Skip to main content
As Amazonas

As Amazonas

By Produção As Amazonas

Bem-vindos ao podcast As Amazonas. Aqui teremos um bate-papo semanal com informação sobre assuntos de interesse geral, da Amazônia para o mundo, temperado com a opinião de três jornalistas guerreiras como as lendárias Amazonas: Aruana Brianezi, Daniela Assayag e Liege Albuquerque. Vem com a gente nessa conversa descontraída e aberta ao contraditório. Fale com a gente no producaoasamazonas@gmail.com #sextouasamazonas
Where to listen
Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

#30 Tragédia de Bruno e Dom: entrevista com Yura Marubo
#episódioextra Nas primeiras horas do dia 6 de junho, uma segunda-feira, o coração dos jornalistas amazônicos parou de bater por um segundo. E nunca mais foi o mesmo. Nunca mais será o mesmo. Naquela data, um informe à imprensa assinado pela União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) e pelo Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato (Opi) avisava ao mundo sobre o desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips. Começava ali um dos capítulos mais tristes da história recente da luta pelos direitos de quem aqui primeiro chegou. Luta que precisa agora continuar, sem Bruno e sem Dom. Os dois aliados históricos dos povos indígenas foram assassinados no Vale do Javari, em um caso repleto de simbolismos do abandono da região e do quão difícil é tentar, ali, fazer valer a lei brasileira. Este episódio do podcast As Amazonas, com o assessor jurídico da Univaja Yura Marubo, se propõe a ser mais um tijolinho nessa necessária tarefa de dizer, com o coração partido, que chega. Basta. Os habitantes da Amazônia exigem mudança. E vamos incomodar até que ela venha.
46:58
June 30, 2022
#29 Amazônia é estrela da festa: entrevista com Felipe Schaedler
A gente pode dizer muita coisa sobre o entrevistado do episódio #29 do podcast As Amazonas, mas esta história resume perfeitamente quem é Felipe Schaedler, e onde seu amor e dedicação pela culinária amazônica podem o levar: o chef andou de Uber em São Paulo com um pirarucu do tamanho de uma pessoa e depois levou trinta “banhos” de água gelada (temperatura ambiente era 9°) para a foto que hoje ilustra seu perfil nas redes sociais. A imagem é do fotógrafo Paulo Vitale e integra o projeto CHEF, cujo primeiro livro já está pronto, e foi reproduzida neste episódio com autorização do autor. Neste episódio do podcast As Amazonas, Felipe conta os bastidores da foto, fala de sua trajetória e planos futuros (spoiler: Nova York não perde por esperar!). Felipe e sua família são donos dos tradicionais Banzeiro e Moquém do Banzeiro, em Manaus. Em 2019, ele levou a marca para São Paulo, abrindo uma unidade do restaurante no badalado bairro do  Itaim Bibi. O chef, que aprendeu culinária amazônica com os melhores professores: trabalhadores das feiras e barracas do mercado de Manaus, não esconde o brilho nos olhos ao falar do movimento de valorização de ingredientes e cultura locais. Hoje a Amazônia é a estrela da festa, afirma ele. “Ano passado fiz um evento para um banco, aqui em São Paulo. Os convidados eram os 30 maiores investidores da instituição, gente com alta renda e que conhece o mundo inteiro. E o jantar foi amazônico! Há cinco anos isso era impossível de acontecer. E mostra que a Amazônia tem muita força”, conta.
33:40
June 20, 2022
#28 Sociedade civil é fábrica de esperanças na Amazônia: entrevista com Virgílio Viana
As Organizações da Sociedade Civil são essenciais para o futuro do Brasil e precisam ser encaradas como tal. Quem dá a “dica” é Virgílio Viana, entrevistado do episódio #28 do podcast As Amazonas. Em nossa segunda temporada, com a temática Amazônia, o superintendente geral da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) traçou um panorama dos desafios e potencialidades do Terceiro Setor. “Governos são excessivamente burocráticos, gastam mal os recursos, demoram para gastar, pagam caro e compram com baixa qualidade”, pontua Virgílio, afirmando que as ONGs, além de mais criativas, têm mais facilidade para serem inovadoras e contam também com o componente “paixão”. “Ao invés do trabalho em que a pessoa vai e bate ponto à espera do salário no fim do mês, na sociedade civil, a maior parte das pessoas está ali por paixão, trabalha com vontade. Na Amazônia, principalmente, isso é muito importante”, explica.  E os governos, avalia ele, estão ávidos por soluções que a Sociedade Civil consegue apresentar. A FAS é um grande exemplo, com atuação em quase 900 comunidades da região, a organização trocou seu A de Amazonas por A de Amazônia há dois anos, como reflexo da demanda de outros estados e até países. Hoje tem projetos embriões na Colômbia, no Peru e na Bolívia.  Virgílio, que acaba de voltar de uma viagem por 11 cidades da Europa e EUA prospectando parcerias, diz que a situação do Brasil no mundo hoje é paradoxal. De um lado, a imagem está extremamente desgastada e por outro lado há uma sensação de desespero sobre o futuro da Amazônia e o sentimento de que “precisamos fazer alguma coisa”.  Nesta entrevista de quase 50 minutos, ele falou também sobre seu papel na Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano, onde é o único representante brasileiro, e sobre como o fato de conhecer bem a realidade local ajuda neste trabalho. Pontuou o descompasso entre discursos dos políticos e opinião pública nas pautas ambientais (e de como eleições podem ser um marco para essas pautas). E falou bastante sobre o perfil de “solucionologia” da FAS (em contraponto à profusão de “problematologistas” no mundo) e de como essa fábrica de inovações que é a fundação o ajuda a manter acesa a chama da esperança.
