Skip to main content
Saúde É Pública

Saúde É Pública

By Assessoria de Comunicação FSP-USP
Nossa missão é trazer ao grande público temas transversais da saúde pública. Ao divulgar a Faculdade de Saúde Pública da USP em suas vertentes institucionais de ensino, pesquisa e extensão universitária, pretendemos mostrar que a saúde pública está em todo lugar, em diferentes âmbitos da vida. A cada 15 dias, um novo episódio, produzido pela equipe de Comunicação da FSP-USP em parceria com a Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP) e também com a Rádio USP. O projeto conta com a participação de funcionários, estagiários, alunos e professores da FSP-USP. Música de abertura: TIN - "Ticking"
Where to listen
Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

Jornada Universitária da Saúde
Carine Magnago, Helena Watanabe, Rafaela Pombal e Sarah Alves são as quatro convidadas do 31º episódio do podcast “Saúde é Pública”. Elas falam sobre um dos mais queridos projetos de extensão universitária da USP, a Jornada Universitária da Saúde (JUS). Há  15 anos, a JUS envolve estudantes de diversos cursos da área da saúde da US, como medicina, enfermagem, saúde pública, nutrição, psicologia e fisioterapia, para atuar na educação e promoção da saúde em cidades do interior de São Paulo. A cada ciclo de três anos, uma nova cidade é escolhida para ser sede das atividades promovidas pelos alunos. Os jornadeiros, como são conhecidos, se organizam e se preparam para visitar uma vez por ano essas cidades, geralmente no mês de setembro, na Semana da Pátria. Conheça esse bonito trabalho no novo episódio do "Saúde é Pública''. O podcast da FSP-USP está disponível nos diversos agregadores de podcast e no Youtube Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube:  Faculdade de Saúde Pública da USP
21:02
September 28, 2022
Presença de fármacos e cafeína na água
Ana Carla Coleone de Carvalho, autora da tese de doutorado “A presença de fármacos e cafeína em água superficial e destinada ao consumo humano”, participa do 30º episódio do “Saude É Pública”, o podcast da FSP-USP. O orientador do trabalho, professor Wanderley da Silvia Paganini, do Departamento de Saúde Ambiental da Faculdade de Saúde Pública da USP, também foi entrevistado. Ana Carla fala da sua pesquisa, que verificou a presença de cafeína e de 9 fármacos de diferentes classes tanto na água bruta que abastece uma Estação de Tratamento de Água (ETA), quanto na água tratada após um tratamento convencional. Segundo os pesquisadores, houve “remoção completa de todos os compostos após o tratamento”. Quer saber como eles fizeram a pesquisa e conhecer detalhes desse trabalho? Ouça a entrevista na íntegra, disponível em diversas plataformas de áudio. O episódio destaca ainda os 10 anos de aniversário do Sustentarea, que comemora com um evento entre os dias 27 e 29 de setembro. Na seção Boletim, o podcast convida o público para saber mais sobre a nova campanha do Estudo Nutrinet que está rolando nas redes sociais. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP.   Site: www.fsp.usp.br  Instagram: @fsp.usp  Facebook: @Saude.Publica.USP  Twitter: @fsp_usp  LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP  Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
15:01
September 14, 2022
Café faz bem para a saúde?
As origens do cultivo do café remontam há muitos séculos, na Etiópia, país da África Oriental. Mas foi somente a partir dos árabes que essa bebida se popularizou e começou a se espalhar pelo mundo, aproximadamente pelo século 16. No Brasil, o café chegou por volta de 1730. Em meados de 1840, já era o principal produto de exportação brasileiro. A partir daí, a sua importância no país foi cada vez maior, como bem mostra a história. Mas será que consumir café faz mal à saúde? Assim como muitos outros alimentos que entram e saem de “moda”, o café também teve seu momento de glória e demonização. Para esclarecer tudo o que se sabe sobre o café, o podcast “Saúde É Pública” trouxe no seu 29º episódio uma entrevista com a professora  Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres, coordenadora do Laboratório de Componentes Alimentares e Saúde (LACAS). Os pesquisadores do LACAS estudam as propriedades do café desde 2007 e chegaram a algumas descobertas interessantes sobre as propriedades da bebida. Ficou interessado? Ouça este episódio, que traz ainda uma homenagem especial ao Dia do Nutricionista, 31 de agosto. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube:  Faculdade de Saúde Pública da USP
14:13
August 31, 2022
Agosto Dourado: Construindo redes de apoio na amamentação
