalto Central. Paulo de Tarso Zuqim Antas / Roberto Brandão Cavalcanti. 2a Edição. Brasília. Editora UB. 1998.
02:38
July 01, 2021
Fontes renováveis de energia.
Fontes renováveis de energia.
As fontes renováveis de energia utilizam-se de recursos não esgotáveis, tais como a radiação solar, os ventos, a energia hidráulica, a biomassa, o calor geotérmico e outros. As fontes renováveis de energia são aquelas formas de produção de energia em que suas fontes são capazes de manter-se disponíveis durante um longo prazo, contando com recursos que se regeneram ou que se mantêm ativos permanentemente. Em outras palavras, fontes de energia renováveis são aquelas que contam com recursos não esgotáveis. Existem vários tipos de fontes renováveis de energia, das quais podemos citar a solar, a eólica, a hídrica, a biomassa, a geotérmica, a das ondas e a das marés. Vejamos um breve resumo sobre cada uma dessas energias não esgotáveis. - Energia solar - Consiste no aproveitamento da radiação solar emitida sobre a Terra. Trata-se, portanto, de uma fonte de energia que, além de inesgotável, é altamente potente, pois uma grande quantidade de radiação é emitida sobre o planeta todos os dias. - Energia eólica - Utiliza-se da força promovida pelos ventos para a produção de energia. Sua importância vem crescendo na atualidade, pois, assim como a energia solar, ela não emite poluentes na atmosfera. As usinas eólicas utilizam-se de grandes cataventos instalados em áreas onde a movimentação das massas de ar é intensa e constante na maior parte do ano. Os ventos giram as hélices, que, por sua vez, movem as turbinas, acionando os geradores. - Energia hídrica ou hidroelétrica - Por sua vez, a energia hidroelétrica utiliza-se do movimento das águas dos rios para a produção de eletricidade. Em países como Brasil, Rússia, China entre outros, ela é bastante aproveitada pelas usinas que transformam a energia hidráulica e cinética em eletricidade. - Energia da biomassa - A biomassa corresponde a toda e qualquer matéria orgânica não fóssil. Assim, pode-se utilizar esse material para a queima e produção de energia, por isso ela é considerada uma fonte renovável. Sua importância está no aproveitamento de materiais que, em tese, seriam descartáveis, como restos agrícolas (principalmente o bagaço da cana-de-açúcar), e também na possibilidade de cultivo. - Energia geotérmica - A energia geotérmica corresponde ao calor interno da Terra. Em casos em que esse calor se manifesta em áreas próximas à superfície, as elevadas temperaturas do subsolo são utilizadas para a produção de eletricidade. - Energia das ondas e das marés - É possível utilizar a água do mar para a produção de eletricidade tanto pelo aproveitamento das ondas quanto pela utilização da energia das marés. No primeiro caso, utiliza-se a movimentação das ondas em ambientes onde elas são mais intensas para a geração de energia. Já no segundo caso, o funcionamento lembra o de uma hidrelétrica, pois cria-se uma barragem que capta a água das marés durante as suas cheias, e essa água é liberada quando as marés diminuem. Durante essa liberação, a água gira as turbinas que ativam os geradores. Renewable energy sources use non-exhaustible resources, such as solar radiation, winds, hydraulic energy, biomass, geothermal heat and others. Renewable energy sources are those forms of energy production in which their sources are able to remain available for a long term, with resources that regenerate or that are permanently active. In other words, renewable energy sources are those that have non-depletable resources. There are several types of renewable energy sources, of which we can mention solar, wind, hydro, biomass, geothermal, wave and tidal.  Fontes - texto (créditos) - com adaptações:  https://www.epe.gov.br/pt/abcdenergia/fontes-de-energia https://www.portalsolar.com.br/fontes-de-energia-renovaveis.html https://brasilescola.uol.com.br/geografia/fontes-renovaveis-energia.htm Imagem (créditos): projetos de energia eólica no Nordeste Brasileiro (diversas empresas).
02:54
June 26, 2021
Células solares mais eficientes.
Células solares mais eficientes.
Em apenas dez anos de pesquisa, as células solares de perovskitas tornaram-se competitivas em termos de eficiência. Atualmente, sabe-se que a sua capacidade de converter luz em eletricidade é maior ainda quando elas são empilhadas em cima de células solares de silício, formando uma junção de dispositivos chamada “tandem”. Contudo, esses bons resultados correspondem geralmente a dispositivos pequenos, usados para pesquisa em laboratório. Conseguir produzir grandes áreas de perovskitas sem prejudicar a eficiência ainda é um desafio. A perovskita propriamente dita é um óxido de cálcio e titânio3. Foi descoberta nos montes Urais, na Rússia, em 1839. E recebeu esse nome em homenagem ao mineralogista russo Lev Perovski (1792-1856), ministro do Czar Nicolau I. Para se obter perovskitas pelo método de gas quenching, o primeiro passo consiste em depositar, sobre um suporte, uma solução contendo os compostos precursores da perovskita. Quando o solvente evapora, o material cristaliza e forma a organizada estrutura própria das perovskitas. Na preparação das soluções iniciais, a equipe de pesquisadores utilizou dois solventes diferentes combinados com diversos precursores e observou que cada combinação leva a um caminho único de formação de intermediários, o que impacta na morfologia e nas propriedades finais da perovskita, bem como na sua eficiência dentro das células solares.  Study paves the way for the development of more efficient solar cells. In just ten years of research, perovskite solar cells have become competitive in terms of efficiency. Currently, it is known that their ability to convert light into electricity is even greater when they are stacked on top of silicon solar cells, forming a junction of devices called “tandem”. However, these good results generally correspond to small devices, used for laboratory research. Managing to produce large areas of perovskite without impairing efficiency is still a challenge. Perovskite itself is a calcium and titanium oxide3. It was discovered in the Ural Mountains in Russia in 1839. It was named after the Russian mineralogist Lev Perovski (1792-1856), Minister of Czar Nicholas I. To obtain perovskites by the gas quenching method, the first step is to deposit, on a support, a solution containing the precursor compounds of perovskite. When the solvent evaporates, the material crystallizes and forms the organized perovskite structure. However, before this happens, several compounds with different structures (so-called “intermediates”) are formed momentarily. In the preparation of the initial solutions, the research team used two different solvents combined with different precursors and observed that each combination leads to a unique path of formation of intermediates, which impacts on the morphology and final properties of perovskite, as well as on its efficiency inside the solar cells. In addition to providing valuable information on the formation of perovskites by gas quenching, the results of the research help in choosing the best solvent to obtain better perovskite films for solar cells, including those of the tandem type. Fonte/Source (créditos): O artigo Revealing the Perovskite Film Formation Using the Gas Quenching Method by In Situ GIWAXS: Morphology, Properties, and Device Performance, de Rodrigo Szostak, Sandy Sanchez, Paulo E. Marchezi, Adriano S. Marques, Jeann C. Silva, Matheus S. Holanda, Anders Hagfeldt, Hélio C. N. Tolentino e Ana F. Nogueira, pode ser lido em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/adfm.202007473 https://agencia.fapesp.br/estudo-abre-caminho-para-o-desenvolvimento-de-celulas-solares-mais-eficientes/34734/
02:39
June 23, 2021
Reminiscences.
Reminiscences.
REMINISCENCES I am remembering some events and experiences from the past that were very pleasant, mainly of my youth. It is very important remember things that helped us for our growth of the body, mental and spiritual atitudes.  Or a story told about a past event remembered by the narrator. The enjoyable recollection of past events. Certainly, reminiscence is an emotion. The emotions most often evoked in the context of integrative reminiscence were overall happiness, pride, and serenity.  Reminiscence involves sharing thoughts and feelings of one's experiences to recall and reflect upon important events within one's life. The ability to recall and reflect helps older adults remember who they used to be in order to help them define their identity in the current moment.
02:29
June 23, 2021
Espécies exóticas invasoras.
Espécies exóticas invasoras.
Espécie exótica é aquela que se encontra fora de sua área de distribuição natural e, quando oferece ameaça às espécies nativas, bem como à vida humana e aos ecossistemas. A adaptação às condições do ambiente no qual se inseriu, ausência de predadores e degradação dos ambientes naturais são os principais fatores que levam uma espécie exótica se tornar invasora, competindo com as espécies nativas por recursos - como território, água, alimento e inclusive, em alguns casos, se alimentando destas, causando um grande impacto ao ambiente. A invasão de animais e plantas exóticos é considerada a segunda maior ameaça às espécies nativas, acarretando em declínios populacionais e até extinção das espécies nativas. Espécies invasoras como o lagostim vermelho originário dos Estados Unidos, é invasor de mais de 30 países, inclusive o Brasil. O caracol-gigante africano conhecida também como escargot africano, foi introduzida no país para fins alimentícios, se espalhando no território nacional. Essa espécie invade casas, se alimenta de várias espécies vegetais, causando danos à agricultura e pode transmitir doenças. As carpas e tilápias, originárias da África e Ásia, atacam espécies nativas, alteram o pH e nível de oxigênio da água. A tilápia, ainda, pode causar erosões, uma vez que tem como hábito reprodutivo cavar buracos nas bordas de lagos. O javali, natural da Europa, compete por alimento e território com porcos-do-mato, muitas vezes acarretando na expulsão destes do território. Além disso, o invasor se alimenta de lavouras, causando danos aos agricultores. O mexilhão dourado  é responsável pelo entupimento de tubulações de hidrelétricas. Foi trazido da Ásia, pela água usada como lastro de navios. Essas são apenas algumas espécies dentro das centenas que invadem o território nacional. A melhor forma de evitar os impactos causados pelas espécies invasoras é prevenir a introdução destas.  An exotic species is one that is outside its natural range and, when it threatens native species, as well as human life and ecosystems. Adaptation to the conditions of the environment in which it was inserted, absence of predators and degradation of natural environments are the main factors that lead an exotic species to become invasive, competing with native species for resources - such as territory, water, food and even, in some cases, feeding on these, causing a great impact on the environment. The invasion of exotic animals and plants is considered the second greatest threat to native species, leading to population declines and even extinction of native species. Invasive species such as red lobster originating in the United States, are invaders from more than 30 countries, including Brazil. The African giant snail also known as African escargot, was introduced in the country for food purposes, spreading throughout the national territory. This species invades houses, feeds on various plant species, causing damage to agriculture and can transmit diseases. Carp and tilapia, originally from Africa and Asia, attack native species, alter the pH and oxygen level of the water. Tilapia can also cause erosions, since it has a reproductive habit to dig holes in the edges of lakes. The wild boar, a native of Europe, competes for food and territory with wild pigs, often leading to their expulsion from the territory. In addition, the invader feeds on crops, causing damage to farmers. The golden mussel is responsible for clogging hydroelectric pipes. It was brought from Asia by the water used as ballast for ships. These are just a few species within the hundreds that invade the national territory. The best way to avoid the impacts caused by invasive species is to prevent their introduction.  Fonte/Source (créditos): https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/especies-exoticas-invasoras-1.htm (Mariana Araguaia de Castro Sá Lima) Imagem/foto: Corbícula flumínea (molusco).
03:13
June 20, 2021
Bioeconomia circular.
Bioeconomia circular.
Economia circular pode ajudar países a combater mudanças climáticas Economia circular é um sistema regenerador, onde o consumo de recursos e os resíduos, as emissões e a perda de energia são minimizados pela desaceleração e pelo encurtamento de ciclos de produção. Esse modelo pode ser alcançado por práticas de manutenção, reparo, reutilização, re-manufatura, reciclagem, design de longa duração e reformas. As mudanças climáticas e o uso de materiais estão estreitamente ligados. Cerca de 60% das emissões de gases do efeito estufa (excluindo-se as emissões geradas pelo uso da terra e pela silvicultura) são liberadas na atmosfera durante a extração, processamento e fabricação de bens para atender às necessidades da sociedade. Cerca de 38% das emissões são dispersas na entrega e no uso dos produtos e serviços. A utilização global de materiais está crescendo. Ela mais do que triplicou desde 1970 e poderia dobrar novamente até 2050 sem ações para conter o fenômeno. Pesquisas apontam para agirmos rápido saindo de uma economia linear à base do paradigma “extrair-transformar-descartar” para uma economia circular que maximiza o uso dos recursos existentes.  Esse sistema mais sustentável também reduz a dependência de novas matérias-primas e minimiza os resíduos. Pesquisas em inovação para estender o tempo de vida dos recursos existentes é capaz de diminuir emissões e também de reduzir a desigualdade social e fomentar um crescimento de baixo carbono. Circular economy can help countries fight climate change Circular economy is a regenerative system, where the consumption of resources and waste, emissions and energy loss are minimized by decelerating and shortening production cycles. This model can be achieved through maintenance, repair, reuse, remanufacturing, recycling, long-term design and renovation practices. Climate change and the use of materials are closely linked. About 60% of greenhouse gas emissions (excluding emissions generated by land use and forestry) are released into the atmosphere during the extraction, processing and manufacture of goods to meet society's needs. About 38% of emissions are dispersed in the delivery and use of products and services. The global use of materials is growing. It has more than tripled since 1970 and could double again by 2050 without action to contain the phenomenon. Research has shown that we can move quickly from a linear economy based on the “extract-transform-discard” paradigm to a circular economy that maximizes the use of existing resources. This more sustainable system also reduces dependence on new raw materials and minimizes waste. Research on innovation to extend the life of existing resources is capable of reducing emissions and also reducing social inequality and promoting low carbon growth. Fontes (créditos):  https://www.ecodebate.com.br/2019/01/25/economia-circular-pode-ajudar-paises-a-combater-mudancas-climaticas-diz-relatorio-divulgado-no-forum-economico-mundial/ https://simpleorganic.com.br/blogs/simple-blog/economia-circular-a-unica-opcao-viavel-para-o-o-planeta?gclid=EAIaIQobChMIpLGngu-c8QIVCwWRCh3u7Qc1EAAYAyAAEgJ-3vD_BwE https://www.vgresiduos.com.br/blog/o-que-e-a-economia-circular-e-como-esse-conceito-pode-beneficiar-minha-empresa/ Imagem (créditos): internet
02:29
June 16, 2021
Desperdícios de alimentos = prejuízos ao meio ambiente!
Desperdícios de alimentos = prejuízos ao meio ambiente!