47:17
June 13, 2022
#27 Brasil precisa de um moonshot amazônico: entrevista com Denis Minev
O movimento (com pitadas de audácia e ambição) que levou os norte-americanos à lua pode colocar a Amazônia em um lugar de destaque na construção de um Brasil mais próspero. A ideia de um moonshot brasileiro, defendida por Denis Minev em artigo no jornal O Globo publicado em abril deste ano, foi o que trouxe o empresário amazonense ao podcast As Amazonas. No texto que nos encantou, assinado em conjunto com o pesquisador Salo Coslovsky, Minev defende que o País pode tornar-se uma potência econômica ainda nesta década se usar de forma inteligente os mais de 70 milhões de hectares já desmatados da Amazônia, hoje abandonados ou subaproveitados. O “rematamento” da floresta combinaria a restauração da vegetação nativa com a recuperação de áreas degradadas onde se produziria óleo, frutos, peixe, madeira e até carne. “O Brasil olha para a Amazônica como um problema. E com uma ‘baixa ambição’ para a região: eliminar o problema ambiental”, provoca ele logo no começo deste episódio ao dizer que é preciso um projeto de futuro. É preciso pensar grande, afirma ele, e no lugar de discutir “só” como frear o desmatamento, deveríamos nos questionar: como fazer ciência na Amazônia? A ideia de pensar grande permeia este importante episódio do podcast As Amazonas, em que Denis Minev fala também sobre as a Zona Franca e os decretos do IPI, sobre produtividade e o novo conceito de lucro (em que a sociedade demanda que as empresas façam mais e tenham um papel social), sobre negócios amazônicos e sua Aceleradora de Impacto Amaz. E sobre como é viver sob a gratificante sombra de seu avô, o amazônida Samuel Benchimol, que escrevia para os netos nas dedicatórias de seus livros uma quase-profecia: “Aos meus netinhos, que viverão, trabalharão e construirão a Amazônia do século 21”.
37:22
June 06, 2022
#26 Fim da malária, um desafio amazônico: entrevista com Stefanie Lopes
Um parasita que não sobrevive em laboratório desafia há décadas pesquisadores de todo o mundo – e deixou doentes no Brasil mais de 140 mil pessoas em 2021. A biologia deste “bichinho”, o Plasmodium vivax, é a principal área de pesquisa da entrevistada do episódio #26 do podcast As Amazonas. Stefanie Lopes, pesquisadora em Saúde Pública no Instituto Leônidas e Maria Deane - Fiocruz Amazônia (onde hoje ocupa o cargo de Vice-Diretora de Pesquisa e Inovação), deu uma “master class” sobre malária. A pesquisadora é a coordenadora local de um projeto de pesquisa pré-clínica de uma vacina para malária vívax, cujo patrocínio foi aprovado este ano pelo Fundo Global de Tecnologia Inovadora em Saúde (GHIT), do Japão. Este tipo de malária responde por mais de 80% dos casos do Brasil. Neste episódio, Stefanie falou bastante sobre esta pesquisa, sobre os sinais de que o Plasmodium vivax está desenvolvendo resistência à cloroquina, sobre seu sonho de trabalhar na França e sobre a importância do controle do vetor e do diagnóstico e notificações precoces, sem as quais o Brasil não conseguirá eliminar a doença. A meta de zerar os casos até 2035 foi lançada este mês pelo Ministério da Saúde, no plano nacional de eliminação da malária. “Malária não é normal”, diz ela, lembrando que a doença - hoje é mais prevalente em áreas remotas com populações vulneráveis - foi erradicada de países vizinhos ao Brasil.
