Skip to main content
Universo Produção

Universo Produção

By Universo Produção
Debates sobre o cinema brasileiro e internacional realizados durante os eventos produzidos pela Universo Produção, responsável pela Mostra de Cinema de Tiradentes, Mostra de Cinema de Ouro Preto - CineOP, Mostra de Cinema de Belo Horizonte - CineBH e Brasil CineMundi.
Listen on
Where to listen
Breaker Logo

Breaker

Google Podcasts Logo

Google Podcasts

Overcast Logo

Overcast

Pocket Casts Logo

Pocket Casts

RadioPublic Logo

RadioPublic

Spotify Logo

Spotify

MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA OLHOS LIVRES 2
Bate-papo sobre os filmes RODSON OU (ONDE O SOL NÃO TEM DÓ), SUBTERRÂNEA e VOLTEI! da MOSTRA OLHOS LIVRES com a participação dos diretores: Ary Rosa e Glenda Nicácio – diretores do filme Voltei! (BA) Clara Chroma, Orlok Sombra – diretores do filme Rodson ou (Onde o Sol Não Tem Dó) (CE) Pedro Urano – diretor do filme Subterrânea (RJ) Mediador: Francis Vogner dos Reis – coordenador curatorial (SP)
01:09:32
January 30, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA FOCO MINAS | VALENTINA
Bate-papo sobre VALENTINA com a participação da equipe do filme: Cássio Pereira dos Santos – diretor Erika Pereira dos Santos​ – produtora e diretora de casting Pabllo Thomás – ator Pedro Diniz – ator, pesquisador e consultor do roteiro Ronaldo Bonafro – ator Mediação: Pedro Maciel Guimarães – professor e pesquisador | SP
56:57
January 30, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | EU, EMPRESA
Bate-papo do filme EU, EMPRESA com a participação da equipe do filme: Amanda Devulsky – roteiro e argumento Leon Sampaio – diretor, roteirista, montador, produtor Marcus Curvelo – diretor, roteirista, ator, montador, produtor Marisa Merlo – produtora executiva Crítica convidada: Maria Bogado | RJ Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:09:36
January 30, 2021
MOSTRA TIRADENTES - PARA ALÉM DA LUZ: FOTOGRAFIA E MISE EN SCENE
A direção de fotografia não é uma faceta meramente técnica da criação cinematográfica. Neste sentido, olhar para o que se filma significa também construir formas de enquadrar, de dar a ver a presença dos corpos e da forma como a câmera confere um ritmo para a relação entre os corpos e o mundo. Como se dá o processo de criação da direção de fotografia? Como pensar a fotografia em relação às outras áreas da realização cinematográfica?     Convidados:  • Bárbara Bergamaschi, diretora de fotografia (RJ)  • Lilis Soares, diretora de fotografia (RJ)  • Thacle de Souza, diretor de fotografia (BA)     Mediador: Marcelo Miranda - Crítico de Cinema | MG
01:11:53
January 30, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA OLHOS LIVRES 1
Bate-papo sobre os filmes AMADOR, IRMÃ e NŨHŨ YÃG MŨ YÕG HÃM: ESSA TERRA É NOSSA! da MOSTRA OLHOS LIVRES com a participação dos diretores: Isael Maxakali e Sueli Maxakali – diretores do filme Nũhũ Yãg Mũ Yõg Hãm: essa Terra É Nossa! (MG) Cris Ventura– diretora do filme Amador (GO / MG) Luciana Mazeto e Vinícius Lopes– diretores do filme Irmã (RS) Mediadora: Lila Foster –curadora (DF)
01:07:03
January 29, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | O CERCO
Bate-papo do filme O CERCO com a participação da equipe do filme: Aurélio Aragão– diretor Gustavo Bragança– diretor Liliane Rovaris – atriz protogonista Lobo Mauro – técnico de som, montador e produtor Rafael Spínola– diretor Crítico convidado: Cássio Starling Carlos | SP Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:10:06
January 29, 2021
MOSTRA TIRADENTES - PROCESSOS E FUNDAMENTOS DA CRIAÇÃO
O que a imaginação tem sedimentado em termos de uma forma e uma ética das imagens? As imagens são desdobramentos de quais desejos? O debate buscará refletir sobre as relações estéticas e políticas que o processo de criação estabelece com seus espaços, personagens e o seu tempo.Convidados: Ana Maria Gonçalves – escritora e roteirista | SP Grace Passô – atriz, dramaturga, diretora de cinema e teatro |MG Lívia de Paiva – cineasta |CE Mediação: Kênia Freitas – crítica e curadora de cinema | DF
01:24:57
January 29, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA FOCO SÉRIE 3
Bate-papo sobre os curtas da MOSTRA FOCO – SÉRIE 3 com a participação dos diretores: Júlia da Costa e Renata Mourão – diretoras de Abjetas 288 (SE) Natara Ney e Gilvan Barreto– diretores de Novo Mundo (RJ) Rafael Luan e Mike Dutra– diretores de Preces Precipitadas de um Lugar Sagrado que Não Existe Mais (CE) Mediadora: Tatiana Carvalho Costa – curadora seleção curtas | MG
01:08:53
January 28, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | A MESMA PARTE DE UM HOMEM
Bate-papo do filme A MESMA PARTE DE UM HOMEM com a participação da equipe do filme: Ana Johann– diretora e roteirista Antônio Junior–produtor Clarissa Kiste– atriz Hellen Braga – diretora de fotografia do filme Crítica convidada: Juliana Costa|RS Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:02:28
January 28, 2021
MOSTRA TIRADENTES - RODA DE CONVERSA | CINEMA COMO INTERVENÇÃO POLÍTICA
O cinema tem uma função política? Se ele tem qual seria o caminho? Elaborar uma forma que se afirme política? Como isso se daria? Buscar testemunhar o processo histórico e as lutas? O registro por si só teria força política? Ou o cinema é um meio de elaborar provocações e questionar representações noções de ação política? Se o cinema pode ser político, como ele o é? Convidados: Aiano Bemfica, diretor de Entre Nós Talvez estejam Multidões (MG/PE) Jean-Claude Bernardet e Rubens Rewald, diretores de #eagoraoque (SP) Julia Mariano, diretora de Sementes: mulheres pretas no poder (RJ) Mediação: Juliano Gomes – crítico e professor | RJ
01:21:17
January 28, 2021
MOSTRA TIRADENTES – ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA FOCO SÉRIE 2
Bate-papo sobre os curtas da MOSTRA FOCO – SÉRIE 2 com a participação dos diretores: Carlos Adelino – diretor de Ratoeira (SC) Felipe Aufiero– diretor de De Costas pro Rio (AM/PR) Gabriel Borges– diretor de Eu te Amo, Bressan (PR) Marco Antônio Pereira– diretor de 4 Bilhões de Infinitos (MG) Mediador: Felipe André Silva – curadoria curtas
01:02:45
January 27, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | KEVIN
Bate-papo do filme KEVIN com a participação da equipe do filme: Joana Oliveira– diretora, roteirista, personagem Kevin Adweko – personagem Luana Melgaço – produtora Gustavo Fioravante – desenho de som e personagem Crítica convidada: Mariana Queen | SP Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:23:12
January 27, 2021
MOSTRA TIRADENTES - DEBATE - O QUE É UMA PERSONAGEM?