Desperdício de alimentos trazem prejuízos também ao meio ambiente. A degradação de alimentos emite óxido nitroso e metano, gases mais nocivos à camada de ozônio do que o CO2 produzido por veículos. As perdas na produção e o desperdício de alimentos aumentam a tragédia social da fome no mundo, mas também têm impacto nocivo no meio ambiente e graves consequências econômicas. A degradação dos alimentos emite tantos gases de efeito estufa quanto todo o parque automotivo do planeta e consome um terço de insumos, com custos que jamais retornarão à cadeia produtiva. Além de nutrientes essenciais à vida, acabam no lixo recursos naturais e bilhões de reais por ano. Para evitar tais sequelas, cabe à sociedade o combate ao desperdício em todos os elos da cadeia agro-alimentar. Para um país que produz quase 70 milhões de toneladas por ano de hortifruti granjeiros e cerca de 250 milhões de toneladas de grãos, a redução das perdas é fundamental. Investimento em cadeias de frio, armazenamento adequado, transporte, galpões... Elos fundamentais da cadeia de alimentos, as indústrias e os supermercados desenvolvem iniciativas para evitar o desperdício, contribuem com doações e fazem campanhas de conscientização. Hoje já há uma consciência tanto de empresários, fornecedores como também de consumidores em aceitar comercializar e comprar produtos próximos à data de validade com preços reduzidos.  Food waste also harms the environment! Food degradation emits nitrous oxide and methane, gases more harmful to the ozone layer than CO2 produced by vehicles. Losses in production and food waste increase the social tragedy of hunger in the world, but they also have a harmful impact on the environment and serious economic consequences. The degradation of food emits as many greenhouse gases as the entire automotive park on the planet and consumes a third of inputs, with costs that will never return to the production chain. In addition to essential nutrients for life, natural resources and billions of reais per year end up in the trash. To avoid such consequences, it is up to society to combat waste in all links in the agrifood chain. For a country that produces almost 70 million tonnes of fruit and vegetables and about 250 million tonnes of grain a year, reducing losses is essential. Investment in cold chains, adequate storage, transport, warehouses. Key links in the food chain, industries and supermarkets develop initiatives to avoid waste, contribute with donations and carry out awareness campaigns. Today, there is already an awareness of both businessmen, suppliers and consumers in accepting to sell and buy products close to the expiration date with reduced prices. Fontes (créditos) - com adaptações:  https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/09/15/internas_economia,706098/video-o-impacto-da-deterioracao-de-alimentos-estragados-no-ambiente.shtml https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/28827919/os-desperdicios-por-tras-do-alimento-que-vai-para-o-lixo
02:35
June 11, 2021
Ecologia
Ecologia
O que é Ecologia? A Ecologia é a ciência que estuda a interação entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. O termo "ecologia" foi utilizado pela primeira vez em 1866, na obra "Morfologia Geral do Organismo", pelo biólogo alemão Ernst Haeckel. A palavra Ecologia vem do grego, onde Oikos significa "casa" e Logos significa "estudo". Dessa forma, a ecologia é o estudo da casa, ou seja, do ambiente e das inter-relações dos organismos no meio físico. A ecologia pode ser considerada uma das ciências mais complexas e amplas, pois para compreender o funcionamento da natureza, ela envolve o estudo de diferentes campos de estudo, como evolução, genética, citologia, anatomia e fisiologia entre outros. What is Ecology? Ecology is the science that studies the interaction between living beings and the environment in which they live. The term "ecology" was used for the first time in 1866, in the work "General Morphology of the Organism", by the German biologist Ernst Haeckel. The word Ecology comes from the Greek, where Oikos means "home" and Logos means "study". Thus, ecology is the study of the house, that is, the environment and the interrelationships of organisms in the physical environment. Ecology can be considered one of the most complex and broad sciences, because to understand the functioning of nature, it involves the study of different fields of study, such as evolution, genetics, cytology, anatomy and physiology and others. Fontes/Textos - créditos (adaptação):  https://www.todamateria.com.br/o-que-e-ecologia/#:~:text=A%20Ecologia%20%C3%A9%20a%20ci%C3%AAncia,e%20Logos%20significa%20%22estudo%22. https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-e-ecologia.htm#:~:text=Ecologia%20%C3%A9%20a%20parte%20da,%2C%20respectivamente%2C%20casa%20e%20estudo. https://www.biologianet.com/ecologia Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_262901600
02:35
June 02, 2021
Desperdício de alimentos.
Desperdício de alimentos.
Quanto de comida você deixou no prato na sua última refeição? Algumas migalhas? Aquela salada meio murcha? Ou, quem sabe, até umas boas garfadas, já que você estava empanturrado demais para raspar o prato? Vale a pena lembrar, então, que toda vez que você joga restos de comida fora, não está apenas descartando o almoço do dia seguinte — cada garfada foi responsável por emissões de gases de efeito estufa antes mesmo de chegar ao seu prato. O cultivo, o processamento, a embalagem e o transporte dos alimentos que ingerimos contribuem para a mudança climática. E depois que jogamos fora, liberam ainda mais gases de efeito estufa na atmosfera à medida que apodrecem. Estima-se que, se o desperdício de alimentos fosse um país, seria o terceiro maior emissor de gases de efeito estufa depois dos Estados Unidos e da China, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla do inglês). Um terço das emissões de gases do efeito estufa no mundo é proveniente da agricultura, e 30% dos alimentos que produzimos são desperdiçados — cerca de 1,8 bilhão de toneladas por ano. Se, como planeta, parássemos de desperdiçar comida como um todo, eliminaríamos 8% de nossas emissões totais. É claro que as famílias individualmente não são responsáveis por todo esse desperdício. Um estudo de 2018 mostrou, por exemplo, que cerca de um terço das frutas, legumes e verduras é descartado por ser do tamanho ou formato errado antes mesmo de chegar às prateleiras dos supermercados. Em países de baixa renda, 40% dos alimentos são desperdiçados após a colheita, mas antes de chegar às dispensas das pessoas, geralmente devido à falta de infraestrutura adequada. As razões para esse desperdício também podem variar — em algumas partes do mundo, é considerado educado deixar uma pequena quantidade de comida no prato para mostrar que o anfitrião não economizou nas porções. Em muitos países desenvolvidos, o fácil acesso a uma oferta abundante de produtos baratos levou os consumidores a serem menos zelosos em relação ao que guardam na geladeira e colocam no prato. Jogar fora 3 kg de alimentos resulta na emissão de gases de efeito estufa equivalentes a 23 kg de dióxido de carbono na atmosfera. "À medida que as pessoas começam a se importar mais com o desperdício de alimentos em casa, elas se tornam cidadãos mais conscientes. "Começam a fazer perguntas sobre como o sistema alimentar funciona e a solicitar regulamentação para reduzir o desperdício em todo o sistema." Pode demandar algum esforço, mas reduzir a quantidade de comida que você joga fora pode ter um impacto real no planeta. How much food did you leave on your plate at your last meal? Some crumbs? That half-wilted salad? Or maybe even a few good bites, since you were too stuffed to scrape your plate? The cultivation, processing, packaging and transportation of the food we eat contributes to climate change. And after we throw it away, they release even more greenhouse gases into the atmosphere as they rot. One-third of the world's greenhouse gas emissions come from agriculture, and 30% of the food we produce is wasted - around 1.8 billion tons per year. If, as a planet, we stopped wasting food as a whole, we would eliminate 8% of our total emissions. It is clear that individual families are not responsible for all this waste. A 2018 study showed, for example, that about a third of fruits and vegetables are discarded because they are the wrong size or shape before they even reach supermarket shelves. The places where food is most wasted differ around the world. In low-income countries, 40% of food is wasted after harvesting, but before reaching people's layoffs, usually due to a lack of adequate infrastructure. As people start to care more about food waste at home, they become more aware citizens. Fontes (adaptações): https://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-52906561 https://sitesustentavel.com.br/desperdicio-de-alimentos/ Imagem: internet
04:27
May 28, 2021
Desarollo sostenible.
Desarollo sostenible.
¿Qué es el desarrollo sostenible? La sostenibilidad es el desarrollo que satisface las necesidades del presente sin comprometer la capacidad de las futuras generaciones, garantizando el equilibrio entre el crecimiento económico, el cuidado del medio ambiente y el bien estar social. Son tres los pilares de la sostenibilidad.  Sostenibilidad social – en el plano social, la sostenibilidad fomenta el desarrollo de las personas, comunidades y cultura para conseguir un nivel global de la calidad de vida, sanidad y educación adecuado y equitativo. La lucha por la igualdad de género, en especial en los países en desarrollo, es otro aspecto que durante los próximos años configurará las bases de la sostenibilidad social. Sostenibilidad ambiental – en su vertiente ambiental, la sostenibilidad defiende que la naturaleza no es una fuente innegociable de recursos y vela por su protección y uso racional. Aspectos como el cuidado del  medio ambiente, la inversión en energías renovables, el ahorro de agua, la apuesta por la movilidad sostenible o la innovación en construcción y arquitectura sostenible contribuyen a lograr esta sostenibilidad ambiental desde varios frentes. Sostenibilidad económica – la sostenibilidad también busca impulsar un crecimiento económico que genere riqueza equitativa sin perjudicar los recursos naturales. Una inversión y reparto igualitario de los recursos económicos permitirá potenciar los demás pilares de la sostenibilidad para lograr un desarrollo completo. ¿QUÉ SON LOS OBJETIVOS DE DESARROLLO SOSTENIBLE? Los Objetivos de Desarrollo Sostenible, también conocidos como los Objetivos Globales, son una llamada de Naciones Unidas a todos los países del mundo para afrontar los grandes desafíos a los que se enfrenta la humanidad y garantizar que todas las personas tengan las mismas oportunidades y puedan llevar una vida mejor sin comprometer nuestro planeta. SON DIECISIETE LOS OBJETIVOS PARA UN MUNDO MEJOR: - La erradicación de la pobreza y el hambre garantizando una vida sana - Universalizar el acceso a servicios básicos, como agua, el saneamiento y la energía sostenible - Apoyar la generación de oportunidades de desarrollo a través de la educación inclusiva y el trabajo digno - Fomentar la innovación e infraestructuras resilientes creando comunidades y ciudades capaces de producir y consumir de forma sostenible Se podría decir que se resumen el las siguientes metas: - Reducir las desigualdades en el mundo, especialmente las de género - Cuidar el medio ambiente combatiendo el cambio climático y protegiendo los océanos y ecosistemas terrestres - Promover la colaboración entre los diferentes agentes sociales para crear un ambiente de paz y desarrollo sostenible Hoy aprendiste un poco más sobre lo que es el desarrollo sostenible. FUENTES (créditos): https://www.acciona.com/es/desarrollo-sostenible/ https://www.cepal.org/pt-br/topicos/agenda-2030-o-desenvolvimento-sustentavel/objetivos-desarrollo-sostenible-ods http://www.exteriores.gob.es/portal/es/politicaexteriorcooperacion/nacionesunidas/paginas/objetivosdedesarrollodelmilenio.aspx Imagen (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_270743368 Trilha sonora: composición libre - Multimidia Village Studios. 
04:52
May 18, 2021
Adidas desenvolve tênis sustentável
Adidas desenvolve tênis sustentável
Adidas cria tênis sustentável feito de lixo retirado do oceano. Quando a Adidas decidiu criar o protótipo do tênis sustentável feito quase que inteiramente de lixo reciclado tirado do oceano em parceria com a organização Parley for the Ocean. A intenção não foi mostrar um plano, mas uma ação, como explicou porta voz da Adidas ao Huffington Post: “Nós fizemos isso para mostrar o que nós somos capazes de fazer quando colocamos nossas cabeças juntas.” Ou seja, se trata de mostrar que empresas engajadas podem criar mais produtos com material reciclado e é preciso começar, é preciso envolvimento com o trabalho de organizações e setores que lutam pela preservação do meio ambiente. A parte superior do tênis foi feita inteiramente de fios e filamentos retirados de redes ilegais e outros lixos encontrados no fundo do mar, enquanto que a base foi feita de material acolchoado sustentável. Adidas creates sustainable sneakers made from garbage taken from the ocean. When Adidas decided to create the prototype of sustainable sneakers made almost entirely of recycled garbage taken from the ocean in partnership with the organization Parley for the Ocean. The intention was not to show a plan, but an action, as Adidas spokeswoman explained to the Huffington Post: "We did this to show what we are capable of doing when we put our heads together." In other words, it is about showing that engaged companies can create more products with recycled material and it is necessary to start, it is necessary to be involved in the work of organizations and sectors that fight for the preservation of the environment. The upper part of the shoe was made entirely of threads and filaments taken from illegal nets and other rubbish found on the seabed, while the base was made of sustainable padded material. Texto (créditos): https://mixmag.com.br/read/adidas-lanca-tenis-feito-com-redes-de-pesca-recicladas-fashion/ Trilha sonora (créditos): Action Sport Background Music / Driving and Extreme Music Instrumental - by AShamaluevMusic. AShamaluevMusic. YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=cSqZIdDZQqc     Free Download Music: http://bit.ly/2O6nzF0 Observação: este podcast refere-se tão somente à reportagem veiculada em vários lugares na Internet. Não tem nenhuma conotação comercial.  
01:48
May 15, 2021
Comunidades tradicionais e diversidade biológica.
Comunidades tradicionais e diversidade biológica.