38:18
May 30, 2022
#25 Amazônia de comer: entrevista com Valdely Kinupp
Amazônia de comer! Criador do termo PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais), o biólogo Valdely Kinupp afirma no episódio #25 do podcast As Amazonas que 25% da biodiversidade amazônica é comestível. A desconexão da natureza, fenômeno que já apareceu em diversos episódios desta temporada, apresenta-se aqui na forma de uma sociedade “refém” de “meia dúzia de plantas que alimentam o mundo”. E podia ser tão, tão diferente. “O analfabeto botânico pisa em comida e não sabe. Há comida em calçadas e terrenos baldios no Brasil inteiro”, afirma ele, que vive e respira PANCs. Valdely inaugurou, em 2014, um projeto de “sítio-escola” que está transformando três hectares de um dos piores solos do mundo, em termos de fertilidade natural, em uma belíssima agrofloresta biodiversa. Ali planta urtiga (que pode ser refogada e recentemente virou cerveja), bucha (cujas folhas dão ótima refogado e o fruto, que ainda em tamanho de broto é um pepino sem igual), ariá entre muitas outras plantas. E recebe visitantes para apresentar uma outra realidade possível, em que o campo, a terra, têm seu devido e valorizado lugar e as PANC chegam para somar. “Sempre trabalhei e vivi na roça, mas nunca passei fome porque meu pai era agricultor”, diz ele, que propõe uma reconexão: um êxodo urbano em busca de uma vida mais saudável.
44:32
May 23, 2022
#24 Jornalismo na Amazônia: entrevista com Kátia Brasil
Sem recursos públicos, fazendo “milagres” com orçamentos aprovados por instituições internacionais e ampliando a audiência na base do textão. Assim é a Amazônia Real, agência de notícias fundada em Manaus há oito anos e que hoje é lida em mais de 180 países e reconhecida como referência na cobertura de assuntos amazônicos. Entrevistada do episódio #24 do podcast As Amazonas, a jornalista Kátia Brasil, uma das fundadoras da Amazônia Real, lembrou do início do empreendimento, que hoje emprega 60 pessoas (30 delas jornalistas), quando teve que contar com a ajuda da família para manter a atividade da agência. Quase um ano depois de sua criação (e após seis meses de análise), a Amazônia Real teve aprovado o primeiro de uma próspera “safra” de projetos na Fundação Ford, parceria que já dura sete anos. Foi ela que permitiu à agência sair da casa de Kátia, onde funcionava improvisadamente, e alugar sua primeira – e pequena – sede. De lá pra cá, conta ela, outros financiadores bateram nas portas da agência, certamente atraídos pela qualidade e pioneirismo do material produzido e pela gestão profissional e transparente adotada pelo empreendimento. Neste episódio, Kátia falou também sobre a importância de haver um veículo que fale da Amazônia ouvindo narrativas locais, entrevistando diretamente os indígenas e contribuindo para reverter um contexto de falta de pertencimento e identidade amazônicos. Faltou também sobre ética e sobre o principal papel do jornalismo investigativo, cumprido com louvor pela agência: incomodar.
48:18
May 16, 2022
#23 Reescrevendo a História: entrevista com Vanda Witoto
Vanda Ortega Witoto descobriu depois de adulta seu nome indígena. E ele não poderia ser mais apropriado. Derequine, que quer dizer formiga brava, traduz com perfeição esta que é a entrevistada do episódio #23 do podcast As Amazonas. Witoto tinha 16 anos quando saiu de Amaturá, no oeste do Amazonas, para trabalhar como empregada doméstica na capital. Conhecia muito pouco sobre seu povo, mas carregava uma semente de revolução. Em Manaus, por meio da Educação, reconectou-se com suas origens e hoje é uma das principais lideranças indígenas do Estado. Este ano, vai tentar disputar a eleição para a Câmara Federal. Neste episódio de As Amazonas, Witoto fala da luta para tirar da invisibilidade os indígenas que vivem fora das terras demarcadas e assegurar a eles o direito de serem quem são e viverem com dignidade. As redes sociais, diz ela, têm ajudado a ampliar vozes que ainda são silenciadas. “Os povos indígenas não são pedra, que ficaram parados no tempo. Nenhuma cultura é estática, por que a nossa seria?”, questiona. Conversamos muito sobre machismo, sobre o enfrentamento da pandemia no Parque das Tribos, que ela ajudou a fundar, sobre preconceito (e como as escolas contribuem para perpetuá-lo) e sobre as violências que ainda não cessaram na história dos povos originários – com um profundo mergulho na saga dos Witoto, que há mais de 100 anos fugiram da Colômbia para sobreviver ao massacre do período áureo da borracha naquele país. Hoje Vanda diz sem medo que é Witoto. E é com a consciência de toda a luta que foi necessária para esse reconhecimento que ela afirma que essa história será resgatada, registrada e terá outro rumo a partir de agora.