O debate discute a criação de personagens a partir de uma série de perguntas que estão para além de uma elaboração tradicional do texto de roteiro. Como as personagens começam a existir? Quais são os elementos do trabalho? Como a experiência de observação do mundo e do cotidiano contribuem para essa elaboração? Em que medida as atrizes e os atores são cocriadores? Convidados: Carol Rodrigues – cineasta |SP Gabriel Martins – cineasta |MG Lincoln Péricles – cineasta |SP Mediação: André Antônio – cineasta e pesquisador | PE
01:31:49
January 27, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA FOCO SÉRIE 1
Bate-papo sobre os curtas da MOSTRA FOCO – SÉRIE 1 com a participação dos diretores: Gabriela Luíza – diretora de Drama Queen(MG) JasminTenucci– diretora de Céu de Agosto (SP) Luísa Marques / Darks Miranda– diretora de Lambada Estranha (RJ) Marcus Curvelo – diretor de A Destruição do Planeta Live (BA) Mediadora: Camila Vieira – curadoria curtas
01:00:34
January 26, 2021
MOSTRA TIRADENTES – ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | ROSA TIRANA
Bate-papo do filme ROSA TIRANA com a participação da equipe do filme: José Dumont – ator Kiarah Rocha – atriz Rogério Sagui – diretor e roteirista Crítico convidado: Cleber Eduardo | SP Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:05:08
January 26, 2021
MOSTRA TIRADENTES - RODA DE CONVERSA - CORPO, ARTE E RESISTÊNCIA
A presente roda de conversa é um convite para pensarmos a presença e a materialidade do corpo em cena, como possibilidade de testemunho e de múltiplos tensionamentos, a partir das investigações estéticas presentes no trabalho artístico em suas dimensões ética e estética.Como que o corpo resiste e responde aos embates políticos do nosso tempo? Como que a história da arte e do cinema precisam ser recontadas e reescritas como um gesto político? Convidados: Dea Ferraz, diretora de Agora (PE) Macca Ramos, diretor de Negro em mim (SP/MG/BA/PE/PA) Sara Antunes, diretora de De Dora, por Sara (SP) Mediação: Daniele Ávila Small – crítica, pesquisadora e curadora de teatro | RJ
01:10:46
January 26, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | ORÁCULO
Bate-papo do filme ORÁCULO com a participação da equipe do filme: Alice Bennaton–atriz Gustavo Jahn– diretor e produtor Juarez Nunes– ator Luana Raiter– atriz Melissa Dullius– diretora e produtora Crítico Convidado: Rafael Parrode – GO Mediação: Marcelo Miranda – crítico de cinema | MG
01:06:54
January 25, 2021
MOSTRA TIRADENTES - RODA DE CONVERSA | PROCESSOS ARTÍSTICOS E CRIAÇÃO DE PERSONAGENS: ENTRE A CENA E A TELA
A criação de uma personagem perpassa várias etapas na realização de um filme. Neste percurso, escrita, leituras, ensaios, preparação de elenco e as condições criadas no momento da filmagem são alguns dos recursos que proporcionam caminhos para os processos de criação do elenco e da direção de um filme. Propomos aqui uma conversa entre atrizes e diretoras sobre os seus processos de criação, a relação entre cinema e outras artes, assim como os desafios enfrentados nos seus processos de realização. Convidadas: Arlete Dias, atriz de Voltei! (BA) Djin Sganzerla, diretora de Mulher Oceano (RJ/SP) Isabela Catão, atriz de Enterrado no Quintal (AM) e O Barco e o Rio (AM) Julia Katharine, diretora de Won’t you come out to play? (SP) Mediação: Amanda Gabriel – atriz e arte-educadora | PE
01:23:57
January 25, 2021
MOSTRA TIRADENTES - ENCONTRO COM OS FILMES – MOSTRA AURORA | AÇUCENA
Bate-papo do filme AÇUCENA com a participação da equipe do filme: Flávio Rebouças – diretor de fotografia Isaac Donato – diretor e roteirista Marília Cunha – produtora e roteirista Crítica convidada: Carla Italiano | MG Mediação: Marcelo Miranda – círico de cinema | MG
01:04:05
January 24, 2021
MOSTRA TIRADENTES | RODA DE CONVERSA: A POÉTICA DO CINEMA DE GÊNERO
O cinema brasileiro tem uma vasta produção que bebe nas tradições dos gêneros cinematográficos, de seus temas, suas estéticas e seus códigos. Esse cinema, não raro, busca comunicação com o imaginário dos espectadores por meio de uma relação franca: o cinema de gênero não tergiversa. Ele busca atingir os espectadores de maneira frontal. Por outro lado, existem filmes que não se afirmam “de gênero” mas dialogam amplamente com esse repertório. A conversa buscará abordar a importância e, talvez, a necessidade do exercício do cinema de gênero no cinema brasileiro contemporâneo. Convidados: Armando Fonseca, diretor de Skull: A Máscara de Anhangá (SP) Kapel Furman, diretor de Skull: A Máscara de Anhangá (SP) Marco Arruda, diretor de Magnética (RS) Otto Cabral, diretor de Animais na Pista (PB) Rodrigo Aragão, diretor de O Cemitério das almas perdidas (ES) Mediação: Marcelo Miranda – Crítico de Cinema | MG
01:12:53
January 24, 2021
MOSTRA TIRADENTES | DEBATE VERTENTES DA CRIAÇÃO
VERTENTES DA CRIAÇÃO 23/01 | sábado | 11h O debate convida a discutir os processos de criação – a construção dos personagens, do espaço, a escrita, a montagem. O que se faz com as mãos, os olhos, os corpos e o coração quando se está criando uma imagem? Essa reflexão pode acessar um campo de expressão das experiências particulares do trabalho de criação, um trabalho que não está isolado dos processos mais amplos do mundo (econômicos, técnicos, políticos), mas dele toma parte ativa com mais proximidade ou com uma calculada (e necessária) distância. Convidados: Adirley Queirós – cineasta | DF Cristina Amaral – cineasta |SP Mediação: Lila Foster – curadora Mostra Tiradentes | DF
01:05:43
January 23, 2021
MOSTRA TIRADENTES | DEBATE INAUGURAL | O PERCURSO DE PAULA GAITÁN
DEBATE INAUGURAL | O PERCURSO DE PAULA GAITÁN 22/01 | sexta | 20h Na ousadia expressiva e na variedade criativa, Paula Gaitán é uma artista incontornável do cinema brasileiro contemporâneo no que ele pode ter de mais livre. Sua obra responde de maneira abrangente ao emblema da experimentação estética e da experiência poética. Realiza longas, curtas e médias-metragens, faz filmes com dinheiro, sem dinheiro, filme caseiro, performances, musical de memória, filme híbrido, documentário especulativo, ficção poética, cine-retrato abstrato, videoclipes, séries de entrevistas, artes visuais e outros mais. O debate abordará a singular trajetória cinematográfica de Paula Gaitán. Convidados: Arrigo Barnabé – músico e ator | SP Ava Gaitán Rocha – artista/cantora, compositora e cineasta| SP Clara Choveaux – atriz | RJ Eryk Rocha – cineasta | SP Paula Gaitán – cineasta homenageada | SP Mediador: Francis Vogner dos Reis – coordenador curatorial | SP
01:08:05
January 23, 2021
Roda de Conversa | Estética e criação a partir da história e da violência