As espécies brasileiras, principalmente plantas e invertebrados marinhos, são fontes de moléculas e processos metabólicos de valor científico e socioeconômico com potencial para contribuir com a melhoria da qualidade de vida por meio do seu uso farmacêutico entre outros. Entretanto, o país gasta mais de US$ 7 bilhões por ano na importação de princípios ativos para químicos agropecuários, além da importação de princípios ativos utilizados por mais de 70% dos medicamentos produzidos internamente, subaproveitando o potencial da biodiversidade nacional e a oportunidade de promover fonte sustentável de renda às populações locais e potencializar a cadeia produtiva nas regiões de exploração. A ausência de interação entre os exploradores e os detentores de conhecimentos tradicionais contribui para a perda da possibilidade do uso sustentável de plantas e animais medicinais. O Brasil possui grande diversidade de povos indígenas (são quase 300 grupos falando mais de 180 línguas) e de populações tradicionais e comunidades locais, como quilombolas e caiçaras, que são conhecedores da biodiversidade e sua relação com o bem-estar humano. Esse conhecimento muitas vezes se reverte no manejo de produtos com valor no PIB regional. Essas populações têm contribuído de forma essencial para a agro biodiversidade, que é de fundamental importância para a segurança alimentar. Os povos indígenas do Brasil aprenderam a cultivar, por exemplo,  o amendoim, a mandioca e o guaraná. Populações tradicionais do Rio Negro, no Amazonas, conservam e produzem mais de 100 variedades de mandioca. As mulheres de uma aldeia Kayapó, no Pará, conhecem e nomeiam 50 variedades de batata-doce e 40 variedades de carás.  Os índios Kayapó do Pará usam mais de 70 espécies florestais dentre as 99 localmente recenseadas; os Tembé do Maranhão usam 73 espécies florestais dentre as 119 recenseadas.  A sociedade brasileira precisa ter acesso aos conhecimentos e práticas desenvolvidos por populações tradicionais que utilizam de modo sustentável os recursos naturais. Esse conhecimento tem potencial para gerar renda, reduzir a pobreza, desenvolver medicamentos e ativos químicos de interesse industrial. Além disso, arranjos institucionais que incluam a efetiva participação de atores locais na gestão dos recursos naturais são importantes para a conservação ambiental, porém ainda insuficientes. Garantir a base legal e construir um ambiente seguro e favorável ao compartilhamento dos conhecimentos e benefícios das fontes tradicionais de saber será essencial para conciliar justiça social com avanço econômico e equilíbrio ambiental. Brazilian species, mainly plants and marine invertebrates, are sources of molecules and metabolic processes of scientific and socioeconomic value with the potential to contribute to improving the quality of life through their pharmaceutical use, among others. Brazil has a great diversity of indigenous peoples (almost 300 groups speaking more than 180 languages) and traditional populations and local communities, such as quilombolas and caiçaras, who are aware of biodiversity and its relationship with human well-being. This knowledge is often reversed in the handling of products with value in the regional GDP. Brazilian society needs access to the knowledge and practices developed by traditional populations that use natural resources in a sustainable way. This knowledge has the potential to generate income, reduce poverty, develop medicines and chemical assets of industrial interest.  Créditos (com adaptações): http://nupaub.fflch.usp.br/sites/nupaub.fflch.usp.br/files/VITOR%20TOLEDO%20povos%20e%20comuniades%20PRONTO%20(1).pdf http://www.livroaberto.ibict.br/bitstream/1/750/2/Biodiversidade%20e%20comunidades%20tradicionais%20no%20Brasil.pdf http://arquivos.ambiente.sp.gov.br/cea/2011/12/JulianaS.3.pdf
04:28
May 09, 2021
Copaíba.
Copaíba.
As espécies conhecidas popularmente como ‘copaíba’, pertencem ao gênero Copaifera, que ocorre na África, nas Américas Central e do Sul e, provavelmente, na Ásia. A origem do nome parece ter vindo do tupi "cupa-yba" que significa "árvore de depósito" ou que tem jazida, referindo-se ao óleo que possui em seu interior. A árvore de uma copaíba pode ultrapassar 20 metros de altura e são fornecedoras de madeira e óleo-resina, dois produtos extraídos de seu tronco e explorados em níveis comercial e industrial. A madeira é utilizada na produção de compensados e o óleo-resina é empregado na medicina popular como anti-inflamatório e anti-bactericida, sendo seu uso também conhecido como combustível na iluminação doméstica rudimentar. Apesar dos vários estudos sobre a taxonomia do gênero Copaifera realizados ao longo de quase três séculos, ainda existem dificuldades para reconhecer as espécies que ocorrem na Amazônia brasileira devido à carência de informações de campo sobre a variação de características morfológicas e a ausência de ilustrações demonstrativas dos caracteres-chave. O óleo-resina de copaíba tem sido utilizado por mais de 500 anos na medicina tradicional popular, com uma grande diversidade de aplicações. Suas propriedades medicinais eram muito conhecidas pelos índios latino-americanos que utilizavam a copaíba para curar feridas de guerreiros após batalhas e para passar na região umbilical de recém-nascidos. O óleo-resina de copaíba é o mais poderoso antibiótico e anti-inflamatório natural conhecido no planeta. É considerado o óleo da vida! Tem propriedades curativas, regeneradoras, nutritivas e tônicas. Regula a oleosidade da pele. Age também como regenerador dos tecidos. A retirada do óleo-resina do tronco pode ser feita com um pequeno trado a cerca de 1 m do solo. Depois da coleta, o orifício feito no tronco é vedado com argila ou rolha de madeira para reduzir o risco de infestação por fungos e cupins. Desta forma, sua extração exige cuidado, pois há risco de danificar a árvore e causar sua morte. A produção de óleo-resina da copaíba apresenta grande variação; provavelmente há influência da estação do ano e do tipo de solo, de características genéticas da planta e do diâmetro da árvore, sugerindo que o potencial econômico deste recurso é limitado, mesmo quando explorado seguindo um plano de manejo.  The species popularly known as 'copaíba', belong to the Copaifera genus, which occurs in Africa, in Central and South America and, probably, in Asia. A copaiba tree can exceed 20 meters in height and are suppliers of wood and oil-resin, two products extracted from its trunk and explored at commercial and industrial levels. Copaiba oil-resin has been used for more than 500 years in traditional folk medicine, with a wide variety of applications. Its medicinal properties were well known by the Latin American Indians who used the Copaiba to heal wounds of warriors after battles and to pass through the umbilical region of newborns. Copaiba oil-resin is the most powerful natural antibiotic and anti-inflammatory known on the planet. It is considered the oil of life! It has healing, regenerating, nourishing and tonic properties. Regulates skin oiliness. It also acts as a tissue regenerator.The production of oil-resin from copaíba varies widely; there is probably an influence of the season and soil type, genetic characteristics of the plant and the diameter of the tree, suggesting that the economic potential of this resource is limited, even when exploited following a management plan. Fontes (com adaptações):   https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/a-copaiba.htm https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/2016/03/copaiba-o-balsamo-da-floresta/ https://www.portalsaofrancisco.com.br/biologia/copaiba https://www.cifor.org/publications/pdf_files/books/bshanley1001/089_098.pdf Imagem (créditos): https://www.portalsaofrancisco.com.br/biologia/copaiba
03:22
May 01, 2021
Compensação ambiental.
Compensação ambiental.
A compensação ambiental é um mecanismo financeiro que visa contrabalançar os impactos ambientais previstos ou que já aconteceram devido à implantação de empreendimentos. É uma espécie de indenização pela degradação, na qual os custos sociais e ambientais identificados no processo do licenciamento ambiental são incorporados aos custos globais do empreendedor. Todo empreendimento tem potenciais impactos positivos e negativos sobre a natureza. Há impactos ao meio ambiente que não são reversíveis. São exemplos disso, a perda da biodiversidade de uma área ou a perda de áreas representativas dos patrimônios cultural, histórico e arqueológico. Nestes casos, o poder público - através do artigo 36 da Lei Número 9.985 (18/07/2000) do Sistema Nacional de Unidades de Conservação - determinou que a compensação das perdas se daria por intermédio da destinação de recursos para a manutenção ou criação de unidades de conservação. Os recursos arrecadados na compensação ambiental de um empreendimento devem ser aplicados de acordo com uma ordem de prioridade de acordo com o artigo 33 do Decreto 4.340/2002: 1º para a regularização fundiária e demarcação das terras; 2º para a elaboração, revisão ou implantação de plano de manejo; 3º na aquisição de bens e serviços necessários à implantação, gestão, monitoramento e proteção da unidade, compreendendo sua área de amortecimento; 4º no desenvolvimento de estudos necessários à criação de nova unidade de conservação; e 5º para o desenvolvimento de pesquisas necessárias para o manejo da unidade de conservação e área de amortecimento. A área de amortecimento é uma área estabelecida ao redor de uma unidade de conservação com o objetivo de filtrar os impactos negativos das atividades que ocorrem fora dela, tais como: ruídos, poluição, espécies invasoras e avanço da ocupação humana, especialmente nas unidades próximas a áreas intensamente ocupadas.  Environmental compensation is a financial mechanism that aims to offset the expected environmental impacts or that have already happened due to the implementation of projects. It is a kind of indemnity for degradation, in which the social and environmental costs identified in the environmental licensing process are incorporated into the global costs of the entrepreneur. Every enterprise has potential positive and negative impacts on nature. There are impacts on the environment that are not reversible. Examples of this are the loss of biodiversity in an area or the loss of representative areas of cultural, historical and archaeological heritage. In these cases, the public authorities - through article 36 of Law No. 9,985 (07/18/2000) of the National System of Conservation Units - determined that the compensation of losses would occur through the allocation of resources for the maintenance or creation of conservation units. The resources collected in the environmental compensation of a project must be applied according to an order of priority in accordance with article 33 of Decree 4.340 / 2002: 1st for land title regularization and land demarcation; 2nd for the elaboration, review or implementation of a management plan; 3rd in the acquisition of goods and services necessary for the implantation, management, monitoring and protection of the unit, including its buffer area; 4th in the development of studies necessary for the creation of a new conservation unit; and 5th for the development of research necessary for the management of the conservation unit and buffer area. The buffer area is an area established around a conservation unit with the objective of filtering the negative impacts of activities that occur outside it, such as: noise, pollution, invasive species and advancement of human occupation, especially in units close to intensely occupied areas.  Fontes (créditos) - com adaptações:  https://ambplus.com.br/o-que-e-compensacao-ambiental/ https://manucciadv.com.br/compensacao-ambiental/
02:59
April 22, 2021
Aumento da geração solar e eólica.
Aumento da geração solar e eólica.
A capacidade eólica e solar deverá superar a geração de energía a carvão e de gás em menos de cinco anos, de acordo com um novo relatório da Agência Internacional de Energia. A agência intergovernamental com sede em Paris prevê um aumento de mais de 1.100 gigawatts (GW) na energia eólica e solar, o que significaria que essas fontes de energia ultrapassariam a capacidade de gás em 2023 e de carvão em 2024. O crescimento contínuo da energia eólica e solar significa que as fontes renováveis, incluindo hidro e bioenergia, deverão substituir o carvão como a maior fonte de energia do mundo até 2025, diz o relatório da Agência. As energias renováveis devem dominar a construção de novas infraestruturas de energia nos próximos anos, à medida que os custos continuam a cair. No cenário principal do novo relatório, 130 GW de energia solar serão adicionados a cada ano entre 2023-2025 e isso aumenta para 165 GW no cenário acelerado, o que seria responsável por quase 60% da expansão renovável total durante este período. A energia eólica também deve se expandir consideravelmente, mas sua contribuição será menor do que a solar. Este aumento na capacidade significa que a geração renovável se expandirá em quase 50% nos próximos cinco anos, elevando sua participação na geração de eletricidade para um terço, encerrando cinco décadas do carvão como o principal fornecedor de energia. No geral, a geração de eletricidade renovável a esta altura será de quase 10.000 terawatts hora (TWh) - “equivalente à demanda combinada da China e da União Européia”, segundo a Agência. À medida que a demanda por energia aumenta em todo o mundo para acomodar o crescimento econômico e sociedades cada vez mais eletrificadas, a Agência Internacional de Energia espera que as energias renováveis atendam a praticamente todo esse aumento. No entanto, nas nações asiáticas, as energias renováveis atenderão apenas parte da demanda futura, com o restante sendo suprido por combustíveis fósseis. No próximo ano, espera-se que a Europa e a Índia liderem um “surto de energias renováveis” impulsionado pelo financiamento de “recuperação verde” e metas de energia renovável para os países europeus, com um grande número de projetos adiados entrando em operação na Índia. Wind and solar capacity is expected to outpace coal and gas power generation in less than five years, according to a new report by the International Energy Agency. The Paris-based intergovernmental agency predicts an increase of more than 1,100 gigawatts (GW) in wind and solar energy, which would mean that these energy sources would exceed gas capacity in 2023 and coal in 2024. The continued growth of wind and solar energy means that renewable sources, including hydro and bioenergy, are expected to replace coal as the world's largest energy source by 2025, says the Agency's report. Renewable energies are expected to dominate the construction of new energy infrastructures in the coming years, as costs continue to fall. Wind power is also expected to expand considerably, but its contribution will be less than solar. This increase in capacity means that renewable generation will expand by almost 50% in the next five years, bringing its share of electricity generation to one third, ending five decades of coal as the main energy supplier. Overall, renewable electricity generation at this point will be almost 10,000 terawatt hours (TWh) - "equivalent to the combined demand from China and the European Union," according to the Agency. As the demand for energy increases worldwide to accommodate economic growth and increasingly electrified societies, the International Energy Agency expects renewable energies to meet virtually all of this increase. Fonte/Source: World Economic Forum (20 November 2020).