A amamentação é um período cheio de desafios para a mãe e o bebê. Uma fase que requer grandes adaptações é também o momento em que eles precisam se separar quando a mulher retorna ao trabalho e, em geral, o bebê vai para a creche. A escola, o trabalho, a família e também os profissionais de saúde devem estar implicados na proteção da amamentação, para que não ocorra o desmame precoce nessa fase. No Agosto Dourado, mês dedicado à promoção do aleitamento materno, o podcast “Saúde É Pública” produziu um episódio especial sobre esse tema. Três entrevistadas dão dicas e comentam o apoio necessário à mulher nesse momento de separação mãe-bebê. Nutricionista do Centro de Saúde Escola Geraldo Paula Souza (CSEGPS) da FSP-USP, supervisora de estágios e orientadora de trabalhos de conclusão do curso de Nutrição na FSP-USP, Viviane Laudelino aborda a sua experiência profissional em Unidade Básica de Saúde e sua atuação bastante ativa nas redes sociais sobre temas envolvendo nutrição e alimentação, inclusive aleitamento. Além de mestre e doutora em saúde pública, ela é responsável pelo perfil @maternidadesemneura e mãe da Manuela. A enfermeira Thaís Rojas, ex-participante do grupo Matrice, traz uma perspectiva pessoal relacionada ao apoio à amamentação em seu retorno ao trabalho e fala de como ela interagiu no ambiente escolar do filho. Juliana Luzio, mãe da Larissa, nutricionista infantil e de família e consultora de amamentação, comenta a sua atuação no Leite Materno na Escola (LEME), uma organização da sociedade civil criada por mães com o objetivo de promover, proteger e apoiar o direito à amamentação. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel.  Artes e pós-edição: Maria Carolina Milaré Albuquerque. Locução: Sylvia e Maria Carolina. Os episódios também são disponibilizados no canal da FSP-USP no Youtube. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP
24:46
August 17, 2022
Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar do Brasil (PNAE)
O Programa Nacional de Alimentação Escolar do Brasil (PNAE) é uma das políticas públicas de nutrição mais abrangentes e eficazes do mundo e reconhecida internacionalmente. Criado em 1950, o programa já passou por diversos nomes e formatos e atualmente oferece cerca de 10 bilhões de refeições ao ano, com um repasse médio anual de 40 bilhões de reais. Apesar de sua importância, não possuía um instrumento de avaliação de sua efetividade. Pelo menos até agora. Isto porque uma tese de doutorado recém-defendida pelo Departamento de Nutrição da FSP–USP se propõe justamente a criar e validar indicadores de avaliação desse importante programa. A tese “Desenvolvimento e validação de indicadores para avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar” é discutida no 27º episódio do “Saúde É Pública”, o podcast da FSP-USP. A autora, Daniela Bicalho, e a orientadora do trabalho, professora Betzabeth Slater Villar, explicam na entrevista como criaram e validaram um indicador votado a avaliar o PNAE. O PNAE oferece alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública. Porém, o programa poderia avançar em termos de planejamento estratégico a partir de indicadores de avaliação, especialmente tendo em vista as diversidades étnicas, as necessidades nutricionais por faixa etária e as condições de vulnerabilidade social do Brasil. Conheça como o instrumento de avaliação do PNAE foi criado e a importância do trabalho desenvolvido pelas pesquisadoras acessando a entrevista na íntegra. Este episódio contou com a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro, edição e artes: Maria Carolina Milaré Albuquerque. Locução: Maria Carolina e Emily Gondim. Entrevista: Natália Milena. Os episódios também são disponibilizados no Canal da FSP-USP no Youtube. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP.  Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp  Facebook: @Saude.Publica.USP  Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP 
14:12
August 03, 2022
Déficit de altura e saúde nutricional da criança
Que o Brasil voltou ao mapa da fome não é novidade, tanto que a retomada de campanhas como a Ação da Cidadania remete a 30 anos no passado, quando 32 milhões de pessoas passavam fome no Brasil. O quadro atual é ainda mais assustador, com 116 milhões de pessoas vivendo em insegurança alimentar. As políticas sociais pioraram na última década e isto se refletiu também no quadro nutricional das crianças. É o que mostra o 26º episódio do “Saúde É Pública”, o podcast da FSP-USP. O Prof. Wolney Lisboa Conde, coordenador do Laboratório de Estudos Populacionais da FSP-USP (Lanpop), e a estudante do curso de Bacharelado em Nutrição da FSP-USP, Elaine Ávila, estagiária do laboratório, vêm levantando dados sobre a evolução do Déficit de Altura por Idade (DAI), e os resultados não são animadores. A pesquisa do Lanpop revela que a situação do Brasil piorou e a hipótese é de que a taxa DAI vem refletindo o aumento da pobreza e da concentração de renda, sobretudo ocorrida entre os anos de 2016 e 2019, mostra o professor. Em 2019, a prevalência de DAI foi igual à de 2006, isto é, 7%. Em 2006, a taxa DAI para crianças entre 1 e 2 anos de idade era de 10%, uma taxa considerada