A história do Terceiro Mundo é marcada por colonialismo, migrações diversas, violências várias e tentativas constantes de sobrevivência dos povos oprimidos. Ao levar para a tela narrativas delirantes do passado brasileiro, rememoração oral das tradições de matriz africana ou provocações de um estado calamitoso que vivemos no presente, os cineastas aqui reunidos refletem, de maneiras originais e singulares, como é fazer arte a partir desses desafios, impostos por circunstâncias maiores e muitas vezes sem controle. Convidados: Beatriz Seigner – diretora do filme Entre nós, um segredo Cleyton Xavier – diretor do filme Rodson ou (onde o sol não tem dó) Rodrigo Aragão – diretor do filme O Cemitério das Almas Perdidas Mediação: Marcelo Miranda – curador CineBH
01:08:32
November 3, 2020
Estudo de Caso | Meu Nome é Bagdá
Em 2017, Meu Nome É Bagdá fez uma bela passagem pelo encontro de coprodução Brasil CineMundi, quando ainda era um projeto embrionário e atendia pelo nome de Bagdá – Cenas do Cotidiano. Três anos depois, o filme de Caru Alves de Souza está de volta ao CineMundi e à CineBH, depois de um lindo nascimento, em fevereiro, na mostra Generation 14 Plus do Festival de Berlim, onde venceu o Grande Prêmio da categoria, conferido pelo júri oficial. O Festival de Berlim terminou no dia 1º de março, pouco depois de a OMS confirmar o status de pandemia mundial da Covid-19, interrompendo uma trajetória que se antevia brilhante. Um novo desafio se impôs à realizadora e aos produtores: repensar os caminhos do filme, diante da realidade do fechamento das salas e dos desdobramentos da necessidade prolongada do isolamento social. Neste Estudo de Caso, vamos conhecer as alternativas e saídas da produção do filme para não interromper a trajetória de sucesso. Convidadas: Caru Alves de Souza – diretora Rafaella Costa – produtora Mediador: Pedro Butcher – curador CineBH e colaborador Brasil CineMundi
01:02:40
November 3, 2020
As Telas em Transe na Pandemia – Parte 2
O que se viu na pandemia? Como se viu? O que une as várias produções artísticas desde o fechamento dos espaços culturais é a concentração no audiovisual. Mas como os criadores se reconfiguraram para novos formatos e novas plataformas? Nesta conversa, criadores e pensadores discutem sobre o impacto do audiovisual em seus trabalhos e as perspectivas de quem depende das artes vivas para suas expressões. Convidados: Guilherme Diniz – ator, pesquisador e crítico teatral Laís Machado – criadora da vídeo-performance Canção das Filhas das Águas Mauricio Lima – diretor e dramaturgo de Museu dos Meninos – Arqueologias do Futuro
01:02:17
November 3, 2020
Roda de Conversa | Mostra A Cidade em Movimento – O teatro em cena
O corpo na cena teatral e sua relação com o audiovisual, o teatro e as histórias que ele pode inventar e contar. A sessão reúne filmes que nos convidam à uma conversa sobre o teatro belorizontino: de um lado, a sua relação com o audiovisual no período da pandemia, do outro,  a memória de um importante festival de teatro realizado na capital mineira. Integrantes da roda de conversa: Rita Clemente (diretora), AO TEATRO | Marcos Coletta (diretor), CENAS CURTAS 20 ANOS: A FESTA DOS ENCONTROS Marina Viana – atriz e dramaturga Marina Viana é atriz, dramaturga e diretora teatral graduada no curso de Artes Cênicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com habilitações em Licenciatura e Bacharelado em Interpretação Teatral desde 2005. É integrante dos Grupos: Mayombe Grupo de Teatro, Teatro 171, Cia Primeira Campainha, e é colaboradora de vários outros coletivos da cidade de Belo Horizonte (MG). Tem uma banda, já publicou Zines, realiza prêmios e faz cabarés. Posou como modelo vivo na Escola de Belas Artes pra ajudar no orçamento da casa. Atriz e modelo. Escreve manifestos e plagicombina canções alheias. Mediador: David Maurity – ator, apresentador e dramaturgo
01:08:06
November 2, 2020
CORPO EM TRANSE, LINGUAGENS EM TRÂNSITO
Welket Bungué é um ator e realizador de Guiné Bissau, atualmente radicado na Alemanha, em Berlim. Tem uma longa carreira teatral e mais recentemente vem se dedicando à realização de curtas-metragens. Welket é também ator de vários filmes, sendo inclusive o protagonista da nova versão contemporânea de “Berlin Alexanderplatz”, exibida na competição do Festival de Berlim desse ano. Os curtas de Welket refletem sobre a diáspora africana e fazem uso da performance, do teatro e da poesia em busca de uma linguagem que rompa com as ferramentas coloniais, trazendo uma reflexão fundamental para a proposta da CineBH desse ano. Convidado: Welket Bungué – ator e realizador | Alemanha Mediação: Pedro Butcher – curador CineBH e colaborador Brasil CineMundi | RJ
01:10:25
November 2, 2020
Roda de Conversa | O Brasil de dentro e de fora
O ano de 2020 tem sido um desafio para o Brasil. Em meio à institucionalização do ódio por um governo de direita e a chegada avassaladora de uma pandemia, o audiovisual muitas vezes é a resposta mais urgente que os artistas conseguem dar à complexidade dos tempos atuais. Seja dentro de casa, diante do noticiário cada vez mais surreal ou intervindo diretamente na paisagem urbana, o que os realizadores desta conversa propõem é a perturbação dos tempos e dos espaços. Vamos saber como eles se dispuseram a olhar além de suas janelas (interiores ou exteriores) e arriscarem colocar suas expressões imediatas nesse mundo louco. Convidados: Alexandre Salomão – diretor do filme Corpo Monumento Beatriz Saldanha – diretora do filme Do pó ao pó Eduardo Camargo – diretor do filme Eu Sou a Destruição Mediação: Marcelo Miranda – curador CineBH
01:01:14
November 1, 2020
Roda de Conversa | Mostra A Cidade em Movimento – Corpos dissidentes
Os filmes dessa sessão se conectam pela presença de corpos que renunciam aos padrões hetero e cisnormativos, convidando à uma conversa sobre diversidade sexual, liberdade  e amor. Encontros, olhares e ritos de passagem traduzem gestos políticos de uma comunidade que se coloca e se impõe na dinâmica social e também nas telas do cinema. Integrantes da roda de conversa: Maick Hannder (diretor), LOOPING | Mariana Borges (diretora), BABI E ELVIS | Vinicius Sassine (diretor), EXU MATOU UM PÁSSARO  Participação especial: Juhlia Santos – jornalista, performer e produtora Graduada em comunicação pela  faculdade Estácio de Sá Belo Horizonte, atua a mais de 10 anos na performance onde sempre trás seus questionamentos e posicionamentos sociais, passa a circular pelo teatro quando em 2017 e integra o elenco do espetáculo  madame Satã do grupo de teatro ‘grupo dos dez’, logo passa a compor elenco de outros diversos espetáculos   Com trajetória na militância  lgbt dento do recorte trans hoje se coloca como militante autônoma e logo como artivista por ver na arte a melhor forma de aproximação dxs outres as nossas questões. Precursora da plataforma artística pretas T, onde desenvolve trabalhos artísticos pautados no gênero atrelado a raça. Conselheira no quilombo manzo no qual é pertencente desde a adolescência onde afirma ser um grande espaço que contribui para sua formação pessoal.  Hoje está acessora parlamentar na mandará coletiva da deputada Andréa de jesus. Quando se afirma puta por convicção e na intenção de dismistificar todo esse imaginário marginal que sua corpa se insere. Mediador: David Maurity – ator, apresentador e dramaturgo