03:39
April 15, 2021
Coleta seletiva do lixo
Coleta seletiva do lixo
A coleta seletiva do lixo é o método de otimização dos processos de destinação adequada do lixo. E por falar em lixo... Vale a pena ressaltar que lixo é uma palavra geral para designar as palavras "resíduo" (os descartes que ainda têm alguma utilização possível por meio da reciclagem ou reutilização) e "rejeito" (aqueles que já não podem ser utilizados novamente). A importância da coleta seletiva é justamente a redução dos impactos ambientais do consumo. A coleta seletiva exige que os descartes sejam separados em úmidos, secos, recicláveis e orgânicos. E dentro dessas categorias há subcategorias. Os recicláveis, por exemplo, abrangem o alumínio, o papel, o papelão e alguns tipos de plástico, entre outros. Quando os materiais recicláveis são coletados e chegam às cooperativas, eles são separados minuciosamente para serem reaproveitados. O que não é reaproveitado é levado para aterros sanitários. Todo esse caminho tem muita importância, pois o lixo descartado incorretamente que não passa por esse processo pode acabar indo parar em bueiros e valas, entupindo-as; ou então se acumular em locais inadequados formando focos de proliferação de mosquitos e de outros vetores de doenças. O vento e a chuva podem transportar o descarte para mares e rios. Nesse caso, até mesmo o lixo descartado corretamente pode ser transportado pelo vento e pela chuva e parar no oceano, mas os descartes incorretos têm mais chances de serem transportados dessa forma (pelo vento e pela chuva). Materiais perigosos como pilhas e objetos eletrônicos, quando descartados incorretamente, poluem o solo, a água e às vezes até mesmo o ar de maneira significativa. A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) prevê a não geração de resíduos sólidos e, quando gerados, a disposição final ambientalmente adequada. Para isso, a PNRS estabelece que a responsabilidade pelo ciclo de vida dos produtos deve ser compartilhada, ou seja, todos - fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, consumidores e titulares de serviços públicos de limpeza urbana - têm responsabilidade pela disposição final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos. Hoje você ficou sabendo um pouco sobre a coleta seletiva do lixo. Até o próximo programa. The selective garbage collection is the method of optimizing the processes of proper disposal of garbage. And speaking of garbage ... It is worth mentioning that garbage is a general word to designate the words "waste" (the discards that still have some possible use through recycling or reuse) and "waste" (those that no longer can be used again). Practicing selective collection is one of the pillars of sustainable consumption. Selective collection requires that the waste be separated into wet, dry, recyclable and organic. And within those categories there are subcategories. Recyclables, for example, include aluminum, paper, cardboard and some types of plastic, among others. When the recyclable materials are collected and arrive at the cooperatives, they are carefully separated to be reused. What is not reused is taken to landfills. This whole path is very important, because the garbage incorrectly disposed that does not go through this process may end up in manholes and ditches, clogging them; or else it accumulates in inadequate places forming foci of proliferation of mosquitoes and other disease vectors. Wind and rain can transport waste to seas and rivers.  The National Solid Waste Policy (PNRS) provides for the non-generation of solid waste and, when generated, the final environmentally appropriate disposal. For this, the PNRS establishes that the responsibility for the life cycle of the products must be shared, that is, everyone. Fontes (com adaptações): https://www.ecycle.com.br/6268-coleta-seletiva.html https://www.vgresiduos.com.br/blog/blogdiferenca-entre-lixo-residuo-rejeito/ http://ecogmzbrasil.com.br/coleta-seletiva-de-lixo-como-fazer/
03:23
April 10, 2021
Biomas brasileiros ameaçados
Biomas brasileiros ameaçados
De acordo com o primeiro Relatório Anual do Desmatamento do Brasil, divulgado recentemente pelo Map Biomas, o país perdeu ao menos 1,5 milhão de hectares de vegetação nativa, área equivalente a quase 10 vezes o município de São Paulo. Mais da metade (60%) de toda área desmatada está na Amazônia, com quase 1 milhão de hectares perdidos. Um bioma é o conjunto de ecossistemas animais e vegetais que têm um certo nível de homogeneidade ou características próximas entre si. No Brasil, há seis principais Biomas: segundo o IBGE, a Amazônia é o maior deles; o Cerrado é o segundo mais extenso; em seguida vêm Mata Atlântica, Caatinga, Pampa  e Pantanal. Há ainda o Sistema Costeiro-Marinho. Embora possam ser separados conforme suas características, no fundo, todos estão interligados. Na questão das chuvas, por exemplo, tão importante quanto sistemas de ventos e nuvens nos oceanos é a trajetória da água pelos chamados “rios voadores”. Isso depende muito do equilíbrio dos biomas que abastecem a atmosfera com água — papel desempenhado especialmente pela Amazônia — e a retêm no solo. É também nos biomas onde vivem bilhões de agentes polinizadores, como abelhas, vespas, formigas, moscas, borboletas, entre outros insetos. Esse conjunto das espécies que habitam sistemas são fundamentais para a manutenção dos sistemas agrícolas. São eles que levam o pólen de um vegetal para outro, possibilitando reprodução e crescimento. Sem eles, o cultivo de soja, café, laranja e maçã, alguns dos principais produtos agrícolas do país, seria praticamente impossível, causando um grande prejuízo. Afinal, por mais que pareçam imperceptíveis, as ações individuais têm impactos que não se limitam a proximidades geográficas. Assim como nos biomas, tudo está interligado. Por isso, não é exagero dizer que nossa própria sobrevivência depende da deles.  According to the first Annual Report on Deforestation in Brazil, recently released by Map Bimas, the country lost at least 1.5 million hectares of native vegetation, an area equivalent to almost 10 times the municipality of São Paulo. More than half (60%) of all deforested area is in the Amazon, with almost 1 million hectares lost. Between August 2018 and July 2019, more than 10,000 km² of forest was deforested, an area equivalent to almost 10 times that of the city of Rio de Janeiro. A biome is the set of animal and plant ecosystems that have a certain level of homogeneity or characteristics that are close to each other. In Brazil, there are six main biomes: according to IBGE, the Amazon is the largest; the Cerrado is the second most extensive; then come the Atlantic Forest, Caatinga, Pampa and Pantanal. There is also the Coastal-Marine System. It is also in the biomes where billions of pollinating agents live, such as bees, wasps, ants, flies, butterflies, among other insects. This set of species that inhabit systems is fundamental for the maintenance of agricultural systems. They take pollen from one plant to another, enabling reproduction and growth. Without them, the cultivation of soy, coffee, orange and apple, some of the main agricultural products in the country, would be practically impossible, causing a great loss. As in biomes, everything is interconnected. So it is no exaggeration to say that our own survival depends on theirs. Fontes (créditos) - com adaptações:  https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/06/05/biomas-brasileiros-estao-ameacados-alertam-especialistas-no-dia-do-meio-ambiente https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Meio-Ambiente/noticia/2020/07/por-que-os-biomas-brasileiros-nunca-estiveram-tao-ameacados.html https://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2020/10/20/164464-por-que-os-biomas-brasileiros-nunca-estiveram-tao-ameacados.html
03:52
April 03, 2021
Bioeconomia circular
Bioeconomia circular
Por que o mundo precisa da bioeconomia circular – para gerar empregos, manter a biodiversidade e alcançar a prosperidade? Nosso sistema econômico atual, que sem dúvida teve sucesso na criação de produção econômica sem precedentes, riqueza e bem-estar humano nos últimos 70 anos, levou a desigualdades sociais exacerbadas e perda da natureza a uma extensão que ameaça a estabilidade de nossas economias e sociedades - e pode talvez até leve ao colapso da civilização como a conhecemos. Mudar a realidade exige transformações profundas dos sistemas socioeconômicos. Por exemplo, o manejo sustentável de florestas pode criar US$ 230 bilhões em oportunidades de negócios e 16 milhões de empregos até 2030. Mudar o sistema socioeconômico de energia e extrativismo para modelos circulares e eficientes em recursos pode levar a US $ 2,3 trilhões em oportunidades de negócios e 30 milhões de empregos até 2030, e trabalhar com a natureza no sistema de infraestrutura e ambiente construído pode gerar um total de US $ 3 trilhões de oportunidades de negócios e 117 milhões de empregos até 2030. Os recursos biológicos são fundamentais para uma bioeconomia circular. Mudar para uma economia positiva para o clima e a natureza não significa apenas substituir a energia fóssil por energia renovável, mas também mudar para materiais livres de fósseis, substituindo produtos intensivos em carbono como plásticos, concreto, aço e têxteis sintéticos por alternativas de baixo carbono. Isso ajuda a mitigar as mudanças climáticas e também fornece outros impactos ambientais positivos. Uma economia positiva para o clima e a natureza simplesmente não é possível sem o uso de uma nova gama de materiais de base biológica renováveis que podem substituir e superar os materiais com alto teor de carbono. Essa mudança também é uma oportunidade para modernizar e tornar as indústrias mais circulares: os recursos biológicos renováveis, como os recursos florestais, são, se gerenciados de forma sustentável, circulares por natureza e frequentemente mais fáceis de re-manufaturar. Na verdade, a silvicultura e os produtos de madeira sustentáveis foram a base das economias circulares originais em todo o mundo. Um dos desafios sociais mais importantes da atualidade é enfrentar as desigualdades e garantir a prosperidade inclusiva, incluindo empregos e infraestruturas em áreas rurais, urbanas e da periferia. É verdade que mobilizar, transportar e processar recursos fósseis como o petróleo é muito mais fácil do que produzir, gerenciar (por 100 anos), transportar e processar madeira. Mas esta dificuldade é ao mesmo tempo a sua força: redistribuir riquezas, empregos e infra-estruturas vai garantir que temos capital humano pronto para cuidar do nosso capital natural. Our current economic system, which has undoubtedly succeeded in creating unprecedented economic production, wealth and human well-being for the past 70 years, has led to exacerbated social inequalities and loss of nature to an extent that threatens the stability of our economies and societies - and it may even lead to the collapse of civilization as we know it. Changing reality requires profound changes in socio-economic systems. For example, sustainable forest management can create $ 230 billion in business opportunities and 16 million jobs by 2030. Changing the socioeconomic energy and extraction system to circular, resource-efficient models can lead to $ 2.3 trillion in business opportunities and 30 million jobs by 2030, and working with nature in the infrastructure and built environment system can generate a total of $ 3 trillion in business opportunities and 117 million jobs by 2030. Moving to a positive climate and nature economy doesn't just mean replacing fossil energy with renewable energy, but also switching to fossil-free materials.  Fonte/Source (text adaptations): https://www.weforum.org/agenda/2020/10/circular-bioeconomy-nature-reset/
04:03
March 26, 2021
Dia Mundial da Água
Dia Mundial da Água
O Dia Mundial da Água é comemorado em 22 de março e apresenta como objetivo colocar em discussão assuntos importantes relacionados com esse recurso natural. Como sabemos, a vida no planeta só é possível graças à presença de água, desse modo, cuidar das fontes de água é fundamental para a nossa sobrevivência. World Water Day is celebrated on March 22 and aims to discuss important issues related to this natural resource. As we know, life on the planet is only possible thanks to the presence of water, so taking care of water sources is fundamental for our survival. Image (credits): Adobe Stock - AdobeStock_32878621
03:23
March 21, 2021
Poluição por plásticos
Poluição por plásticos
Os plásticos são materiais empregados em quase tudo o que o ser humano utiliza no cotidiano. Desde embalagens para alimentação e artigos de limpeza, até componentes de veículos, eles ganharam cada vez mais notoriedade na indústria química por suas amplas possibilidades de aplicação. Além disso, podem ser desenvolvidos com diferentes características, adaptando-se à necessidade do usuário. A imagem abaixo mostra alguns dos setores industriais em que o plástico é mais utilizado. Devido à grande aplicabilidade do plástico em nosso cotidiano, este é um dos primeiros materiais que deve ter seu uso repensado, em razão dos impactos ambientais que gera. Isso porque além de, em geral, serem derivados de petróleo, fonte não renovável de matéria prima, demoram centenas de anos para se decompor na natureza. Em meio a todos os impactos negativos ao meio ambiente relacionados ao uso dos plásticos convencionais, torna-se cada vez maior a busca por tecnologias que substituam esse material. Nesse cenário, os bioplásticos se destacam como uma alternativa sustentável e satisfatória, visto que apresentam propriedades e aplicações geralmente similares as dos plásticos derivados de petróleo, gás ou carvão. Assim sendo, fica claro que os plásticos convencionais, apesar de serem essenciais para muitas utilidades do cotidiano, são responsáveis por inúmeros problemas sócio-ambientais. Nesse sentido, como abordado, os bioplásticos mostram-se como uma alternativa mais sustentável, minimizando alguns desses problemas. Plastics are materials used in almost everything that human beings use in their daily lives. From food packaging and cleaning articles, to vehicle components, they have gained more and more notoriety in the chemical industry for their wide application possibilities. In addition, they can be developed with different characteristics, adapting to the user's needs. The image below shows some of the industrial sectors in which plastic is most used. Due to the wide applicability of plastic in our daily lives, this is one of the first materials that should have its use rethought, due to the environmental impacts it generates. This is because, in addition to being, in general, derived from petroleum, a non-renewable source of raw material, they take hundreds of years to decompose in nature. In the midst of all the negative impacts on the environment related to the use of conventional plastics, the search for technologies to replace this material is increasing. In this scenario, bioplastics stand out as a sustainable and satisfactory alternative, since they have properties and applications generally similar to those of plastics derived from oil, gas or coal. Therefore, it is clear that conventional plastics, despite being essential for many everyday uses, are responsible for numerous socio-environmental problems. In this sense, as discussed, bioplastics are shown as a more sustainable alternative, minimizing some of these problems. Fonte créditos - (texto/adaptações): https://propeq.com/post/plasticos-tendencias-sustentaveis/ Imagem (créditos): Adobe Stock - AdobeStock_270106497
02:32
March 19, 2021
Serenade
Serenade
This free musical composition - Serenade - was created in my Nord Wave synthesizer keyboard and the Sounds of the Library of Komplete - Native Instruments: software: Ableton Live 11. Enjoy! In music, a serenade also sometimes called serenata, from the Italian - is a musical composition and/or performance delivered in honor of someone or something. Serenades are typically calm, light pieces of music. The term comes from the Italian word serenata, which itself derives from the Latin serenus. Sense influenced by Italian sera = "evening." Source:  https://en.wikipedia.org/wiki/Serenade
05:12
March 12, 2021
Atitudes simples para preservar o meio ambiente.
Atitudes simples para preservar o meio ambiente.