elevada. A evolução do DAI revela um retrocesso do que ocorreu até 2015, quando o país vinha cumprindo a meta de reduzir em 50% as taxas de desnutrição em crianças. A classificação DAI, feita com base na curva de crescimento para a idade segundo parâmetros definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é um indicador internacional para saber como anda a evolução da desnutrição infantil nos países.O monitoramento do indicador do crescimento infantil representa a síntese individual da saúde infantil. No 26º episódio do “Saúde É Pública”, vamos entender o DAI, quais são os impactos da desnutrição infantil e um pouco do trabalho desenvolvido pelo Lanpop. Alguns resultados dessas pesquisas vêm sendo divulgados no perfil do Lanpop nas redes sociais. Confira a série de posts publicados no Twitter sobre o assunto. Este episódio teve a coordenação editorial de Silvia Miguel. Roteiro: Silvia e Emilly Gondim. Edição: Emily. Artes e fotografia por Maria Carolina Albuquerque. Apresentação: Emilly e Maria. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
20:59
July 20, 2022
A Atenção Básica, o SUS e a COVID-19
A partir de uma amostra de 945 UBS de todo o país, uma pesquisa coordenada pela Profa Aylene Bousquat, da FSP-USP, descobriu pontos cruciais sobre a saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Por exemplo, embora não fosse de sua responsabilidade, muitas UBS passaram a atender casos de COVID-19 grave e longa. No 25º episódio do “Saúde É Pública”, a Profa. Aylene conta como foi e quais os principais resultados da pesquisa “Desafios da Atenção Básica no enfrentamento à pandemia de COVID-19 no SUS”. Tendo em vista a já conhecida sobrecarga de trabalho dos profissionais de saúde, a precária estrutura do sistema e o desfinanciamento do SUS, se um planejamento sistemático não for feito, o cenário que se descortina num futuro próximo não é dos melhores. Saiba mais, na entrevista, sobre a situação que a professora chamou de “tríade explosiva”. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro, locução, edição e pós-edição: Sylvia Miguel. Locução e artes: Maria Carolina. Participação: Emily Gondim. Link da matéria completa: https://www.fsp.usp.br/site/noticias/mostra/36055 Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
22:59
July 06, 2022
Os rumos da 75ª Assembleia Mundial da Saúde
Durante os dias 22 e 28 de maio último foi realizada a 75ª Assembleia Mundial da Saúde na cidade de Genebra na Suíça. O grande foco dos debates entre os representantes dos Estados-membros foi a questão do protagonismo da OMS na coordenação da saúde global e a sua atuação muito criticada durante a pandemia da COVID-19. Em entrevista ao 24º episódio do “Saúde É Pública”, o podcast da FSP-USP, a professora Deisy Ventura, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Global e Sustentabilidade da FSP-USP, conta que a entidade não conseguiu se colocar à altura de dar uma resposta aos Estados no sentido de se manter responsável pela coordenação das ações globais de saúde. A convidada também falou sobre a questão de campanhas centralizadas de saúde não serem a solução para o enfrentamento de pandemias. E ainda, como foi a participação dos representantes brasileiros nesse grande encontro mundial sobre saúde. Este episódio contou com a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro, locução, edição, pós-edição e artes: Maria Carolina. Participação de Emily Gondim. Link da matéria completa: https://www.fsp.usp.br/site/noticias/mostra/36055 Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
24:16
June 22, 2022
Varíola de macacos: devemos nos preocupar com uma epidemia?
Ainda não estão esclarecidos os motivos da chamada varíola de macacos estar se espalhando em diversos países, com um aumento do número de casos a cada dia. Apesar da doença apresentar sintomas mais brandos e uma letalidade menor em relação à varíola humana, os surtos do Monkeypox vírus devem ser monitorados de perto, com o risco da doença se tornar endêmica fora do continente africano. O alerta é do Prof. Eliseu Waldman, do Departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da USP, convidado deste 23º episódio do “Saúde É Pública”. Waldman explica o curso das epidemias de varíola humana no Brasil, compara episódios da evolução da varíola de macacos no mundo, traz detalhes sobre a segurança das vacinas contra essas doenças e comenta ainda os aspectos que demandam atenção dos países e das autoridades sanitárias. E comenta ainda as expectativas sobre a COVID-19, tendo em vista a proximidade do inverno, quando, via de regra, aumentam os casos de doenças respiratórias. Link da matéria completa: https://bit.ly/3tguFOa Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Locução: Sylvia e Maria Carolina. Participação: Emily Gondim. Pós-edição e artes: Maria Carolina. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
31:23
June 08, 2022
Alimentos e saúde mental