01:09:12
November 1, 2020
As Telas em Transe na Pandemia – Parte 1
O conturbado ano de 2020 chama atenção para a relevância da interlocução entre teatro e cinema no Brasil. Desde muito antes da pandemia, o intercâmbio entre linguagens produz obras de grande relevância formal e de excelente repercussão – para além das conhecidas adaptações dos clássicos da dramaturgia nacional. Agora é ainda mais evidente o quanto as produções teatrais e cinematográficas têm a conversar. Estão aqui reunidos alguns artistas cujas obras são excelentes convites para o aprofundamento do debate, considerando as linguagens do documentário, da performance, do drama e da literatura. Convidados: José Fernando Azevedo – diretor de Navalha na carne negra Lorenna Rocha – crítica de cinema e teatro Pablo Lobato – cineasta, diretor do Éramos em bando Ricardo Alves Jr. – diretor do curta Coisas úteis e agradáveis Mediador: Marcelo Miranda – curador CineBH
01:07:60
November 1, 2020
Distribuição e Exibição: Desafios e Perspectivas
A pandemia da Covid-19 trouxe imensos desafios para os setores da da exibição e da distribuição. Para a exibição, a necessidade de fechamento dos espaços que dependem da aglomeração de plateias cortou subitamente as possibilidades de receitas das salas de cinema. Como o setor enfrentou a crise e tem se preparado para a volta, com seus protocolos e possibilidade de novos períodos de isolamento? A distribuição, por sua vez, precisou repensar todo seu planejamento, adiar estreias e se reprogramar tendo no horizonte as dúvidas quando à reabertura das salas e as possibilidades do streaming. Ao mesmo tempo, a explosão dos serviços de streaming e a decisão de todos os grandes grupos de lançarem seus próprios canais, antes mesmo da pandemia, tem deixado o consumidor confuso. O mercado está desorganizado? É possível repensá-lo? Convidados: Adhemar Oliveira – exibidor e distribuidor Espaço Filmes | SP Lídia Damatto – gerente de vendas e aquisições FiGa Films | SP Sílvia Cruz – distribuidora Vitrine Filmes | SP Mediadora: Lia Bahia – pesquisadora e professora | RJ
59:29
November 1, 2020
Roda de Conversa | A Cidade em Movimento – Pandemia Criativa
A sessão reúne um conjunto de filmes produzidos durante a pandemia da COVID-19 na cidade de Belo Horizonte e nos convida a pensar sobre os limites e as possibilidades de criação audiovisual no contexto de isolamento social. Para além da produção audiovisual no ambiente doméstico, as imagens também nos mostram as resistências que transitam e ocupam a cidade apesar do vírus. Integrantes da roda de conversa: Matheus Gepeto (diretor), DESTINO | Joana Bentes (diretora), PRESA | Luis Evo (diretor), VEM VINDO ALGUÉM, SERÁ? | Gustavo Aguiar (diretor), AQUI, NEM EU | Felipe Nepomuceno (diretor), CIDADE SEM MAR | Célio Dutra (diretor), O MENINO E O GATO | Adriano Gomez (diretor), SUBMUNDO | Rafael dos Santos Rocha (diretor), VIGÍLIA Participação especial: João Paulo Campos – crítico e pesquisador de cinema João Paulo Campos é crítico e pesquisador de cinema.  Mestre e doutorando em Antropologia na USP. Foi redator da revista de cinema Rocinante (MG) e programador do coletivo cineclubista cinefronteira (MG). Atualmente é editor da Zagaia em Revista (SP) e integra o grupo de programadores do cinecubo IAB-SP, além de participar de júris e equipes de curadoria em festivais brasileiros. Mediador: David Maurity – ator, apresentador e dramaturgo
59:33
October 31, 2020
Desafios da Produção Audiovisual no Brasil nos Tempos Atuais
A paralisação da Ancine e do Fundo Setorial do Audiovisual e a necessidade de distanciamento social prolongada, em função da pandemia da Covid-19, trouxeram inúmeros desafios ao setor da produção no Brasil nos últimos tempos. Por outro lado, a experiência da quarentena confirmou a necessidade das pessoas por narrativas audiovisuais e apontou para a forte demanda por produtos nacionais. Como o setor se organizou (ou não), para, ao mesmo tempo, enfrentar a as limitações impostas à produção, que paralisou suas atividades por meses e precisou adotar novos e rigorosos protocolos de segurança para retomar suas atividades, e aproveitar as oportunidades que surgiram com o aumento da demanda por produtos e, sobretudo, por produtos locais? Convidados Alexandre Cunha – diretor de programação do Canal Brasil | RJ Guilherme Fiuza Zenha – produtor e presidente do Sindav | MG Simone Oliveira – gestora executiva Globo Filmes | RJ Mediadora: Ana Paula Sousa – jornalista | SP
01:02:08
October 31, 2020
Debate Inaugural | Arte Viva: Redes em Expansão
Diante das condições impostas pela pandemia, as artes da cena precisaram se adaptar às pressas e passaram a depender dos recursos do audiovisual e da Internet para chegar aos espectadores. Diversos artistas de teatro que nunca tinham pensado em fazer teatro online começaram a experimentar essa linguagem, criando espetáculos inéditos que tiveram uma recepção calorosa e despertaram acirradas discussões. Os artistas em destaque na Mostra Temática estão reunidos neste debate para conversar sobre as obras que criaram durante a pandemia e as implicações deste momento histórico sobre a cultura do teatro e do audiovisual. Convidados: Germano Melo – diretor, roteirista e ator do curta Coisas úteis e agradáveis Grace Passô – atriz, dramaturga e diretora de República Juracy de Oliveira – diretor de 12 Pessoas Com Raiva  e criador do Pandêmica Coletivo Temporário de Criação Luciana Eastwood Romagnolli – crítica e curadora de teatro Mediador: Pedro Butcher – curador CineBH e colaborador Brasil CineMundi
55:45
October 30, 2020
DEBATE - A PRESERVAÇÃO SOB A ÓTICA DA FOTOGRAFIA NO CINEMA
Lauro Escorel é hoje um dos mais notáveis e atuantes diretores de fotografia do cinema brasileiro, com extensa e prestigiada carreira – incluindo obras como “São Bernardo” (1971, de Leon Hirszman), “Mar de rosas” (1977, de Ana Carolina), “Bye bye Brasil” (1979, de Cacá Diegues), “Eles não usam black tie” (1981, de Hirszman) e “Uma vida em segredo” (2003, de Suzana Amaral). Sua importância para o cinema também se dá pela direção – seu filme mais recente, “Fotografação”, está em destaque nesta edição da CineOP. Atuou como supervisor técnico em diversos projetos de restauração, com destaque para as obras de Leon Hirszman e de “Cabra marcado para morrer”, de Eduardo Coutinho. Escorel possui um rara sensibilidade à questão da preservação. Neste debate, Escorel poderá compartilhar algumas reflexões sobre a sua experiência no cinema, contemplando a importância da preservação e das instituições de patrimônio audiovisual. Convidado: Lauro Escorel – diretor de fotografia|RJ Mediador: José Quental – curador Temática Preservação | RJ
01:05:02
September 9, 2020
DEBATE - INSTITUIÇÕES DE PATRIMÔNIO EM RISCO: CASO CINEMATECA BRASILEIRA