Não é mais nenhum segredo que as mudanças climáticas e agressão ao meio ambiente estão entre as ameaças mais graves à humanidade e, se nada for feito, em poucos séculos a Terra como conhecemos pode deixar de existir. Mas não importa o quanto se fale no assunto, pouca gente parece perceber ou compreender o que podem fazer de fato para mudar a situação. Não é preciso muito: atitudes simples no dia a dia podem ajudar a minimizar os danos causados no meio ambiente. Economize energia: Comece trocando as lâmpadas por modelos eficientes — se cada casa nos Estados Unidos fizesse isso, por exemplo, o país reduziria o mesmo nível de poluição que se tirasse 1 milhão de carros das estradas. Em seguida, preste atenção para não deixar luzes acesas em cômodos que não estão sendo utilizados e desligue o computador durante a noite. Nas tarefas domésticas, busque ser mais eficiente, por exemplo, esperando acumular roupas o suficiente para encher uma máquina antes de lavá-las. Economize papel: Evite impressões desnecessárias: ingressos (quando há a opção de e-ticket), extratos de banco, via da compra no cartão, contas que podem ser pagas online…. Nada disso precisa ser impresso. Ao usar papel para anotações, certifique-se de usá-lo por completo antes de reciclar. E, na hora de dar presentes, experimente reutilizar papéis antigos ou buscar novas formas criativas de embrulhá-los. Tenha um dia vegetariano: Você não precisa parar de comer carne, mas experimente deixar de consumir carne por somente um dia. São necessários 9,5 mil litros de água para produzir cada meio quilo de carne, e cada hambúrguer que vem de animais que pastam em áreas desmatadas causou a destruição de cinco metros quadrados de floresta. Desligue a torneira: Só de desligar a torneira ao escovar os dentes, por exemplo, é possível economizar 18 litros de água por dia. Experimente fazer o mesmo quando for ensaboar as mãos ou as louças na pia na hora de lavá-las para economizar ainda mais. Reduza o consumo de plástico: Você já deve ter ouvido falar da ilha de plástico no Pacífico. Ela é formada por 4 milhões de toneladas de plástico e tem quase duas vezes o tamanho do estado de São Paulo. Reduzir o consumo de plástico no dia a dia é fundamental para reverter este cenário. Muitas cidades brasileiras já aboliram a sacola plástica no supermercado ou passaram a cobrar por ela para tentar limitar o consumo. Se não for o caso da sua, experimente levar as próprias sacolas ou uma mochila para colocar as compras. Tenha também a própria garrafinha para quando precisar tomar água: cerca de 90% das garrafas de plástico não são recicladas e acabam em aterros. E, se for usar copos plásticos em festas, tente lembrar qual é o seu ou adote a técnica de marcar o nome com uma caneta em vez de jogá-lo no lixo cada vez que for tomar algo. Save paper: Avoid unnecessary impressions: tickets (when there is an e-ticket option), bank statements, via card purchase, bills that can be paid online…. None of this needs to be printed. When using note paper, be sure to use it fully before recycling. And when giving gifts, try reusing old papers or looking for new creative ways to wrap them. Have a vegetarian day: You don't need to stop eating meat, but try to stop eating meat for just one day. It takes 9,500 liters of water to produce every half kilogram of meat, and each hamburger that comes from animals grazing in deforested areas has caused the destruction of five square meters of forest. Turn off the tap: Just by turning off the tap when brushing your teeth, for example, you can save 18 liters of water per day.  Reduce plastic consumption: try to bring your own bags or a backpack to carry your purchases. Also have your own bottle for when you need to drink water: about 90% of plastic bottles are not recycled and end up in landfills. 
04:42
March 10, 2021
Biodiversidade e saberes populares.
Biodiversidade e saberes populares.
A biodiversidade é definida pela Convenção sobre a Diversidade Biológica como “a variabilidade entre os seres vivos de todas as origens, inter alia, a terrestre, a marinha e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos dos quais fazem parte: isso inclui a diversidade no interior das espécies, entre as espécies e entre espécies e ecossistemas”. Os conhecimentos indígenas são amplamente utilizados no Brasil como os modelos de sistemas agroflorestais (SAF's). A agrofloresta tem como berço os saberes indígenas sobre as florestas, imitando seu modo de crescimento e estabilidade, garantido assim a produção agrícola e a biodiversidade da fauna e da flora nos ecossistemas. Podemos identificar ainda várias populações tradicionais não-indígenas responsáveis pelo dominio do saber popular sobre o meio ambiente.  Comentaremos apenas algunas dessas comunidades.  Os caiçaras apresentam uma forma de vida baseada em atividades de agricultura itinerante, da pequena pesca, do extrativismo vegetal e do artesanato. Possuem conhecimento da fauna e da flora e pelos sistemas tradicionais de manejo dos recursos naturais de que dispõem. Os jangadeiros são essencialmente pescadores marítimos que habitam a faixa costeira situada entre o Ceará e o sul da Bahia; pescando com jangadas. Os jangadeiros têm demonstrado um grande conheci mento da diversidade das espécies de pescado que capturam, conhecendo a sazonalidade, os hábitos migratórios e alimentares de um grande número de peixes, sobretudo os de fundo. Os quilombolas são descendentes dos escravos que vivem em enclaves comunitários, muitas vezes antigas fazendas deixadas pelos antigos grandes proprietários. Apresentam uma cultura e uma história particular, marcadas pela influência de suas origens não só nas atividades agrícolas, mas também nas religiosas. Os pescadores pertencem à categoria de população não-tradicional está espalhada pelo litoral, pelos rios e pelos lagos e tem um modo de vida baseado principalmente na pesca, ainda que exerça outras atividades econômicas complementares, como o extrativismo vegetal, o artesanato e a pequena agricultura. Você ficou sabendo um pouco sobre a importancia das comunidades pelo dominio do saber popular sobre técnicas e manejo do meio ambiente. Biodiversity is defined by the Convention on Biological Diversity as “the variability between living beings of all origins, inter alia, terrestrial, marine and other aquatic ecosystems and the ecological complexes of which they are a part: this includes diversity in the interior of species, between species and between species and ecosystems ”. Indigenous knowledge is widely used in Brazil as models of agroforestry systems (SAF's). Agroforestry has as its cradle indigenous knowledge about forests, imitating their way of growth and stability, thus guaranteeing agricultural production and the biodiversity of fauna and flora in ecosystems. We can also identify several traditional non-indigenous populations responsible for dominating popular knowledge about the environment. We will only comment on some of these communities. Caiçaras have a way of life based on activities of itinerant agriculture, small fishing, vegetal extraction and handicrafts. They have knowledge of the fauna and flora and the traditional systems for managing the natural resources they have. Jangadeiros are essentially marine fishermen who inhabit the coastal strip between Ceará and southern Bahia; fishing with rafts. Jangadeiros have demonstrated a great knowledge of the diversity of fish species they catch, knowing the seasonality, migratory and feeding habits of a large number of fish, especially bottom fish. The Quilombolas  present a particular culture and history, marked by the African influence not only in agricultural activities, but also in religious ones. Fishermen belong to the category of non-traditional population living near the coastline.
03:40
March 06, 2021
Áreas de proteção ambiental no mundo.
Áreas de proteção ambiental no mundo.
Áreas de proteção ambiental na superfície terrestre. Em torno de 15% da superfície continental da Terra tem proteção com de medidas de conservação ambiental, o que representa mais de 20 milhões de quilômetros quadrados — ou quase duas vezes a extensão territorial do Canadá. Áreas de proteção também já cobrem mais de 7% dos oceanos — em torno de 27 milhões de km2. Os números foram divulgados recentemente pela ONU – Setor de Meio Ambiente, em pesquisa que avalia o cumprimento de objetivos internacionais sobre biodiversidade. “Em particular, os grandes aumentos na proteção do ambiente marinho ao longo dos últimos anos terá um papel fundamental na restauração da saúde do oceano, e isso se deve a uma forte colaboração entre países, organizações não governamentais e organizações internacionais”. Contudo, é preciso garantir recursos para as unidades de proteção. Outra importante medida é combater as ameaças que a biodiversidade enfrenta dentro e fora dessas áreas. Devemos lembrar também  a necessidade de reconhecer plenamente e apoiar os esforços feitos por povos indígenas e comunidades locais, bem como por atores privados, que conservam áreas críticas. Entre as reservas ambientais, o Brasil possui cerca de 300 unidades de conservação protegidas pelo governo federal, sendo 126 de preservação integral, além de quase 500 reservas particulares de patrimônio natural. O simples ato de decretar reservas, porém, não tem sido capaz de evitar o desmatamento nem a exploração ilegal de recursos, pois não há uma estrutura de fiscalização e gestão capaz de administrar e preservar as áreas públicas. Existem fortes evidências, conseguidas por meio de satélites, do crescimento da devastação em unidades de conservação na Amazônia, por exemplo.  Environmental protection areas on the Earth's surface. Around 15% of the Earth's continental surface is protected by environmental conservation measures, which represents more than 20 million square kilometers - or almost twice the size of Canada. Protected areas also cover more than 7% of the oceans - around 27 million km2. The figures were recently released by the UN - Environment Sector, in a survey that assesses the fulfillment of international objectives on biodiversity. "In particular, major increases in the protection of the marine environment over the past few years will play a key role in restoring ocean health, and this is due to strong collaboration between countries, non-governmental organizations and international organizations." However, it is necessary to guarantee resources for the protection units. Another important measure is to combat the threats that biodiversity faces both inside and outside these areas. We must also remember the need to fully recognize and support the efforts made by indigenous peoples and local communities, as well as by private actors, who conserve critical areas. Among the environmental reserves, Brazil has about 300 conservation units protected by the federal government, 126 of which are fully preserved, in addition to almost 500 private natural heritage reserves. The simple act of enacting reserves, however, has not been able to prevent deforestation or illegal exploitation of resources, as there is no inspection and management structure capable of administering and preserving public areas. There is strong evidence, obtained through satellites, of the increase in devastation in conservation units in the Amazon, for example. Source (text with adaptation): http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2018/12/05/148999-areas-de-protecao-ambiental-ja-cobrem-15-da-superficie-terrestre-diz-onu.html
03:15
February 27, 2021
Água que desagua pelo ralo...
Água que desagua pelo ralo...
A agua que deságua pelo ralo. A descarga de um vaso sanitário despeja 10 litros de água em 6 segundos. Uma válvula defeituosa pode triplicar o consumo. Lavar a calçada durante 15 minutos cm a mangueira aberta pode gastar até 280 litros de água. Use a vassoura! São gastos de 215 a 560 litros de água para se lavar um carro com a mangueira aberta durante meia hora. Se você trocar a mangueira pelo balde, esse volume de água pode diminuir para 40 litros. Escovar os dentes por 5 minutos com a torneira aberta gasta 12 litros de água. Caso você more em apartamento, essa quantidade pode subir para 80 litros. Mas se você fechar a torneira enquanto escova os dentes, vai gastar só um litro de água. The water that flows down the drain. Flushing a toilet flushes 10 liters of water in 6 seconds. A defective valve can triple consumption. Washing the sidewalk for 15 minutes with the hose open can use up to 280 liters of water. Use the broom! It takes 215 to 560 liters of water to wash a car with the hose open for half an hour. If you change the hose for the bucket, this volume of water can decrease to 40 liters. Brushing your teeth for 5 minutes with the tap running uses 12 liters of water. If you live in an apartment, this amount can rise to 80 liters. But if you turn off the tap while brushing your teeth, you will only use a liter of water.
01:34
February 18, 2021
As comunidades indígenas e o meio ambiente. Indigenous People and Environment.
As comunidades indígenas e o meio ambiente. Indigenous People and Environment.
AS COMUNIDADES INDÍGENAS E O MEIO AMBIENTE - Povos indígenas sempre souberam aplicar estratégias de uso dos recursos naturais que, mesmo transformando de maneira durável seu ambiente, não alteraram os princípios de funcionamento e nem colocaram em risco as condições de reprodução deste meio. A visão das comunidades indígenas como homens e mulheres "naturais", defensores inatos da natureza, deriva de uma concepção de natureza que é própria ao mundo ocidental moderno: a natureza como algo que deve permanecer intocado, alheio à ação humana. Porém, o que os povos indígenas têm a dizer sobre o assunto é bem diferente. As concepções indígenas de “natureza” variam bastante, pois cada povo tem um modo particular de conceber o meio ambiente e de compreender as relações que estabelece com ele. Porém, se algo parece comum a todos eles, é a ideia de que o “mundo natural” é antes de tudo uma ampla rede de inter-relações entre agentes, sejam eles humanos ou não-humanos. Alguns povos indígenas, que foram submetidos a pressões concretas, contínuas, ilegais e como sócios menores de negócios de exploração natural, atuaram ativamente a formas predatórias de exploração dos recursos naturais, fazendo alianças principalmente com empresas madeireiras. Hoje e no futuro, é preciso procurar mecanismos para potencializar as chances para que as comunidades indígenas possam equacionar favoravelmente o domínio de terras extensas com baixa demografia. Um desses mecanismos são as ainda incipientes formas de articulação de projetos indígenas com estratégias não-indígenas de uso sustentado de recursos naturais, sejam públicas ou privadas. Ainda há muitos povos mantendo íntima relação com a Natureza de onde se eleva a sabedoria ancestral, deixada pelos antigos que se foram e ainda retransmitida pelos anciãos que continuam vivenciando e compartilhando esses conhecimentos tradicionais, as lendas e crenças, a mitologia, a relação de mundo e ensinos de respeito para com a Natureza e para com os demais seres vivos. O modelo mental indígena é diferente, não significa que seja melhor, mas diferente pela singularidade de sua origem quando se trata de se relacionar com o mundo. Dentro da crença de vários povos indígenas, é possível sentir e escutar o que uma árvore tem a dizer. O indígena reconhece que ela pode revelar alívio ou cura das enfermidades do corpo e da alma através de suas raízes, cascas, galhos, folhas, flores e sementes. Para acontecer o “Progresso” no país, ou seja, seu Desenvolvimento, é necessário praticar o processo da Sustentabilidade com “Ordem”! A Ordem é expressa pelo respeito e equilíbrio com o Meio Ambiente. Indigenous people have always known how to apply strategies for the use of natural resources, which, even in a lasting transformation of their environment, have not altered the principles of operation and have not jeopardized the reproduction conditions of this environment. The view of indigenous communities as "natural" men and women, innate defenders of nature, derives from a conception of nature that is proper to the modern Western world: nature as something that must remain untouched, oblivious to human action. The indigenous mental model is different, it does not mean that it is better, but different due to the uniqueness of its origin when it comes to relating to the world. The indigenous person recognizes that it can reveal relief or cure of diseases of the body and soul through its roots, barks, branches, leaves, flowers and seeds. For "Progress" to happen in the country, that is, its Development, it is necessary to practice the Sustainability process with "Order"! The Order is expressed by respect and balance with the Environment.
03:44
February 11, 2021
Há tempo para tudo. There is a season for everything!
Há tempo para tudo. There is a season for everything!
Eclesiastes - Capítulo 3, 1-8. 1 Há um tempo para tudo, um tempo para cada ocupação debaixo do céu: 2 Um tempo para dar à luz, um tempo para morrer; tempo de plantar, tempo de arrancar o que foi plantado. 3 Um tempo para matar, um tempo para curar; hora de derrubar, hora de construir. 4 Um tempo para chorar, um tempo para rir; tempo de luto, tempo de dançar. 5 tempo para atirar pedras fora, tempo para recolhê-las; um tempo para abraçar, um tempo para se abster de abraçar. 6 Um tempo para pesquisar, um tempo para perder; um tempo para guardar, um tempo para descartar. 7 Um tempo para rasgar, um tempo para costurar; tempo para calar, tempo para falar. 8 Um tempo para amar, um tempo para odiar; tempo de guerra, tempo de paz. Ecclesiastes - Chapter 3, 1-8.  1 There is a season for everything, a time for every occupation under heaven: 2 A time for giving birth, a time for dying; a time for planting, a time for uprooting what has been planted. 3 A time for killing, a time for healing; a time for knocking down, a time for building. 4 A time for tears, a time for laughter; a time for mourning, a time for dancing. 5 A time for throwing stones away, a time for gathering them; a time for embracing, a time to refrain from embracing. 6 A time for searching, a time for losing; a time for keeping, a time for discarding. 7 A time for tearing, a time for sewing; a time for keeping silent, a time for speaking. 8 A time for loving, a time for hating; a time for war, a time for peace.