Alguns alimentos podem influenciar tanto o humor quanto a saúde mental. Devido às suas propriedades, alguns nutrientes exercem papel importante na modulação da inflamação e na neuroplasticidade cerebral, que impactam de forma significativa a saúde mental. Essa relação entre alimentação e saúde mental é o tema do 22º episódio do “Saúde é Pública”. A convidada é a engenheira de alimentos Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres, professora do Departamento de Nutrição da FSP-USP e coordenadora do Laboratório de Componentes Alimentares e Saúde (LACAS). Na entrevista, a professora destaca o papel de alguns grupos de alimentos que favorecem o melhor desempenho do equilíbrio físico e mental. Ela comenta também a respeito de uma linha de pesquisa sobre as propriedades de alimentos como o café e o guaraná da Amazônia. Destaca ainda a importância do melhor uso da biodiversidade brasileira para uma alimentação mais saudável e sustentável. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Artes e pós-edição, Maria Carolina. Locução: Sylvia e Maria Carolina. Participação: Natália e Emily Gondim. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP
21:09
May 25, 2022
Imigrantes haitianos em São Paulo
A tese "Haitianos em São Paulo – exclusão, invisibilidade social e sofrimento social", recém-defendida na FSP-USP pelo sociólogo José Ailton Rodrigues dos Santos, é o tema do 21º episódio do podcast “Saúde É Pública”. Em sua segunda temporada, o projeto expande sua temática, trazendo entrevistas multissetoriais para mostrar as diversas interfaces da saúde pública. A pesquisa mostra a trajetória dos imigrantes haitianos na capital paulista, desde sua saída, em Porto Príncipe, capital do Haiti, até chegar a São Paulo. Na condição de ativista negro e militante dos Direitos Humanos, Ailton se misturou a essa população desde 2004, quando o Exército Brasileiro foi para o Haiti, atendendo aos apelos da Organização das Nações Unidas (ONU). No trabalho, o sociólogo propõe um olhar para novas diretrizes políticas de acolhimento humanitário a esses e a outros imigrantes que chegam ao Brasil com esperanças de condições de vida digna. Para o pesquisador, o país está longe de atender ao previsto na lei do imigrante. “Como sociedade, ainda temos um longo caminho para superar a mentalidade preconceituosa contra o imigrante, em especial contra o imigrante negro”, diz. Na entrevista, Ailton conta como foi a experiência de ser testemunha ocular da rotina de vida dos haitianos em São Paulo. A entrevista foi feita pela ex-estagiária da Assessoria de Comunicação da FSP-USP, Taís Melo. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Artes e pós-edição, Natália Milena. Locução: Sylvia, Natália e Emily Gondim. Acompanhe o site e as redes sociais da Faculdade de Saúde Pública da USP. Site: www.fsp.usp.br Instagram: @fsp.usp Facebook: @Saude.Publica.USP Twitter: @fsp_usp LinkedIn: Faculdade de Saúde Pública da USP Youtube: Faculdade de Saúde Pública da USP Não esqueça de dar o seu like!
27:01
May 11, 2022
O Registro de Câncer de Base Populacional de São Paulo
O 20º episódio do podcast “Saúde É Pública” mostra o trabalho do Registro de Câncer de Base Populacional de São Paulo (RCBP-SP), um importante centro de dados sobre os diversos tipos de câncer, sediado na Faculdade de Saúde Pública (FSP-USP). A coordenadora, Profa. Maria do Rosário, conta um pouco da história e da importância desse centro para a epidemiologia do câncer na cidade de São Paulo, denunciando as dificuldades encontradas pelos pesquisadores em manter essa base de dados. Entre elas, a forma como as mudanças no financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) podem prejudicar alguns serviços específicos da saúde. Entenda melhor esse relevante sistema de informação de oncologia. A entrevistada é Professora do Departamento de Epidemiologia da FSP-USP. Este episódio teve a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Artes e edição de Emilly Gondim. Roteiro: Sylvia e Emily. Apresentação: Emily e Júlia Castanha.
14:47
April 27, 2022
O mapeamento jurídico do horror
O convidado do 19º episódio do podcast “Saúde É Pública” é o Prof. Fernando Aith, que conta detalhes sobre o estudo que deu base para a criação da CPI da COVID-19. Mais de 4 mil normas jurídicas foram juntadas no “Mapeamento e análise das normas jurídicas da União e dos Estados em resposta à COVID-19 no Brasil”. O trabalho encabeçado pelo Prof. Fernando Aith e pela Profa. Deisy Ventura, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP, possibilitou a instalação da CPI. A CPI finalizou seus trabalhos em dezembro de 2021, revelando não só desmandos e omissões, mas também corrupções graves na condução da pandemia no Brasil. Ouça a entrevista na íntegra! Conheça os boletins do CEPEDISA: https://cepedisa.org.br/ Siga o canal na sua plataforma preferida de podcasts e receba as notificações de novos episódios!