A Cinemateca Brasileira possui o maior acervo audiovisual da América do Sul, preservando a história e identidade brasileira. Desde sua criação, há 74 anos, ela tem enfrentado dificuldades de diferentes proporções, refletidas em quatro incêndios, sendo o último em 2016. A crise atual é considerada a pior: sem contar com repasse do governo federal em decorrência de um imbróglio administrativo, com a suspensão de serviços essenciais, ausência de pagamento de salários à sua equipe técnica há cinco meses e a consequente ameaça ao acervo.  O desmonte e descaso do governo federal coloca em risco o patrimônio público e, sobretudo, a própria existência da instituição. Existe saída para essa crise? Como garantir a necessária constância dos trabalhos neste patrimônio público? Como preservar a Cinemateca Brasileira? Convidados: Carlos Augusto Calil – cineasta e ex-diretor executivo da Cinemateca Brasileira | SP Débora Butruce – preservadora audiovisual e vice-presidente da ABPA | SP Fabiana Ferreira – Instituto Brasileiro de Museus / Ministério do Turismo | DF Mediadora: Eloá Chouzal – pesquisadora audiovisual e de conteúdo | SP
01:08:14
September 9, 2020
MASTERCLASSES - A EXPANSÃO DO MUSEO DEL CINE PABLO DUCROS HICKEN
A diretora do Museo del Cine “Pablo Ducros Hicken” em Buenos Aires apresenta as perspectivas da instituição, cuja excelência de seu acervo e estratégias expositivas o tornam uma referência importante para o campo do patrimônio audiovisual. A expansão da instituição com o novo prédio em construção para armazenamento e processamento técnico do acervo audiovisual e o trabalho técnico envolvido. Paula Félix Didier é historiadora formada pela UBA, mestre em Arquivo e Preservação de Meios Audiovisuais pela New York University e doutoranda em História pela Torcuato Di Tella University, atualmente ocupa a Diretoria do Museu do Cinema “Pablo Ducros Hicken” do Ministério da Cultura do Governo da Cidade de Buenos Aires.  Mediação: • Ines Aisengart Menezes – curadora da Temática Preservação | SP
59:42
September 9, 2020
DEBATE - PROJETOS AUDIOVISUAIS EDUCATIVOS QUE TRABALHAM COLABORATIVAMENTE COM A PRODUÇÃO AUDIOVISUAL EM (POSSÍVEIS) AMBIENTES ESCOLARES DURANTE A QUARENTENA
Projeto: Jovens Cineastas: Produção Audiovisual e Aprendizagens Possíveis em Ambiente Escolar Instituição: Universidade Estadual de Goiás e CEPI Nova Cidade (Aparecida de Goiânia) Apresentação: Maykon Rodrigues | GO Projeto: Curta metragem: uma arte da colaboração Instituição: Faop Apresentação: Ricardo Macêdo | MG Projeto: Oficinas de Cinema para Educadores(as) Instituição: Parceria FUNEC/AAPCINE Apresentação: Helenna Dias | MG Projeto: EXPERIMENTANDO CINEMA NUM LUGAR-ESCOLA: a partir de fragmentos (de filmes) de Brasil e China em transformação Instituição: Unicamp Apresentação: Katharine Diniz | SP Mediação: Ally Collaço – coordenadora da Rede Kino | SC Ana Bárbara Ramos – coordenadora da Rede Kino | PB
01:11:21
September 9, 2020
DEBATE - CASE DE RESTAURO: PIXOTE, A LEI DO MAIS FRACO
Restauração da obra de Hector Babenco, por meio do World Cinema Project, no laboratório L’Immagine Ritrovata e Estúdio JLS. Convidados: José Luiz Sasso – sound designer | SP Myra Babenco – sócia-diretora da produtora HB Filmes | SP Patrícia De Filippi – restauradora | SP Roberto Gervitz – cineasta | SP Mediador: Marco Dreer – consultor da COC/Fiocruz | RJ
01:02:18
September 9, 2020
DEBATE - UM PLANO DE CINEMA, UM PLANO DE AULA
No encerramento do Encontro da Educação, teremos a presença da cineasta Cristina Amaral e da professora Licinia Correa. A proposta é aproximar as perspectivas de Cristina como cineasta e de Licinia como educadora. O diálogo e as relações devem surgir a partir de um plano de cinema, escolhido pela cineasta Cristina Amaral. A partir do contato com esse material, abre-se uma brecha criativa de produção de conhecimento sensível e colaborativo entre as duas convidadas. Convidadas: Cristina Amaral – cineasta e montadora | SP Licinia Correa – professora UFMG | MG Mediador: César Guimarães – professor UFMG | MG
01:10:09
September 9, 2020
DEBATE - História - TV, Pós TV e outras telas
O debate discute as mudanças na televisão nos últimos 40 anos, as convergências com o cinema e outras artes, até as tecnologias atuais que podem mudar o modo de difusão de comunicação, arte e entretenimento.  Convidados: • Christine Mello – crítica, curadora e pesquisadora | SP • Gabriel Priolli – jornalista, diretor de televisão e educador | SP • Petra Costa – cineasta | SP  Mediador: Francis Vogner dos Reis – curador Temática Histórica | SP
01:15:38
September 7, 2020
DEBATE - Encontro de cinema: Revisão, reconstituição ou reapropriação de filmes interrompidos ou perdidos
O debate discute os filmes que integram a 15ª Mostra de Cinema de Ouro Preto que fazem a revisão, reconstituição ou reapropriação de imagens de filmes que foram interrompidos ou tiveram boa parte do seu material perdido. Convidados: Petrus Cariry, diretor do filme A Jangada de Welles | CE Reinaldo Cardenuto, diretor do filme Acabaram-se os Otários | RJ Vitor Graize, diretor do filme Olho de Gato Perdido | ES Mediadora: Camila Vieira – curadora de curtas da Mostra Conemporânea | CE
01:06:33
September 7, 2020
DEBATE - A atuação dos Arquivos Brasileiros no mundo digital
O cenário digital impôs uma série de mudanças dentro de instituições de patrimônio audiovisual: o escopo de materiais a serem coletados, fluxos de preservação e, sobretudo, na forma de promover o acesso, com ênfase na internet. A pandemia da Covid-19 evidenciou, de forma definitiva, a vulnerabilidade do patrimônio audiovisual brasileiro no mundo digital, tanto para sua difusão quanto para preservação. Quais são as ações de disponibilização de filmes e documentos audiovisuais nas redes? Quais são os requisitos de infraestrutura e corpo técnico, além das implicações legais e éticas para uma difusão mais ampla e de qualidade de conteúdo na Internet? Convidados: Adauto Cândido Soares – coordenador de comunicação e informação da Unesco | DF Ana Farache – coordenadora do Cinema e da Cinemateca Pernambucana da Fundação Joaquim Nabuco | PE Carolina Alves – coordenadora do Programa de Arquivos Pessoais do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas | RJ Felipe Rocha – coordenador de acervo – Museu da Pessoa | SP Mediadora: Lila Foster – pesquisadora, curadora, preservacionista audiovisual e diretora de relações institucionais da ABPA | DF
01:10:11
September 7, 2020
DEBATE - PROJETOS AUDIOVISUAIS EDUCATIVOS QUE PRIVILEGIAM A DIMENSÃO AFETIVA, CRIATIVA NO TEMPO DA PANDEMIA
Projeto: Conexões afetivas e efetivas: lugar-escola-cinema-família-criança Instituição: Centro de Educação Infantil Cha Il Sun (Prefeitura Municipal de Campinas) Apresentação: Mauro Antonio Guari | SP Projeto: Palco Aberto #Em Casa: uma proposta de criação e fruição artística em tempos de isolamento social Instituição: Núcleo de Arte do Centro Pedagógico (Escola de Educação Básica-CP/UFMG) Apresentação: Liana Lobo | MG Projeto: Cinemi Instituição: Escola Municipal Professora Mércia do Nascimento Dias Apresentação: Rafaela Mahiane Rosa | SP Projeto: Cinema na Quarentena Instituição: Cinemirim Apresentação: Maria Bento | RJ Medição: Maria Leopoldina (Dina) Pereira – coordenadora da Rede Kino | MG Teresa Assis Brasil – coordenadora da Rede Kino | RS