43:27
May 09, 2022
#22 Mudanças climáticas e Amazônia: entrevista com Paulo Artaxo
Paulo Eduardo Artaxo Netto, cientista brasileiro professor da USP, que já trabalhou na Nasa e nas universidades de Antuérpia (Bélgica), Lund (Suécia) e Harvard (EUA) e que desde 1990 é membro do IPCC (Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas) é o convidado do episódio #22 das Amazonas. Com a segunda temporada do podcast dedicada à Amazônia, o nome de Artaxo tem presença obrigatória na lista de entrevistados. Ele é referência nos debates mundiais sobre mudanças climáticas e mostra nesse episódio porque é conhecido pela forma didática e direta de abordar assuntos complexos e desafiadores como o das políticas climáticas. “Não temos plano B”, diz ele sobre o futuro do planeta e a urgência de se traçar um modelo de desenvolvimento em substituição ao atual, que está colapsando. O cientista aponta o desmatamento e a degradação que a floresta já está sentindo, causada pelas mudanças climáticas globais, como as principais ameaças à Amazônia atualmente. Ameaças que têm reflexos globais e precisam ser enfrentadas com pressa. “Não existe nenhuma maneira mais fácil rápida e barata de reduzir emissões do que zerar o desmatamento de florestas tropicais. O Brasil já fez isso, sabe fazer isso e temos a legislação para fazer isso. Basta termos governos interessados em, basicamente, garantir o futuro da sociedade brasileira”, diz ele, explicando o sistema pelo qual a Amazônia assegura a chuva que sustenta o agronegócio brasileiro. Vem com gente para essa aula sobre mudanças climáticas (e que possamos abrir os olhos – e ouvir a ciência - enquanto é tempo). Ah! O calor de Manaus está aumentando mesmo, é fato científico como mostra o nosso entrevistado.
31:23
May 02, 2022
#21 Museu da Amazônia e o desafio de se fazer uma revolução: entrevista com Ênnio Candotti
“Temos muita luta pela frente. Não podemos medir nem perfumar as palavras”. Convidado no novo episódio da segunda temporada do podcast As Amazonas, Ennio Candotti faz exatamente isso: vai direto ao ponto ao alertar para a urgente necessidade de uma revolução na forma como lidamos com o mundo real. “A árvore fora da janela da casa de qualquer um contém mais realidade e mais informações que a programação da TV ou da internet”, afirma ele, que foi quatro vezes presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Em 2008, prestes a se aposentar e morando em Vitória-ES, aceitou o desafio de se mudar para Manaus e aqui construir o Museu da Amazônia (Musa), projeto ao qual se dedica desde então. E se dedica mesmo. Aos 80 anos, Ennio vive e respira o Musa. No meio do museu-floresta, alimenta o desejo de investigar questões do tipo “as folhas falam?” e ao mesmo tempo lida com situações nada encantadoras como a falta de infraestrutura do bairro que abriga o Musa. “O Musa fica na cidade de Deus, que está muito longe de Deus. É uma área violenta, difícil, uma área de periferia da cidade onde a presença do Estado é muito precária”, afirma ele logo na abertura do programa. Mais um episódio imperdível da nossa temporada dedicada à Amazônia.
37:07
April 25, 2022
#20 Mamíferos da Amazônia e o desafio de ser pesquisadora: entrevista com Vera da Silva
No episódio 2 de sua segunda temporada, o podcast As Amazonas entrevistou a bióloga Vera da Silva, primeira mulher das Américas a receber o título de membro honorário da Society for Marine Mammalogy, maior organização internacional de Mamíferos Aquático. Uma das pistas para a carreira bem sucedida de Vera é uma declaração logo no minuto seis do programa: “Trabalho com botos há quatro décadas e ainda não me cansei de ver e me encantar por esses animais”. Ela, que atua no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), falou muito sobre esses mamíferos tão simpáticos e curiosos, que mesmo em áreas pouco habitadas da região, aproximam-se dos seres humanos ao menor movimento das canoas nos rios. Vera apontou o enorme potencial do turismo com animais e alertou para a necessidade de se seguir as regras existentes, destacando a falta de fiscalização que hoje existe nessa cadeia de turismo. Falta fiscalização também em outra significativa atividade que ameaça a espécie: a pesca da piracatinga, que usa carne de boto como isca: “Apesar da moratória, que deu uma chance para os botos se recuperarem, o comércio e a fraude de peixe ainda existem”. Nos supermercados de Manaus, até em pacote de tucunaré, diz ela, há mistura de piracatinga. Vera também falou dos prejuízos do desmonte do Inpa, que tinha quase 1500 funcionários quando ela chegou e hoje tem menos de 500, lembrando: “Ainda temos muito a aprender e estudar na região”. Com os nomes das filhas, Nina e Mayra, anotados em seu currículo, a conversa da bióloga com as Amazonas também passou pelo tema da conciliação do papel de pesquisadora com o de mãe. E Vera da Silva deu valiosas dicas para ouvintes que enfrentam esse mesmo desafio. #pesquisanaamazonia #mulherespodcasters #mulheresnaciencia #entrevistaespecial #amazonia   
46:05
April 18, 2022
#19 Diálogo entre o ancestral e o contemporâneo: entrevista com Cláudia Baré
“A gente pode ser o que a gente quiser, mas sem deixar de ser o que nós somos”. O difícil equilíbrio entre modernidade e tradição foi um dos temas do primeiro episódio da segunda temporada do podcast As Amazonas. A frase foi compartilhada por nossa convidada especial, a professora e artesã Claudia Baré. Ela, que nasceu em Manaus, é uma das fundadoras do primeiro bairro indígena da cidade, o Parque das Tribos. No local, onde hoje moram mais de 5 mil pessoas de 35 diferentes etnias, Claudia fundou o UKA UMBUESARA WAKENAI ANUMAREHIT, espaço para alfabetizar e ensinar as crianças sobre línguas e culturas dos povos da Amazônia. Recentemente, ela começou a trabalhar também como estilista indígena,  criando uma coleção para a 1ª Mostra Intercultural de Moda Indígena, que acontece esse mês de abril em Manaus. O diálogo do ancestral com o contemporâneo abre essa temporada, que será temática. O podcast vai aprofundar temas amazônicos. Vem com a gente!