35:37
April 13, 2022
Estudo CASULO em Paraisópólis
A COVID-19 continua ressurgindo em surtos em diversos países. Em áreas de grande vulnerabilidade social, o desafio de combate e controle da contaminação é ainda maior. Nos primeiros meses da pandemia, quando a doença matava essencialmente pobres da periferia, surgiu o projeto CASULO, um estudo de monitoramento de pacientes realizado no Complexo Paraisópolis, considerado a segunda maior favela da cidade de São Paulo, localizada na Zona Sul da capital. O estudo ocorreu num momento em que não se conhecia muito sobre o vírus e nem sobre a evolução da doença. Naqueles meses tenebrosos, as únicas medidas efetivas de proteção eram o uso de máscaras, o distanciamento físico e a higiene das mãos. Mas como introduzir tais medidas sanitárias, numa comunidade em que as pessoas possuem prioridades mais urgentes, como comprar comida e itens pessoais básicos? Os pesquisadores entraram na favela e foram entender as formas de intervenção possíveis para tentar frear a disseminação da doença. O projeto CASULO, supervisionado pela professora Aylene Bousquat, do departamento de Política, Gestão e Saúde daqui da Faculdade, é o tema do novo episódio do “Saúde É Pública”. A pós-doutoranda Patrícia Sampaio Chueiri, da FSP-USP, fala sobre esse trabalho numa entrevista concedida à estudante de Audiovisual da Escola de Comunicações e Artes, Taís Melo, ex-estagiária da Ascom da FSP-USP. Saúde É Pública – o podcast da FSP-USP Episódio 18 – 2ª temporada: “Estudo CASULO em Paraisópolis” Participação:  Pós-doutoranda Patrícia Sampaio Chueiri, da FSP-USP.
18:25
March 30, 2022
Apagão de dados na saúde
No dia 10 de dezembro de 2021 o site do Ministério da Saúde ficou fora do ar após um ataque hacker. Cerca de 50 terabytes de dados foram roubados e só seriam devolvidos mediante o pagamento de dinheiro. Na tarde do domingo seguinte à invasão, o Governo brasileiro informou que tinha conseguido recuperar as informações e que não haviam ocorrido perdas. Contudo, a recuperação plena dos sistemas do Ministério da Saúde só aconteceu mais de um mês após o ocorrido. O fato levou a uma defasagem dos dados oficiais sobre a real situação da pandemia no Brasil. Neste episódio do “Saúde É Pública”, conversamos com a professora Zilda Pereira da Silva, do Departamento de Epidemiologia da FSP-USP, para entender como isso afetou o processo de enfrentamento da pandemia durante esse momento crítico de apagão de dados e quais foram as consequências disso para o monitoramento epidemiológico e planejamento relativa à COVID-19 no Brasil. Após três meses do ocorrido, levantamos alguns questionamentos: Por que tanta demora para a normalização dos sistemas? O que foi feito para assegurar a segurança dos dados da população brasileira? Algum culpado já foi encontrado? O Governo cogita medidas de proteção de dados para evitar episódios semelhantes? Este podcast tem a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro, edição e artes de Emily Gondim. Locução: Emily e Júlia Castanha dos Santos. Voz nas vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Agradecimento: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Ouça também pelo canal da FSP-USP no Youtube. Saúde É Pública – o podcast da FSP-USP Episódio 17 - 2ª temporada: “Apagão de dados na saúde” Participação:  Profa. Zilda Pereira da Silva Ouça na sua plataforma preferida.
19:26
March 16, 2022
Especial Semana de Recepção
Passar no vestibular é uma enorme conquista para todo vestibulando; e passar numa universidade pública e gratuita é um evento grandioso! Para celebrar esta etapa de passagem, a Universidade de São Paulo prepara, todo ano, uma programação de boas-vindas aos novos ingressantes.  Um acontecimento tão importante não poderia passar em branco. Foi pensando nisso que nossa equipe de comunicação preparou um episódio especial do podcast “Saúde É Pública”. A Faculdade de Saúde Pública da USP recebe a todes de braços abertos, com uma programação incrível para calouro nenhum ficar de fora dessa rica vida acadêmica que está só começando. Parabéns aos novos ingressantes!  Para ficar por dentro da programação da Semana e de tudo o que rola na faculdade,  não deixe de seguir nosso site e nossas páginas oficiais nas redes sociais. E, claro,  vá na sua plataforma preferida de tocador de podcasts e siga o nosso “Saúde É Pública”, que traz entrevistas muito importantes para você, que está entrando no mundo da saúde pública e da nutrição! Clique aqui para ver a programação completa da Semana de Recepção aos Calouros 2022.