01:13:20
September 7, 2020
DEBATE - CINEMA, TELEVISÃO E COMUNICAÇÃO POPULAR
O debate discutirá a experiência das TVs comunitárias e iniciativas para o cinema importantes na televisão nas últimas décadas, avaliando os desafios políticos para a efetivação do direito à informação e a necessidade de disputa com a mídia tradicional do imaginário do grande público. Convidados: Luara Dal Chiavon – Brigada de Audiovisual Eduardo Coutinho – MST | SP Paulo Alcoforado – consultor para empresas da economia criativa, ex-diretor da Ancine e ex-coordenador executivo dos Programas DOCTV no Brasil e no exterior | RJ Valter Filé – professor e ex-coordenador da TV Maxambomba | RJ Mediadora: Clarisse Alvarenga – professora e pesquisadora | MG
01:09:30
September 7, 2020
DEBATE - MÍDIAS NAS ALDEIAS
Como ponto de partida, faremos uma conversa sobre a experiência de realização de vídeo-cartas trocadas entre as três professoras indígenas – Graciela Guarani, Patrícia Ferreira Pará Yxapy, Michele Kaiowá – e a artista visual Sophia Pinheiro dentro do projeto Nhemongueta Kunhã Mbaraete realizado durante a pandemia da Covid-19. O uso dos dispositivos móveis no cotidiano dessas cineastas e educadores e a elaboração de canais de diálogo afetivo entre elas em meio ao isolamento social. Pretende-se ainda abordar a maneira como as aldeias Guarani estão lidando de maneiras diferentes com o momento do isolamento social e seus impactos. Nesse sentido, torna-se importante repensar o papel da escola, seus espaços e possibilidades de intervenções dentro dos territórios indígenas nos quais estão situadas. Convidadas: Graciela Guarani – professora e cineasta | PE Michele Kaiowá – professora e cineasta | MS Patrícia Ferreira Pará Yxapy – professora e cineasta | RS Sophia Pinheiro – cineasta | GO Mediadora: Clarisse Alvarenga – curadora Temática Educação | MG
01:02:16
September 7, 2020
DEBATE - Projetos audiovisuais educativos que vincularam telas e janelas para ver o mundo, em tempo da quarentena | 1ª Sessão: Projetos Audiovisuais Educativos
Projeto: Meu mundo, minha janela Instituição: UNESPAR – Universidade  Estadualo do Paraná Apresentação: Solange Stecz | PR Projeto: Universidade e Escola sem Muros Instituição: FE-UnB em parceria com escolas públicas do DF, em especial com o CEF 801 do Recanto das Emas. Aprovado no Edital n. 4 da FAP/DF Apresentação: Vitória Moura Alves | DF Projeto: Rodas de conversas: reflexões contemporâneas e afetos em tempos de crise Instituição: Funec Cruzeiro do Sul, Contagem, MG (Ensino Médio) Apresentação: Sergio Alkmim | MG Projeto: Cinema na escola, inclusive em meio à Pandemia Instituição: EMEF Padre Melico Cândido Barbosa Apresentação: Aline Jekimim Goulart | SP Mediação: Daniele Grazinoli – coordenadora da Rede Kino | RJ Felipe Leal Barquete – coordenador da Rede Kino | PB
01:08:49
September 6, 2020
DEBATE - DIFERENTES PERSPECTIVAS DA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS NO DOCUMENTÁRIO
Partindo dos filmes Banquete Coutinho, Seres, Coisas, Lugares e As Constituintes de 88, o debate discute as diferentes elaborações de personagens no cinema documentário. Convidados: Gregory Baltz, diretor do filme As Constituintes de 88 | RJ Josafá Veloso, diretor do filme Banquete Coutinho | RJ Suzana Macedo, diretora do filme Seres, Coisas, Lugares | RJ Mediadora: Camila Vieira – curadora de curtas Mostra Contemporânea | CE
59:33
September 6, 2020
MASTERCLASSES - CINEMATECA PORTUGUESA DO FOTOQUÍMICO AO DIGITAL
O diretor de acervo da Cinemateca Portuguesa é convidado a compartilhar suas reflexões sobre as ações de sua instituição no mundo digital. Reconhecida internacionalmente, tanto por sua programação quanto pela excelência de seu laboratório fotoquímico, a presença digital da Cinemateca Portuguesa foi construída de forma gradual e consistente nos últimos anos. A pandemia de Covid-19 obrigou o fechamento temporário das salas de cinema e aprofundou este processo. O enfoque desta masterclass incide sobre os desafios para conjugar a nova dimensão do acesso digital com as missões de uma cinemateca – sobretudo em propiciar uma compreensão e uma experiência ampla do cinema. Tiago Baptista é diretor do Arquivo Nacional das Imagens em Movimento, o centro de conservação da Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema. Doutorado em Film and Screen Media pela Universidade de Londres (Birkbeck College), é investigador integrado do Instituto de História Contemporânea-NOVA FCSH (Lisboa) e docente da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (Lisboa). Membro do Comité Executivo da Federação Internacional de Arquivos de Filmes (FIAF). Mediação: • Ines Aisengart Menezes – curadora da Temática Preservação | SP • José Quental – curador da Temática Preservação | RJ
01:05:04
September 6, 2020
DEBATE - FIAF: COMUNIDADE E ESTRATÉGIAS
A Federação Internacional de Arquivos de Filmes (FIAF) é uma entidade que reúne 171 arquivos e cinematecas. Criada em 1938, desempenha um papel central na articulação de uma comunidade dedicada à preservação e ao acesso do patrimônio cinematográfico mundial. Uma conversa em torno das formas de atuação da Federação neste contexto de inédita crise mundial, que demanda o fortalecimento das redes de colaboração e solidariedade. Convidado Internacional: Christophe Dupin – administrator sênior – Federação Internacional de Arquivos de Filmes – FIAF | Bélgica Mediadores: Ines Aisengart Menezes – curadora Temática Preservação | SP José Quental – curador da Temática Preservação | RJ
01:15:17
September 6, 2020
DEBATE - AS TELAS NAS PEDAGOGIAS DA PANDEMIA
Vivemos uma multiplicação de telas. Telas que nos conectam ao mundo, mas também condicionam nossos modos de ver, consumir audiovisual, ao tempo que subjetivamos valores em regimes de difícil desconexão. Nos perguntamos como propor políticas e pedagogias de cuidado através de uma outra presença do cinema. Como pensar formas de produção colaborativa de conhecimentos usando plataformas e redes cada vez mais controladas pelo capitalismo de vigilância. Como fazer dos espaços domésticos, durante este período de isolamento, experiências de ensino-aprendizagem diferenciadas das salas de aula e do uso habitual dos ambientes virtuais de aprendizagem. Inés Dussel é professora pesquisadora do Departamento de Pesquisa Educacional do CINVESTAV-IPN, México. Membro do Sistema Nacional de Pesquisadores (SNI) do México, Categoria III.  Mediação: Adriana Fresquet – curadora Temática Educação | RJ
01:00:31
September 6, 2020
DEBATE - Encontro de Cinema - Imagens na contramão das narrativas midiáticas