04:01
February 06, 2021
A importância dos zoológicos - The importance of Zoos.
A importância dos zoológicos - The importance of Zoos.
Os jardins zoológicos têm papel fundamental para a proteção da biodiversidade e para a preservação de animais ameaçados de extinção. Em alguns Zoológicos são desenvolvidas várias atividades para mostrar a importância da biodiversidade, principalmente para crianças. Com oficinas, passeios para conhecer os hábitos dos animais noturnos e, até mesmo, um acampamento no jardim zoológico, as crianças se sentem mais próximas dos animais e entendem melhor porque é importante proteger o meio ambiente. Outras ações realizadas em alguns Zoológicos para a proteção das espécies é a reprodução assistida de alguns mamíferos, como cachorro-do-mato, e a incubação artificial de aves. Contudo, nem todos os Zoológicos tem estas iniciativas, muitas vezes devido ao alto custo das pesquisas. Em todo o mundo existem muitos zoológicos, aquários e santuários, que desempenham um papel significativo na conservação da biodiversidade e lutam de diversas formas para maximizar a sua contribuição para a conservação global. Cerca de 60 anos atrás, essas instituições começaram a perceber seu potencial como uma força positiva e influente para a conservação da vida selvagem e passaram a incluir, de forma crescente, a preservação das espécies como parte principal da sua missão global. Todos os recantos que mantêm animais selvagens sob os cuidados humanos no Brasil são regulamentados pela Instrução Normativa do IBAMA n° 07 de 2015. Essa norma estabelece algumas condições de funcionamento e parâmetros mínimos de infraestrutura, como os recintos para zoológicos, aquários, criadouros e os mantenedores de fauna, os santuários. Porém, principalmente devido à falta de recursos, essas normas estabelecidas nem sempre são cumpridas com êxito. Os zoológicos que são instituições municipais, em especial, não costumam cobrar taxa para visitação e são mantidos prioritariamente pelos repasses realizados pelo governo municipal. Já os zoológicos privados são mantidos prioritariamente pela visitação do público.  Zoos have a fundamental role to play in protecting biodiversity and preserving endangered animals. In some zoos several activities are developed to show the importance of biodiversity, mainly for children. With workshops, walks to learn about the habits of nocturnal animals and even a camping trip at the zoo, children feel closer to animals and understand better why it is important to protect the environment. Other actions carried out in some zoos for the protection of species are the assisted reproduction of some mammals, such as the bush dog, and the artificial incubation of birds. However, not all zoos have these initiatives, often due to the high cost of research. There are many zoos, aquariums and sanctuaries around the world, which play a significant role in the conservation of biodiversity and strive in different ways to maximize their contribution to global conservation. All places that keep wild animals under human care in Brazil are regulated by IBAMA Normative Instruction No. 07 of 2015. This standard establishes some operating conditions and minimum infrastructure parameters, such as enclosures for zoos, aquariums, breeding sites and fauna maintainers, the sanctuaries. However, mainly due to the lack of resources, these established standards are not always successfully met. Zoos that are municipal institutions, in particular, do not usually charge a visitation fee and are maintained primarily by transfers made by the municipal government. Private zoos are maintained primarily by public visitation.
03:50
February 06, 2021
Agricultura e mudanças climáticas.
Agricultura e mudanças climáticas.
O solo é importante para a proteção do clima, ao absorver uma grande quantidade de carbono. Se esse carbono escapar, ele se liga ao oxigênio e forma CO2 – o gás do efeito estufa. Neste processo, a camada de húmus no solo desempenha um papel fundamental armazenando quatro vezes mais carbono do que o existente na atmosfera sob a forma de CO2. O húmus consiste em partes de plantas mortas que foram decompostas por inúmeros organismos, como bactérias, fungos e minhocas. Ele mantém a fertilidade do solo, é um nutriente importante para o crescimento de novas plantas, além de ser fundamental para a proteção do clima, graças ao carbono armazenado. Sua proporção nos solos varia bastante. Na média global, há mais húmus nas pastagens naturais do que nas terras aráveis, e é especialmente abundante em zonas úmidas e pântanos. Como resultado de uma prática agrícola com muitas monoculturas, há varios anos que o solo vem perdendo cada vez mais húmus – o que significa um aumento cada vez maior CO2 na atmosfera. A razão é simples: em vez de preservar o húmus através da rotação de culturas e do cultivo de diferentes plantas, as monoculturas desgastam o solo. Embora os fertilizantes químicos garantam as colheitas e economizem mão-de-obra, o teor húmico do solo é cada vez menor. O reflorestamento é capaz de reter 3,6 bilhões de toneladas de CO2 por ano durante a fase de crescimento. Um aumento global de húmus, por sua vez, poderia reter outros de 2 a 5 bilhões de toneladas de CO2 por ano, segundo recentes estudos. Uma outra maneira de aumentar a absorção de CO2 é o uso de materiais orgânicos, como madeira e resíduos de plantas, são carbonizados com a ajuda de calor, pressão e expulsão de oxigênio e, em seguida, introduzidos no solo. Dessa forma, o carbono aglutinado pode permanecer no solo por séculos e, em combinação com húmus e bactérias, aumentar significativamente a fertilidade do solo. Ao garantir o acúmulo de húmus sem utilizar fertilizantes sintéticos, pesticidas e ração importada, a agricultura orgânica reduz significativamente as emissões de gases de efeito estufa, tornando-se um modelo de proteção do clima e das espécies. Apenas mudar para uma dieta mais baseada em vegetais, pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa da produção agrícola aproximadamente pela metade”. A mudança na dieta “pode ajudar a manter todos saudáveis: o planeta e as pessoas. The soil is particularly important for protecting the climate, as it absorbs a large amount of carbon. If that carbon escapes, it binds to oxygen and forms CO2 - the greenhouse gas. In this process, the humus layer in the soil plays a fundamental role in storing four times more carbon than that existing in the atmosphere in the form of CO2. Reforestation is capable of retaining 3.6 billion tons of CO2 per year during the growth phase. To curb global warming, agriculture must become climate neutral. It also has the power to retain additional CO2 from the atmosphere through the cultivation of plants. The reduction of pastures and arable land worldwide and reforestation is expected to increase the humus content in soils. Interestingly, just switching to a more plant-based diet can cut greenhouse gas emissions from agricultural production by approximately half." The change in diet "can help to keep everyone healthy: the planet and people. Fonte/Source (adaptations): https://www.brasilagro.com.br/conteudo/como-a-agricultura-pode-se-tornar-uma-protetora-do-clima.html
05:23
January 31, 2021
Ipê amarelo - video (link: Youtube).
Ipê amarelo - video (link: Youtube).
Ipê amarelo in my garden. You can see this video on Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=voR55PuI638
00:48
January 26, 2021
Animais marinhos confundem plástico com comida!
Animais marinhos confundem plástico com comida!
Por que animais marinhos confundem plástico com comida? Várias espécies marinhas, desde os menores até baleias gigantes, acabam comendo plástico porque sentem nele cheiro de comida. A explicação de pesquisadores é que o plástico não só parece com comida. Ele também tem cheiro de comida. Da próxima vez que estiver na praia, tente cheirar um pedaço de plástico que você encontrar na água. Ele cheira a peixe. Isso acontece porque todo plástico liberado no oceano é rapidamente colonizado por uma fina camada de micróbios, normalmente chamada de “plastisfério”. Essa viscosa camada de vida libera substâncias químicas que fazem o plástico ter cheiro e gosto de alimento para os animais marinhos. A quantidade de plástico no oceano deve triplicar em poucas décadas, segundo especialistas, a menos que o lixo seja contido. A teoria, ao que tudo indica, também é válida para as aves marinhas quando caçam, já que encontram a comida pelo cheiro. Mas outras espécies, como as baleias, estão consumindo plástico acidentalmente enquanto filtram a água por plâncton. A presença de resíduos plásticos vem aumentando rapidamente nos oceanos do mundo. Estudos recentes estimaram que cerca de 8 milhões de toneladas de plástico entram nas águas oceânicas todos os anos. Alguns flutuam em grandes sistemas de correntes marítimas rotativas, conhecidos como giros oceânicos. Em um giro, o plástico se decompõe em microplásticos, que podem ser ingeridos pela fauna marinha. O lixo plástico flutua pelos oceanos, ameaça a vida marinha e polui cada vez mais as praias. Algumas questões cruciais surgem com a descoberta de que esses resíduos são consumidos com frequência pelos animais. Até agora, o impacto tem sido bastante óbvio em animais maiores, como baleias e pássaros. Eles podem morrer por asfixia ou de fome, já que a ingestão de plástico bloqueia seu aparelho digestivo. A ingestão de plástico tem provocado a morte de diversos tipos de animais, desde tartarugas até aves. Os filhotes de pássaros que estão morrendo de fome com estômagos cheios de plástico! Vai ser preciso uma combinação de várias coisas – como mudanças no comportamento humano, regulamentações governamentais e participação da indústria – para reduzir o plástico no meio ambiente. Why do sea animals mistake plastic for food? Several marine species, from the smallest to giant whales, end up eating plastic because they smell food. The researchers' explanation is that plastic doesn't just look like food. It also smells like food. This slimy layer of life releases chemicals that make plastic smell and taste like food for marine animals. The amount of plastic in the ocean is expected to triple in a few decades, experts say, unless the waste is contained. Other species, like whales, are accidentally consuming plastic while filtering water for plankton. Plastic waste floats across the oceans, threatens marine life and increasingly pollutes beaches. Some crucial questions arise with the discovery that these residues are frequently consumed by animals. The ingestion of plastic has caused the death of several types of animals, from turtles to birds. The baby birds that are starving with stomachs full of plastic! It will take a combination of several things - such as changes in human behavior, government regulations and industry participation - to reduce plastic in the environment.
03:50
January 25, 2021
You. Music remake using some Ableton Live plug-ins.
You. Music remake using some Ableton Live plug-ins.
You. Music remake using soe Ableton Live plug-ins. You are the sunrise of my life! You are the sunshine of my life! Sunshine, the best medicine!
01:40
January 22, 2021
Differences
Differences
That people differ from each other is obvious. How and why they differ is less clear. Many differences between individuals are undoubtedly because of differences in their genes. But, the result of the final difference among people include also the physical environment, social environment, personality and culture. Individuals differ, of course, because biological processes are inherently variable. Differences are important because help to increase diversity.
02:24
January 19, 2021
Importância da compensação ambiental
Importância da compensação ambiental
Hoje em dia não se discute a necessidade de se fomentar obras na indústria, construção civil e agropecuária que garantirão serviços básicos, qualidade de vida e benefícios à sociedade. Não há como negar que os impactos ambientais surgem quando os projetos de empreendedorismo se tornam reais. Durante séculos, o meio ambiente sempre foi impactado pela consequência desta interferência de desenvolvimento, sendo que os danos ambientais sequer eram mensurados. O único objetivo considerado era terminar e entregar o projeto. Porém, há pouco tempo esse cenário mudou, pois qualquer projeto só pode ser implantado se houver um instrumento importante previsto na Política Nacional de Meio Ambiente (Lei Nº 6.938, de 31/08/1981), a licença ambiental. E no licenciamento ambiental existem algumas condicionantes legais para que o empreendedor faça os devidos ajustes visando à obtenção da licença ambiental. Os recursos advindos da compensação ambiental segue a legislação federal com a sua regulamentação quanto ao seu destino, e poderá haver maiores incrementos pelos estados e municípios. A destinação dos recursos é fiscalizado pelo Ministério Público. O grande beneficiado pela compensação ambiental é o próprio meio ambiente, pois há o reestabelecimento do ecossistema no local. E para o empreendimento há o ganho de visibilidade pela importante e necessária ação na adoção dos requisitos de compensação ambiental. Nowadays, the need to promote works in industry, civil construction and agriculture that will guarantee basic services, quality of life and benefits to society is not discussed. There is no denying that environmental impacts arise when entrepreneurship projects become real. For centuries, the environment has always been impacted by the consequence of this development interference, and environmental damage was not even measured. The only objective considered was to finish and deliver the project. However, this scenario has recently changed, since any project can only be implemented if there is an important instrument foreseen in the National Environment Policy (Law No. 6.938, of 08/31/1981), the environmental license. And in the environmental licensing there are some legal conditions for the entrepreneur to make the necessary adjustments in order to obtain the environmental license. The resources coming from environmental compensation follow federal legislation with its regulation as to its destination, and there may be eventual increases by states and municipalities. The allocation of resources is supervised by the Public Ministry. The biggest beneficiary of environmental compensation is the environment itself, as the ecosystem is reestablished in the area. And for the enterprise there is a gain in visibility due to the important and necessary action in the adoption of environmental compensation requirements. FONTE/SOURCE (text with adaptations): https://www.digitalwater.com.br/a-importancia-da-compensacao-ambiental/
03:34
January 18, 2021
Andiroba
Andiroba
A andiroba é uma árvore de grande porte e é nativa da Amazônia. O nome deriva de ãdi'roba, termo tupi que significa "óleo amargo", numa referência ao óleo extraído das sementes da planta. É reconhecida oficialmente pelo Ministério da Saúde do Brasil como possuidora de propriedades fitoterápicas. A semente da andiroba, que é coletada quando os frutos caem no chão, possui um óleo conhecido na região amazônica como azeite de andiroba. Ele é utilizado na indústria em cremes, shampus, pomadas e sabonetes. Os indígenas também usam o óleo em uma mistura com corante de urucum e passam no corpo para repelir insetos e proteger-se do sol. Algumas indústrias de vela também usam o produto na fabricação, pois acredita-se que o cheiro da vela queimada também repele os insetos. O óleo contido na amêndoa da andiroba é amarelo-claro e extremamente amargo. Quando submetido a uma temperatura inferior a 25°C, solidifica-se, ficando com consistência parecida com a da vaselina. Possui propriedades anti-sépticas, anti-inflamatórias, cicatrizantes e inseticidas. A dispersão das sementes ocorre quando os frutos maduros caem inteiros no chão, e então as sementes são expostas quando a casca do fruto se abre em valvas. Cutias e pacas comem as sementes e enterram o excesso, potencialmente resultando em estabelecimento das plântulas, caso o animal não volte a encontrar as sementes enterradas. Andiroba is a large tree and is native to the Amazon. The name derives from ãdi'roba, Tupi term that means "bitter oil", in a reference to the oil extracted from the seeds of the plant. It is officially recognized by the Ministry of Health of Brazil as possessing herbal properties. The andiroba seed, which is collected when the fruits fall to the ground, has an oil known in the Amazon region as andiroba oil. It is used in the industry in creams, shampoos, ointments and soaps. The indigenous people also use the oil in a mixture with annatto dye and apply it on the body to repel insects and protect themselves from the sun. Some candle industries also use the product in manufacturing, as it is believed that the smell of the burnt candle also repels insects. The oil contained in the andiroba almond is light yellow and extremely bitter. When subjected to a temperature below 25 ° C, it solidifies, with a consistency similar to that of petroleum jelly. It has antiseptic, anti-inflammatory, healing and insecticidal properties. The dispersion of the seeds occurs when the ripe fruits fall whole in the ground, and then the seeds are exposed when the skin of the fruit opens in valves. Agoutis and pacas eat the seeds and bury the excess, potentially resulting in the establishment of seedlings, in case the animal does not find the buried seeds again. Imagem: Internet
04:43
January 11, 2021
Evening.