40:32
April 11, 2022
#18 Especial Ancestralidade Amazônica. Convidado especial: Gersem Baniwa
O podcast As Amazonas encerra sua primeira temporada com um verdadeiro mergulho no modo de viver e pensar dos povos originários da Amazônia. Doutor em Antropologia e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Gersem Baniwa nos guiou em uma visita filosófica às cosmovisões indígenas com importantes provocações sobre a forma judaico-cristão de entender o mundo. Segundo Gersem, na visão dos povos indígenas, a pandemia fez muitas pessoas reaprenderem o sentido da vida e é uma forma do todo/a natureza dizer para nós, meros humanos: "Vocês estão desviando da missão e do lugar de vocês no mundo". Ele também conversou com As Amazonas sobre ritos de iniciação, machismo, resgate de sabedorias, banhos de casa de cupim e outras formas de proteção do corpo (inclusive a vacina contra a Covid-19, que ele já tomou três doses), a importância de valorizarmos as crianças e os idosos, as lições do novo coronavírus - até para a ciência! - e muito mais. Um episódio com várias camadas e que merece ser ouvido mais de uma vez: perfeito para anunciar as "férias" d'As Amazonas, que voltam em 2022 cheias de novidades. Até o próximo ano!
59:51
December 18, 2021
#17 Especial Racismo e Negritude no Amazonas
O podcast As Amazonas retoma a primeira temporada, após uma parada de cinco semanas para nos dedicarmos ao curso Podcast: Seu Conteúdo para o Mundo, com um episódio especial sobre racismo e negritude. O tema ficou "guardado" na nossa caixinha de pautas especiais desde o último 20 de Novembro, quando mais uma vez tivemos que explicar porque Manaus e o Amazonas têm sim de ter o feriado do Dia da Consciência Negra. E o tema ganhou, neste nosso 17º episódio, debatedoras engajadas. Ana Carolina Amaral, Luciana Santos e Patrícia Melo dividiram com a gente (e por tabela com vocês) muita informação, opinião e fundamentais provocações sobre o Brasil que temos e o Brasil que queremos: um Brasil anti-racista. Conversamos sobre colorismo, racismo estrutural, a construção de leis como campo de lutas, o apagamento (e resgate) dos negros na história do Estado e muito, muito mais. Este é um programa com tons de medo, revolta, tristeza, luta mas também muita esperança. Convidadas: Ana Carolina Amaral, DJ, advogada, preside a Comissão de Igualdade Racial da OAB/AM, co-fundadora da consultoria Odaras Luciana Santos, jornalista, advogada, vice-presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB/AM, co-fundadora da consultoria Odaras Patricia Melo, integrante da rede de historiadores negros e negras do Brasil, autora de “O fim do silêncio: presença negra na Amazônia”
01:10:08
December 10, 2021
#16 Diversidade nos quadrinhos, calçadas (cadê elas?) e morte violenta de crianças. Convidada especial: Luciana Nogueira Minev
Desculpem os nosssos "uhums", mas é que a entrevistada dessa semana disparou cliques mentais em série por aqui. Sabe quando você se pega pensando "É isso mesmo!" a cada frase do seu interlocutor? Pois é, cada um desses foi um "uhum" na gravação de hoje, quando recebemos a diretora executiva da Singulari Consultoria, Luciana Nogueira Minev. Conversamos sobre como o mercado de trabalho é afetado pelo estado permanente de mudança no mundo, exigindo dos profissionais a capacidade de se manter aprendendo. Falamos da necessidade de estar preparados para essas mudanças cada vez mais velozes, mas ao mesmo tempo criar estratégias pessoais para "desacelerar". Debatemos sobre as habilidades e tendências para o futuro, e sobre dilemas de pais e mães na hora de orientar os filhos para a vida escolar. Sobre vocação (ela existe?). E até sobre os desafios do capitalismo (spoiler: ou ele muda ou vamos todos para o buraco). Diversidade nos quadrinhos, ocupação irregular das calçadas em Manaus e morte violenta de crianças no Estado - temas trazidos pelas Amazonas para esta semana - completam o pacote dessa conversa cheia de estímulos para pensarmos para além do padrão. Vem falar "uhum" com a gente, vem? Ah! Um lembrete: em novembro faremos um intervalo em nossa produção de podcasts para nos dedicarmos ao curso para turmas de comunicadores do Norte e Nordeste.  