29:07
March 10, 2022
Mudanças climáticas e cidades
A urgente adaptação das cidades às mudanças climáticas é o tema que abre a 2ª temporada do “Saúde É Pública”. Neste 16º episódio, entrevistamos a professora Gabriela Marques di Giulio, do Departamento de Saúde Ambiental da Faculdade de Saúde Pública da USP. A cientista integra um grupo interdisciplinar financiado pelo CNPq e sediado na FSP-USP, que busca entender como as configurações das cidades podem ajudar no avanço ou no retrocesso das adaptações às mudanças climáticas. No que diz respeito à dinâmica local do planejamento urbano, a combinação de pressões do setor privado e fiscalização insuficiente afeta negativamente a capacidade das cidades consolidarem as intervenções de adaptação, como ela mostra em um artigo recém-publicado na revista científica Climate Change. As pesquisas vêm sendo conduzidas pelo grupo interdisciplinar do  CiAdapta. Veja mais informações do grupo, que já entra na sua segunda fase de investigações: (link da matéria do site ) Este podcast tem a coordenação editorial de Sylvia Miguel, que também produziu roteiro e edição deste episódio. Finalização e artes: Taís de Melo Morais. Voz nas vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Agradecimento: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Músicas: Lábios, Pixies e Ticking (TIN) @tin_moosic
32:49
March 03, 2022
Vacinação Infantil
O “Saúde É Pública”, o podcast da FSP-USP, chega ao seu último episódio da 1ª temporada com uma reflexão sobre um tema que ocupou grande parte da cobertura da mídia nas últimas semanas. A consulta pública para vacinar crianças contra a COVID-19 foi uma forma de politizar as vacinas, segundo analistas. Isso agrava ainda mais um quadro que já preocupa especialistas há algum tempo, que é a queda crescente da vacinação no país. A cobertura vacinal brasileira já foi considerada uma referência mundial. Marcado por números ruins, 2020 foi também o ano da pior cobertura vacinal em 25 anos. A queda nos índices de vacinação vem reacendendo temores do retorno de doenças que já estavam controladas ou erradicadas, como a poliomielite, o sarampo e outras. Neste 15º episódio e último da 1ª temporada, conversamos com a professora Ana Paula Sayuri Sato, do Departamento de Epidemiologia da FSP, sobre a cobertura vacinal infantil no Brasil. Especialista no tema, ela faz um alerta e explica como a baixa cobertura vacinal abre espaço para o retorno de doenças já controladas ou erradicadas. Os episódios do “Saúde É Pública” estão disponíveis em várias plataformas de podcasts e também no canal da FSP-USP no YouTube. Inscreva-se e não perca as entrevistas! O “Saúde É Pública” retorna no dia 2 de março de 2022 com mais entrevistas e pautas sugeridas pelos ouvintes. Aproveite e envie seus comentários e sugestões de pautas que gostaria de ouvir na 2ª temporada. Este episódio teve a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro: Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Apresentação: Júlia e Taís Melo de Moraes Pós-edição: Taís. Artes: Júlia. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: Professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA USP. Siga nossas redes sociais: Instagram: @fsp.usp Facebook: Faculdade de Saúde Pública Twitter: @fsp_usp
18:46
January 19, 2022
Inteligência artificial e saúde
Desde o momento que acordamos até a hora de dormirmos, os algoritmos dominam a nossa vida. Eles aprendem com nossas interações nas redes sociais, entendem e interagem com os nossos aplicativos de transporte, trabalho e entretenimento e nos acompanham até o momento que vamos dormir. E como eles atuam na área da saúde? O professor Alexandre Chiavegatto Filho, do Departamento de Epidemiologia da FSP-USP,  entrevistado do 14º episódio do Saúde É Pública, discute os prós e os contras da inteligência artificial no dia-a-dia e, em especial, nos diagnósticos e prognósticos de saúde. Chiavegatto coordena o Laboratório de Big Data d Análise Preditiva em Saúde da FSP-USP, voltado ao desenvolvimento de algoritmos de inteligência artificial (machine learning) para melhorar decisões em saúde. O professor faz um chamado para estudantes e pesquisadores a conhecer e participar das atividades do laboratório. Chiavegatto disponibiliza gratuitamente suas aulas ministradas sobre inteligência artificial no canal do laboratório no Youtube. Os episódios do “Saúde É Pública” também estão disponíveis no canal da FSP-USP no YouTube. Inscreva-se no canal e não perca as entrevistas! Este episódio teve a coordenação editorial, roteiro, edição e pós-edição de Sylvia Miguel. Apresentação: Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Finalização: Julia. Artes: Julia. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA USP. Gostou do episódio? Comente no nosso Q&A. Deixe seus comentários e sugestões de temas.
36:02
January 05, 2022
Meio ambiente e pandemia - especial de fim de ano 2021
O “Saúde É Pública” chega ao final de um ciclo, após 6 meses e mais de 230 horas de conteúdos, com mensagens de fim de ano dos professores da Faculdade de Saúde Pública da USP. Na seção de entrevistas, a convidada é a professora Helena Ribeiro. Num momento em que a Ômicron e uma nova cepa da Influenza surgem como novas ameaças, ela explica de que forma as pressões sobre o ambiente impactam a saúde humana. Este episódio teve a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Apresentação: Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Pós-edição: Sylvia. Artes: Emily Gondim. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
24:04
December 22, 2021
Precisamos de uma agência reguladora em saúde?