Evening.
E depois de partir, poder voltar e dizer este aqui é o meu lugar. Poder assistir o entardecer e saber que vai ver o sol raiar. (Vinícius de Moraes e Toquinho). And after leaving, being able to go back and say this is my place. To be able to watch the sunset and know that you will see the sun come up. (Vinícius de Moraes and Toquinho). Ao amanhecer, pense positivo, assim quando chegar o entardecer você terá uma colheita de muitas energias positivas para armazenar na sua mente. (Desconhecido). At dawn, think positive, so when dusk comes you will have a harvest of many positive energies to store in your mind. (Unknown).
04:34
January 08, 2021
A água estaria acabando? Is the water running out?
A água estaria acabando? Is the water running out?
A água existente nos mares, rios, lagos e oceanos estaria acabando?  Não. Não existe um “ralo” por onde a água saia do planeta Terra.  Mas a água disponível e potável para o consumo humano, em qualidade e quantidade suficiente, pode entrar em forte declínio.  A demanda por água doce está aumentando e ela está ficando mais escassa, com menor qualidade. A mudança do clima está provocando maior impacto no ciclo hidrológico, com eventos climáticos extremos mais frequentes, causando enchentes e alagamentos em diversas regiões, assim como estiagens e dificuldade no acesso à água em outras.  A redução na oferta de água potável representa um risco econômico, riscos à segurança alimentar e à saúde humana. A água pode ficar cada vez mais cara e seu acesso mais restrito, provocando conflitos de interesse e disputa pelo seu uso.  Estudos recentes, apontam que o investimento em infraestrutura natural promove a retenção dos sedimentos que chegariam até os rios, reduzindo assim os custos de tratamento de água, além de aumentar a vida útil do manancial, retardando em muitos anos a necessidade de buscar outras fontes de abastecimento.  A implantação de ações baseadas na infraestrutura natural permitem a expansão de habitats para a biodiversidade, combatendo as duas principais causas de pressão sobre a biodiversidade, que são a degradação de habitats e a mudança do clima.  A biodiversidade depende de nós para que seja preservada, porém nós dependemos ainda mais da biodiversidade para garantir a vida na Terra, tal como a conhecemos. Só depende de nós mudar a forma como tratamos a natureza e o quanto poderemos contar com as soluções que ela nos oferece! Is the water in the seas, rivers, lakes and oceans running out? No. There is no “drain” through which water leaves planet Earth. But the available and potable water for human consumption, of sufficient quality and quantity, may decline sharply. The demand for fresh water is increasing and it is becoming scarcer, with less quality. Climate change is having a greater impact on the hydrological cycle, with more frequent extreme weather events, causing floods and flooding in several regions, as well as droughts and difficulties in accessing water in others. The reduction in the supply of drinking water represents an economic risk, risks to food security and human health. Water can become more and more expensive and its access more restricted, causing conflicts of interest and dispute over its use. Recent studies show that the investment in natural infrastructure promotes the retention of sediments that would reach the rivers, thus reducing water treatment costs, in addition to increasing the useful life of the spring, delaying the need to seek other sources of water for many years. supply. The implementation of actions based on natural infrastructure allows the expansion of habitats for biodiversity, combating the two main causes of pressure on biodiversity, which are habitat degradation and climate change. Biodiversity depends on us to preserve it, but we depend even more on biodiversity to guarantee life on Earth, as we know it. It is up to us to change the way we treat nature and how much we can count on the solutions it offers us!
03:02
January 04, 2021
Reuso da Água. Water reuse.
Reuso da Água. Water reuse.
Vamos falar um pouco hoje sobre o reuso de água.  Em todo o mundo existe uma grande preocupação com a disponibilidade de água potável para a população. O uso excessivo desse recurso e a constante contaminação e poluição de rios e lagos contribuem para a crise hídrica em todo o mundo. Diante da escassez de água, alternativas devem ser criadas para melhor aproveitamento desse valioso bem. A água de reuso é um bom exemplo de como podemos evitar o desperdício e a reutilização. Água de reuso é a água residual que está dentro dos padrões estabelecidos para seu reuso. Normalmente esse tipo de efluente provém de banhos, cozimento, processos de fabricação industrial e água de infiltração, sendo geralmente tratado em Estações de Tratamento de Esgoto. Existem basicamente dois tipos principais de reutilização: indireta e direta. O reuso indireto é aquele em que a água é utilizada pelo homem e devolvida aos corpos d'água sem ou com tratamento prévio. Reutilização direta é o uso planejado de águas residuais. Assim, são realizados tratamentos específicos para que essa água seja reaproveitada. A água de reuso tem qualidade inferior quando comparada à água potável e não é utilizada diretamente para consumo humano. Na maioria dos casos, seu uso inclui geração de energia, refrigeração de equipamentos, lavagem de carros, irrigação de plantações, combate a incêndio, limpeza de ruas e irrigação de jardins. Todas essas atividades dispensam o uso de água potável, portanto, a água de reuso disponibiliza mais água potável em nossas torneiras, auxiliando no problema do abastecimento doméstico. A água de reuso é uma ótima alternativa para a atual crise hídrica em que o Brasil se encontra. O reuso da água promove o uso sustentável dos recursos hídricos, diminui a quantidade de esgoto lançado em rios e lagos, além de aumentar a disponibilidade para fins onde há uma necessidade de potabilidade. Vários países como Austrália, Estados Unidos e Israel, entre outros, já possuem programas de reuso de água. No caso do Japão, após uma grande seca em 1964, o reuso da água foi implantado em todas as indústrias de Tóquio e Nagoya. Na década de 1980, o reaproveitamento também passou a ser uma opção para o consumo doméstico nas grandes cidades: a água é utilizada para descarte, limpeza e derretimento da neve. Atualmente, a água de reuso ainda não é utilizada para consumo humano no Brasil, porém, várias obras estão sendo realizadas para que isso seja possível em breve. Let's talk a little bit today about water reuse. All over the world there is great concern about the availability of drinking water for the population. The excessive use of this resource and the constant contamination and pollution of rivers and lakes contribute to the water crisis around the world. In view of the scarcity of water, alternatives must be created to make better use of this valuable asset. Reuse water is a good example of how we can avoid waste and reuse. Reuse water is waste water that is within the established standards for its reuse. Usually this type of wastewater comes from bathing, cooking, industrial manufacturing processes and infiltration water, and is usually treated at Sewage Treatment Plants. There are basically two main types of reuse: indirect and direct. Indirect reuse is one in which water is used by man and released again into water bodies without or with previous treatment. Direct reuse is the planned use of wastewater. Thus, specific treatments are carried out so that this water is reused. The reuse water has a lower quality when compared to drinking water and is not used directly for human consumption. In most cases, its use includes power generation, equipment cooling, car washing, crop irrigation, fire fighting, street cleaning and garden irrigation. All of these activities do not require the use of drinking water, therefore, the reuse water makes more drinking water available in our taps, thus helping with the domestic supply problem.
04:23
December 29, 2020
Presépio. Nativity Scene.
Presépio. Nativity Scene.
A palavra “presépio” significa estábulo, manjedoura. Um Santo chamado Francisco de Assis iniciou a tradição em 1223, nas redondezas de Greccio, Itália. Seu objetivo era celebrar o Natal da maneira mais realista possível. Não existe nenhum fundamento histórico sólido sobre a presença dos animais no presépio, e tem um sentido simbólico, aberto à interpretações. Considerando que Francisco de Assis vivia no campo, o boi era um animal muito útil, pois arava a terra. O burro, por sua vez, era o animal de serviço dos pobres, de gente simples. Já o cordeiros eram essenciais para a obtenção do leite, carne e lã. A ovelha também representa a inocência e a pureza.  Além disso, embora não tenha associação direta com o presépio, é sabido que Francisco de Assis – considerado o protetor dos animais e o padroeiro da ecologia – chegou a trocar um manto para salvar dois cordeirinhos que estavam prestes a serem vendidos por um mercador, para o abate. Na história de Jesus, desde o seu nascimento, fica clara, então, a opção pela pobreza, pelo despojamento, ligado a símbolos reais do Natal, que muitas vezes é reduzido às pretensões consumistas do mundo atual.  Papai Noel é uma invenção contemporânea, não tem nada a ver com a tradição cristã. Muita gente se deixa levar por coisas completamente alheias e superficiais, enquanto o presépio se refere exatamente ao essencial, à expressão da gratuidade. Cuidar da nossa casa comum é também construir o presépio. Um Feliz Natal para você! The word “nativity scene” means stable, manger. A Saint named Francis of Assisi started the tradition in 1223, in the vicinity of Greccio, Italy. His goal was to celebrate Christmas in the most realistic way possible. There is no solid historical basis for the presence of animals in the crib, and it has a symbolic meaning, open to interpretation. Considering that Francisco de Assis lived in the countryside, the ox was a very useful animal, as he plowed the land. The donkey, in turn, was the service animal of the poor, of simple people. Lambs, on the other hand, were essential for obtaining milk, meat and wool. The sheep also represents innocence and purity. Furthermore, although it has no direct association with the nativity scene, it is known that Francisco de Assis - considered the protector of animals and the patron saint of ecology - even exchanged a mantle to save two lambs that were about to be sold by a merchant, to slaughter. In the story of Jesus, since his birth, then, the option for poverty, for stripping, linked to real Christmas symbols, which is often reduced to the consumerist pretensions of the current world, is clear. Santa Claus is a contemporary invention, it has nothing to do with Christian tradition. Many people allow themselves to be carried away by things that are completely foreign and superficial, while the crib refers exactly to the essential, to the expression of gratuity. Taking care of our common home is also building the nativity scene. Merry Christmas to you!
02:28
December 24, 2020
Cântico I.
Cântico I.
A song of a religious nature that is devoted to divinity. Singing, ode or poem in honor of someone or something. We wish you a merry Christmas We wish you a merry Christmas We wish you a merry Christmas and a happy new year Good tidings we bring to you and your kin We wish you a merry Christmas and a happy new year!
03:44
December 22, 2020
Festive day.
Festive day.
A Festive Day is a day - in some countries - set aside by custom or by law on which normal activities, especially business or work including school, are suspended or reduced. Generally, holidays are intended to allow individuals to celebrate or commemorate an event or tradition of cultural or religious significance. Holidays may be designated by governments, religious institutions, or other groups or organizations. The degree to which normal activities are reduced by a holiday may depend on local laws, customs, the type of job held or personal choices. The concept of holidays often originated in connection with religious observances. The intention of a holiday was typically to allow individuals to tend to religious duties associated with important dates on the calendar. In most modern societies, however, holidays serve as much of a recreational function as any other weekend days or activities. In many societies there are important distinctions between holidays designated by governments and holidays designated by religious institutions. For example, in many predominantly Christian nations, government-designed holidays may center on Christian holidays, though non-Christians may instead observe religious holidays associated with their faith. In some cases, a holiday may only be nominally observed. For example, many Jews in the Americas and Europe treat the relatively minor Jewish holiday of Hanukkah as a "working holiday", changing very little of their daily routines for this day. Source: https://en.wikipedia.org/wiki/Holiday Photo by: Mariana & Marco
02:02
December 21, 2020
Solemn Night.
Solemn Night.
Solemn night is the name given to a grand event in honor of someone or a group of illustrious people. It can also be a solemn session on a night of homage to prominent people in society, and also solemn religious celebrations, such as Christmas Eve.
03:39
December 20, 2020
Crónica del barrio Park Way - Brasilia (DF)
Crónica del barrio Park Way - Brasilia (DF)
Hoy, me gustaría hablarles de una crónica del barrio Park Way en Brasilia. El barrio Park Way en Brasilia recibió su nombre debido a su característica ambiental que alberga áreas de conservación ambiental, reservas ecológicas e importantes recursos hídricos.  La región de Park Way fue incluida en el plan urbanístico de Brasilia en una de sus últimas reformas entre mil novecientos cincuenta y siete y mil novecientos cincuenta y ocho (1957 y 1958), y fue inscrita en una oficina de registro en mil novecientos sesenta y uno (1961) por el entonces presidente de la República Juscelino Kubitschek de Oliveira, en su memorial considerando el aniversario del Barrio como el trece (13) de marzo. El Sector de Mansiones Park Way, o simplemente Park Way, como lo llaman popularmente los residentes, es un barrio del Distrito Federal destinado exclusivamente a fines residenciales, característica mantenida hasta la actualidad. Uno de los objetivos de la creación del Barrio de Park Way era ofrecer un cinturón verde para el Plano Piloto, con baja densidad poblacional y grandes áreas libres que se pueden utilizar para complementación con comercio y equipamientos sociales. El Barrio se ha integrado en la Universidad de Brasilia en mil novecientos ochenta y dos (1982), cuya mansión fue catalogada más tarde, siete años después, como Patrimonio Histórico y Cultural, garantizando su conservación. En mil novecientos ochenta y siete (1987), con el estudio de sectorización en Brasilia, el nombre Park Way se cambió a “Setor de Mansões Park Way”. Hasta dos mil tres (2003), perteneció a la región administrativa de “Núcleo Bandeirante”, una región creada inicialmente con el propósito de entretener y ofrecer algunos tipos de comercio a los primeros residentes de la futura capital federal, Brasilia. La preocupación por el crecimiento demográfico del Barrio, que hoy supera los veinticinco mil habitantes (25.000), justificó la creación de una ley de diciembre de dos mil tres (2003), que estableció como una Unidad Administrativa con personalidad propia para el Park Way. Alberga varias reservas naturales con vegetación típica del Cerrado, entre ellas la de Universidad de Brasilia (UnB), Aeronáutica, Marina e Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE). La Conservación Ambiental es el importante atractivo del Barrio con los principales objetivos de promover la recuperación de áreas degradadas y su revegetación con especies nativas; fomentar las actividades de investigación, estudios y seguimiento ambiental; estimular el desarrollo de la educación ambiental y recreación y ocio en contacto armónico con la naturaleza.  En este programa conociste un poco más sobre el barrio Park Way en Brasilia.  ¡Hasta la próxima oportunidad! 