O debate aborda experiências distintas de cineastas que tiveram na televisão campo de atuação ou objeto de crítica em suas obras, tendo como objetivo criar formas e discursos críticos que se distinguiram das narrativas oficias da comunicação das mídias corporativas.   Convidados: • Dácia Ibiapina – diretora do filme Cadê Edson? | DF • João Batista de Andrade – diretor do filme Wilsinho Galiléia | SP   Mediador: Francis Vogner dos Reis – curador Temática Histórica | SP
01:00:56
September 5, 2020
DEBATE - Preservação - A preservação na televisão brasileira: desafios e acesso
MOSTRAR MENOSA televisão brasileira é componente essencial da cultura brasileira. Faz 70 anos em 2020 e suscita celebrações e reflexões, além de lançar um alerta para a preservação do seu patrimônio, que já passou por episódios de desmantelamento, dispersão, leilões e extravios de acervos. A multiplicidade de formatos de gravação adotados ao longo de décadas acarreta desafios para sua preservação, intensificados com o estabelecimento do digital. Como as emissoras de televisão do país vêm gerenciando seus acervos e como a preservação, em seus diferentes níveis, participam do fluxo de trabalho dessas empresas? Como se dá o acesso ao nosso rico patrimônio audiovisual televisivo?   Convidados: • Adriano Medeiros – cineasta e professor da Ufop | MG • Luciana Savaget – jornalista e editora chefe do Arquivo N – Globonews | RJ • Paula Saldanha – jornalista, ambientalista e presidente do Instituto Paula Saldanha | RJ • Zico Goes – diretor de desenvolvimento Canais FOX | SP   Mediadora: Maria Byington – PPGMA-FCRB e associada da ABPA | RJ
01:16:05
September 5, 2020
DEBATE - Educação - Tv, Rádio e Vídeo na Educação
Por meio de apresentação das trajetórias de três TVs e rádios educativas no Brasil, vamos discutir suas características singulares e seus objetivos. Com isso, pretende-se propor uma reflexão sobre o papel do acesso público à comunicação como direito fundamental e sua implementação como uma prática pedagógica relevante para a garantia da cidadania e democratização da sociedade. A possibilidade de movimentos sociais e grupos específicos se organizarem e elaborarem propostas próprias de comunicação como elemento indispensável à pluralidade de vozes, imagens e modos de fazer no campo da comunicação social e, especialmente, da televisão e do rádio.   Convidados: • Marcus Tavares – gerente de formação – TV Escola | RJ • Marília Franco – professora | SP • Renata Tupinambá – Rádio Yandê | RJ   Mediadora: Esther Hamburger – professora USP | SP
01:10:26
September 5, 2020
MASTERCLASSES - CINEMA E EDUCAÇÃO: TEMPO DE DELICADEZA
Ao refletir sobre um aspecto comum da condição humana, a fragilidade, me pergunto se não existirá uma espécie de pedagogia à qual chamar “pedagogia da fragilidade”? De fato a pedagogia tem como critério fundamental ter imaginado em algum momento de sua história que aprender é algo simples, salvo algumas exceções que devem passar por processos de exclusão ou de inclusão, como se em verdade aprender fosse algo natural. Porém, me pergunto também se não é certo que, na realidade, aquelas coisas que de verdade importam na vida todos somos igualmente frágeis para aprendê-las. Ninguém nasce com nenhuma capacidade para aprender o amor, a dor, a morte, e, portanto há uma fragilidade comum e que toda pedagogia deveria ensinar a atender. Acredito que não há possibilidade de vínculo essencial entre as pessoas se elas não se confessam mutuamente o que não podem, o que não sabem, o que não tem, o que são incapazes, embora possam chegar a tê-lo, sabê-lo, querê-lo e desejá-lo. Mediação: Adriana Fresquet – curadora Temática Educação | RJ
01:01:40
September 4, 2020
DEBATE INAUGURAL – CINEMA DE TODAS AS TELAS
A televisão faz 70 anos em 2020. Podemos pensar sua história de diversas maneiras, mas certamente a mais interessante não é a da celebração dos marcos das concessões comerciais (os canais tradicionais), mas sim a das tentativas de fazer da televisão um instrumento de comunicação e invenção desafiador para o grande público. Essa história, é a história das exceções, e por isso é uma das disputas políticas mais importantes do nosso tempo. Hoje, quando a televisão tradicional é ainda o maior meio de comunicação do país, a busca pela convergência com plataformas digitais se impõe absolutamente, plataformas essas que nesse momento de isolamento também servem ao teatro, à música e ao cinema. Como o cinema brasileiro pode sobreviver, se adaptar e se reinventar nesse contexto? Em uma época de consolidação da ‘multiplicação das telas’ e das grandes companhias de streaming podemos garantir um espaço efetivo e produtivo para o audiovisual brasileiro? Como ter uma ação substancial apesar da ausência do poder público no debate? Convidados: Ailton Krenak – liderança indígena, escritor e filósofo | MG Tadeu Jungle – roteirista e diretor de cinema, TV e realidade virtual | SP Mediadores: Clarisse Alvarenga – curadora Temática Educação | MG Francis Vogner dos Reis – curador Temática Histórica | SP
01:09:05
September 4, 2020
Bate-papo com Raquel Hallak sobre a 15ª CineOP
Vamos conversar sobre a CineOP? Em 2020, o evento completa 15 anos. O que aconteceu nesta trajetória? O que mudou? O que avançou? Vamos lembrar as histórias do evento que trata cinema como patrimônio e coloca a preservação, a história e a educação no centro das discussões. Que faz eco para os melhores frutos e constrói um legado. Esperamos você amanhã para participar deste bate-papo. *** SERVIÇO 15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto 3 a 7 de setembro de 2020 Lei Federal de Incentivo a Cultura Parceria Cultural: Sesc em Minas @sescmg, Universidade Federal de Ouro Preto @minhaufop Idealização e realização: Universo Produção Secretaria Especial de Cultural Ministério do Turismo Governo Federal
59:47
September 3, 2020
COSMOPOÉTICAS CONTRA-HEGEMÔNICAS
Em um país que se assume cada vez mais diverso e conflituoso, o que pode o cinema? A mesa “Cosmopoéticas contra-hegemônicas” propõe um debate entorno de obras, filmes e poéticas atravessados por valores, crenças, vivências e percepções de mundo que constituem o que podemos chamar de cosmovisões ameríndias e da diáspora afroatlântica. Para além de discursos diretos de contestação aos poderes hegemônicos, o cinema aqui se apresenta como uma possibilidade de expressão e intervenção de forças disruptivas que desafiam o imaginário do poder que historicamente se constitui como oficial. Convidados: - Castiel Vitorino Brasileiro – artista |ES - Clarisse Alvarenga – cineasta e professora |MG  - Janaína Oliveira – pesquisadora e curadora |RJ Mediadora: Tatiana Carvalho Costa – curadora |MG Foto: Netun Lima/Universo Produção Gravado no dia 30/01/20,  quinta - 15h00, no Cine Teatro SESI
01:52:58
January 30, 2020
O CINEMA BRASILEIRO NAS TELAS DO MUNDO