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, passou a ser um dos grandes assuntos midiáticos durante a pandemia. Mas você sabe porque ela foi criada e para que ela serve? O professor Gonzalo Vecina, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da FSP-USP,  conta o contexto da criação desse organismo no Brasil. Uma história que vale a pena ser conhecida e relembrada, e que se confunde com a trajetória deste que é um dos mais renomados sanitaristas da atualidade. Este episódio teve a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Apresentação: Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Pós-edição:  Taís de Melo Morais e Sylvia Miguel. Artes: Julia Castanha dos Santos. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
26:47
December 08, 2021
COVID-19 e saúde da população negra
A população negra periférica sofreu mais com a COVID-19. Diversos indicadores vêm mostrando que a pandemia apenas evidenciou o racismo e as disparidades sociais de nossa sociedade. Com sua tese recém-defendida pelo Departamento de Epidemiologia da FSP-USP, o pesquisador Roudom Ferreira Moura é o entrevistado deste 11º episódio. Aproveitamos a proximidade da celebração do Dia Nacional da Consciência Negra para discutir a questão do racismo estrutural e institucional evidenciados nos indicadores de saúde. Este episódio contou com a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro, texto, edição, pós-edição e artes de Taís de Melo Morais. Apresentação: Júlia Castanha e Tais. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
28:08
November 24, 2021
Sono e pandemia: o que mudou na vida das pessoas?
Você já parou para pensar quanto tempo um indivíduo consegue sobreviver sem dormir? Como ficou o seu sono durante a pandemia? E agora com o retorno presencial, será que sentiremos efeitos em nosso organismo? Neste 10º episódio, convidamos a professora Cláudia Moreno, do Departamento de Saúde, Ciclos de Vida e Sociedade da Faculdade de Saúde Pública da USP, especialista em sono e qualidade de vida, para conversar sobre muitas curiosidades importantes sobre o sono. Este episódio teve a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro: Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Apresentação: Júlia e Taís de Melo Morais. Pós-edição: Taís. Artes: Júlia. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: Professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA USP.
27:51
November 10, 2021
Saúde bucal coletiva, um direito desconhecido
No dia 25 de outubro, comemoramos o Dia Nacional da Saúde Bucal e o Dia do Dentista. Será que socialmente e politicamente, damos a devida importância a esse tema? Aproveitamos a proximidade dessa data para entrevistar o Prof. Paulo Frazão da FSP-USP, sanitarista especializado em Saúde Bucal Coletiva. Este episódio contou com a coordenação editorial e roteiro de Sylvia Miguel. Apresentação: Sylvia e Tais de Melo. Edição: Taís. Pós-edição e artes: Tais. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: Professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP).
19:30
October 27, 2021
As campanhas dos "meses coloridos" ajudam mesmo a prevenir doenças?
Setembro Amarelo, Outubro Rosa, Novembro Azul… as campanhas dos meses coloridos para prevenção de doenças são mesmo uma medida efetiva de saúde pública? De fato ajudam na promoção da saúde? Ou podem haver malefícios, como o sobrediagnóstico? Conversamos com Danila Paquier, mestre pela Faculdade de Saúde Pública, que estudou o tema a fundo. E tem ainda um depoimento da professora Marília Louvison, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da FSP, que nos dá um panorama sobre essa temática. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Apresentação Sylvia e Júlia Castanha dos Santos. Edição e pós-edição Tais de Mello Morais. Arte: Júlia Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: Professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.
29:40
October 13, 2021
Curso "Gestão intersetorial de políticas públicas"
A FSP-USP passa a oferecer uma nova modalidade de curso, aberto e gratuito. Dividido em cinco módulos, “Gestão intersetorial de políticas públicas” segue um formato de “auto aprendizagem”, em que o aluno cumpre as etapas propostas e emite seu próprio certificado ao final do processo, conforme explica o professor Marco Akerman, neste 7º episódio do “Saúde É Pública”, o podcast da FSP-USP. Este programa teve a coordenação editorial, roteiro e edição de Sylvia Miguel. Apresentação de Sylvia e Julia Castanha dos Santos. Edição, Pós-edição e artes: Taís de Melo Morais. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
22:02
September 29, 2021
Pobreza menstrual e dignidade da mulher
A chamada pobreza menstrual, ou a falta de acesso a itens básicos de higiene durante o período de menstruação, é uma realidade que afeta a dignidade e os direitos de um grande número de mulheres. O tema está virando política pública em muitos estados e, para falar a respeito, convidamos o Prof. Jefferson Drezett, do Depto. de Saúde, Ciclos de Vida e Sociedade da FSP-USP, e também a professora Regina Célia Fiorati, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. Este episódio contou com a coordenação editorial de Sylvia Miguel. Roteiro de Julia Castanha e Tais Melo. Edição Julia e Tais. Pós-edição e artes Tais. Vinhetas Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: Professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA USP.