59:55
October 29, 2021
#15 Especial Manaus 352 anos. Convidadas: Etelvina Garcia e Gisella Braga
“Seria bom que Manaus fizesse aniversário todo dia”. A frase encerra o episódio #15 do podcast As Amazonas e resume bem uma conversa que foi difícil de terminar (de tão boa que estava). Recebemos a jornalista e escritora Etelvina Garcia e a pedagoga e administradora do Instagram Manaus de Antigamente, Gisella Braga, para falar da Manaus do passado e do presente. “Percorremos” o marco zero da cidade (as indicações para quem quer conhecer estão todas aqui). Falamos do incêndio que destruiu a Biblioteca Pública em agosto de 1945 – e revelou uma cidade repleta de senso coletivo com sua reconstrução. Revivemos uma Manaus de 90 mil habitantes e seis jornais diários. Voltamos no tempo e percorremos os caminhos que trouxeram o colonizador (pisando sem dó sobre solo sagrado para os que aqui já viviam). Tivemos uma aula de como a abertura do Rio Amazonas e o advento dos barcos a vapor foram importantes para a cidade crescer – e muito – antes mesmo do período da borracha, relato  que – sozinho – já vale a reabertura do Museu do Porto, defendida pelas duas convidadas. O episódio reúne fragmentos importantes da história da cidade e reflexões que consideramos pertinentes para os desafios de hoje, véspera de seu aniversário de 352 anos.
01:15:46
October 22, 2021
#14 Episódio temático: Ciência no Amazonas. Convidados especiais: Andrea Waichman, Eduardo Nakamura e Naziano Filizola
Ciência e Pesquisa no Amazonas. Neste episódio, "mergulhamos" no tema muito bem acompanhadas. Recebemos no estúdio os professores doutores Andrea Waichman, Eduardo Nakamura e Naziano Filizola. Foi uma tentativa de aproximar duas categorias que costumam se estranhar (eles fugindo da gente), mas que têm tudo para funcionar bem juntas: jornalistas e cientistas. Dessa vez deu certo! A "ilógica e equivocada" (palavras do próprio ministro) decisão de tirar verba do Ministério da Ciência e Tecnologia abre a conversa, toda ela permeada pela necessidade urgente de valorização da Ciência. Entre muitas outras coisas, falamos de Brasil, de Amazônia, de mudanças climáticas, de fake news e de Educação - essa coisa linda que precisamos muito e sempre. Andrea, Eduardo e Naziano estão em ranking dos cientistas de ponta da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), divulgado recentemente. No Dia dos Professores, ter esse bate-papo com eles foi uma aula daquelas que nos marcam e transformam. Quer também? Ouve com a gente!
59:23
October 15, 2021
#13 Curso de podcast, vacina para malária, sacolas plásticas e manauaras verdes. Convidado: Bruno Tadeu
O sonho de ampliar as vozes locais vai virar realidade. Neste episódio anunciamos que a Embaixada e Consulados dos Estados Unidos, em parceria com "As Amazonas" e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), abriram inscrições para o curso gratuito “Podcast: seu conteúdo para o mundo”. Vamos tentar povoar os desertos de notícias do Norte e Nordeste do Brasil com conteúdo produzido por comunicadores dessas regiões (mais informações em asamazonaspodcast.com.br/inscricoes). Para esse anúncio especial, convidamos o jornalista e podcaster Bruno Tadeu, que é um dos consultores do curso. Desde maio, ele produz o Afluente, podcast de jornalismo independente com base no Amazonas. Bruno conversou com a gente sobre as "dores e alegrias" de fazer jornalismo em formato de áudio e contribuiu muito com a exposição dos temas escolhidos por nós para este programa: vacina da malária, as idas e vindas da lei das sacolas plásticas e recente pesquisa da FAS/iCS sobre "O que o manauara pensa sobre meio ambiente".
01:00:10
October 08, 2021
#12 Basta à homofobia, ambientalistas em perigo e régua da corrupção. Convidada especial: Cristina Serra
Impossível não se emocionar: o histórico discurso contra a homofobia feito pelo senador Fabiano Contarato na CPI da Pandemia foi "aplaudido de pé" pelas apresentadoras do podcast As Amazonas e por nossa convidada, a também jornalista Cristina Serra. O tema abre este episódio, em que falamos (e criticamos muito) a sanção presidencial à lei que altera regra da inelegibilidade no País, criando uma espécie de corrupção "menor que outras". Também na pauta: Brasil é 'top 4' em mortes de ambientalistas, a tragédia socioambiental de Mariana, registrada em um tocante livro de Cristina Serra, ferramentas digitais para "velhos jornalistas" e o que pauta os grandes veículos de comunicação - e como muita coisa importante (ainda) fica de fora. Ah, nas dicas ao fim do programa tem nudez d'As Amazonas (mas não se empolguem muito não).