A cada edição, profissionais internacionais do audiovisual marcam presença na Mostra Tiradentes para conhecer o cinema brasileiro e relatar experiências, estratégias de seleção e programação de festivais internacionais, ações de cooperação e intercâmbio e o olhar sobre o cinema brasileiro. Convidados: - Miguel Valverde – programador – IndieLisboa |Portugal - Nuria Cubas – diretora artística FILMADRID Festival Internacional de Cinema |Espanha - Paola Buontempo – programadora Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata | Argentina - Roger Koza – crítico e programador Hamburg InternationalFilm Festival e Viennale |Argentina Mediador: Pedro Butcher - curador Brasil CineMundi |RJ Gravado no dia 29/01/2020 | quarta - 15h00 no Cine Teatro SESI em Tiradentes
01:18:25
January 29, 2020
VIVER DE CINEMA: DA MACRO À MICROPOLÍTICA
VIVER DE CINEMA: DA MACRO À MICROPOLÍTICA O cinema brasileiro vivencia mais um fim de ciclo em relação às políticas públicas voltadas para o audiovisual. A sensação de asfixia, já vivenciada com o fim da Embrafilme no começo dos anos 1990, anuncia tempos de enormes dificuldades para aqueles que vivem de cinema. O encerramento de mais um ciclo econômico é o ponto de inflexão para debatermos a economia do cinema brasileiro, os avanços das políticas empreendidas nos últimos anos, assim como seus limites e sua inevitável sensação de dependência. É possível uma indústria de cinema no Brasil sem enfrentarmos, diretamente, um mercado dominando pelo produto estrangeiro? É possível imaginarmos outras formas de financiamento e circulação do cinema independente? O campo audiovisual atendeu às demandas políticas por relações de trabalho mais igualitárias? É tempo de negociarmos ou enfrentarmos de forma mais frontal o desmantelamento calculado do cinema brasileiro? Convidados: - Eduardo Valente – cineasta e curador |RJ - Jean-Claude Bernardet – ator e cineasta |SP - Luana Melgaço – produtora |MG Mediadora: Lila Foster – curadora |DF Foto: Netun Lima/ Divulgação  Gravado no dia 27/01/20 | segunda - 15h30 no Cine Teatro SESI
02:08:05
January 27, 2020
A IMAGINAÇÃO COMO POTÊNCIA
Um dos embates mais importantes que ocorrem hoje no país é a disputa do imaginário, que consiste no conflito entre formas de entender o passado e formas de projetar o futuro. O debate “A Imaginação como Potência” visa investigar as questões acerca da função política da imaginação e o lugar do cinema nesse campo de disputa ao elaborar novas formas, perspectivas, e propor experiências que possam transfigurar o mundo. Convidados: - Bernardo Oliveira - professor, pesquisador, crítico de música e cinema e produtor |RJ - Helena Vieira – escritora e pesquisadora |CE - Ivana Bentes – professora e pesquisadora |RJ Mediador: Francis Vogner dos Reis - curador |SP Gravado no dia 26/01 | domingo - 15h30 no Cine Teatro SESI
01:53:17
January 26, 2020
O PERCURSO DE ANTÔNIO PITANGA E CAMILA PITANGA
Referências de um país grande, preto, deslumbrante e imaginativo, portadores de uma rebeldia combativa e alegre que consolida uma imagem de Brasil para o qual deveríamos nos sentir vocacionados, os homenageados Antônio e Camila Pitanga possuem carreiras nas quais reconhecemos a potência artística e a diferença – criativa, simbólica e política - que esses dois artistas fizeram e fazem na cultura brasileira. O debate abordará a trajetória artística de Camila e Antonio Pitanga, seus trabalhos na atuação no teatro no cinema e na TV e na direção de filmes. Convidados: - Antônio Pitanga – ator homenageado | RJ - Camila Pitanga – atriz homenageada | RJ Mediador: Pedro Maciel Guimarães – curador | SP Gravado em Tiradentes 25/01 | sábado - 12h00 no Cine Teatro SESI
01:15:30
January 26, 2020
A IMAGINAÇÃO COMO POTÊNCIA: PERSPECTIVAS DAS CURADORIAS
A Imaginação como potência é a temática da 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes e sugere o recurso à imaginação, o seu livre fluxo e de contornos mais fabulatórios, como um caminho trilhado pelo cinema brasileiro .Quais são os caminhos estéticos, políticos e poéticos que os filmes tem tomado e que configuram o que podemos chamar de “nova imaginação”? Como esses filmes respondem ou indicam caminhos para a formulação das transformações necessárias no imaginário político e cinematográfico? Convidados: - Camila Vieira – curadora| CE - Lila Foster – curadora | DF - Pedro Maciel Guimarães – curador | SP - Tatiana Carvalho Costa – curadora | MG Mediador: Francis Vogner dos Reis – coordenador curatorial | SP Gravado no dia 25/01 | sábado - 10h15 Cine Teatro SESI em Tiradentes (MG)
01:38:11
January 26, 2020
FILMES DE PLÁSTICO NO MUNDO
FILMES DE PLÁSTICO NO MUNDO - A PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA DA PRODUTORA EM 10 ANOS DE TRAJETÓRIA A produtora mineira Filmes de Plástico, homenageada do evento, completa uma década em 2019. Criada por André Novais Oliveira, Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macêdo Correia, a empresa virou um “case” mundial ao se tornar uma das principais caras do cinema brasileiro em festivais e eventos internacionais, com produções que se destacam pela simplicidade estrutural e complexidade formal e narrativa. Nesta masterclass, o produtor e os diretores da Filmes de Plástico irão contar sua trajetória, abordando as escolhas, desafios,  estratégias, modos de produção e esforços de coprodução que fizeram da empresa a atual ‘marca’ mineira mais recorrente nos festivais mundiais e uma das mais vinculadas ao Brasil. Convidados: - André Novais Oliveira – cineasta |MG - Gabriel Martins – cineasta |MG - Maurílio Martins – cineasta |MG - Thiago Macêdo Correia – produtor |MG Mediador:  Marcelo Miranda - curador CineBH |MG A masterclass fez parte do programa de formação da 13ª Mostra CineBH e do 10º Brasil CineMundi, dia 18/09/19, no Teatro João Ceschiatti - Palácio das Artes, Belo Horizonte.  Vinheta: Barulhista
01:47:42
September 25, 2019
A INTERNACIONALIZAÇÃO DO CINEMA BRASILEIRO E OS DESAFIOS PARA O FUTURO
Debate realizado no dia 18/09/19, como parte do programa de Formação da 13ª Mostra CineBH e 10º Brasil CineMundi.  A internacionalização do cinema brasileiro e os desafios para o futuro parte do reconhecimento dessa presença e importância dos filmes do país no circuito dos principais festivais internacionais e o aumento das coproduções com outras nações. Quanto aos “desafios para o futuro”, a proposição é a de reconhecer também a fragilidade de um cenário sujeito às intempéries políticas e à fragilidade das instituições de Estado. Como é possível, dadas as atuais circunstâncias, não só dar continuidade, mas fortalecer o cinema brasileiro? Não dá para falar de internacionalização sem atentarmos também a uma contradição que não pode mais ser ignorada: a dificuldade de existência e legitimação do cinema brasileiro no seu próprio mercado. Convidados: Eduardo Valente - cineasta, crítico e programador de cinema e ex-assessor internacional da Ancine |RJ Janaína Oliveira – curadora e programadora de festivais, coordenadora Ficine |RJ Rodrigo Teixeira – produtor RT Features |SP Mediador: Francis Vogner dos Reis - curador da Mostra CineBH |SP Vinheta de abertura: Barulhista
02:13:26
September 25, 2019