24:06
September 15, 2021
Ultraprocessados e vida moderna
Neste quinto episódio do “Saúde É Pública”, a nutricionista Ana Paula Bortoletto, doutora em nutrição e saúde pública, fala pra gente sobre o poder nocivo dos ultraprocessados. A entrevista faz parte das homenagens ao mês do nutricionista, que tem sua data comemorativa no dia 31 de agosto! Ana Paula comenta as soluções que os cientistas sugerem numa carta enviada à Organização das Nações Unidas, para a busca de políticas públicas efetivas nessa questão. Este episódio teve a coordenação editorial e roteiro de Sylvia Miguel. Edição, pós-edição e artes Taís de Melo Morais. Apresentação Sylvia e Taís. Vinhetas Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação do professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA USP.
17:15
August 31, 2021
Especial Feira USP e as Profissões
Preparamos um especial com depoimentos das estudantes Ana Grassi, da Turma 75 do curso de Bacharelado em Nutrição, Victória Guerra, da Turma 08 do Bacharelado em Saúde Pública, e Gabriela Murizine, da Turma 03, também de Saúde Pública. Elas contam como foi a escolha de carreira e a experiência que tiveram na Feira USP e as Profissões. O Prof. Marco Akerman é o mediador da conversa, que contou com apresentação da jornalista e também graduanda do curso de Saúde Pública da FSP-USP, Sylvia Miguel. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro  e apresentação de Sylvia Miguel. Pós-edição e artes Julia Castanha dos Santos. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP. Aqui tem mais informações, links e um vídeo sobre a Feira: https://www.fsp.usp.br/site/noticias/mostra/30993
19:57
August 27, 2021
O papel do nutricionista num mundo globalizado
Agosto é o mês do nutricionista! Para homenagear este profissional, o “Saúde É Pública” traz dois episódios especiais. Neste 4º episódio, o foco é “O papel do nutricionista num mundo globalizado”, com a professora Aline Martins de Carvalho, do Depto. de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública. Ela fala sobre as muitas facetas e as demandas da atualidade para esse profissional. Este episódio contou com a coordenação editorial, roteiro, edição e textos de Sylvia Miguel. Roteiro, textos, edição, pós-edição e artes de Taís de Melo Morais e Helena Schröter. Apresentação: Sylvia, Helena e Taís. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação e pós-produção: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
20:06
August 11, 2021
A regulamentação profissional do sanitarista
Neste episódio continuamos o tema da profissão do sanitarista, mas aprofundando a questão da regulamentação profissional. Convidamos para esta conversa duas entrevistadas: Indyara de Araújo Morais, presidente da Associação de Bacharéis em Saúde Coletiva (Abasc) e a professora Marília Louvison, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da FSP-USP. Este episódio contou com apresentação, coordenação editorial, roteiro, texto e edição de Sylvia Miguel. Pós-edição e Artes: Taís de Melo Morais. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP.  Orientação e pós-produção: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP.
23:01
July 28, 2021
O que faz um sanitarista
Neste episódio, o ex-presidente e um dos criadores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), professor Gonzalo Vecina Neto, resume o papel do sanitarista e as habilidades necessárias a este profissional que vem ganhando cada vez mais relevo diante de emergências sanitárias, como a da COVID-19. Gonzalo é professor do Departamento de Política, Gestão e Saúde da FSP-USP. Este episódio contou com apresentação de Sylvia Miguel e Mariana Carrara. Coordenação editorial, texto e roteiro: Sylvia Miguel. Edição: Mariana Carrara. Pós-edição e artes: Taís de Melo Morais. Vinhetas: Cido Tavares, da Rádio USP. Orientação e pós-produção: professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP. Agradecimento: faixa musical de abertura e encerramento: @tin_moosic.
21:29
July 15, 2021
Ambiente, saúde pública e pandemia
A reciclagem de lixo foi paralisada durante a pandemia, por representar possíveis riscos aos catadores. Os 5 R's da teoria da sustentabilidade passaram a ser mais necessários que nunca: repensar, reduzir, recusar, reutilizar e reciclar. Mas e o uso do álcool em gel e das máscaras, tão necessários na pandemia, será que estão impactando o ambiente e a saúde? De que forma? Neste episódio, a professora Helena Ribeiro, do Departamento de Saúde Ambiental da FSP-USP, responde a essas questões. Este podcast é uma parceria da FSP-USP com o professor Eduardo Vicente, da Escola de Comunicações e Artes, a ECA-USP, e com o radialista Cido Tavares, da Rádio USP. Agradecimento: @tin_moosic.
19:12
June 30, 2021
Trailer
Conheça o podcast Saúde É Pública. Vinheta: Cido Tavares (Rádio USP). Edição: Taís de Melo Morais. Agradecimento: faixa musical de abertura e encerramento: @tin_moosic.
01:10
June 30, 2021