55:08
October 02, 2021
#11 Lei da videochamada em UTIs, mudanças climáticas impactam a saúde e buraco gigante na camada de ozônio. Convidado especial: Marcus Lacerda
Por que a notícia de um crime passional engaja (muito) mais que reportagem sobre a ameaça planetária da destruição da camada de ozônio? O debate proposto por Liege Albuquerque para este espisódio das Amazonas rendeu altas reflexões com nosso convidado especial, o infectologista Marcus Lacerda. Também conversamos sobre os impactos do aquecimento global para a saúde humana (spoiler: o mosquito da malária está adorando as mudanças climáticas) e sobre a recém sancionada Lei Maria Albani, que tenta humanizar o ambiente de UTI assegurando aos pacientes direito a uma videochamada por dia. Vacinas, cloroquina, Covid-19, fake news, haters e um recém descoberto talento para crônicas completam este episódio.
01:16:31
September 24, 2021
#10 Vacinação de adolescentes, cachorros na Justiça e Lei da Sacola Plástica. Convidados especiais: Duhigó e Carlysson Sena
As Amazonas recebem a primeira artista indígena do Amazonas a emplacar uma obra no acervo permanente do MASP. Duhigó, que pinta memórias na tentativa de manter vivas as narrativas do povo Tukano, conversou com Aruana Brianezi, Daniela Assayag e Liege Albuquerque sobre como encontrou na arte fonte de sustento e expressão. Carlysson falou de como cresceu como galerista ao acompanhar a carreira de Duhigó e do trabalho de "formiguinha" que a Manaus Amazônia Galeria de Arte faz para girar as engrenagens da economia criativa. Dos temas da semana, selecionamos para o debate o perturbador recuo do Governo Federal na vacinação de adolescentes; uma recente decisão da Justiça do Paraná, que aceitou os cães Rambo e Spyke como autores de ação contra seus ex-tutores; e a Lei 485, de 7 de maio de 2021, que proíbe a distribuição de sacolas plásticas em estabelecimentos comerciais de Manaus a partir de 30 de setembro. Informação, opinião e muita história de vida. Nosso espisódio #10 tem tudo isso e muito mais. Spoiler: tem até uma mensagem em Tukano para amigos e parentes de Duhigó em Paricachoeira. 
01:07:46
September 17, 2021
#9 Episódio temático sobre Saúde Mental. Convidadas especiais: Alessandra Pereira e Bhia Borges
O episódio de número nove d'As Amazonas é temático e "certeiro". Neste Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, 10 de setembro, recebemos a psiquiatra Alessandra Pereira e a apresentadora Bhia Borges para conversar sobre saúde mental. Bhia falou da importância de buscar informações sobre o tema e contou que foi durante uma série de entrevistas sobre saúde mental que ela percebeu que precisava de ajuda e começou fazer tratamento para depressão. Alessandra orientou amigos e familiares sobre como acolher pessoas com a doença (spoiler: mais ouvido e menos conselho) e reforçou a importância de uma rede de apoio para quem enfrenta a depressão. Também conversamos sobre os efeitos da pandemia, depressão na gravidez, componentes hereditários da doença, as "ginásticas" que podemos fazer para tentar manter a mente protegida e sobre a necessidade de colocar essa pauta no nosso dia a dia. 
01:15:53
September 10, 2021
#8 Antivacinas, rabdomiólise e queimadas na Amazônia. Convidado especial: Tobias Bradford
No oitavo episódio d'As Amazonas, recebemos no estúdio o porta-voz da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, Tobias Bradford, com quem conversamos sobre pandemia, vacinas, meio ambiente e empreendedorismo feminino. Como temas da semana, as jornalistas Aruana Brianezi, Daniela Assayag e Liege Albuquerque destacaram o surto de rabdomiólise (doença da urina preta) no Amazonas, com possível contaminação por peixes da região, o assustador movimento mundial antivacinas e os índices crescentes de desmatamento da floresta amazônica, com os crimes ambientais concentrados no Sul do Estado do Amazonas. E nosso episódio #8 tem ainda uma ótima surpresa: o lançamento da nova música do Palavra Cantada, chamada "Amazônia".