03:27
December 16, 2020
Longevity.
Longevity.
Several studies remind us that as challenging as it can be, sticking with healthy habits—eating right, physical exercising regularly, not smoking, maintaining a healthy weight, and controlling how much alcohol you drink—can help us to live longer. The ageing it is a reality today and needs to have more attention from de governments. We can do some tips for people reach the longevity: eating a diet high in vegetables and low in fats, exercising regularly at a moderate to vigorous level for around 3 hours a week, maintaining a healthy body weight, not smoking and consuming no more than one small glass wine a day for women and two for men. After all, a dinner without wine, is like a day without sunshine!
04:44
December 15, 2020
Tartaruga da Amazônia. Amazon turtle.
Tartaruga da Amazônia. Amazon turtle.
The Amazon turtle (Podocnemis expansa) is a freshwater turtle from the Podocnemididae family and lives in the Amazon River and its tributaries, also known as jurará-açú, araú, capitaris and aiuçá. It is considered the largest freshwater chelonian in South America, occurring in Colombia, Venezuela, Guyana, Brazil, Peru, Ecuador and Bolivia. In Brazil, it occurs in all states in the North region and in the states of Goiás and Mato Grosso, as well as in the Midwest region. It can reach 90 centimeters in length and weigh up to 75 pounds. They are turtles of daytime habit and feed on roots, fruits, seeds, small fish, mollusks and crustaceans, and therefore are omnivorous animals. Females are usually larger than males. The species has a single annual reproductive period. The spawning period starts in September and ends in December. After finding the ideal spawning spot, they rest on the riverbed for four to five days, observing the beach from the water and making visits to the site during the night to recognize possible pit opening points and nest formation. . Oviposition can last up to four hours and usually occurs in the evening, but eventually it can occur in the morning, as observed in the Xingu and Trombetas rivers, in the state of Pará. 50 to 300 eggs are deposited and covered with sand by the females after complete the spawning. The eggs are round and flexible-shelled and hatch after 40 to 80 days of incubation. As in other species of turtles, temperature is an important environmental factor in determining the sex of the Amazon turtle, where higher temperatures in the nest result in a larger number of females and lower temperatures result in more males hatching from the nest eggs. The main threat to the existence of the Amazon turtle is still man, because although the capture of adults and the collection of chelonian eggs is prohibited by Brazilian legislation, this is a common practice in the Amazon today. Photo credit: Rafael Valadão. https://www.icmbio.gov.br/portal/faunabrasileira/estado-de-conservacao/7431-repteis-podocnemis-expansa-tartaruga-da-amazonia2
03:04
December 10, 2020
Warriors! Victory waits for you!
Warriors! Victory waits for you!
I-Juca-Pirama is a Brazilian Indian poem written by the poet Gonçalves Dias and published in 1851: Life is combat, That the weak slaughter, That the strong, the brave, You can only exalt!
07:26
December 05, 2020
O lixo.
O lixo.
I invite you today to talk a little bit about garbage.  There are some differences of the words: garbage is used for waste from the kitchen – 'wet' waste, you could say; trash is things like paper and packaging – 'dry' materials. This is not household waste. Litter is small things such as cans, bottles and paper that people leave lying on the streets and in other public places. Garbage corresponds to all waste generated by the activities of humanity, waste that is useless and that people no longer use. Garbage is a human phenomenon, and in nature garbage does not exist, because everything in the environment is renewed and reconstructed from things that could be considered in disuse. We classify garbage as: (a) organic (food scraps, leaves, seeds, paper, wood, among others), (b) inorganic and this can be recyclable or not (plastic, metals, glass etc.), (c) garbage toxic (batteries, ink, etc.) and (d) highly toxic waste (nuclear and hospital). Thus, garbage can have several origins, among the main ones are household, city, industrial, hospital and radioactive waste. The State is responsible for controlling and administering taxes paid by taxpayers, in this sense, it is its duty to offer waste reuse services to the population. Cities dump a lot of garbage, such as untreated sewage and discharged directly into rivers, solid waste and pollutant emissions from industries. Garbage is not only an environmental problem, but also health and quality of life, thus its collection, treatment and recycling are one of the main public services. In some cities that have garbage collection, this is sent to a specific place called a dump, where huge amounts of debris are found in the open. In other cities there are landfills, places designed to store garbage, in which case the waste is buried and compacted. These places have a disfigured landscape and can be a concentration point for diseases and bad smells. These two types of waste disposal are established in peripheral regions of cities that face strong environmental and social problems. Garbage can often have other destinations, such as uninhabited areas, slopes, rivers and streams, which is a common process in underdeveloped countries. Another not less important point is the social issue arising from the dumps that have made living proof of social exclusion and human degradation. It is common in these places the presence of hundreds of people who daily search for materials and objects that can be sold for the recycling process and also food scraps that are often already spoiled and that are still consumed. The dumps directly reflect the social inequalities present in underdeveloped or developing countries, in addition to making human degradation explicit. Garbage must be treated with care, as it compromises the reserves of natural resources, in addition to polluting and compromising other ecosystem environments.
04:38
November 30, 2020
Saudades do meu rincão! Miss my corner!
Saudades do meu rincão! Miss my corner!
Quando éramos crianças, brincávamos até tardezinha debaixo de frondosas e frutíferas árvores, ouvindo o gorjear dos pássaros com ricas plumagens. O céu era azul com nuvens brancas que pareciam tufos de algodão que se desfaziam com o vento. O ar era puro. Saudades do meu rincão!  When we were children, we played until late at night under leafy and fruitful trees, listening to the chirping of birds with rich plumage. The sky was blue with white clouds that looked like tufts of cotton that crumbled with the wind. The air was pure. I miss my corner!
07:24
November 26, 2020
Saturdays!
Saturdays!
I like to just relax on Saturdays. I love to eat breakfast in bed on Saturdays. We are expected to work on Saturdays. I sometimes go into the office on Saturdays when we're busy. Saturdays are transitions between the end of the week and the beginning of the week.  Saturdays are very important to work in the home. On Saturdays we dust and vacuum.
03:56
November 21, 2020
African evenings.
African evenings.
The twilight across the African Continent can be summed up as full of hard work and concerns to continue securing the resources for survival. Water is a limiting factor and needs to be stored in homes, when not in wells or in water distribution by water and sewage companies. Africa calls for help and we can all help these communities.
03:12
November 20, 2020
Gestão ambiental. Environmental management.
Gestão ambiental. Environmental management.
A Gestão Ambiental é uma área de conhecimento e trabalho que visa planejar e aplicar ações ambientalmente corretas junto às pessoas e empresas. Seu principal objetivo é pesquisar, pensar, idealizar e colocar em prática atividades humanas e empresariais que utilizem os recursos naturais de nosso planeta de forma racional. A gestão ambiental é o campo de estudo para a gestão do exercício das atividades económicas e sociais com vista à utilização racional dos recursos naturais, incluindo as fontes de energia, renováveis ​​ou não. Principais áreas da gestão ambiental: 1 - Recuperação de áreas degradadas: coordenar e monitorar a execução de projetos de recuperação de áreas desmatadas ou poluídas. 2 - Educação: desenvolvimento de programas de conscientização sobre a importância da preservação do meio ambiente. 3 - Certificação: conhecimento dos processos de licenciamento e legislação ambiental e aplicações de normas internacionais de certificação ambiental como a ISO 14000 - por exemplo. Geoprocessamento é uma estrutura e um conjunto de ferramentas para processar dados geográficos e relacionados. O conjunto abrangente de ferramentas de geoprocessamento pode ser usado para realizar análises espaciais ou gerenciar dados GIS (Sistema de Informação Geográfica) de forma automatizada. 5 - Extração de Recursos Naturais: monitorar o processo de exploração dos recursos naturais. 6 - Elaboração de políticas públicas.  Environmental Management is an area of knowledge and work that aims to plan and apply environmentally correct actions together with people and companies. Its main objective is to research, think, idealize and put into practice human and business activities that use the natural resources of our planet in a rational way. Environmental management is the field of study for the administration of the exercise of economic and social activities in order to make rational use of natural resources, including energy sources, renewable or not.  Main fields of environmental management: 1 - Recovery of degraded areas: coordinate and monitor the implementation of projects to recover deforested or polluted areas. 2 - Education: development of awareness programs on the importance of preserving the environment. 3 - Certification: knowledge of the licensing processes and environmental legislation and applications of international environmental certification standards such as ISO 14000 - for example. 4 - Geoprocessing: treatment of data and geographical information through specific computer programs that assist in the management of watersheds, in the environmental control and monitoring of preservation areas, in the preparation of environmental impact studies, in environmental diagnostics and in the mapping of vegetation , for example. Geoprocessing is a framework and set of tools for processing geographic and related data. The comprehensive suite of geoprocessing tools can be used to perform spatial analysis or manage GIS (Geographic Information System) data in an automated way. 5 - Extraction of Natural Resources: monitoring the process of exploiting natural resources to ensure that the technique used is the most appropriate and has the least impact on the environment. 6 - Elaboration of public policies: in public bodies, such as ministries, municipal and state secretariats of the environment, the environmental manager can compose the teams that are in charge of defining public policies for the recovery of the environment and master plans, for example. It can then be concluded that Environmental Management is a natural consequence of the evolution of humanity's thinking in relation to the use of natural resources in a wiser way, where only what can be replaced should be removed or if this is not possible, if at least it recovers the environmental degradation caused. You learned today what are the main fields of environmental management. Until the next program.
03:37
November 15, 2020
Energia Solar - Solar Energy.
Energia Solar - Solar Energy.
What is solar energy? Solar energy is electromagnetic energy whose source is the sun. It can be transformed into thermal or electrical energy and applied in different uses. The two main ways of using solar energy are the generation of electric energy and solar water heating. For the production of electrical energy, two systems are used: the heliothermic, in which the irradiation is converted first into thermal energy and later into electrical energy; and the photovoltaic system, in which solar radiation is converted directly into electrical energy. Brazil has about 70% of its electrical matrix based on hydraulic energy, and more recently other sources of energy, such as biomass, wind and nuclear have been receiving stimulus. In view of unfavorable hydrological conditions, with increasingly prolonged drought periods, solar energy presents itself as an alternative. Even more so if we consider that periods of drought are associated with increased solar potential due to low cloud interference and more intense solar radiation. The main advantages attributed to photovoltaic systems are ease of maintenance; the possibility of storing electricity generated in batteries; relatively low impacts, mainly in the operation phase. Regarding the disadvantages, refer to the associated implementation costs; changes in light throughout the day, the presence of unfavorable weather conditions, such as rain and the presence of clouds; the need to replace batteries and the negative impacts during the production, construction and demobilization phases. The environmental impacts generated in projects for solar photovoltaic use are closely related to their location, the physical and climatic characteristics of the location and the characteristics of local ecosystems. However, under a generalized analysis, the negative impacts presented by photovoltaic systems are quite reduced when compared to the positive impacts and the advantages of their implementation. Today you learned a little more about solar energy. Until the next program.
03:13
November 11, 2020
Midday Sunday.
Midday Sunday.
There are a lot of events and festivals around the world on midday Sunday's! Rain or shine, the Cities like the Floating City, Moscow, Caribbean regions, Strasbourg, Bogotá, New York City, Uganda, Milan, Yellowstone, Fiji, Kyoto, Scotland, Madagascar, Krakow, Tasmania, Berlin, Goa, Cambodia and Laos, Prague, Uruguay, Dubai, and many other charming cities around the world are calling out to you this holiday season.  And then?
02:32
November 08, 2020
Domingo de manhã.
Domingo de manhã.
Sunday morning! "When you are a child, simple things are no longer simple and wonderful things happen, I remember the feelings of the beautiful. With simple things and without any beauty for grown-ups without nostalgic feeling of the grandmother's house. At my grandmother's house, I saw the sun rise between the edges of the roof and I thought it was beautiful, I saw butterflies flying but stones from the yard that were beautiful and I saw my grandmother cooking for her grandchildren and I still think it is beautiful. We must live with the eyes of a child, who with simple things they transform them into wonderful things. The beautiful, the simple are wonderful gifts from an eternal enchanted child." Source: https://www.pensador.com/manha_de_domingo/ Diego Nascimento
02:29
November 08, 2020
Bioeconomia.
Bioeconomia.
What is bioeconomics? There is no single definition of what the bioeconomy is, as it encompasses a wide variety of sectors that are adopting highly technological uses of biological processes and organic materials. “The bioeconomy is a paradigm shift. Basically, it is a life-based economy, ”says Marc Palahi, director of the European Forestry Institute. Palahi points out that oil is not only used for energy, but also for the production of a variety of products and materials, from plastics to fabrics. Examples of products from the bioeconomy in which petrochemicals are replaced by organic matter are from fabrics made from milk to plastics made from seaweed or shrimp shell. The term bioeconomics is also used to refer to more traditional uses of natural raw materials, such as wood, which can be used in buildings instead of carbon steel and concrete. “[In the bioeconomy], biomass or renewable resources from nature are used for products and services, instead of using non-renewable materials, such as oil and coal,” said Lauri Hetemäki, assistant director of the European Forestry Institute, in his speech at Bioeconomics Investment Summit, held in 2017 in Helsinki. When talking about bieconomics, it is very common to talk about circular economics as well, since with the bioeconomy it is possible to recycle agricultural and manufacturing by-products, using waste as a raw material.