01:02:27
September 03, 2021
#7 Episódio temático 'Pessoas com Deficiência'. Convidadas especiais: Ingrid Mendonça e Nancy Segadilha
Vamos logo avisando que um episódio foi pouco para tanta história linda pois os microfones d'As Amazonas foram abertos para duas pessoas com deficiência, atuantes em suas profissões e exemplos de vida. E a data não poderia ser mais significativa: na Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, recebemos a psicóloga Ingrid Mendonça e a advogada Nancy Segadilha para um papo reto sobre mobilidade, educação inclusiva, capacitismo, preconceito e perrengues intermináveis, que são enfrentados por elas sempre - ou quase sempre - com otimismo e bom humor. Em uma mistura de entrevista com conversa informal (e pitadas de desabafo coletivo), nosso episódio #7 é o primeiro temático. E que tema, gente! 
59:16
August 27, 2021
#6 Afeganistão, variante delta e castanha 'da Bolívia'. Convidado especial: Sylvio Puga
No sexto episódio de As Amazonas recebemos o reitor da Universidade Federal do Amazonas, Sylvio Puga. Na pauta, o projeto que deve criar a maior turma de todos os tempos da Ufam, reunindo alunos dos 61 municípios do interior do Estado. Também conversamos sobre os desafios do ensino público, mudanças no mercado de trabalho e a condução da universidade na pandemia. Das notícias da semana, trouxemos para o podcast a ameaça às mulheres com a ascensão do Talibã no Afeganistão, a chegada da variante delta ao Amazonas (e a importância de vacinação) e a "pernada" que o Brasil levou da Bolívia na produção de... castanha-do-Brasil.
01:09:13
August 20, 2021
#5 Gasolina sobe sem parar, aquecimento global e mapa de ancestrais. Convidado especial: Sandro Viana
A medalha olímpica que demorou 11 anos para chegar às mãos de seu predestinado dono, o atleta amazonense Sandro Viana, esteve no estúdio de gravação do episódio #5 do podcast As Amazonas e inspirou um papo muito bacana sobre superação, desafios e sacrifícios. Sandro, que parou de competir em 2019 e hoje atua como atleta-guia da Seleção Paralímpica, também conversou com Aruana Brianezi, Daniela Assayag e Liege Albuquerque sobre os temas da semana. Neste episódio, falamos de "uber, universidade e gasolina", o irrefreável aquecimento global e uma nova "moda", que tem lá sua utilidade: os testes genéticos que mapeiam origens dos ancestrais.
01:09:51
August 13, 2021
#4 Ciclovias em Manaus, gazeteiros da vacina e LGPD. Convidada especial: Débora Mafra
Na véspera dos 15 anos da Lei Maria da Penha, recebemos a titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher, Débora Mafra, para uma conversa descontraída sobre um tema muito sério: violência doméstica. Neste episódio, falamos também sobre a morte do ciclista Saulo Alves Ferreira (e sobre a urgência de Manaus ter, de fato, ciclovias), sobre as mais de 30 mil pessoas que não foram tomar a segunda dose da vacina contra Covid na capital e sobre as sanções para quem descumprir a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoas (LGPD), que entraram em vigos esta semana.   
01:07:59
August 06, 2021
#3 Bug no Lattes, Nestor Nascimento e Simone Biles. Convidada especial: Jeane Benoliel Carvalho
Vem se emocionar com a gente! Ex-cunhã do Caprichoso, Jeane Benoliel revelou detalhes do câncer no pulmão que ela descobriu por causa da Covid - e de como a doença a levou a um reencontro com Deus. Ela também participou da conversa sobre os assuntos da semana: falha nas plataformas do CNPQ, a tentativa de se "apagar" o líder negro Nestor Nascimento do nome de praça em Manaus e o caso Simone Biles, que colocou nos holofotes mundiais a importância de cuidarmos da saúde mental.
01:04:36
July 30, 2021
#2 Viagens espaciais, aumento dos flutuantes em Manaus e uso consciente das redes sociais. Convidado especial: Omar Aziz
O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz, conversou com as Amazonas sobre temas escolhidos pelas jornalistas e também sobre os assuntos que têm mobilizado o País desde abril, quando o STF determinou a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito: vacinas, cloroquina, terabytes de dados e prevaricação.
01:07:46
July 23, 2021
#1 Fundo eleitoral, voto impresso e a busca da felicidade. Convidado especial: Sérgio Freire
Nesse episódio, contamos com a participação do professor, linguista e psicólogo Sérgio Freire para comentar a "turbinada" no Fundo Eleitoral aprovada pelo Congresso, a possibilidade de termos voto impresso nas urnas em 2022 e a relação entre dinheiro e felicidade. Autor do livro  "Amazonês", Freire conversou com As Amazonas sobre língua portuguesa, redes sociais e emojis. ;)
01:01:28
July 16, 2021
#Piloto Quem somos, sommelier de vacina, sobrepeso na pandemia e nova geração com queda de Q.I.
Conheça quem são As Amazonas. Neste episódio, conversamos sobre os sommeliers de vacinas, sobrepeso na pandemia e a nova geração com queda de Q.I. Opinião baseada em informação apurada e publicada em veículos de credibilidade.
33:08
July 09, 2021